História Living In The Hell Second Season - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Exibições 56
Palavras 1.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


(1/3)

Sim, hoje será att TRIPLA!!

Capítulo 15 - Fifteen


   Kyle colocou Lily deitada na maca da enfermaria e Grant foi chamar o Doutor que chegou rapidamente, inventaram uma história e ele logo passou a examiná-la antes de tirar a faca.


- Vou precisar de ajuda. - falou fazendo-os olhar para ele - Preciso que segura ela.


- Ela está morrendo! - Grant apontou para Lily - Como ela vai sentir dor?


- Segurem! - falou alto.


   Segurou as pernas enquanto Kyle segurava os braços, assim que o Doutor segurou o cabo da faca, Lily abriu os olhos encarando-o, pedia para ela aguentar e não se mexer, pois podia piorar, então puxou a faca fazendo-a gritar.


   Seus gritos eram fracos, ela já estava sem forças, Kyle soltou seus braços e pegou as coisas que o Doutor iria usar, cortou a camisa de Lily e depois de limpar e conferir que nenhum órgão importante foi atingido, começou a costurar.


- Ela vai ficar bem? - Kyle perguntou.


- Quem é ela? - o Doutor perguntou tirando as luvas.


- Lily Harley. - Grant falou.


- A menina que ele ajudou no início? - perguntou surpreso.


- Ela mesma. - responderam.


- Ela precisa de repouso. - falou escrevendo as horas que ela precisa tomar os remédios - Em um lugar calmo.


- Precisamos limpar a cela. - Grant olhou para Kyle.


- Ela não pode ficar em cela! - o Doutor falou - Precisa de ar fresco, um lugar limpo.


- Vamos dar um jeito. - Kyle falou cobrindo Lily.


- Vai relaxar, eu fico de guarda. - Grant o olhou.


- Pode ir você. - falou se sentando na cadeira - Pode ir Doutor.


- Os remédios que ela precisa tomar. - falou dando dois vidros para ele - De seis em seis horas como eu receitei.


- Pode deixar. - falou colocando os remédios em cima da mesa.


   O Doutor saiu deixando-os sozinhos e depois de alguns minutos Grant também saiu. Kyle pegou a mão de Lily e lembrou de uma de suas conversas com Jesus quando se conheceram.


- Eu vou cuidar de você. - falou olhando para Lily - Mais você precisa me ajudar.

Carl Grimes Pov

   Me sentei na grama olhando para o lago e vi Ella se sentar ao meu lado, olhei para ela e voltei minha atenção para o lago e vi Daryl apoiado em uma das árvores limpando suas flechas assim como ela faz quando está triste ou preocupada.


- Eu to aqui. - Ella falou - Se você precisar.


- Você não é ela. - falei.


- Eu sei. - falou - Não preciso ser ela pra gostar de você.


- Como você consegue? - perguntei - Seu irmão está morto e só consegue pensar em você mesma?


- Ele não gostava de mim. - falou me olhando - Eu sei que não gostava.


- Ele pensava que estivessem mortas! - falei olhando-a - Poderia não demonstrar, nas gostava de você.


- Ele gostava dela. - se referiu à Lily - O que ela tem que eu não tenho?


- Tudo, ela pensa em todos! - falei me levantando - Não pensa apenas nela mesma como você!


   Sai dali deixando-a sozinha e fui em direção a casa do Ryan, bati na porta e a mesma foi aberta pelo Derek que sorriu fraco, entrei assim que ele deu passagem e vi Ryan jogado no sofá dormindo, sorri com a cena e Derek se sentou no sofá livre depois de se livrar de suas muletas.


- Está assim desde que vocês chegaram. - falou.


- Eu espero ele acordar. - falei - Como a Lucy está?


- Está sendo forte. - falou sorrindo - Ela quer fazer algo pela Lily.


- É a única lembrança que tem dele. - me referi ao Jeff.


- Ele era legal. - falou.


- Um bom amigo. - falei.


- Se conheceram a muito tempo? - perguntou.


- Um pouco antes de chegarmos aqui. - falei colocando minha arma na mesinha - Ele estava com uns caras barra pesada, Lily o ajudou.


- Ela está sempre salvando os outros. - falou olhando para sua perna amputada - Se não fosse ela e o pai, eu teria morrido.


- Já tentou acordar ele? - perguntei.


- Ele parecia cansado. - falou - Nem tentei.


- Posso passar a noite aqui? - perguntei.


- Pode dormir no meu quarto. - falou me olhando - Eu durmo no quarto dele.


- Obrigado. - falei deitando minha cabeça no encosto do sofá - Já comeu hoje?


- Você está parecendo ele. - apontou para.


- Aprendi com o Jeff. - falei - Vou pedir pra tentarem achar uma prótese.


- Não precisa, já estou quase acostumado. - falou rindo - Vocês namoram?


- Eu e a Lily? - perguntei vendo-o concordar - Sim.


- Eu e a Lucy também. - falou - Ela é tão diferente da irmã, mesmo elas sendo gêmeas.


- Elas são. - falei.


   Apenas o olhei e continuei com a cabeça apoiada no encosto, Ryan se remexeu abraçando o sofá, Derek se levantou cobrindo-o e saiu da sala, me deitei no sofá e tirei meu chapéu colocando-o ao meu lado só que no chão.


- Ei, xerife. - ouvi a voz da Lucy - Está na hora de acordar.


- O que faz aqui? - me sentei olhando em volta - São que horas?


- Eu vim ajudar o Derek como sempre fiz. - falou sorrindo fraco ao se sentar na mesinha - São onze da manhã.


- Onde eles estão? - perguntei vendo que Ryan não estava no outro sofá - Ele está bem?


- Estão na cozinha. - falou - Vem tomar café.


- Acho melhor eu voltar pra casa. - falei sentindo seu olhar em mim.


- Avisei Michonne de que você está aqui e pretende ficar um pouco. - falou me olhando - Ela mandou algumas roupas suas e que qualquer coisa ela estará em casa.


- Obrigado. - falei me levantando.


   Peguei meu chapéu seguindo-a até a cozinha e vi Ryan preparando algo no fogão, Derek estava sentado lendo uma revista que não consegui ver a capa e Lucy se sentiu ao seu lado, me sentei na cadeira de frente para eles, coloquei meu chapéu e olhei para Ryan.


- Lucy contou que Maggie e Glenn não voltaram. - falou se virando para mim - Eles estão bem?


- Estão na comunidade do Jesus. - falei - Kyle é um infiltrado.


- Ela realmente está bem? - perguntou.


- Ela tentou se matar. - falei - Não sabemos o estado dela.


- Por isso eles ficaram? - Lucy perguntou me olhando.


- Pra terem notícias. - falei.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...