História Little White Lies - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lucy Hale, One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Visualizações 1.730
Palavras 2.899
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie gente, como estão?
Desculpe pelos erros e boa leitura xx

Capítulo 3 - Capítulo 3


Fanfic / Fanfiction Little White Lies - Capítulo 3 - Capítulo 3

Narrado por Beatrice Walker

Cheguei na biblioteca que se encontrava vazia. Como havia aula durante a tarde na escola, eu poderia ficar ali. Me sentei numa mesma, ajeitei os óculos e abri meu livro de astrologia.  Procurei sobre as diversas constelações existentes, até que uma me chamou atenção:Ursa maior. 
Me levantei para procurar livros que falavam dela, quando ouço alguém pigarreando. Olho pra trás e vejo Zayn me encarando. Ele ficou quieto, então resolvi quebrar o silêncio:

- O que foi? -Perguntei desinteressada-

- Minha mãe mandou você ir lá pra casa almoçar -Ele falou e sorriu. A Terra está girando?-

- Por quê? -Perguntei confusa-

- Não interessa, vem logo! -Ele falou grosso e me puxou-

- Eu sei andar sozinha! -Eu disse me soltando e arrumando minhas coisas. Hoje nós seríamos liberados mais cedo, por isso só houve duas aulas-

- Podemos ir agora nerd? -Ele falou impaciente-

- Podemos e eu tenho nome -Falei irritada. Até quando ele me chamará assim?-

- Tanto faz -Ele falou indiferente. Respirei fundo e caminhei quieta ao seu lado-

Andamos pela escola inteira, até chegarmos no estacionamento. Zayn parou, olhou pra mim e falou:

- Não fala comigo! -Ele disse e se afastou bruscamente.Eu fiquei um tanto confusa, mas fiz o que ele pediu-

Zayn passou e cumprimentou alguns garotos que faziam parte da elite da escola. Entre eles estava Liam. Assim que me viu andando devagar, ele piscou e disse:

- Você canta muito bem Bea -Ele falou me elogiando. Fiquei um tanto envergonhada. Não entendi porque ele me chamou pelo apelido, mas enfim-

- Obrigada -Falei baixinho e eles foram embora. Zayn apareceu novamente, me puxou até o carro. Me sentei no banco de trás e ele assumiu o volante-

- Eu fiz alguma coisa pra você? -Perguntei esperando a grosseria de sempre-

- Além de você ter nascido, não! -Ele falou irônico e eu revirei os olhos- Não, você não fez nada -Ele falou simples-

- Então por que você pediu pra eu não falar contigo? -Perguntei confusa. Esse menino é um tanto misterioso-

- Porque meus amigos estavam lá e eu não queria que eles me vissem contigo -Ele disse cínico e eu me calei. Se ele soubesse como isso me atingiu, teria ficado quieto-

- Hum, mas eu acho que eles não se importariam com isso. Liam até falou comigo -Eu falei dando de ombros-

- O QUÊ? -Ele disse e freou o carro bruscamente, me fazendo bater a cabeça no banco- 

- Ai -Reclamei da dor- Eu estava passando, ele piscou, disse que eu canto muito bem, sorriu e foi embora com os outros, que também sorriram pra mim -Falei explicando e pude ver ele surpreso e meio decepcionado, não sei-

- Liam me surpreende a cada dia com a idiotice dele -Ele falou balançando a cabeça em negatividade. O Zayn não sabe o quanto suas palavras tem efeito-

- Qual o problema dele me elogiar? -Falei indignada-

- Todos. Você é estranha, anti-social, não tem amigos, não fala com ninguém, usa umas roupas um tanto bregas, não é popular... Tem todos esses fatores -Ele falou normalmente e senti meus olhos marejarem. Não falei mais nada e fiquei quieta até ele chegar em sua casa-

Zayn parou o carro e antes dele desligar eu tirei o cinto e sai. Respirei fundo tentando ignorar todas aquelas palavras e afastar meus pensamentos depressivos. Ele me guiou até a porta e abriu a mesma, me dando uma visão de sua sala luxuosa e um tanto confortável.

- Não vai entrar? -Ele falou grosso-

- Licença -Falei entrando. Me sentei em um sofá e ele ficou de pé me encarando sem falar nada. Depois a estranha sou eu-

- MÃE, A SAFAA PEGOU MEU BATOM E NÃO QUER... -Uma garota de uns 15 anos desceu correndo as escadas e parou assim que me viu- Olá, você deve ser a amiga do Zayn. Sou Waliyha, irmã desse cabeçudo, prazer -Ele disse vindo até a mim e me abraçando logo em seguida-

- Prazer, sou Beatrice -Falei retribuindo o abraço e sorrindo envergonhada-

- Eu te chamar de Bea, tudo bem? -Ela falou e eu assenti- Você e o Zayn namoram? -Ela perguntou e eu senti minhas bochechas corarem-

- NÃO MESMO! BATE NA MADEIRA UMAS 500 VEZES -Zayn falou com desdém e subiu pro quarto, eu acho-

- Nossa, o que foi isso? -Ela falou chocada-

- Seu irmãozinho me odeia, simples -Falei dando de ombros-

- E você não se importa? -Ela perguntou se sentando ao meu lado no sofá-

- Não, já me acostumei. Só não gosto muito quando ele fala do meu jeito, do meu estilo e me chama de nerd na frente de todos pra me humilhar. Ele nem sabe meus motivos de ser assim e já me julga -Falei meio triste e ela pareceu notar isso-

- Fique tranquila, Zayn é um idiota! -Ela disse e eu ri fraco- Ele é burro de mais pra perceber o quão linda você é. Fala sério, se eu fosse um garoto e tivesse uma nerd dessas na minha sala, eu queria aula particular todo dia, se é que você me entende -Ela falou maliciosa e eu gargalhei. Ficamos conversando sobre vários assuntos- 

Waliyha tem 15 anos e a partir de amanhã, ela começará a estudar na mesma escola que eu. O lado bom disso tudo, é que nós seremos grandes amigas, disso eu tenho certeza. Uma mulher com uns 35 anos no máximo apareceu toda sorridente na sala e meio até a mim. Essa deve ser a mãe de Zayn. Me levantei timidamente e a abracei.

- Olá querida, sou Patricia Malik -Ela disse partindo o abraço-

- Olá Senhora Malik, sou Beatrice -Falei sorrindo sem graça-

- Sem essa de senhora, me chame de Trisha querida -Ela disse e eu assenti- Você deve ser a amiga que o Zayn disse que traria -Ela falou me analisando- Ele não me disse que você era linda assim -Ela falou rindo, me deixando ainda mais sem graça-

- Digamos que os dois não se suportam -Waliyha falou-

- Por quê? -Trisha perguntou meio preocupada. Acho que ela não conhece o lado idiota do filho-

- Pelo simples fato de eu ser calada, isolada e nerd -Falei sorrindo fraco. Isso realmente me afetava de forma negativa-

- Ah, não se preocupe com ele. Às vezes Zayn é um idiota -Ela falou. Às vezes? Acho que ela quis dizer sempre, porque né- Waliyha, empreste uma roupa sua para ela. A mocinha deve estar com calor, certo? -Ela falou analisando a roupa que eu usava (1)-

- Sim, mas não precise se incomodar com isso -Falei querendo não ser um encosto pra elas-

- Que isso, eu faço questão. Vem -Waliyha me puxou até seu quarto-

Ela abriu o guarda-roupa e me entregou um short e uma blusa. Fui em direção ao banheiro e me vesti (2). A blusa que ela tinha me dado, ficou um tanto curta e o short então, nem se fala. Sai do banheiro com uma vergonha imensa. Eu odeio mostrar o corpo, me sinto como aquelas garotas da escola: vadias.

- Estou me sentindo horrível -Falei chorosa-

- O QUÊ? NÃO NÃO NÃO! -Waliyha falou me repreendendo- Você está linda! Seu corpo é lindo Bea, você deveria mostrá-lo um pouco mais -Ela falou animada-

- Mas eu não gosto de mostrar. Isso me faz parecer vadia Waliyha -Eu falei lamentável- E meu corpo não é bonito 

- Você não parece uma vadia, até porque elas podem até usar roupas assim, mas o que realmente conta é o caráter, que no caso, elas não têm. Não se preocupe com isso, você é uma garota incrível, deve mostrar pro mundo sua beleza, tanto física quanto emocional. Não fale do seu corpo garota, ele é lindo. Se eu tivesse essas coxas, essa bunda e esse peito, eu estaria muito feliz -Ela falou meio brava comigo-

- Mas o seu corpo é lindo! -Falei revirando os olhos-

- E o seu é ainda mais. Como você vai querer chamar atenção dos garotos com aqueles moletons e roupas largas? Me diz -Ela falou cruzando os braços pra mim-

- Como se eu quisesse chamar atenção de alguém -Falei com desdém-

- Como assim? Existem tanto garotos bonitos naquela escola e você não está interessado em nenhum, sério mesmo? -Ela perguntou indignada. A qual é? Isso por acaso é um crime? "É sim" minha mente dizia-

- Pois é, não estou interessada em ninguém. Os garotos daquela escola são tudo idiotas, principalmente seu irmão -Falei e ela riu-

- Ele só é assim, porque talvez você não dê tanta importância a ele. Zayn costuma fazer isso com pessoas que ignoram sua presença -Ela disse explicando. Waliyha pegou uma escova e um laço pra amarrar o cabelo- Senta aqui, vou arrumar você! -Ela falou sorrindo pra mim-

- Mas é claro que irei ignorá-lo, ele não é meu amado Chris Hemsworth -Falei sorrindo ao me lembrar dele- Pra que me arrumar?

- Esse Chris é um puta gostoso, Jesus -Ela falou e nós rimos- Vou te arrumar, porque meu sonho sempre foi mudar o visual de alguém! -Ela falou empolgada e começou a pentear meu cabelo-

- Eu não vou mudar de visual -Falei emburrada- Eu gosto de me vestir assim

- Tem certeza? -Ela perguntou e me encarou. Suspirei-

- O.k, talvez não -Falei e ela sorriu vitoriosa-

- Então por que se veste? -Ela perguntou meio interessada-

- São muitos motivos. Antes que você pergunte, nem sempre fui assim, mas vamos deixar esse assunto de lado por enquanto -Eu disse e ela somente assentiu-

Waliyha terminou de arrumar meu cabelo, passou rímel e um gloss brilhante sobre meus lábios. Eu até que estava sentido falta de me arrumar dessa forma. Desde que meu pai morreu, eu nunca mais fui a mesma. Saí dos meus pensamentos paralelos, quando Dona Trisha apareceu na porta do quarto nos chamando pra almoçar. Ela me olhou e sorriu.

- Você está ainda mais linda Bea! -Ela disse e eu sorri. Depois de muito tempo, eu estava me sentindo bonita outra vez-

- Obrigada Dona Trisha. Waliyha é o motivo para toda essa transformação -Falei rindo-

- Zayn vai pirar quando te ver -Waliyha comentou e Trisha concordou rindo-

- Com toda certeza! Acho que os pensamentos dele em relação á você irá mudar -Ela falou e nós saímos do quarto-

Eu juro que fiquei um tanto incomodada com isso. Não quero que as pessoas passem a me aceitar e se tornar minhas amigas, só porque eu troquei um moletom por um short. Como Niall disse: Elas tem que me aceitar do jeito que sou. Chegamos na cozinha, onde encontrei o Senhor Malik e duas garotas, que deveriam ser irmãs do Zayn.

- Olá moça -O Senhor Malik disse sorrindo simpático. Não sei de onde Zayn puxou aquela grosseria, os pais deles são hiper simpáticos-

- Olá Senhor Malik, sou Beatrice -Falei sorrindo e as outras garotas se apresentaram. A mais velha, Doniya, e a mais nova, Safaa-

Me sentei na mesa, quando Zayn apareceu na cozinha. Ele me encarou e continuou quieto. Me virei pra Wailyha e falei discretamente:

- Eu disse que ele continuaria me odiando -Falei dando de ombros e ela apenas riu-

Começamos a comer e eu fiquei quieta, pois estava morrendo de vergonha. Doniya percebeu a tensão que havia e resolveu puxar assunto:

- Então Bea, me diga sobre você! -Falei e todos os olhares se voltaram pra mim. Concordei envergonhada-

- Hum. Sou Beatrice Walker, tenho 16 anos e logo menos estarei fazendo 17. Nasci no Brasil, mas fui criada aqui. Não tenho irmãos e vivo somente com minha mãe. Sou tímida, converso com poucas pessoas e amo estudar. -Falei o básico-

- E por que você é assim querida? -Dona Trisha perguntou-

- Assim como? -Eu realmente não tinha entendido. Lerdeza nível máximo-

- Nerd, esquisita, antipática... -Zayn falou e seu pai o repreendeu-

- Olha o modo como você fala com a  garota Zayn! -Senhor Malik disse bravo e ele somente revirou os olhos-

- Bom, a maioria das pessoas acham isso um tanto idiota, mas foi a forma que eu achei pra tentar escapar da dor. Meu pai era brasileiro, então ele sempre estava indo pra lá, visitar sua família. Eu tinha 13 anos e era a primeira vez que minha mãe e eu estávamos indo com ele, porque como ela trabalhava sempre e eu estudava, não tinha como irmos. Nós chegamos na casa da minha vó e ficamos bastante animadas, como eu sabia falar português, eu pude ter contato com todos meus primos e tios. Na casa da minha vó, tinha um rio que passava perto e como meu pai sempre foi aventureiro, ele adorava pescar e andar pela mata. Um dia, ele resolveu fazer isso, pois estava com saudades. Ele saiu com meus tios de madrugada. No outro dia, era por volta das 10 horas da manhã, quando meus tios chegaram um tanto abalados. Perguntei do meu pai e eles ficaram em um silêncio profundo. Eu sabia que algo ruim havia acontecido, pois senti um aperto enorme no coração. Depois de muito silêncio, eles me contaram que encanto pescavam, uma cobra se aproximou e acabou picando meu pai. O veneno da cobra era tão forte, que não deu tempo deles chegarem ao hospital. Meu pai já havia morrido -Eu falei e as lágrimas estavam querendo sair. Respirei fundo e continuei- Depois disso, houve o enterro e minha mãe e eu voltamos pra Inglaterra. Sofremos muito, de uma forma incondicional. Eu me isolei do mundo, das pessoas e prometi a mim mesma que faria o que meu pai sempre mandou eu fazer: estudar. Por isso eu me dedico tanto, porque eu sei que ele queria que eu fizesse isso. -Falei e todos me encaravam com pena-

- Nossa, isso é mais sério do que eu pensava. Viu Zayn, você deveria saber o que aconteceu com ela, antes de julgá-la e humilhá-la -Waliyha falou e ele mostrou o dedo-

- Me deixa. Eu peço desculpas nerd, mas isso não muda o fato de que eu ainda não te suporto -Ele falou antipático e grosso como sempre-

- Desculpas aceitas -Sorri fraco- Não me importo se você não gosta de mim, isso é um direito seu. Não posso mudar isso -Falei dando de ombros e voltei a comer-

Ficamos conversando por bastante tempo. Eu voltei a me sentir alegre, igual antigamente. Eu não sei porque, mas a família Malik (exceto um elemento) me faz um bem danado. Deve ser porque a positividade e a bondade deles me anima. 
Me levantei pra colocar o prato na pia, quando senti olhares sobre mim. A questão não é essa, a questão é que esse olhares eram de Zayn. Me sentei novamente e Waliyha falou:

- Talvez ele não te odeie tanto assim -Ela falou maliciosa-

- Por quê? -Eu falei fingindo que não sabia do que se travata-

- Porque com a olhada que ele te deu, acho que ele não te odiará por tanto tempo -Ela disse e riu-

- Como se eu fosse querer ter algo com ele -Falei revirando os olhos e ela riu. Levantei o olhar e Zayn me encarava silenciosamente. Fiquei muito sem graça com aqueles olhos castanhos me encarando-

- Vem! -Ele falou me fazendo sair do transe-

- Pra onde? -Perguntei confusa-

- Pro meu quarto -Ele disse normal e eu quase engasguei-

- Fazer o quê? -Eu falei e pude ouvir uns risinhos dos pais de Zayn-

- Ensaiar pra apresentação. O que mais eu iria fazer com você no meu quarto? -Ele falou grosso e eu me levantei, bufando impaciente-

- Grosso! -Falei passando por ele e subindo a escada-

- Meu pau -Ele falou e eu fiquei MUITO sem graça e vermelha- Que foi nerd? Vai me dizer que não gostou do que eu falei -Ele disse cínico-

- Não gostei mesmo! Isso foi uma falta de respeito enorme em relação a mim. Você pode dizer pra qualquer uma, mas não fale pra mim! -Eu disse entrando em seu quarto e me sentando na cama-

- Resolveu abrir as asas? -Ele falou irônico-

- Eu sempre fui assim! Você não me conhece, então não tire conclusões precipitadas -Falei brava e ele ligou o notebook- 

- Vamos começar logo com isso! -Ele disse se sentando ao meu lado. Que homem cheiroso é esse? Meu Deus! Beatrice Walker, você não pensou isso- Qual o nome da música?

- Você não anotou? -Eu perguntei e ele negou- Menino irresponsável! Já volto -Eu sai do quarto dele, desci até a sala e peguei uma folha que tinha o nome da música, que estava em minha mochila- Pronto, a música chama You're not Alone, do Michael Jackson. -Falei e caminhei até ele. Zayn me analisou por completa, até voltar a atenção aos meu olhos. Ele ficou em silêncio absoluto. Ele foi se aproximando de mim- O que você está fazendo? -Perguntei estranhando aquela proximidade. Ele pareceu sair de um transe interno-

- Nada -Ele disse se afastando. Ficamos em silêncio-

- Você...er, você ia me beijar? -Eu perguntei um tanto sem graça-

- Eu não, ficou louca? Eu beijar você? haha -Ele disse grosso e voltou sua atenção pro notebook-

Menino mais chato que esse, nunca vi igual.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


(1): http://www.polyvore.com/bea/set?id=119341134
(2): http://www.polyvore.com/bea/set?id=119421220
*Pra quem não sabe, Chris Hemsworth é o Thor.

Oiee!
Eu queria agradecer a vocês que adicionaram a fanfic como favorito, obrigada, de verdade <33
Até mais xx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...