História Little piece of heaven - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 38
Palavras 1.696
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello!
Não demorei um ano dessa vez.
Como vocês estão?
Não vou enrolar muito, podem ir ler.

Boa leitura!

Capítulo 2 - Beautiful smile


***

Abri os olhos, assustada, ao ouvir o toque do meu celular. Passei a mão pelo rosto e suspirei ao ver o nome de Lizy na tela.

— Você tem noção de que horas são?  - Atendi.

— Pelo visto quem não tem é você.  Ainda estava dormindo? Você tem uma sessão em meia hora.

— Sessão do quê?

— De fotos, S/n. Pelo amor, não checou seus e-mails ontem? Eu te mandei toda a sua agenda da semana.

— Posso ter esquecido. - Suspiro. - Eu já chego ai, ok? Onde você está?

— Apenas esteja pronta em vinte minutos, vou passar aí para te buscar.

Lizy encerrou a ligação. Afastei o celular do ouvido e balancei a cabeça rindo. Me levantei indo em direção ao banheiro e tomei um banho rápido. Lizy chegou em dez minutos e não parava de me apressar.

— Lizy, respira. - A segurei pelos ombros rindo. - Sério, é só uma sessão de fotos e não estou tão atrasada.

— Aish, S/n. Precisamos ser rápidas,  você ainda precisa ver sua roupa para o desfile do dia vinte.

— É tanta coisa. - Suspiro. - Essa sessão de fotos é de importante? 

— Sim, é. Está marcada desde o mês passado, são roupas para banho, biquínis, maios...

— Você sabe que eu odeio esse tipo de foto. - Olho para ela. - Os comentários que recebo depois não são agradáveis e você sabe disso.

— Você devia parar de se importar com isso, suas fotos sempre saem boas e fazem sucesso, você é considerada a garota de ouro da Coreia, mesmo não sendo Coreana.

— Nem todo mundo pensa assim. - Suspiro, pegando minha bolsa. - Vamos, não podemos nos atrasar mais.

Ela suspira, me seguindo para fora do quarto. Pego as chaves indo em direção a porta.

— Vamos no meu carro ou no seu?

— No meu.

Apenas dou de ombros seguindo a garota para fora do apartamento.

***

— Não gostei desse pessoal. - Murmuro, apenas para que Lizy ouça. - E essas roupas não ficaram boas em mim.

— S/n, você sabe que não tem que ligar para o que eles pensam e...

— Não vem com essa conversa de novo, Lizy. Por favor. - Suspiro.  - Você não tem noção do quão ruim é. Os olhares que aquela fotógrafa me lançou durante todo o ensaio foram desconfortáveis para mim. E para ser sincera eu tive vontade de correr disso tudo, mas isso não é o tipo de coisa a qual eu possa fazer. - Me afastei dela, me olhando no espelho. - Eu nunca vou ser uma de vocês e preciso aceitar esse fato.

Lizy me olhou e suspirou apenas balançando a cabeça levemente. Puxo o ar e ouço um dos staff me chamando.

Dou uma última olhada para Lizy antes de me afastar voltando para o cenário de fotos.

— Estamos quase acabando. Tire o roupão. - A fotógrafa falou.

Engoli seco, tirando o roupão lentamente e o entregando para o staff.

Eu nunca me senti desconfortável com meu corpo, muito pelo contrário.  Sempre achei que meu corpo fosse bonito, pelo menos no Brasil, mas agora a essa idéia começava a sair da minha cabeça. Minha pele bronzeada já não parecia mais ser um charme, e meu corpo já não parecia mais tão bonito.

Eu fiz de tudo para que entrasse nos padrões,  fiz dietas, mudei meu cabelo de cacheado para liso, mudei até mesmo a cor dele. Mas nada parecia ser o suficiente para eles, nada agradava, não importa o que eu faça, nunca seria o suficiente para que eu estivesse dentro dos padrões. 

— Fique de costas e levante a cabeça, olhando para mim. - Fiz o que a fotógrafa pediu e senti o flash em minha direção.  - Acho que acabamos por aqui.

Suspirei no momento em que ela passou por mim, sem ao menos me olhar. Lizy jogou o roupão por cima de meus ombros e me olhou.

— Você fez um ótimo trabalho, Unnie.

***

Me encarei no espelho, e apoiei as mãos na pia, sentindo meus olhos lacrimejaram. Meu estômago revirou, e eu fechei os olhos antes de voltar a pressionar o cabo da escova de dentes contra minha garganta.

Sinto uma lágrima escorrer por minha bochecha, enquanto meu estômago empurra todo o meu jantar para fora.

Uma mexa de minha franja caí em meu rosto e eu fecho os olhos tentando controlar a leve tontura. Espero alguns segundos até que tudo volte ao normal. Eu me sento na privada, puxando o ar e tentando fazer com que minha respiração se normalize.

Me levanto devagar e lavo a boca escovando os dentes em seguida. Me encaro uma última vez no espelho antes de apagar a luz e sair do banheiro.

Me deito na cama, puxando o edredom sobre meu corpo.

Vejo meu celular vibrar no criado, estico o braço e suspiro ao ver o nome de meu irmão mais novo na tela.

— Oi, maninho. - Tento parecer feliz.

— Oi, mana. Ai já é noite?

— Quase. O que faz acordado a essa hora?

— Estava na casa do Dave. - Fala baixo.

— A essa hora? Não me diz que saiu para uma das festinhas dele.

— O quanto você vai brigar comigo se eu disser isso?

Suspiro. 

— Por que me ligou? 

— Papai sumiu de novo.

Suspiro, e fico em silêncio por um tempo.

— Você sabe onde ele deve estar.

— Eu sei. - O ouço suspirar. - Estou com saudades, maninha.

— Eu também, Mark.

— Sabe... Minhas férias são no próximo mês.  Pensei em ir ai visitar você,  mas não sei se eu poderia.

— Pago sua passagem se você resolver vir.

— Certo... - Ri fraco. - Preciso desligar, estou morto.

— Se cuide, Mark. Eu te amo.

— Eu te amo também, maninha.

Ele encerra a ligação e eu deito minha cabeça no travesseiro.

Minha relação com minha família não era uma das melhores. No momento em que anunciei que viria para Coreia, eles praticamente viraram as costas para mim, Mark foi um dos únicos a me apoiar. Minha mãe deixou claro que, ou eu fazia parte da família ou vinha para a Coreia,  lembro perfeitamente o quanto discutimos no dia, eu vim para a Coreia mesmo assim e dois meses depois ela me ligou,  completamente arrependida, e mesmo que tivéssemos feito as pazes ela ainda deixava claro que não apoiava minha vinda para cá. 

Minha relação com meu padrasto nunca foi das melhores. Ele e minha mãe começaram um relacionamento quando eu tinha quatro anos, quando minha mãe ficou gravida de Mark, eles então se casaram. Meu padrasto fazia questão de me deixar de lado em todas as coisas da "família"  não culpo Mark por isso, afinal, tenho plena consciência de que ele não tem culpa de nada.

Eu sempre tive que me virar sozinha na maioria das coisas, isso não era um problema para mim, já que sempre tive meu próprio dinheiro e graças a Deus minha carreira tem evoluído muito.

Mas isso ainda não compensava a falta de ter uma família por perto.

No dia seguinte, por incrível que pareça,  não errei a hora. Tive tempo o suficiente para tomar um banho, me arrumar e ainda consegui assistir um pouco do noticiário da manhã.  Depois segui até a agência, pelo que parecia,  eu precisava terminar de resolver algumas coisas sobre o contrato com a minha "parceria" com SeokJin.

Ter alguém com tirar fotos era uma coisa nova para mim, já que na maioria das vezes eu as fazia sozinha.

Mas a idéia me parece boa. E Jin aparenta ser alguém bacana.

— Bom dia. - Me curvei levemente para LeeSeok, o cumprimentando. 

— Bom dia, S/a. Animada?

— Para que... Exatamente? 

— Você não lê mesmo seus emails? -Dou uma risada fraca e encolho os ombros. - Você e Jin vão fazer um ensaio fotográfico hoje. — Hoje? - Pergunto confusa. - Por que ninguém me avisou sobre isso?

— Você é bem cara de pau. - Ouço a voz de Lizy atrás de mim. - Eu disse para olhar os emails.

— Posso ter esquecido. - Dou de ombros.

— O problema é que você sempre esquece. - Ela me olhou. - Você tem que ser mais responsável. 

— Eu sou responsável.  - Olho para ela, fazendo uma careta. - Que horas é esse ensaio?

LeeSeok olha o relógio em seu pulso. 

— Agora, na verdade. 

— É para alguma marca ou...

— Adidas. Eles estavam loucos com as novas roupas e assim que souberam sobre você e SeokJin quiseram marcar uma data o mais rápido. 

— Legal... - Balanço a Cabeça de leve.

LeeSeok nos acompanhou até a sala, onde pelo que parecia, seria as fotos. De longe pude ver SeokJin fazendo a maquiagem, ele já estava com a roupa para as fotos e pelo que parecia, ele já estava terminando a maquiagem.

— Melhor ir se trocar logo, Unnie. - Lizy fala.

Balanço a cabeça, seguindo até o pessoal, que olhava as roupas. Me curvo levemente antes que eles me entreguem uma muda de roupas. Sigo até o provador e me troco. As maquiadoras e cabeleireiras começam a me arrumar e pelo espelho pude ver Jin sorrindo para o celular. Por um momento ele levantou o olhar e eu tive uma leve impressão de que ele me olhou. Abaixei o olhar fingindo estar mexendo em algo na mesa e pude notar a cabeleireira rir baixo.

— Não é por nada, mas... Ele não tira os olhos de você. - Fala baixo.

— Deve ser só impressão sua. - Dou uma olhada rápida para ele novamente.

— Não é, não, Lizy também notou isso e acho que alguns Staff também.  - Ela inclina a cabeça um pouco para o lado, jogando o laquê.

— Vocês devem alucinando. - Rio fraco, me levantando. 

Ela apenas dá de ombros e balança a cabeça levemente se virando.

Ouço o fotógrafo nos chamar, e caminho até lá no mesmo instante em que SeokJin. Ele me olha, dando um sorriso de leve e eu tento retribuir da melhor forma possível.

E devo dizer que o sorriso dele é lindo. 


Notas Finais


E então?
O que acharam?
Bom? Ruim?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...