História Little Sweet - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Namgi, Sugamon, Vmin
Exibições 318
Palavras 5.510
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Lemon, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


[Repostando]

Hey amores como vão?

Eu espero que bem :3

Por favor deem uma olhadinha nas notas finais, tenho três recadinhos para vocês :3 E um é do interesse de vocês, um possível extra pra essa OS!

Enfim, espero que gostem.

Boa leitura <3

Capítulo 1 - Capítulo único


Fanfic / Fanfiction Little Sweet - Capítulo 1 - Capítulo único

Nas mãos de Yoongi, aluno do último ano do ensino médio, estava uma minissaia vermelha,  uma blusa cavada que imitava uma camiseta de basquete, só que apertada, junto com um par de tênis da nike vermelho.  Era irônico ele ter que vestir daquela forma, afinal das contas, era o capitão do time de basquete, talvez fosse por isso que as garotas montaram aquele look. Todo mundo pagaria de ridículo no dia da troca, mulheres vestidas de homens e homens de mulheres. O mais constrangedor era que apenas o pessoal do terceiro ano que se travestia, enquanto o primeiro e o segundo só se divertia.

— Fala sério! —  Disse irritado, ele havia deixado as garotas da sua sala lhe emprestarem as roupas, assim como elas fizeram com todos para que  em troca os garotos emprestasse as suas. — Essa saia é mais curta do que a do Jungkook! — Apontou para o garoto que usava uma saia preta e um moletom cinza com estampa de gatinho na frente.

— Apenas veste isso Yoongi-ah! — Todos falaram juntos, faltava apenas ele.

— Tá bom, tá bom  — começou a tirar a calça fazendo umas garotas gritarem se virando e outras o olharem descaradamente.

Jimin puxou uma cortina o tampando, afinal tinha arara para se trocarem. Quando Yoongi retirou toda a roupa ficando só de cueca, vestiu a blusa, não foi tão ruim apesar de um pouco apertada ao menos ela não mostrava a barriga. Por fim colocou a saia curta que marcava suas nádegas deixando suas coxas expostas, calçou as meias 5/8 branca e o tênis suspirando em seguida, se sentia ridículo.

Saiu de trás da cortina, puxando-a com força, todos olharam o capitão embasbacados e não era por menos. Os cabelos verdes água, que desbotavam mais a cada dia, contrastavam com a pele extremamente pálida, a blusa apertada colava-se à suas curvas apesar dos poucos músculos que possuía, a saia apertava suas coxas roliças e brancas. Ele parecia mais menina que todas aquelas meninas, claro, que um tanto despeitada.

— O que estão olhando? — Indagou entre dentes, irritado pelos olhares que lhe lançavam.

— Hyung... — Jimin balbuciou — Você parece uma garota... — Engoliu a seco.

— Se eu tivesse uma peruca... — Uma menina, Hyuji,  murmurou, parecendo decepcionada consigo mesma, mas aquilo não durou muito, pois um sorriso quase maléfico surgiu em seus lábios. — Não tenho peruca mas tenho maquiagem...  — A menina sorriu, procurando na sua mochila a possível maquiagem, puxando as mangas largas da blusa longa masculina para cima a fim de facilitar esse trabalho.

— Que droga, vai me maquiar também? — Falou grave. — Tch espero que ninguém tire fotos minhas. — Se sentou em cima da mesa ficando com as pernas abertas, afinal não era uma mulher e por conta disso não tinha modos.

— Aqui fecha os olhos vou passar o delineador! — A menina se apostou entre suas pernas. Amber estava realmente parecendo com um garoto o que fazia ambos parecerem um casal, mesmo que estivessem vestido contrários.

— E você sabe fazer isso, Amber? — Riu de lado, era normal que os dois trocassem piadinhas cheia de amor e isso não era novidade para ninguém — Achei que essa coisa não era sua praia.

— Essa coisa? Maquiagem? — Indagou concentrada, contornando os olhos pequenos e bem puxados.

— Não, feminilidade. — Soltou um riso em escárnio e a loira trincou os dentes.

— É, realmente não faz. — Deixou-se rir nervosa, passando rapidamente um blush para deixar as bochechas pálidas mais coradas, voltando aos olhos para aplicar sombra. — Mas pelo jeito faz a sua.

Um coro de "shiii" soou pela sala e o Min teve que se controlar para não gargalhar e acabar fazendo-a borrar, não queria parecer um palhaço.

— Por que a Hyuji não me maquia? — Perguntou, mudando de assunto, antes que irritasse a menina ao ponto dela sacanear sua cara.

— Porque ela é burra e esse tipo de animal não sabe maquiar alguém. — Respondeu maldosa, gotas de veneno escorrendo pelo canto de sua boca, outro coro de "shii" se seguiu. — Abre a boca.

— Pra que? — Questionou desconfiado, abrindo os olhos.

— Para eu enfiar um vibrador e vê se tu cala a boca. — Respondeu irônica — Pra eu passar o batom vermelho, Suga. — Revirou os olhos como se fosse óbvio, o menino fez o ordenado e sentiu a coisa cremosa de tom chamativo nos seus lábios finos — Prontinho! Você está lindo... Quero dizer... Linda. Parece até uma princesinha!

— E você tá um perfeito bad boy com as minhas roupas então calada. — ordenou apertando seu nariz. — Vamos logo, a festa já começou somos a última sala aqui ainda. — Empurrou a garota descendo da mesa abaixando a saia resmungando um monte de palavrões sobre a roupa está curta demais fazendo todos da sala rirem.

— Cuidado hen Yoongi?! — A garota gritou. — Do jeito que você está até eu te como fácil. — Riu já fugindo em meio a multidão gargalhando feito louca, afinal estava se sentindo à vontade com aquelas roupas.

O menino se perdeu no meio da multidão, sem achar ninguém que conhecia, todos os do terceiros ano estavam juntos, todos travestidos. Reparou mais e franziu o cenho, duvidava piamente que alguns fossem do terceiro ano. Suas mãos foram para a saia abaixando-a, e percebendo que alguns o olhavam de maneira quase sexual. Engoliu a seco, avistando Jimin ao longe, beijando um garoto levando em conta a roupa feminina. Interromper ou não interromper eis a questão. Não teve tempo de pensar o Park soltou o garoto e o viu chamando-o para perto.

— Oi Hyung, está tudo bem? — Indagou sorridente.

— Acho que sim... — Respondeu com a música alta lhe perturbando a cabeça.

— Você está linda! Eu pegava! — Ele disse alto no seu ouvido rindo logo em seguida, fazendo o mais velho revirar os olhos.

— Nem chega perto de mim. — Revirou os olhos. —  Bom vou deixar você e o V em paz. — Franziu o cenho, pelo visto ficaria sozinho.

— Espera! — Taehyung pediu. — Leva o meu irmão Namjoon-vela com você. — Apontou para Namjoon do segundo ano que estava no celular sem dar atenção para nada.

— Namjoon seu irmão tá mandando a gente vazar, que ir atrás de refrigerante ou ficar de vela? — Yoongi perguntou sorrindo apoiando sua mão em seu ombro.

— Sorry? — Perguntou parecia confuso com algo, mediu Yoongi de cima a baixo e se perguntou o que aquela garota queria. O som alto realmente bagunçando a cabeça dele.

— V? — Yoongi o chamou franzindo o cenho.

— Hey, child, get out of here. He's my friend, my hyung, some respect. Here isn't you lovely LA. (Hey, criança, saia daqui. Ele é meu amigo, meu hyung, mais respeito. Aqui não é sua amada LA) — Revirou os olhos.

— Tell me something i don't know... (Me diga algo que eu não sei...) — Respondeu a contragosto, levantando-se, o Min o seguiu com o cenho franzido.

— Ele morou grande parte da vida em Los Angeles. Odiou ter que voltar para aqui, sabe coreano mas não é sua língua "natural" — Fez aspas no ar com os dedos. — A música alta também não ajuda ele a escutar e entender o que falamos. E se ele te desrespeitar tem carta branca pra quebrar ele no meio. — Piscou.

—I know, let's go... remember, I dont speak English (Eu sei, vamos... Lembre-se, eu não falo inglês) — Falou alto saindo andando na frente e mesmo que ele andasse reto parecia que ele rebolava naturalmente, as nádegas fartas chamaram a atenção de Namjoon que franziu o cenho. O seu irmão havia dito que era um hyung? Não era uma garota?

— He is Boy? (Ele é um garoto?) — Perguntou ao irmão.

— Yes! Go! (Sim! Vai!) — o empurrou para sair logo de lá e Namjoon foi atrás daquele garoto. Sabia do costume da escola de ter o dia da troca, mas aquele garoto estava perfeito demais e o que eram aquelas tatuagens?

— Hey. — O chamou quando estavam mais afastados — What's your name? (Qual é seu nome?)

— Min Yoongi and you? — Arriscou uma conversa no idioma complicado para si.

— Kim Namjoon... So... Are you a guy? 'Cuz you don't look like one, remember me of beautiful girls of LA. The whites women. Yeah. Is it. (Então... Você é um cara? Porque você não se parece com um, lembra-me das belas garotas de LA. As brancas mulheres. Sim. É isso.) — Riu de canto, pegando uma lata de refrigerante, abrindo e tomando um generoso gole.

— Olha dá pra você falar em coreano? Não entendi nada além do seu nome! — Revirou os olhos irritado.

— Desculpa. — Disse com um sorriso envergonhado, o sotaque estrangeiro se fazendo presente na fala. — Eu só falei que estava bem vestido assim, que não parece uma aberração.

— Ah que bom então. — Bufou pegando um refrigerante para si também destacando a latinha e se apoiando no balcão que ali possuía, era uma pose máscula, porém ele ficou sexy, ele era bonito e se não fosse pela voz rouca e grave e seus cabelos curtos acharia que era uma mulher despeitada e mesmo assim muito gostosa. Não tinha como negar.

— A ideia dessa roupa foi sua? — O olhou de cima a baixo.

— As garotas que me vestiram, eu não escolhi nada disso e me obrigaram a usar maquiagem — respondeu calmo.

— Veja pelo lado positivo... — Sorriu de canto — Você parece uma mulher que pegariam, com o meu irmão, no máximo, chamariam um padre.  — Riu.  —  Tirando o Jimin,óbvio, ele é guerreiro.

— Não sei se isso é um lado positivo... — Murmurou bebendo outro gole. — O Jimin agarraria o Taehyung mesmo que ele estivesse vestido de abacaxi.

— Se eu fosse você veria, o Tae parece um trans que teve complicações na cirurgia. — Disse debochado e o esverdeado não se privou de rir baixinho.

— Seu irmão sabe que fala dele assim pelas costas? — Perguntou.

— Não é nada que eu não diga na cara dele. — Respondeu.

— Vocês realmente se amam muito. — Falou irônico.

— O quê? — Franziu o cenho — Não te entendi, muito barulho. — Mentiu.

— Vocês realmente se amam muito. —  inclinou-se sussurrando no ouvido de Namjoon que sentiu um arrepio gostoso pela coluna, realmente pegaria aquele Hyung do seu irmão. Como ele seria vestido de homem não sabia, mas de mulher era uma tentação.

— Tehyung é 90% idiota se não mais  — Sorriu também falando em seu ouvido — Eu não consigo te entender direito com tanto barulho, vamos lá para fora do pátio, uma sala? — propos.

— E a gente vai ter no que conversar? — Perguntou estranhando.

O ruivo sorriu de lado, olhando nos olhos pequenos marcados pelo delineador e colorido de sombra, voltando a se aproximar da orelha do outro.

— Se você quiser, podemos conversar, nos conhecer. — Murmurou no ouvido, a voz rouca se arrastando sensualmente — But i think we have better things to do. (Mas eu acho que nós temos coisas melhores a fazer)

— O quê? — Perguntou. Mais inglês. Só o que faltava.

— Eu disse: Por que há muito que não sabemos um sobre o outro. — Sorriu calmo, mostrando suas covinhas — Desculpe é que o inglês é muito presente pra mim.

— Não se preocupe, eu entendo. — Sorriu pequeno, achando adorável  as covinhas do outro.

— Então vamos? — Insistiu mais uma vez.

— Vamos. — acenou andando novamente na frente, Namjoon foi logo atrás o olhando de cima a baixo lambendo o lábio inferior, estava começando a ficar excitado só de olhar, nunca havia ocorrido tal situação semelhante antes.

Ao sair do pátio eles andaram pelo corredor até chegar na sala do terceiro ano em que Yoongi estudava e que estava vazia.

— Essa sala é de que? — Indagou olhando as cadeiras organizadas, e mochilas ainda sobre elas.

— Terceiro ano J. — Respondeu indo até a primeira cadeira da fila do meio e se sentando, tentando manter uma pose ali pois sabia que sentar de qualquer maneira faria sua micro roupa subir.

Namjoon fechou a porta, apreciando um pseudo silêncio, já que ainda podia ouvir os sons abafados da festa.

— Você estuda nessa sala? — Questionou trivial, indo para onde o outro estava.

— Sim. — Respondeu tão trivial quanto.

— We could fuck up here... ( Nós poderíamos foder aqui em cima...) — Murmurou passando os dedos sobre a mesa do professor, virando para o menor e se apoiando ali.

— Namjoon... — O alertou, mais uma vez falando em inglês.

— Eu apenas disse que aqui é muito diferente de onde eu estudava, mais organizado... — Sorriu, quase se lembrando da sua "terra natal" e sentindo falta daquele lugar abençoado pelo Sol.

— Mas fuck não é foda-se? — Franziu o cenho confuso.

— Pode ser porra, foda, entre outras coisas, sabe?  Eu falo muito palavrão. — inventou uma desculpa — Por que não senta na mesa e eu na cadeira? — Perguntou.

— Faz diferença? — Se levantou sentando-se na mesa, suas pernas ficaram um pouco abertas por conta da posição, mas ele mesmo nem reparou.

— Não muito, apenas gosto de sentar na cadeira e eu quero te olhar enquanto falo com você. — Deu de ombros.

— Ah sim... — Sorriu forçado.

— Hey, tem algo que você quer saber sobre mim? Por que eu queria saber qual seu plano para a faculdade. — Pousou o queixo sobre a mão, sua covinha aparecendo mais uma vez.

— Isso é algo complicado de responder. — Admitiu — Mas eu gostaria de saber então os seus planos, já pensou em algo? Seu irmão disse que está no segundo ano ainda — Sorriu.

— Medicina. — Respondeu. — Mas por que seria complicado? Tente?

— Eu estou com preguiça de fazer faculdade, um bom plano seria me envolver com uma velha rica, mas... Acho que eu teria preguiça para fazer isso também, então provavelmente vou fazer alguma faculdade das quais consegui bolsa com as provas, já que mesmo sendo o capitão do basquete minha altura não me destaca. — Explicou.

— Você conseguiu bolsas com as provas? Em quais faculdades? Quais cursos? — Perguntou entusiasmado, ficando na ponta da cadeira.

— Por que ficou tão animado com isso? — Indagou estranhando.

— O Tae geralmente não é de dar esse tipo de orgulho. Estou surpreso que ele tenha amigos inteligentes. — Disse com um sorriso debochado e Yoongi deu uma risada baixa.

— Você conhece bem seu irmão. — Riu. — Bom respondendo sua pergunta, consegui em três faculdades toda do curso de engenharia química, vou escolher a do centro, porque como sabe é a melhor faculdade de Seul. — Respondeu.

— Sério? — Perguntou colocando uma das mãos sobre o joelho de Yoongi que não se atentou aquele detalhe.

— É,  eu realmente não estou empolgado para estudar, podemos mudar de assunto? — Perguntou.

— Tudo bem... Então... Você tem namorada? — Questionou calmo, as pontas dos seus dedos alisando a pele pálida.

— Isso realmente te interessa? — Indagou com um meio riso.

— Sim, vamos lá, responde... — Se colocou entre os joelhos do outro — Você tem namorada?

— Não, eu não tenho... E você? — Se apoiou em um dos braços, deixando que a cabeça pendesse para esse lado também expondo seu pescoço tatuado.

— Não curto garotas. — Respondeu baixo, a voz se arrastando de sua garganta até a boca para, ao fim, sair.

— Você é que nem o V? — Perguntou curioso, querendo saber se Namjoon também era gay.

— Ei não ofende. — Deu um forte tapa em sua coxa fazendo Yoongi gemer de surpresa por conta do susto e da ardência em sua pele. Claro que Namjoon apenas se aproveitou para lhe dar um tapa naquela coxa pálida, esta que agora havia ficado com as marcas de seus dedos.

— Foi mau. — Riu, levando aquilo como uma repreensão humorística. — Vou refazer minha pergunta, isso quer dizer que você é gay?

— Sim, eu sou gay. Gosto de garotos e coisas assim. When he look like a girl... Is better... (Quando ele se parecer com uma garota ... É melhor ...) — Sorriu de lado vendo a expressão que Yoongi fazia, uma careta que pareciam o repreender. — Principalmente quando eles não agem como uma garota virgem... Foi isso Sweet. — Passou os dedos no queixo dele com um sorriso deveras sedutor — E qual o seu motivo?

— Motivo para que? — Franziu o cenho.

— Motivo para não ter uma namorada. — Ergueu uma das sobrancelhas.

— A Amber gosta de garotas — Sorriu divertido, realmente a única garota com quem ele diria de certa forma gostar era ela, mas eram apenas amigos, não que ambos fossem somente gays, na verdade ela talvez, todavia seria no mínimo bizarro os dois namorando, ela parecia ser o homem da relação quando brincavam, se rolasse sexo, será que Amber que seria o ativo? Aquela pergunta mental fez o rosto de Yoongi ganhar alguns tons avermelhados.

Namjoon observou os tons de vermelho se apoderar da face pálida, achando adorável a maneira como ele parecia constrangido.

— Então você está solteiro porque essa tal de Amber gosta de meninas? — Perguntou franzindo o cenho.

— Basicamente... — Deu de ombros com um meio sorriso constrangido.

— Não acha que está na hora de mudar isso? — Disse com um sorriso sacana.

— Acho que não — negou com cabeça sorrindo infantilmente.

— E por que você acha que não está? — Mordeu o próprio lábio inferior.

— I don't know. — Sorriu. — Acho que é por não ter ninguém interessado em mim no momento.

— Olhe só, considere-se sortudo por que isso acaba de mudar, little sweet. — Se aproximou mais, seu corpo entre as pernas roliças e a barriga contra a mesa.

— Do que está falando? — Franziu o cenho, rindo logo em seguida.

— Agora há alguém que está interessado em você. — Murmurou contra o ouvido, a voz mais rouca que o de costume.

— You? — Questionou em um sussurro o olhando nada mais do que desconfiado.

— Yes little sweet — Mordiscou seu lábio inferior o puxando, não tinha motivos para fazer rodeio, estava em um lugar sozinho com ele, era o melhor momento, a música alta lá fora impediria de alguém escutar qualquer coisa que fosse acontecer dentro daquela sala.

— E o que te faria pensar que estou interessado? — Questionou baixo o vendo se levantar da cadeira ficando mais sobre si.

— Você está solteiro, eu também. Eu estou investindo e você ainda está aqui. Eu estou cada vez mais perto e você ainda não se afastou. — Sussurrou perto do menor, as respirações se misturando, os rostos muito pertos um do outro. — And if you don't run right now, i will fuck you up here. (E se você não correr agora, eu vou te foder aqui)  — Riu de canto, arranhando a ponta do queixo do outro com os dentes.

— Se continuar falando em inglês eu vou simplesmente te ignorar — Avisou, apenas havia compreendido o fuck you e aquilo por mais que negasse havia sido demasiado excitante.

— Eu lhe dou umas aulinhas de inglês. — Alisou as coxas torneadas as apertando com força. — Quando acabarmos a aula de hoje aprenderá estas três frases little sweet — colou seus lábio em seu ouvido. — Deeper Namjoon, stronger please, fucks me more (mais profundo Namjoon, mais forte por favor, me fode mais) — riu provocante.

Yoongi prendeu o lábio inferior entre os dentes, prendendo um suspiro e fechou os olhos sentindo diversos arrepios subirem pelo seu corpo e descerem para uma região entre suas pernas, ele tinha que admitir, mesmo sem saber o significado daquelas frases havia se excitado, apenas pelo modo como o maior sussurrara na sua orelha.

— O que elas significam? — Perguntou com a voz arrastada, suas mãos indo para os braços do mais novo.

— Desculpa little sweet, mas apenas aulas práticas. — Respondeu com um sorriso ladino.

— Aulas práticas? — Indagou com um meio sorriso, encarando os olhos amendoados do outro.

— Sim, aulas de uso real das frases. — Segurou a cintura com força e as mãos do baixinho foram para os ombros largos e fortes. — E então?

—  Ah me ensine. —  Suspirou o olhando nos olhos, sua mente estava em branco, Yoongi estava caindo em tentação, movido por sua curiosidade.

—  Com prazer. —  Finalmente colou os lábios em um beijo intenso, sem permissão previamente dita, a língua de  Namjoon vasculhou cada cantinho daquela boca pequena e deliciosa, sentindo realmente seu gostinho doce, o batom vermelho manchando ambas as bocas e um pouco do queixo conforme o beijo se intensificava em algo voraz; completamente selvagem.

Namjoon ergueu Yoongi da carteira andando até a mesa do professor, ali ambos teriam mais espaço e liberdade para os movimentos, o colocou sentado ali, enquanto suas mãos invadiam a sua saia e desapontado percebeu que ele estava de cueca e não calcinha.

— Acho que algo não está combinando, little sweet. — Sorriu de canto, chupando os lábios vermelhos e então o beijando, Yoongi seguia os movimentos do outro, mesmo quando este fazia a menção de se afastar o Min o seguia, impedindo-o. Pareciam selvagens tentando se devorar e estranhamente estavam gostando daquilo.

— Do que está falando, idiota? — Perguntou com os lábios sobre os dele, logo levando as mãos para o cabelo avermelhados o puxando para si não deixando responder.

— Sua cueca... Não combina com sua roupa. — Respondeu sorrindo arteiro — Eu, como bom dongsaeng, deveria tirá-la para você, não é little sweet? — Indagou, distribuindo chupões pelo pescoço pálido.

— Ahn com certeza — Disse em meios aos gemidos, não queria concordar, mas já estava ficando completamente excitado com aqueles toques tão obscenos o que deixava sua cueca mais apertada do que era.

Quando Namjoon se afastou apenas para puxar a cueca do mais velho, deixando-o vulnerável por debaixo da saia, o Kim teve certeza que poder fodê-lo vestido assim seria bem mais sensual do que deixá-lo nu. Não que ele não quisesse fazer isso depois, na verdade Namjoon queria lhe foder mais de uma vez naquele dia, queria deixar Yoongi sem conseguir sentar por dias, fazê-lo gemer enlouquecido.

— So sexy — Mordeu o lábio inferior se encaixando entre suas pernas subindo a saia e abaixando as meias expondo-o ainda mais. Suas mãos não se envergonharam, apertando a carne pálida das coxas até ver as impressões vermelhas na tez.

— Você não vai tirar? — Yoongi perguntou, levando suas mãos para as de Namjoon.

— Não. — Respondeu e o menor o olhou com os olhos arregalados — Sabe, é que eu estou realmente afim de te comer com você usando essas roupas. — Sorriu ladino.

— O quê? Não! De jeito nenhum! Me solta! — Tentou se soltar mas o maior o segurou, rindo baixinho.

— Não se preocupe, na próxima vez eu tiro ela de você. — Beijou-lhe os lábios de leve, prendendo o inferior do outro entre os dentes o puxando e soltando em seguida — Mas não agora.

— Por que quer algo tão constrangedor? —  Perguntou confuso quando o outro se afastou o puxando virando-o de costas o obrigando a encostar na mesa, ele havia o abaixado com força fazendo a barriga de Yoongi se chocar com a madeira. Ele estava sendo selvagem demais, não que fosse ruim, era ainda mais excitante.

O vento gelado percorreu das pernas até a intimidade do Min, que estava empinado e com o começo das nádegas fartas e branquinhas a mostra, a saia subindo gradativamente pela posição, principalmente quando Namjoon afastou suas pernas o deixando de quatro.

— Namjoon eu não quero ficar assim. — Murmurou, sentindo suas bochechas se enrubescendo devido a posição vergonhosa em que se encontrava.

— Oh baby, calm down, I will do you feel good. (Oh baby, acalme-se, eu vou fazer você se sentir bem) — Deu uma leve risada rouca perto do ouvido do outro, arrepiando-o, seguindo para a nuca alheia e a beijando.

— O que disse? — Perguntou em um suspiro.

— Eu vou fazer você se sentir bem. — Respondeu, com a voz ainda mais rouca e carregada em luxúria.

— Então o faça logo — falou impaciente.

— Calm down —  Riu apertando as nádegas de Yoongi apertando-as com força e esfregando seu quadril em sua direção gemendo rouco no ouvido do outro.

A calça de Namjoon estava tão apertada agora, ele estava com tanta vontade de foder o mais velho que não podia se conter, tão duro que Yoongi sentia o volume se esfregando em sua bunda e não tinha como negar era prazeroso excitante.

—  Oh droga Namjoon! —  Gemeu empinando em sua direção sem conseguir resistir rebolando buscando mais contato. Yoongi nunca havia ficado com homens, mas não conseguia se comportar como um virgem, não estava com medo, estava com muito tesão.

Namjoon sorriu pela falta de medo do outro e se afastou, separando as nádegas fartas e olhando a entrada rosada que pulsava em antecipação. Soprou o lugar e viu o menor se contrair, logo pondo a língua para fora e lambendo o local.

 

Se forçou contra ele escutando ele gemer arrastado e percebendo que era apertado, virgem,  Namjoon pensou nas vezes que ficou com um outro garoto, como apesar de não serem mais virgens a um tempo ainda eram cheios das frescuras enquanto Yoongi estava ali suspirando e gemendo querendo mais sem nem ao menos já ter feito algo. Ele era cheio de estilo, Namjoon estava amando isso. Subiu a saia mais expondo toda a sua bunda, mas perto do começo nas nádegas, nas costas havia uma pequena tatuagem, não acreditou naquilo, menos ainda no que estava fixo em sua pele.

 

"Come on and i will give what you like"

(Venha e eu lhe darei o que você gosta)

O maior não evitou salivar com a imagem, era como um convite deveras atrativo. Irresistível. Ele não faria questão de negar.

— O que é isso, little sweet? Um convite? — Perguntou com um sorriso malicioso na boca.

— Só não recuse o meu convite — Riu, sabia o que estava escrito, quando tatuou aquilo não tinha o intuito de algo promíscuo e sim derivado de uma noite que bebeu demais e desrespeitou um tatuador zoero quando tinha quatorze anos.

— Jamais — Estapeou suas nádegas com força fazendo-as tremer — how can be so sexy? (como pode ser tão sexy?) — Praticamente gemeu a frase, cada detalhe, desde o corpo escultural com músculos levemente definidos, as suas tatuagens a mostra e aquela mais escondida em suas costas. Uma completa tentação.

 

— Como você pode resistir por tanto tempo? — Perguntou em um suspiro, seu corpo tremendo involuntariamente. Ele odiava admitir mas estava gostando daquilo, mais do que deveria.

— Nem eu sei, mas é necessário. — Respondeu, colando seu peito às costas do garoto e mostrando-lhe os dedos — Chupe.

— E isso é mesmo necessário? — Perguntou mordendo o lábio inferior seria vergonhoso além dele se sentir necessidade para que o ato ocorresse logo.

— Sim, se não vai doer, você vai reclamar e não vai aguentar — Falou suspirando mordendo seu ombro.

— Eu aguento — Rebolou em sua direção — Eu sei que vai doer, mas não vou reclamar algo que quero — Falou confiante.

— Eu admiro muito isso, little sweet, mas você não pode se machucar, jamais permitiria. — Disse calmo, chupando-lhe o pescoço — Já basta sua inexperiência. Então colabore comigo, eu estou tentando ser legal, não quero que se machuque. — Yoongi convencido do que o outro falou passou a chupar seus dedos lubrificando-os e Namjoon ficou com ainda mais vontade de o tê-lo, quem sabe não experimentar aquela boquinha mais tarde, não negava seria muito mais do que interessante.

Quando seus dedos já estavam suficientemente lubrificados Namjoon retirou eles da boca do menor. Separou as nádegas com uma das mãos, enquanto o seu dedo médio contornou a cavidade rósea que se contraiu antes de começar a penetrá-lo fazendo movimentos de vai e vem ouvindo o pequeno esverdeado arfar  e se empinar ainda mais em sua direção. Namjoon mordeu o lábio inferior fortemente excitado com a cena em questão, nunca pensou que aquela festinha ridícula da escola seria responsável por uma das melhores fodas de sua vida.

— Namjoon mais — Pediu querendo mais do que apenas um dedo.

Sem responder Namjoon aumentou um dígito e junto ao médio o dedo indicador se fez presente imitado uma tesoura querendo o alargar. Aquilo era um pouco dolorido e Yoongi gemia apertando a borda da mesa fechando os olhos não conseguindo compreender o seu próprio corpo que oscilava quase tremendo.

 

— Mais fundo — Pediu rebolando em direção do Kim querendo sentir os dedos ainda mais dentro de sua cavidade.

— Deeper, diga Deeper — Namjoon mandou.  E Yoongi logo compreendeu sua primeira lição de inglês.  Deeper significava "mais fundo".

— Deeper Namjoon, please — Pediu soando ainda mais sensual, Namjoon estava amando escutá-lo assim.

Obedecendo o desejo do Min, o platinado afundou o máximo que pode seus dedos no interior do outro, tocando superficialmente sua próstata fazendo Yoongi arranhar a mesa e gemer arrastado querendo muito mais daquilo rebolando em direção a Namjoon que sorriu de lado entendendo que havia descoberto o ponto mágico do esverdeado. Massageou aquela região até o mais velho pedi por mais sempre repetindo "Deeper Namjoon, Deeper ". Realmente um excelente aluno.

 

Sem aguentar mais toda aquela vontade que sentia Namjoon retirou seus dedos da cavidade do menor que gemeu em protesto e desabotoou e abaixou um pouco a sua calça e roupa íntima expondo seu falo pulsante, espalhando o pré-gozo de sua glande até a base. Não estava com camisinha, nem lubrificante, mas também pondera, não pensou que iria se dar bem naquele lugar.

— Relaxa little sweet — Avisou  abaixando-se reunindo saliva, enquanto separava as nádegas fartas já avermelhada por tanto apertos que recebera.

Cuspiu em sua cavidade para lubrificar melhor, escutando resmungos de protestos por causa da maneira bruta de lhe preparar. Após isso se posicionou nas costas do menor e como não recebeu nenhuma negação segurou em sua ereção se forçando aos poucos para não machucar seu parceiro no ato carnal. A glande foi a parte mais sôfrega, Yoongi gemeu em dor, quase gritou, suas unhas curtas praticamente se enterrou na mesa de madeira ficando com uma ou duas farpas embaixo das unhas.

Namjoon segurou firmemente o quadril do menor apertando-o e o penetrando lentamente, marcando a pele pálida com seus dedos ainda mais, amava a forma como era fácil o marcar, algo possessivo crescia em si naquele momento, um desejo de somente ele ter a permissão de abusar daquele corpo magro e delicioso. Finalmente completamente dentro de Yoongi, o mais novo sentiu um prazer absurdo, o esverdeado era tão apertado e quente que estava fazendo-o delirar, enquanto, Yoongi contorcia suas feições em  um misto de dor e prazer.

 

O mais alto em um modo de relaxar Yoongi, passou a beijar a sua nuca e não se conteve em mordê-la deixando mais uma marca em si.  Se conteve até perceber que o menor havia se acostumado com o volume dentro de si e passou a rebolar em sua direção e a masturbar o esverdeado que gemia arrastado precisando de mais. Os movimentos começou fraco, um movimento de vai e vem sem força e naquele momento tudo que Yoongi queria sentir era sua próstata ser acertada com força para fazê-lo esquecer de toda a dor e nem se lembrar do próprio nome tamanho o prazer.

— Mais forte Namjoon! — Exigiu.

— Stronger — O corrigiu lhe ensinando a segunda lição.

— Oh Stronger, Stronger please! — implorou sequer se reconhecendo naquele momento. Toda sua marra e orgulho naquele momento não era importante, necessitava de mais, seu corpo estava ardendo, como se estivessem em chama tamanha era a excitação.

— Very good little Sweet — estapeou a bunda de Yoongi deixando-a ainda mais avermelhada, o estalo era um som erótico, sem falar do gemido manhoso que escapou da boca vermelha do mais velho. Ambos estavam enlouquecendo de prazer, a melhor transa de suas vidas.

Sem perder  mais tempo Namjoon movimentou-se com voracidade,  de forma selvagem como queria desde o momento em que o viu. Agarrou-se a cintura de Yoongi o puxando para trás enquanto ia para frente chocando os corpos criando cada vez mais e mais sons promíscuos. O suor que escorria no rosto de Yoongi fazia a maquiagem borrar um pouco, todavia, aquilo não fazia menor diferença,  estava muito calor para ambos, puro fogo que percorria por seus corpos. Namjoon puxou os cabelos de Yoongi conseguindo beija-lo na boca apesar de toda a dificuldade, as línguas se entrelaçavam dentro e fora da boca, ambos estavam entorpecidos pelo prazer.

— terceira lição little Sweet: fucks me more. — Disse e Yoongi compreendeu aquela frase melhor do que ninguém, inglês nunca havia sido tão fácil como naquele momento

 

— Fucks me more, fuck me! — Gemeu voltando a posição inicial olhando para frente quando Namjoon soltou seus cabelos e passou a violar o mais velho com cada vez mais vontade.

— Oh Shit! — Namjoon gemeu não acreditando em todo o prazer que estava sentindo.

A sorte era a música lá fora está muito alta, pois ambos gemiam sem pudor algum. Namjoon masturbava o esverdeado enquanto se enterrava cada vez mais fundo e rápido. Os corpos colavam um ao outro por conta do suor, as pernas de ambos tremiam pelo esforço. Gemeram juntos um o nome do outro ao mesmo tempo, chegando ao ápice em sincronia, sujando a mão do platinado e preenchendo Yoongi que sentiu-se sensível. Namjoon se retirou de si vendo gozo e um pouco de sangue escorrer pelas pernas brancas e marcadas.

— Namjoon onde está a minha cueca — Perguntou quase sem fôlego.

O Kim riu subindo a suas roupas as ajeitando, andando até uma das mesas pegando um caderno arrancando algumas folhas indo até o menor em seguida ajudando-o a limpá-lo e o ajudou a vestir a cueca. Yoongi ajeitou suas roupas se sentindo meio fraco para ficar em pé.

— Você foi muito bem Yoongi — O abraçou fortemente.

 

— Calado — Tentou recuperar o ar, mas ainda se encontrava ofegante.

— Eu me calo se passar seu telefone — Riu beijando Yoongi o apertando contra seu corpo louco de curiosidade em vê-lo com roupas masculinas.

Em resposta Yoongi apenas acenou, aceitando de bom grado a ideia de se verem novamente, sem menores dúvidas o dia da troca estaria registrado na mente de ambos de agora em diante, coisas inesperadas tendiam a serem bem mais marcantes.


Notas Finais


O que acharam?
O recado que eu dei spoiler no começo era do fato de estar pensando em fazer um extra com o Suga vestido de garoto. O que vocês acham?

O segundo recado é que eu sou uma negação com inglês e fiquei com preguiça de usar o tradutor (até porque mesmo usando ele todo mundo sabe que sai coisa errada do mesmo jeito '-' ) então se tiver algo errado nesse quesito ou em qualquer outro é só avisar que eu vou arrumar.

Se tiver alguém que lia as minhas fanfics na conta que eu costumava ter (ella-Mikorin) e tiver alguma fic em questão que queira que eu reposte é só me avisar.

Beijos~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...