História Little Lines About Love - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Bela e a Fera, A Origem dos Guardiões, Frozen - Uma Aventura Congelante, Naruto
Personagens Bela (Belle), Elsa, Fera, Jack Frost, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Exibições 14
Palavras 1.427
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Pois bem, como o próprio título sugere, o primeiro capitulo trata-se de um momento singular de Sakura e Sasuke, sendo então este momento narrado pelo último. Embora Naruto, bem como seu desfecho, seja mundialmente conhecido, ainda preciso avisá-los que muito provavelmente haverá SPOILERS. 'Muito provavelmente' pois como eu só comecei a acompanhar o anime recentemente, há coisas do mesmo que desconheço e que talvez a sua falta possa influenciar de algum modo na minha narrativa.
Acontece, porém, que o que você está prestes a ler nada mais é do que uma situação simples, logo não tão remetente a fatos ocorridos anteriormente. Embora eu não goste muito da personagem Uchiha Sasuke, guardo admiração e respeito por Haruno Sakura (infelizmente, muito mal explorada e representada no anime como muitas outras personalidades femininas em muitas outras tramas). Sendo assim, eis aqui uma situação no qual gosto de pensar que o Uchiha está disposto a se mostrar igualmente admirado e devoto em relação a rosada.
Tenham todos uma boa leitura!

Capítulo 1 - Haruno Sakura e Uchiha Sasuke: There's shadows in the light


Fanfic / Fanfiction Little Lines About Love - Capítulo 1 - Haruno Sakura e Uchiha Sasuke: There's shadows in the light

“(…)

Oh, love, let me see inside your heart

All the cracks and broken hearts

There's shadows in the light

There's no need to hide

 

'Cause I am on fire

Like a thousand suns

I couldn't burn it out

Even if I wanted to

(…)

Um movimento sutil na cortina me acordou. Por um breve momento eu desconhecia até mesmo meu nome, quem dirá aonde eu estava. Até que as lembranças cruéis do pesadelo que tornara meu sono tão instável me ocorreram. Inclinei minha cabeça para esquerda e antes mesmo que eu pudesse pensar, tornei a respirar com facilidade. Meus pulmões se deliciaram com o alívio que meus olhos proporcionaram para o meu corpo ao focarem nas costas de Sakura. Lá estava ela, segura ao meu lado, deitada em seu sono. Por mais que eu não pudesse ver seu rosto, sua postura refletia a serenidade que eu tinha certeza que estava presente. A luz da noite, regada pela imensa lua cheia, preenchia o quarto com tons prateados, banhando a silhueta de Sakura de modo que a própria brilhava em resposta. Era de tirar o folego. E como se não bastasse, o símbolo Uchiha estava estampado em suas costas, naquela minha camisa velha e surrada que ele insistia em vestir toda vez ao dormir.

Não pude deter minha mão a tentação de sentir aquele ponto do tecido em especial contra sua pele. O calor daquele toque suave, cuidadosamente tomado a fim de não acordá-la, fez-me sorrir ante mesmo que eu pudesse evitar. Bom, eu não queria evitar. Sakura era real e estava bem ali ao meu lado, compartilhando da minha cama.

Nós tínhamos demorado a nos entender. Voltar para Konoha sempre era mais difícil do que partir até então. Demoramos a aceitar de que ela precisava de mim aqui, bem como eu também precisava de mim lá fora. Não era o suficiente para ela, eu sabia que não, mas no fim, tudo o que importava era que eu tinha pelo o que voltar.

–  Bom, é um relacionamento diferente de tudo o que eu já imaginei, mas acredite, ainda não é menos do que eu mereço – ela havia me garantido quando enfim deixamos de perder tempo. – Nós dois temos que concordar que eu não sou uma garota comum.

Sakura havia mudado, sem dúvidas. Ela era dona do próprio destino e agora sabia disso, presando por sua liberdade mais do que por qualquer outra coisa. Por mais que ela me amasse, era fato que poderia viver sem mim como já havia feito por muito tempo. Eu jamais poderia ser egoísta quanto a isso, logo me deixava aliviado, pois ainda que agora minha vida se resumisse a ela, fazê-la feliz era tudo que importava. Mesmo que essa felicidade me excluísse. A incrível sorte que tenho em ela ter me aceitado de volta, mesmo com todos os meus atributos defeituosos e um passado horrível que eu mesmo escrevi, era sem dúvidas mais do que eu merecia.

Levantei-me em silêncio. Organizei mantimentos e vestimentas para minha partida, tudo sem tirar os olhos da sua serenidade ao dormir. Abastecer-me daquela paz me manteria firme na minha missão exploratória. Não iria me despedir dessa vez. Era forte o bastante para competir com a Nove Caudas, mas não o suficiente para ver Sakura lutar com as próprias lágrimas. Era uma garota durona em todo seu ser, mas era sensível com a mesma intensidade. Beijei seu cabelo suavemente ao passo que depositava um pergaminho na mesinha de cabeceira, ela nem mesmo se mexeu. Enquanto continuava abraçada contra um dos meus travesseiros, a fitei por uma última vez antes de deixar o quarto pela janela. Guardaria comigo aquela fotografia a fim de me lembrar a cada segundo qual era o meu objetivo dessa vez.

Sakura seria minha guia e por ela eu desceria novamente até o inferno, mas sem pretensão de permanecer por lá, pois o que me ocupava não era mais ódio. O que me ocupava era ela.

Só ela e nada mais.

“Você quase sempre esteve sob meus olhos e quando não, eu a tinha através dos olhos dos outros. Ainda que sem saber, você mantinha junto a si o que ainda existia de humano em mim e confesso que demorei a perceber. Quando o fiz, um misto incomum de alívio e pavor me assombrou por de trás do meu silêncio, fazendo-me desejar não ser um shinobi, desejar ter uma história diferente, desejar ser comum. No entanto, não se pode mudar o passado e pensar no futuro pode se tornar perigoso, como tantas vezes já o foi para nós. Eu tinha uma missão, ainda que terrivelmente egoísta, ainda era a minha missão, o proposito que me fez continuar. As consequências das escolhas que precisei fazer por ela machucaram-me tanto quanto a você. A sua dor foi a minha dor e esse foi o meu maior sacrifício, do qual eu jamais poderei me perdoar.

As vezes não posso suportar tocá-la. Não mereço tocá-la, não depois de tudo que fiz a você. Mas você ainda quer que eu o faça e isso me fortalece e destrói no mesmo compasso.

Amar você me sujeita ao medo constante de perde-la, e eu já perdi demais, Sakura. Agora eu entendo, que depois de tudo, amá-la me obriga a zelar por um mundo sem caos, mesmo que para isso eu tenha que estar longe. Eu sei que és forte, sei que não é mais uma garotinha precisando de proteção, sei tão bem que você não precisa de nada além de si mesma para manter-se a salvo, mas não posso arriscar. A ideia de uma nova guerra ou qualquer outro conflito de natureza semelhante que possa envolve-la me rasga. Se não o era, agora você se tornou o meu propósito, e meu único arrependimento a respeito disso é eu não ter permitido que isso tivesse acontecido antes, antes de toda a dor que criei.

Eu não falo muito, não me é natural, assim como expressões, mas isso já não é mais um problema para nós. Você é a única que me lê plenamente, embora tenha sofrido por essa habilidade. Perdoe-me por não amá-la do jeito que merece, mas acredite que o faço do único jeito que sei. Não sei quando, onde ou até mesmo como, mas os meus sentimentos estão irrevogavelmente ligados aos seus... Embora o Time 7 tenha me salvado do destino que eu escolhi, só você foi responsável pela minha plena redenção. Naruto jamais desistiu de mim e eu serei eternamente grato por ele enfim me mostrar um mundo sem ódio, mas você, Sakura, era a única capaz de me guiar por esses novos caminhos.

Por muito tempo, tudo o que chegou a despontar no meu coração fora convertido em puro ódio, exceto, é claro, o seu amor. Cuidei para que ele fosse mantido longe do monstro que me tornei, para que em último caso, ele me lembrasse de que havia algo mais importante pelo o que lutar. O ódio é mais fácil de lidar, Sakura, já o amor não. A verdade é que preferimos ignorá-lo, embora saibamos que ele é a única saída. Por mais que eu tentasse negá-lo, por mais que eu tenha buscado outros propósitos para minha vida vazia. Depois de tudo o que aconteceu com Itachi, eu deveria saber que só existia um meio do meu coração se aquietar. Perdoe-me mais uma vez, por ter percebido isso tão tarde.

Não há nada em minhas mãos que posso oferecer, nada que esteja a sua altura. Ainda que meu clã estivesse completamente restaurado, não chegaria nem perto do que você realmente merece. Tudo o que consigo pensar é nesse meu coração, que mesmo antes tendo sido rasgado pelo ódio, agora cicatriza pelo perdão. É tudo o que eu tenho de valor, Sakura. Quer dizer, pensando bem, é tudo o que eu tinha, pois nós dois sabemos que ele não me pertence há um tempo. Aceite-o para sempre, é tudo o que eu tenho, e não há e nem nunca haverá dona mais perfeita para possuí-lo. Não aceitarei nada em troca. A esperança de que um dia talvez eu possa ter a sorte de cuidar do seu por completo me mantém em paz. E, mesmo que por algum infortuno do destino, nós nunca aconteçamos, ainda quero que fique com ele.

Cuide bem do meu coração enquanto eu estiver fora, é a coisa mais digna que posso lhe oferecer.

Vejo você em breve.

US.”

 

(...)

These flames tonight

Look into my eyes and say

You want me to like I want you

I got a hunger in me”

Hunger – Ross Copperman

 


Notas Finais


Muito bem, espero do fundo do meu coração que tenham gostado e que tenha seguido a linha mais fiel possível de acordo com a história geral. Um grande abraço em agradecimento por você ter chegado exatamente até aqui.
Comente sua opinião, a fim de me deixar saber se estou correndo pelo caminho certo.
Beijos e até o próximo ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...