História Living In The Hell - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Exibições 179
Palavras 1.361
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ontem teve festa na casa da minha tia (estou passando a semana aqui) e eu precisei ajudar com as coisas e não deu para postar nada. Mas o "mega" presente ainda está valendo.

Capítulo 40 - Forty


Jeff Houston Pov

   Coloquei a mesa em seu lugar com a ajuda do Carl e olhei para as marcas feitas pelas flechas, olhei para trás vendo a Lily com Lou em seu colo e Liza em sua frente, elas brincavam e olhei para o grupo que eu e o Carl fizemos amizade e vi as gêmeas que eles tanto falam.

- Pensei em pedir para ir na próxima ronda. - falei olhando para ele - Eu já tinha conversado com o Glenn.

- O que ele acha? - perguntou.

- Falou que pode ser perigoso. - falei - Os dois caras que vão com eles não são de confiança.

- Então tente trocar de tarefa, fala com o Heitor. - falou e fomos para perto das meninas - Vamos treinar um pouco também Liza?

- Vamos, ele pode me ensinar? - olhou para Lily e depois para mim.

- Pode sim. - falamos juntos.

- Vou levar a Lou para Maggie. - Lily se levantou ajeitando a pequena no colo.

- Pra mamãe? - Liza perguntou.

- Sim Liza, para a nossa mãe. - falou, foi até a Maggie que estava junto com o resto do nosso grupo e voltou - Podemos ir, vamos lá.

- Vocês já deram uma faca pra ela? - Carl perguntou.

- Ela usa a minha. - Lily falou - Ou a do Jeff.

- Então a partir de hoje você tem a sua. - falou entregando uma faca pequena para Liza que o olhou - Só tome cuidado.

- Obrigada. - falou abraçando-o.

   Se afastaram, ele mostrou para ela como de deveria segurar e essas coisas, olhei para Lily que já segurava sua besta e peguei meu arco, ficamos a vinte passos da mesa e peguei uma flecha, ela ficou ao meu lado e numa seção rápida acertamos cinco flechas cada.

   Ficamos um tempo assim e fomos para perto das árvores do outro lado do lago, acertamos duas árvores que estavam longe e vi o grupo se aproximarem, Lily abaixou a besta pegando seu cantil, bebeu um pouco e ouvi alguém gritar, olhei para trás da Lily e vi dois walkers vindo.

- LILY! - gritei.

   Ela pegou sua besta e se virou rápido acertando a mesma no rosto do primeiro walker que caiu em cima dela, peguei uma flecha, na hora que fui puxar, senti minhas mãos tremerem, quando ouvi os gritos solteir a flecha acertando o ombro do segundo walker e a segunda atravessou seu olho fazendo-o cair.

   Joguei o arco na chão e fui até a Lily tirando o walker de cima dela e mesma se levantou acertando sua besta no rosto dele por diversas vezes, quando terminou deixou a besta no chão e me olhou, ela estava com o rosto sujo com o sangue do walker, me aproximei pegando sua mão e ela me abraçou.

- Vocês estão bem? - ouvi a voz do Carl e ela me soltou abraçando-o - Você está bem, ele fez algo?

- COMO ELES ENTRARAM? - um homem gritou - Se afastem dela!

- Não! - falamos juntos e peguei meu arco me aproximei deles.

- Ela precisa ficar isolada! - o homem de mais ou menos cinqüenta anos falou - Se afastem!

   Vi nosso grupo se aproximar junto com os outros da comunidade e Lily se afastou do Carl olhando para o homem e quando ele se aproximou apontei meu arco para ele assim como o Carl apontou sua arma, Lily ficou atrás de nós, senti suas mãos em minhas costas e demos alguns passos para trás.

- Não precisamos usar da força. - ele falou e eu ri.

- Não se aproxima! - Carl falou e ouvimos um tiro.

- QUE PORRA É ESSA? - ouvi a voz do Heitor.

- Dois walkers conseguiram entrar. - o homem falou e apontou para Lily - Um deles estava em cima dela!

- Você está bem? - perguntou se aproximando e apontei o arco para ele - Nunca a machucaria!

- Vocês não vão isolar ela! - falei e ele olhou para o homem - Não vamos deixar!

- Carl, Jeff! - ouvi a voz do Rik - Abaixem as armas, podemos conversar.

- Não! - Carl falou.

- Heitor pegue ela! - o homem falou - Coloque-a a cela!

- Não fui mordida, não sou burra de deixar um erranteme morder ou qualquer outra coisa! - ela falou com raiva.

- Heitor, eu mandei você levá-la para a cela! - falou ignorando-a.

- Não toque nela! - Glenn e Daryl falaram se aproximando de nós.

- Venha! - Daryl a olhou.

- Eu ainda sou o líder! - olhou para os outros.

- Não o nosso líder! - ela falou e quando o homem se aproximou, Heitor o empurrou.

- Não encoste um dedo nela! - falou com raiva - Nunca!

   Ela pegou a mão do Daryl e foi para perto do nosso grupo que juntos foram para casa, continuei ali junto com Carl e abaixei meu arco indo pegar a besta dela, passei pelas pessoas da comunidade com Carl ao meu lado e olhei pro grupinho que estavam nos olhando assustados.

- Vocês estão bem? - uma das gêmeas perguntou e parei de andar.

- Estamos. - falamos.

- Aquilo que você fez foi incrível! - a outra gêmea falou - As aulas com a menina deram resultado.

- Percebi da pior maneira. - falei.

- Lucy, Elle pra casa, agora! - ouvimos a voz do homem da casa de frente à nossa.

- Vamos Carl! - falei.

   Voltamos pra casa e fui direto pro meu quarto, vi Glenn e Maggie sentados na cama da Lily e Daryl estava próximo a janela, peguei uma roupa e me sentei na cadeira olhando para a porta do banheiro, sentia os olhares deles em cima de mim e tentava em partes ignorar isso.

- Você está bem? - Maggie perguntou e a olhei.

- Estou, ela está? - perguntei.

- Vai ficar. - falou e sorri.

Lily Harley Pov

   Fechei minha calça, coloquei minha blusa e molhei meu rosto me olhando no espelho outra vez, prendi meu cabelo em um rabo de cavalo e sai do banheiro vendo Jeff encarando o mesmo e meus pais sentados nas camas.

- Já falei que estou bem. - falei e Jeff se levantou vindo em minha direção.

   Dei passagem para ele entrar e me sentei na cadeira olhando para os meus pais que também me olhavam, forcei um sorriso colocando meus pés em cima da cadeira e agarrei meus joelhos deitando minha cabeça no mesmo ainda olhando-os.

- Não vamos deixar que te levem. - Maggie falou.

- Eu sei, eles não me levariam. - falei - Heitor não deixaria.

- Vimos como ele falou com o tio. - Glenn falou.

- Ele é o Murphy? - Daryl perguntou me olhando - Heitor Murphy?

- Ele também cresceu. - falei e ele se levantou indo para perto da janela.

- Vocês o conhecem? - Glenn perguntou.

- Quando ela tinha cinco meses, a Becky precisou voltar pro trabalho e eu não sabia cuidar dela ainda. - ele falou ainda olhando pela janela - Ele era pequeno, mas precisava de dinheiro então paguei ele pra cuidar dela.

- Ele cuidou de mim até tudo isso começar. - falei.

- Eu fico feliz que esteja encontrando pessoas conhecidas. - Maggie sorriu.

- Eu também. - falei e me levantei pegando a caixa embaixo da minha cama - Ele me deu isso hoje cedo.

- O que tem ai? - Glenn me olhou.

- Coisas minhas, ele pegou na minha casa. - falei sorrindo - Saímos de lá quando o surto começou e ele ficou.

- Esse é você? - Glenn perguntou com o álbum na mão e olhou para o Daryl que se virou.

- Você não mudou nada. - Maggie comentou.

   Eles viram tudo e falei o que era cada coisa e quais eram as comemorações nas fotos, Daryl continuou na janela, mas dessa vez nos olhava, Maggie gostou de uma foto de quando eu tinha seis anos, eu estava sorrindo para a câmera, então dei a mesma para ela.


Notas Finais


1/?.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...