História Little Game (interativa) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Interativa, Irmãs, Little Game, Mansão, Morte, Psicopata
Visualizações 39
Palavras 1.895
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


olha, tá tendo capítulo rápido assim porque por enquanto eu to com tempo e sou uma vagabunda sedentária que não sai de casa, mas quando as provas começarem vai diminuir a rapidez pra ter capítulo novo, por isso tô aproveitando agora

eu espero ter retratado bem a personalidade de cada personagem....

só um avisinho que as vezes é bom e quem sabe pro spirit não excluir a fic: NÃO matem seus amiguinhos e NEM seus irmãozinhos

desculpe qualquer erro na escrita, e espero que gostem

Capítulo 4 - Fase 1: alianças


Fanfic / Fanfiction Little Game (interativa) - Capítulo 4 - Fase 1: alianças

Tinha uma enorme confusão na cabeça de todos os participantes presentes. Como vieram parar alí? por que foram escolhidos? as irmãs não deveriam estar mortas? 
Naoko mostrava uma expressão de satisfação. A jovem de cabelos negros adorava a expressão de medo e confusão no rosto dos participantes, e faria de tudo para vê-los com a expressão que ela mais amava: a expressão de um ser humano prestes à morrer, principalmente após ser traído por um aliado. Para essa Alluni, seres humanos são apenas peças de um jogo, um ser fraco que merece apenas a morte. Ela era o oposto do seu nome, que para ela, era uma completa ironia que o significado de seu nome fosse "correta"
Ela anda mais para frente, com seus lábios formando um sorriso psicopata. Com seus lábios vermelhos pelo batom em sua boca, ela assobia, chamando a atenção de todos presentes.

— acho melhor prestarem atenção - fala calma, olhando para eles com um olhar de superioridade - vocês serão divididos em alianças, acho que assim será mais fácil de sobreviver, mas não é obrigatório. Vocês escolheram com quem vão querer ficar

Mayu rapidamente desconfia, Naoko nunca foi de dar dicas aos participantes, geralmente era ela mesma que fazia isso. O que sua irmã planejava? esse era o mistério. Ela apostou que todos morreriam, então por que ajudar agora? apenas se ela quisesse que os dois participantes escolhidos por Mayu começassem a confiar nela para então dar um jeito de mata-los

— possui 5 armas nesse local - Naoko continua a explicação - quando minha irmã der o sinal, comecem a procurar por elas. Após as 5 armas forem achadas, formem suas alianças, no mínimo 2 devem ser formadas. As portas vão abrir de acordo com as alianças e nós nomearemos as alianças de acordo com a ordem que entrar 

Todos se entreolhavam desconfiados. O menino que estava sentado com as costas apoiadas na parede se levanta olhando para as irmãs Alluni 

— e... - olha para a Naoko especificamente com seus olhos olhos vermelhos brilhante com maquiagem púrpura que desaparece em direção às porções internas de suas pálpebras - por que deveríamos obedecer vocês ? - fala de uma que irrita Naomi

Naomi se levanta de seu pequeno trono. Ela pula da plataforma, parando no chão de forma sutil em suas pontas dos pés. Sua presença parece fazer todos os participantes à sua volta gelar. Ela para em frente ao humano, para ela ignorante, de cabelos negros de comprimento médio com um longo e segmentado rabo de cavalo com tranças que se estende até os tornozelos

— Kira Shinigami - fala com um sorriso no rosto, o olhando com seus olhos violetas profundos - hahaha, não consegue se mexer? - uma arma surge em suas mãos, ela aponta para ele - eu mesma acabarei com você se não obedecer - fala calma como se nada estivesse acontecendo, não mostrava nenhuma expressão em seu rosto - mas não te matarei agora. Pessoas como você, precisam sofrer no inferno que é o Little Game e ainda tentar sobreviver. Eu sei como é horrível, já joguei esse jogo muitas vezes, e na última vez, fui morta pela minha própria irmã 

A arma desaparece da mão dela. O corpo da "deusa" parece evaporar. Sim, deusa, pois dentro dessa mansão, elas tinham alguns poderes inimagináveis, algo mais do que apenas abrir uma porta sem precisar tocar nela. Ela surge novamente ao lado de Mayu, que coloca a mão sobre a cabeça da mais nova.
Todos conseguiam ter o movimento de seus corpos novamente. Kira olha para Naomi com um olhar irritado, e ela devolve o mesmo olhar, mas de um jeito diferente, ela olhava para ele como se o jovem magro e bastante musculoso de altura mediana com fosse sua presa.

— comecem! - fala Mayu em um tom autoritário 

Todos começaram a procurar pelas armas de forma desesperada, afinal, eram 5 armas para 10 pessoas. 
Stephanie procurava perto da porta da entrada, não estava muito confiante de que conseguiria achar, mas de repente, os olhos da jovem ficam em uma tonalidade dourada brilhante. Os olhos de Naomi também estavam na mesma coloração. O corpo de Stephanie começa a se mexer sem que ela perceba, sem que ela ordenasse. Naomi controlava seu corpo. O corpo dela é levado até um local onde tinha uma pistola, então os olhos dela voltam à coloração normal. Quando ela ver a pistola não pensa duas vezes antes de pegar ela, mas havia ficado confusa em como conseguiu achar a arma.
Um menino de 15 anos estava no canto do comodo procurava embaixo de um tapete. Ele tinha cabelos castanhos bagunçados cobertos por um capuz azul de seu suéter, usava uma calça escura e botas de trilha pretas. Enquanto procurava por alguma arma tinha alguns tiques, mas não era culpa dele, ele tinha Síndrome de tourette. Seus olhos castanhos ficam da cor dourada brilhante, também foi controlado por Naomi

— Hedat! - uma menina de 14 para 15 anos se aproxima dele, tinha cabelos vermelhos escarlat batendo até a altura do joelho - você já encontrou alguma coisa? - pergunta de forma gentil, e até um pouco tímida 

Ela o fitava com os seus belos olhos azuis, mas é ignorada por ele, o que a irrita um pouco 

— ei, Hedat, eu estou falando com você - reclama

Ela não percebia a mudança na cor dos olhos do jovem, já que ele usava um óculos escuros que não dava para ver a cor dos olhos de Hedat. O jovem andava até um lugar ignorando a adolescente. Ele encontra uma faca e coloca a mão no cabo, então assim os olhos dele volta ao normal

— ei! Hedat Maldonado! não me ignora! - fala já batendo nele
— ai Haru!! isso machuca!
— então não me ignora seu idiota! - ela percebe a faca na mão dele - você conseguiu achar.... vamos vou procurar a outra para mim - ela segura a faca da mão dele - e eu fico com isso por enquanto - fala andando 

Haru Nowaki tinha um corpo bem definido e estrutural, repletos de curvas, com grandes seios e bunda média

— eu te ajudo - fala indo atrás dela 

Haru vai andando até uma menina de 18 anos de idade. Essa garota tinha um cabelo médios castanhos claros ondulados batendo na metade das costas da jovem, magra com 1, 71 m de altura com seios médios. Ela estava tentando alcançar um local alto onde havia várias prateleiras, com os seus olhos claros ela fitava uma arma alí mesmo

— Achou uma arma Dawn? - pergunta Haru de forma gentil 
— magina, só estou tentando tocar aquela prateleira por diversão - diz em um tom de voz sacarstico - Que pergunta hem Haru
— isso em você me cansa - reclama 
— não pedi para que gostasse de mim - fala pulando tentando pegar a arma
— assim você nunca vai conseguir - Fala um jovem de 20 anos com cabelos castanhos, ele tinha características coreanas com os olhos puxados. Era um jovem de aparência bastante fofa
— não me diga Krion - responde Dawn no mesmo tom de antes - vai me ajudar? 
— Haru, ajuda ela - fala olhando para a ruiva
— você é bastante irritante as vezes - fala estendendo a mão para Dawn para fazer pézinho

Dawn sobe, assim conseguindo pegar a arma encima da estante.
Naomi procurava a próxima pessoa que controlaria para poder achar as armas. Se bem que na verdade, ela levava a pessoa até um lugar para então fazer a arma aparecer na frente dela, e Mayu havia notado isso 

 — maninha, acho que você deveria parar de trapacear, nenhum dos 2 meninos que eu escolhi receberam as armas ainda - fala Mayu calma, sentada em seu trono, mexendo na tarsa com vinho
— Naomi, depois você pode me ajudar a preparar as armadilhas já que a senhora Mayu não quer que você escolha quem fica com as armas - fala Naoko para a mais nova, antes de beber um pouco do vinho em sua tarsa 
— tá - fala indo se sentar junto com as irmãs 

Kira procurava as armas, até que encontra uma na sua frente, e o mesmo acontece com Milla que estava na parte oposta de onde Kira estava. Naoko se levanta. Uma das paredes do comodo se abre, ela fez isso

— primeira aliança, apresente-se se tiver coragem - diz sorrindo de forma psicopata

três pessoas dão vão para a frente, queriam ser os primeiros à entrar, quem sabe o pior ficava para quem ficasse por ultimo. Essa aliança era formada por ninguém menos do que Kira, Milla e Dagon

— Mayu, minha irmã, quer nomear essa aliança ? - pergunta Naoko

Mayu para a tarsa em frente aos seus lábios. Ela apoia ela no braço do trono, respira fundo e fala:

— Amon - diz calmamente, com seus olhos vermelhos serenos, como se esse jogo não estivesse acontecendo, como se essas pessoas não estivessem indo em direção ao perigo 

Naoko faz um sinal com a mão para eles irem, e é isso que eles fazem. Assim que eles entram, a parede se fecha parecendo que nada tinha acontecido. Naoko sorrir e olha novamente para os participantes 

— próximos - fala com seus olhos vermelhos escarlates brilhando, parecia se divertir com isso tudo, e realmente estava 

Mais três pessoas vão para frente, mas dessa vez não era por acaso. Eles se conheceram nesse local, mas confiavam um no outro mais do que confiavam nos outros participantes, afinal, mal tinha começado o jogo, e já haviam quase morrido. Lana, Akise e Stephanie deram o passo a frente. Outra parede se abre

— Naomi, quer fazer as honras? - pergunta Mayu para a mais nova sentada ao seu lado

A mais nova parecia pensar em um nome, ela ajeita a franja que caia sobre seu olho violeta e fala calmamente: 

— Phoenix

Naoko aponta para a parede e eles entendem. A nova aliança, a aliança Phoenix entra, com medo de qual seria seu futuro 

— próximo

Os últimos 4 participantes dão o passo a frente, essa era a maior aliança, e eles lutariam até o fim para poder fugir daquele local maldito com todas as forças que tinham. Naoko apenas sorrir, então simplesmente fala:

— Iandara - nomeia a aliança 

a parede se abre, e sem precisar de qualquer comando de Naoko eles entram, então a parede é fechada

— hahaha - Naoko cai na gargalhada - é tão hilário ver a determinação deles 

Naomi e Mayu seguravam o riso. Sabiam que mais da metade deles seriam mortos. Naomi tinha um objetivo, ajudar pelo menos 5 à sair da casa com vida, mas não se importava com quem fosse, afinal, se ela matasse um dos escolhidos de Mayu, ela iria ganhar a aposta. Mayu iria tentar fazer pelo menos 6 pessoas saírem com vida, claro que incluindo os seus escolhidos, assim Naomi e Naoko perderiam a aposta

— haha - Mayu começa a rir da situação - são tão inocentes ainda - ela coloca a mão na testa - humanos são seres idiotas... haha
— viu como somos gentís, no nosso tempo era apenas nós três então não podíamos escolher nada ou pegar armas que davam para a gente - fala Naoko olhando para Mayu

Naomi olha para as duas irmãs sorrindo. Ela coloca a mão sutilmente sobre a barriga, o local onde uma faca foi atravessada causando sua morte durante o jogo no Little Game

 

Continua...


Notas Finais


eu recomendo que vocês procurem o significado dos nomes das alianças, em um dos nomes está a dica de que em uma delas tá um dos dois escolhidos por Mayu (dica 2, eles não estão na mesma equipe)

espero que tenham gostado do capítulo, comentem por favor do que acharam desse capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...