História Living in South Korea - Shownu - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias BtoB, Got7, Monsta X
Personagens BamBam, Hyunsik, I'M, Jackson, Joo Heon, Mark, Peniel, Personagens Originais, Show Nu
Tags Amizade, Bambam, Btob, Ciumes, Coréia Do Sul, Dance, Got7, Jackson, Jooheon, Kidol, Kpop, Mark, Monstax, Namoro, Paixão, Paquera, Peniel, Romance, Shownu, Universidade
Exibições 49
Palavras 2.143
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oie de novo....
Estou postando mais um pq eu quero comentários. OKAY

Capítulo 16 - O trabalho do jooheon


Fanfic / Fanfiction Living in South Korea - Shownu - Capítulo 16 - O trabalho do jooheon

Depois de alguns dias da apresentação do meu trabalho fiquei agradecida por conseguir terminar o bimestre com as notas altas. Confesso que quase cheguei a ligar para minha mãe e pedir dinheiro para comprar passagens de avião urgentes, ou iria acabar me jogando no Rio Han, onde todos têm um belo momento para se matar.

SoRa acabou não tendo a última aula e isso ela estava falando desde semana passada. Estou indo para saída da universidade quando senti alguém segurar meu pulso e fazer eu parar. – Não tenham mentes poluídas, encarem o puxão de forma ocidental ‘okay’. – me virei e olhei um rapaz até que bonito, usa óculos de grau, – pelo menos parece já que estar com lentes. – cabelo no formato ‘toca de índio’, - se bem que os índios também usa o mesmo corte, mas... Deixa pra lá. – pele clara, bem arrumado, olhos levemente puxados tendo dobrinhas, podemos chamá-lo de nerd moderno:

- Com licença. Sou Josh. – ele se apresentou falando em inglês mesmo e muito bem por sinal.

- Oi, sou Ally. – apertei sua mão que estava estendida.

- Você é amiga do Jooheon. É que já vi vocês conversando algumas vezes. – depois que ele falou isso, só consegui mover a cabeça afirmando.

- Você estuda com ele? – perguntei só para puxar assunto.

- Sim. – ele respondeu, logo depois ele começou a mexer e m sua mochila tirando uma pasta e de dentro dela e tirou um papel. – Você pode me fazer um favor?

- Claro. – respondi sem nem saber qual era o pedido, mas vamos ser prestativa.

- Eu tenho que ir para uma palestra que vai ter agora e não sei que horas irá terminas. Você pode levar essas atividades para ele? – ele me entregou as folhas. – Eu já tentei ligar, mas está dando fora de área.

- Sei como é... – dei um pequeno riso, porque isso costuma acontecer comigo. – Porque não entrega amanhã?

- Ele me falou que iria faltar durante essa semana. Eu sou o único no qual ele fez amizade. – ele sorriu de leve. – E tem que ser entregue hoje. Até porque tem atividades que são para ser entregues na sexta e hoje já é quarta. – ele se explicou. – O endereço está aqui. – ele me entregou o papel com o local.

- Como vou saber... – me lembrei que tenho celular. – Atá, coloco no mapa para encontrar. – digitei o endereço no celular e esperei fazer a localização. – Você sabe qual ônibus eu pego para ir? – perguntei para ele.

- A linha 7 passa lá. – ele terminou de se arrumar. – Muito obrigado Ally. Tenho que ir. Tchau.

- Tchau.

********         *******         *******

 Cheguei no endereço. Apertei no interfone e falei com alguém que a voz parecia muito estranha:

- Quem é? – a voz é bem grave.

- É Ally. Eu gostaria de deixar um trabalho da faculdade para o Jooheon. – falei na esperança de me deixarem entrar.

- Tá liberado. – me aproximei da porta e fui diretamente para onde era é andar.

Segui o caminho olhando os números na porta e tentando acerta o local, bati na porta que o Josh havia dado e fiquei esperando por uns cinco minutos até um garoto – falou a velha, haaha:

- Oi. – me curvei levemente até porque o menino é mais novo que eu.

- Oi. – ele repetiu o movimento, mas ainda me olhava espantado. – Você é??

- Ally, amiga do Jooheon. – falei, vendo sua face mudar drasticamente de feição.

- Uhm... Você é a noona que está namorando o Shownu hyung. – ele falou bem empolgado. – Você quer entrar? – ele abriu mais a porta o que deu para mim ver alguns meninos deitados no sofá e outros sentados no chão mesmo.

- Não. Não quero incomodar, só vim deixar um trabalho para o Joo oppa. – ele olhou ligeiramente para mim quando terminei de falar.

- Você estar com pressa? – ele perguntou mais calmo.

- Não é isso, só não quero demorar muito e chegar tarde em casa.

- aha.. – ele iria falar mais alguma coisa, porém alguém o interrompeu.

- Quem estar na porta Kyun. – outro rapaz apareceu atrás do baixinho. – Oh... É você Ally. – ele saiu de trás do menino e se curvou. – O que veio fazer aqui? O hyung saiu para comprar umas coisas. Já deve estar voltando. – Minhyuk respondeu.

- Só vim deixar o trabalho do Jooheon. – mostrei as folhas que carregava. – Podem entregar para ele?

- Porque não quer entrar? – Minhyuk perguntou interessado.

- Só não quero incomodar vocês. – respondi rezando para que o manager deles estivessem em casa.

Olhei para os lados e vi dois homens se aproximando carregando sacolas e com os rostos escondidos pela mascará, não reconheci o outro rapaz, mas um deles tem o mesmo andar do Shownu, - com certeza é ele:

- Vocês demoraram. – I.M foi logo onde eles ajudando com as sacolas. – Shownu hyung a Ally noona estar na porta.

- Ally? – ele ficou confuso só então ele reparou em mim e do nada seus olhos fecharam. – Porque não chamaram ela para entrar? – eles já estavam perto o suficiente.

- Olá. – me curvei para os dois incluindo o rapaz que de acordo com meu pouco conhecimento, é o empresário deles.

 - Oi. Então você é a famosa Ally? – o manager perguntou sorrindo para mim, minha única reação foi concordar. – Vamos entrando?

- Eu realmente não quero incomodar. – falei negando e sorrindo, se quer ser negativa, faça isso com positividade.

- Não irá incomodar ninguém. – ele entrou e abriu mais a porta.

- Vamos! É bom que você conhece logo os meninos. – dessa vez Shownu me puxou e logo fechou a porta chamando atenção de todos. – Meninos, está é Ally.

- Olá. – eles se levantaram curvando-se.

- Você não me falou que viria hoje. – Jooheon foi o primeiro a me puxar para sentar perto dele. – Quem te disse onde morávamos?

- Josh. – respondi e vi ele abrir a boca sacando a parada. – Ele pediu para eu entregar isso a você. – entrei as folhas com as atividades e trabalhos.

- Ah. – ele pegou as folhas e ficou avaliando elas e murmurando algo identificável. – Você vai ficar? – ele sorriu para mim.

- Não. Tenho que ir. – olhei para meu celular fiscalizando a hora. – Já estar tarde. – observei os meninos me olharem curioso.

- Ally... – ouvi Shownu me chamando de uma outra direção. – Vem cá.

Segui ele percebendo alguns olhares estranhos vindo dos meninos e até murmúrios esquisitos de outros, - cá entre nós, não acho que eles sejam flor que se cheire. – segui o shownu e entramos em outro compartimento, com algumas camas o quarto estava. – Realmente o quarto dele estar uma bagunça. – Nem posso reparar nisso, acredito que eu esteja nesta mesma situação:

- Senta aqui! – ele indicou uma cama limpa, digo limpa porque não se continha nenhuma roupa, papel ou livro sobre ela. – Você estar se alimentando?

- Ne. – acabei rindo, afinal desde quando ele estar se preocupando tanto com minha alimentação?

- Não ria. – ele ficou sério, até parou de arrumar a cama para me encarar. – Não quero que fique doente. Só se cuida por favor. – ele chegou próximo da cama onde estava, ficou ajoelhado colocando seus braços a cada lado do meu corpo, mas deixando elas sobre a cama.

- Tá bom. – segurei seu rosto, focando minha visão em seus olhos e descendo até seus lábios. – Você está bonito oppa! – vi ele corar a face e esconder o rosto no meu corpo. – Para oppa! – acabei rindo de sua reação.

- Você me deixou sem graça. – ele continuou com o rosto abaixado, só depois me olhou e foi se aproximando até alcançar meus lábios.

Senti seu hálito quente cada vez mais próximo e logo seus lábios encostou ao meu, senti a pressão e senti sua boca em total encaixe com a minha e logo nossas línguas estavam em sincronia, envolvi meus braços em seu pescoço aprofundando ainda mais aquele momento que estava somente nós dois, seus braços envolveu minha cintura me abraçando intensificando cada vez mais o beijo. – Ficamos juntos seguindo este ritmo lento de beijo apaixonado até o ar dar falta. – Olhei o mesmo ainda com os olhos fechados e por impulso beijei a ponta do seu nariz e voltei para sua boca que sinceramente estava bem mais convidativa com seu tom avermelhado. – Me inclinei um pouco para trás, porque o Shownu começou a subir na cama e ficou sobre mim, sua mão acompanhava cada lado do meu corpo. Minha perna estava entre a dele, senti que ele estava movimentando muito o seu corpo sobre o meu e isso estava me deixando um pouco excitada. – mordi seu lábio inferior o que causou um arrepio nele, até porque senti sua pele ficar cheia de bolinhas, sabe o que ocorre quando acontecem.

Senti a boca do Shownu percorrer por meu pescoço e seguir até minha clavícula. – Bom a roupa que estou usando não é favorável para nós dois e nem para ele que parece querer muito isso. – Sua mão apertava minha cintura intensificando os movimentos e o beijo que estava sendo confundidos com mordidas e chupões. Enrosquei meus dedos em seus fios de cabelo chamando atenção dele:

- Devemos parar?! – ele perguntou ou deu um palpite? Sinceramente ele está com muita vontade e a cara que ele fez agora. Senhor, pareci uma criança que foi pega fazendo besteira.

- Você estar muito ansioso. – ele subiu ficando na altura do meu rosto. – Tem que se acalmar um pouco. – beijei ele novamente e depois tive que empurrá-lo um pouco para que voltássemos a nossa posição inicial.   

- Quando você vai voltar? – ele perguntou sério enquanto voltava ao seu a fazer.

- Voltar para onde?

- Para seu país? – ele pegou um urso que estava no chão, jogando ele na cama onde estava.

Bom, este realmente é um assunto que venho esquecendo. É arriscado esquecer o dia da viagem e perder o voo. – Como o fato de ter esquecido a audição que SoRa me escreveu. – Claro, eu nem queria mesmo, mas ela ficou uma fera com isso:

- Não quero falar sobre isso. – enxuguei a pouca lágrima que já teimava em cair.

- Também não quero... Mas um dia vamos ter que resolver.  – ele sentou ao meu lado e segurou uma das minhas mãos livres apertando elas e levando-as em direção a sua boca e depositar um beijo na mesma.

- Já estar ficando tarde. – olhei a hora do relógio no pulso dele. – As meninas devem estar preocupadas. – me levantei e arrumei a roupa e o cabelo.

- Espera! – ele pediu quando eu abri a porta. – Espera... – ele se apressou jogando um monte de roupa em um canto e correndo até onde eu estava. – Vou te levar. – ele pegou um boné no meio das coisas e algo para cobrir a boca. – Pega. Não quero que fique doente. – ele está realmente cuidadoso.

Ele segurou minha mão apertando ela entre seus dedos e caminhamos até a sala vendo alguns dos meninos e o empresário deles:

- Hyung! – Shownu chamou a atenção do empresário dele. – Vou deixar a Ally na casa dela. Será que...

- Wonho. – o empresário dele cutucou o menino fazendo ele olhar para nós dois. – Leva eles. A chave do carro estar no chaveiro.

- Hyungwon. Vamos! – Wonho chamou o menino.

************               ***********               ************

Os meninos ficavam puxando o saco do Shownu por minha causa e isso deixava ele envergonhado e me deixa muito sem graça, acreditem que quando o Wonho tira uma de puxar o saco ele é o melhor nisso:

- Está entregue. – Wonho falou de dentro do carro mesmo. – Hyung não demora. – ele falou para Shownu que se ofereceu para mim deixar na porta do apartamento.

- Seu oppa precisa de um tempo com a namorada. – ele sussurrou no meu ouvido, enquanto me abraçava por trás no meio do corredor do meu andar.

- Oppa. – segurei sua mão e consegui me soltar dele. – Você tem que se concentrar no seu grupo.

- E também tenho que dar atenção para minha namorada ou ela vai achar que eu não me importo com ela. – ele ficou atento. E isso é muito fofo.

- Quando vai ficar de folga? – perguntei por curiosidade.

- Não sei... Mas prometo te ligar todas as horas livres – senti seu beijo no topo de sua cabeça. – Está entregue.

Peguei as chaves, mas acabei vendo que as meninas estavam abrindo a porta no meu lugar e o que ocorreu? – Foi elas ficarem me encarando e olhando para Shownu:

- Oi meninas, eu só vim deixar a Ally. – ele sorriu para elas.

- Obrigada Shownu oppa! – Bon agradeceu me puxando. – Melhor você ir. Está tarde, tchau.

- Tchau... – ele falou um pouco sem graça.

Depois que ele foi embora, voltei minha atenção para elas e sorri em agradecimento e saí da sala vendo que elas já tinham se acostumado com o relacionamento e eu também já estava me adaptando a isso.


Notas Finais


Comentem pelo amor de DEUS... estou pensando em seriamente finalizar logo isso, mas preciso que vocês falem algo...
Vai ter o Hot, mas só vou postar eles quando eu ver os textos de vocês....


Estou falando muito sério.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...