História Live a life you will like to remember - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Ino Yamanaka, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari, TenTen Mitsashi
Tags Sasusaku
Exibições 47
Palavras 1.395
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei!!! Consegui trazer o cão hoje e mais cedo. Espero que gostem...

Capítulo 5 - Mentiras


          ~ Sakura ~

- Você? - Eu não conseguia acreditar, como Sasori tinha conseguido meu endereço, o que ele queria?

- Eu vim ver como você estava, te procurei por tudo ontem a noite mas não te achei. - Mas que bela cara de pau, fui fechar a porta na cara dele, mas ele botou o pé.

- Some. - Não adiantou nada falar pois o mesmo já estava adentrando a minha casa.

- Sakura, você precisa me ouvir, prometo te deixar em paz se você meu ouvir.

- Ok, eu vou te ouvir, mas depois você some. - Respirei fundo e levei ele até a sala, onde sentamos para conversar, já vi que iria ter que comprar litros de desinfetante, para passar nessa casa.

- Pode começar. - Estava um super clima de tensão, um ar pesado, eu estava com medo do que iria ouvir, medo de me sentir culpada de alguma forma, medo de me machucar mais ainda.

- Bom, eu sei que errei e errei muito, não há um único dia que eu não me arrependa profundamente de tudo que eu fiz de ruim para você, sei que não posso botar a culpa na minha depressão, que inclusive você fez de tudo para me ajudar e eu joguei todo seu esforço para o ralo, não preciso que você volte para mim, apesar de eu ainda te amar, só quero teu perdão, porque eu não aguento mais viver com essa culpa, eu sei que a mereço, porque te fiz muito mal, mas se eu poder me redimir de alguma forma, preciso que você me diga. Sakura me desculpe,  me desculpe por favor, preciso que você  me perdoe. - Os olhos de Sasori estavam marejados, assim como os meus olhos, eu segurava lágrimas que estavam doidas para cair. Eu achava que já tinha superado tudo isso, mas não tinha, agora vejo que nem ao menos cheguei perto de superar, uma parte de mim pedia para perdoa-lo outra pedia para mim despreza-lo para sempre.

Now my words are filling up the tub

Darling, you're just soaking in it

But I know you'll get out the minute
       You notice all your fingers pruning up

Agora minhas palavras estão enchendo até o topo
   Querida, você está apenas se encharcando nelas
     Mas eu sei que você vai sair no minuto
    Em que você perceber todos os seus dedos enrugando

- Sasori não sei se consigo te perdoar, ou melhor, acho que consigo, ou não, acho que preciso de um tempo. Olha eu te perdoo só peço para que você não me procure mais. - Sasori olhou para mim dessa vez lágrimas já caiam de seus olhos, o que com certeza mexeu comigo, era horrível ve-lo assim, mas ao mesmo tempo bom,  ver que se sentia ao menos culpado.

- Vou tentar Sakura, é  difícil ficar longe de você ainda mais quando a vida insiste em nos botar juntos. - Ele falava em quanto se levantava. Pois  é  a vida insistia em nos botar juntos, mas eu evitaria isso o quanto pudesse. 

- Então, eu já vou indo, lembre-se que se você precisar é só me ligar, eu estarei sempre disponível para você. - Ele saiu, me sentia um tanto aliviada, agora eu  podia respirar, me sentia feliz por saber que ele ainda me amava, sentia raiva também  por te-lo perdoado, era um tornado de sentimentos. Mas agora eu só queria distância para esquecer ele de vez.

(...)

- SAKURA o que você faz aqui? - Fui acordada de cochilo prazeroso.

- Que eu saiba essa casa também  é minha humpf. 

- Mas é  um surpresa te ver aqui, hoje é  domingo né seu dia de folga, eu sempre esqueço.

- Pois é deu para perceber, hoje eu resolvi ficar aqui, não  tem nenhuma prova da faculdade para estudar então posso ficar com a minha loirinha bagunceira.

- É  por isso que você quase não  vem  para casa, você  não quer estudar comigo  né, sua rosada falsificada.

- Falsificada nada, aqui foi o melhor erro genético  da minha vida! - Nós caímos na gargalhada, como eramos retardadas.

- Vou chamar Tema, Tenten e Hina para um dia só  de meninas que você  acha? - Eu realmente estava precisando de algo para me distrair.

- Acho ótimo, estou com saudade dos nosso dias juntas, pede para  elas trazerem comida, principal chocolate. - Hoje eu precisava me esbaldar no chocolate, com certeza eu iria acabar contando sobre Sasori para elas, eram minhas melhores amigas, e Ino minha irmãzinha porca.

         ~ Sasuke ~

- Você? - Saita, na minha porta, só podia ser um pesadelo, daqueles realmente ruins, parecia que a qualquer momento eu acordaria desesperado.

- Sasuke, eu preciso falar com você. 

- Eu não tenho nada para escutar de você. - Pensei em fechar a porta mas percebi que ela já estava dentro do meu apartamento.

- O que está fazendo aqui, já não mandei você  ir embora. - A mesma me encarou com seus belos olhos brilhosos.

- Sasuke, eu sei que você não quer me ouvir, na realidade está sendo difícil até para mim falar, mas eu preciso falar a verdade para você  e agora, depois de tudo que eu já passei você  vai  me ouvir, por favor me ouça. - Ela falava quase chorando, seus olhos já  estavam totalmente exancardos.

- Eu vou embora  depois, só preciso que me ouça. - Eu sentia que minha cabeça iria explodir a qualquer momento.

- Sasuke, muitas coisas aconteceram antes e depois que eu fui embora, na realidade eu preciso primeiro esclarecer o motivo de eu ter ido.

- Minha mãe te pagou para você  ir e claro, você  aceitou.

- Isso é  uma meia verdade, sim ela me deu dinheiro para mim ir, mas ela também me ameaçou, eu estava realmente grávida Sasuke, mas sua mãe tirou o meu  bebê, o nosso filho de mim.

- Para de mentir, como você  pode falar uma coisa dessas?

- Apenas me ouça, eu sei que é  absurdo, mas eu preciso que você me ouça, depois você pode fazer perguntas e me julgar o quanto quiser. Você  se lembra daquela semana que eu "viajei" para o Texas? Eu não viajei,, era uma mentira que sua mãe  pediu para que eu te contasse, pois naquela semana eu estava nos hospital,  logo após  sua mãe ter me empurrado da escada da casa dela, se lembra que eu tinha ido lá  para pegar umas roupas que ela disse que tinha comprado para o bebê, sua mãe tinha planejado tudo, eu perdi o bebe caindo da escada, passei a semana toda no hospital, você até estranhou que eu estava mais magra e pálida, depois disso eu tive muito medo do que ela faria, por isso tentei ficar longe dela, e quando ela me ameaçou  de morte eu tive que ir embora, ela me deu o dinheiro para mim poder me restabelecer, e eu aceitei, era assunto de vida ou morte, eu não  tive escolha, entrei em depressão por algum tempo e acabei gastando todo o dinheiro com remédios, e tratamentos, tive que voltar para ficar com minha família, me arrisquei muito vindo aqui mas soube que sua mãe  estava viajando,  então resolvi vir te contar tudo. Eu tenho provas aqui no meu celular se você quiser ver. Sasuke eu vim aqui te contar porque eu não também aguetava mais saber  o homem que eu sempre amor me odeia, pode ser que isso não  mude nada, você  ainda me odeie mas ao menos você  sabe a verdade. Ao menos eu tirei um grande peso de mim. So peço que não  fale nada a sua mãe , não  sei o que ela pode fazer. - No celular dela tinha mensagens e fotos que realmente conprovavam o que ela tinha falado,  eu não sabia mais o que pensar, o que falar,  nem o que sentir, eu estava me sentindo estranho, parecia que a qualquer momento eu iria desmaiar. Só me lembrava o quanto foi difícil depois que ela se foi, e agora  era como se tudo fosse um engano. Minha mãe  esse monstro, não podia ser, eu nao sabia mas o que acreditar.

I call your name but you're not around

I say your name but you're not around

Eu chamo seu nome, mas você não está por perto

Eu digo o seu nome, mas você não está por perto

- Eu ja vou indo, não quero arriscar mais, caso algum dia você queira me ver, me ver me procure. - No momento eu só queria um bom banho gelado, e uma garrafa de whisky.





             






Notas Finais


Até o próximo espero que tenham gostado!! Comentem o que acharam. Desculpem se ficou pequeno :(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...