História Little Things - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Lu Han, Personagens Originais, Sehun
Tags Baekyeol, Chanbaek, Hunhan, Kaisoo
Exibições 11
Palavras 1.265
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


VOLTEIIII
Sim, eu demorei
MAS EU TENHO MOTIVOS
Eu estava em semana de prova, com trabalho pra entregar (eh vdd kkk) e estava na tpm
Entendam, eu estava desesperada kkkkkk
Enfim
Boa leitura

Capítulo 2 - Bikes


Fanfic / Fanfiction Little Things - Capítulo 2 - Bikes

____

“Nós estamos correndo tão rápido

E nós nunca olhamos para trás.”

For Him (ft.Allday) - Troye Sivan

____

Baekhyun

Assistir uma série em meu computador era realmente mais interessante do que responder as mensagens de Jiah. Eu estava a ignorando desde que ela negou a minha bela companhia para sair com seu novo namorado.

Depois de vários minutos sendo atormentado pelo barulho das mensagens de minha amiga, finalmente pausei o episodio para respondê-la.

Baek: Pare de me mandar mensagens. Estou assistindo série.

Jiah: Bacon! Para de ser chato. Preciso te contar varias coisas.

Baek: Eu não me importo. Agora, me deixe assistir série.

Jiah: Você é mau, Bacon. Está assim porque sai com o Junghee e não com você?

Baek: Não. Estou assim porque quero assistir série e você não deixa.

Jiah: Mentiroso. Você esta com ciúmes, eu consigo sentir. Não se preocupe, eu sempre vou te amar, Bacon.

Baek: Idiota.

Joguei o celular no pé de minha cama e apertei o play novamente.

Estava tão concentrado que me assustei com as batidas na porta.

-Baekhyun, você é surdo? Estou te chamando há muito tempo. - Chanyeol disse já entrando em meu quarto sem permissão. Não que ele precisasse.

-Parece que o mundo está conspirando contra mim. - Disse fechando o notebook, afinal, não conseguiria ver episodio nenhum com ele aqui.- O que você quer?

-Que mal humor. -Ele deitou na cama- Quer ir comigo até o Pieces? Preciso comprar uma nova corda para meu violão.

-Pieces? Sério?- Ele afirmou- Eu vou, mas quero algo em troca. -Cruzei os braços.

-Tudo bem! Pode escolher qualquer coisa. Agora, vamos. - Se levantou e andou até as caixas de som no canto do meu quarto.- Posso colocar musica?

-Claro. - Me levantei e procurei meus tênis embaixo da cama.

A melodia calma de um violão preencheu o quarto. Chanyeol se deitou em minha cama novamente e fechou os olhos.

Após encontrar meus tênis, mesmo sem meias, o calcei e peguei meu celular no pé da cama, encontrando varias mensagens de minha amiga.

Jiah: Não me chame de idiota, ciumento.

Jiah: E não me ignore.

Jiah: Sabe o que aconteceu hoje? O Hee me levou ao ensaio da banda dele.

Jiah: E sabe quem eu encontrei lá? A Sunhee.

Jiah: Lembra dela, certo? Ela era minha amiga na escola.

Claro que eu me lembrava. Ela foi uma das únicas meninas que gostei na escola.

Jiah: Ela pintou o cabelo de loiro. Tenho que dizer que está horrível.

Jiah: Bacon?

Jiah: Vai me ignorar?

Jiah: Chato.

Bloqueei o celular e não a respondi. Ainda estava chateado por ela ter trocado uma maratona de serie para ficar com o namorado irritante dela.

-Vamos, Chan. - Bati em sua cabeça e desliguei a musica.

-Vamos!- Se levantou da cama e correu para fora do quarto.

Atravessamos o corredor, passamos na cozinha avisando a minha mãe que iríamos ao shopping e fomos até a garagem pegar nossas bicicletas.

Destrancamos os cadeados das correntes que prendiam as rodas das bicicletas e as levantamos, empurrando-as até a rua.

-Acho que vou pintar ela de laranja. O que acha?- Ele me perguntou. Analisei a pintura de sua bicicleta.

-Ficaria bonito. Teria que pintá-la de qualquer jeito.

-Eu sei. Minha mãe vai me matar quando disser isso a ela. – Disse se sentando no banco.

-Imagino. Já é a segunda vez que você troca a cor da sua bicicleta esse ano. - O imitei.

-Você deveria me apoiar. - Deu uma pequena risada.- Vamos?

-Vamos.

Começamos a pedalar devagar, tomando velocidade aos poucos. Chanyeol, competitivo como era, pedalava mais rápido apenas para se manter em minha frente. Seus cabelos balançavam soltos ao vento enquanto ria alto.

-Ah, Baek! Vai ficar para trás de novo?- Gritou debochado. - Não acredito nisso.- Deu uma risada alta.

-Idiota. - Falei. - Apenas continue pedalando.

Ele riu novamente, acenando para mim enquanto aumentava a velocidade.

Também rindo, comecei a pedalar mais rápido, tentando alcançá-lo.

O vento batendo em meu rosto me dava uma sensação de liberdade, lançando meus cabelos para trás ao longo do caminho. Poderia pausar naquele momento para aproveitar essa sensação por mais tempo. Apenas nós dois.

XXX

Chanyeol

 

Chegamos ao Pieces em poucos minutos. Depois de acorrentarmos nossas bicicletas em uma pilastra, entramos.

O típico cheiro de café invadiu minhas narinas. Havia uma cafeteria ao lado direito com letras em neon soletrando Neverland onde nosso amigo trabalhava.

Após uma breve conversa com Baekhyun sobre se devíamos ir até lá cumprimentá-lo, seguimos até o balcão da cafeteria.

-Kyungsoo?- Chamei.

-Chan! Bacon! O que fazem aqui?- Perguntou guardando um caderno na gaveta ao seu lado.

-Viemos comprar uma corda para violão do Chan. - Baekhyun disse.

-Entendi. -Sorriu.- Você conversou com Jiah?- Perguntou ao menor ao meu lado.

-Não, e nem pretendo. – Cruzou os braços. – Sua irmã me trocou pelo Junghee.

-Está com ciúmes? – Debochou.

- Tchau, Soo. – Se despediu e foi embora.

O olhei assustado e ele apenas riu, começando a brincar com a caneta em sua mão.

-Claramente ciúmes. - Me olhou. - É melhor ir, se não ele ficara mais emburrado do que já está.

-Tudo bem. Até, Soo. - Acenei indo embora. Ele apenas acenou de volta.

=

Baekhyun não quis falar comigo sobre o ocorrido na cafeteria, então apenas andamos até a loja para comprar minha cobiçada corda de violão.

-O que vai querer?- Perguntei acabando de pagar minha compra.

-O que?- Me olhou, confuso. - Ah. Não sei. Depois eu escolho. Quero pensar bem para que você se arrependa de ter me prometido algo. - Riu.

Saímos da loja em rumo à saída do Pieces, para pegarmos nossas bicicletas e irmos para casa.

-O que?! Isso só pode ser brincadeira!- Baekhyun disse indo até a pilastra onde deveria ter duas bicicletas acorrentadas. Deveria. - Eu tinha acabado de trocar as rodas! Merda!- Chutou a pilastra.

-Se acalma nervosinho. - Tentei acalmá-lo, mas ele apenas me olhou com um olhar mortal.

-Me acalmar?! Chanyeol roubaram minha bicicleta! Como posso ficar calmo?!- Ele estava gritando, chamando a atenção de varias pessoas que passavam por ali.

-Baek, vamos para casa. - Puxei seu braço.- Está ficando tarde.

Depois de varias reclamações por parte do menor, o convenci a ir para casa na garupa da minha bicicleta. Após me sentar no banco, ele fez o mesmo com os braços cruzados atrás de mim, então comecei a pedalar, mantendo o ritmo devagar até nossas casas.

Quando chegamos, Baekhyun entrou em casa depois de murmurar um “obrigado”, batendo a porta de casa.

Suspirei indo até a garagem de minha casa e largando a bicicleta completamente arranhada em um canto, depois entrando pela porta da cozinha.

Cumprimentei minha mãe, os gêmeos Jiwhso e Dahee e fui até meu quarto, trancando a porta.

=

Fiquei vários minutos pensando em alguma idéia, sentado na cama trocando a corda do meu violão e o afinando, até que me levantei e arranquei uma folha de meu caderno. Escrevi nele rapidamente com um lápis-de-cor, indo até a janela.

Vi que a janela dele estava aberta, juntamente com a cortina, então amassei a folha em uma bolinha de papel e joguei dentro de seu quarto, fechando rapidamente a cortina. Não queria que ele me visse. Sempre fazíamos isso quando criança, afinal, não teria jeito melhor de conversar com Baekhyun, mesmo sendo vizinhos.

Joguei-me em minha cama, após tirar meu violão de cima do edredom, e me permitir fechar os olhos para dormir. Estava muito cansado.

____

“Eu não me importo muito com as fechaduras na janela

Para me manter á distancia.”

Lost Boy- Troye Sivan

____


Notas Finais


E então? Eu sei que não ficou lá essas coisas, mas ficou razoável
Eu não tive mt tempo pra escrever, mas o próximo capitulo já está pronto e ainda não sei quando eu vou atualizar.
Obrigada por lerem
Não me abandonem, please
Qualquer coisa me chamem no twt @DeathEater25
Bjos com glitter


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...