História Living In The Hell Second Season - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Exibições 50
Palavras 1.364
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


(3/3).

(Leiam as notas finais!!)

Capítulo 17 - Seventeen


Lily Harley Pov

   Sentia meu corpo dolorido, o local da ferida era onde mais doía, sentia sede, fome, frio e calor, tudo ao mesmo tempo, sentia que precisava fazer algo. Kyle soltou minha mão fazendo a mesma ir em encontro ao colchão fino da maca e ouvi barulho de algo caindo.


   Abri meus olhos aos poucos me acostumando com a iluminação do local, era era pouco, mas forte. Vi alguns equipamentos e dois pequenos armários cheios de remédios, o local lembrava muito a sala de Richard na comunidade, não apenas lembrava, eu estava em uma enfermaria como a dele.


- Está acordada, isso é bom. - um homem de jaleco apareceu - Muito bom na verdade.


- Ela já pode sair daqui? - Kyle apareceu logo atrás do homem.


- Como avisei, não pode ficar na cela. - o home falou.


- Ele eixou que eu a levasse para o meu quarto. - Kyle sorriu - Quando eu puder levá-la me avise.


- Vou ver o ferimento e poderá levá-la. - falou e fechei meus olhos assim que ele tirou a gase de cima da ferida - Precisa refazer o curativo assim que o sangue estiver aparecendo, ou pelo menos uma vez no dia ou noite.


- É se o remédio acabar? - perguntou preocupado.


- Me procure, lhe darei mais. - falou passando seu dedo envolta da ferida - Ela tem uma marca próxima à ferida.

- Isso é ruim? - perguntou nervoso.


- Quer dizer que ela já passou por algo parecido à pouco tempo. - falou me fazendo sorrir - Ela se recuperou bem na primeira, então se recuperá bem agora.


- Foi um tiro. - consegui falar baixo - Depois uma flechada.


- No mesmo lugar? - o homem perguntou e concordei - Você é una garota de sorte, pela marca que ficou, a ferida foi feia.


- Um pouco. - falei.


- Consegue se mexer? - perguntou.


- Meu corpo dói - o olhei.


- Vai precisar refazer o curativo durante a noite. - olhou para Kyle que balançou a cabeça - Vou emprestar uma cadeira de rodas para levá-la, se a ferida piorar, me chame de imediato!


- Pode deixar doutor. - falou abrindo a cadeira que o homem pegou de trás do armário, deu uma limpada rápida e se aproximou - Segura o meu pescoço.


- Meu corpo dói. - o olhei.


- Só passar os braços. - falou.


   Seus braços passaram por debaixo do meu corpo segurando minhas pernas e minhas costas, consegui envolver seu pescoço com meus braços, mesmo eu sentindo uma dor horrível e ele devagar me colocou sentada na cadeira, deu tchau para o homem e saiu dali me empurrando.


   Depois de alguns minutos e passar por três corredores infinitos que parecia nunca mais acabar, ele parou em frente à uma porta, abriu a mesma e voltou a me empurrar colocando a cadeira próxima à cama, fechou a porta e veio até mim, travou a cadeira e em seguida me ajudou a deitar na cama, me virei com cuidado segurando minha ferida e o olhei.


- O quarto é pequeno, simples mais é meu. - falou se sentando na cama - Aqui ninguém pode entrar sem minha permissão, então ninguém te fará mal.


- Obrigada. - falei e ele se levantou.


- Quer comer alguma coisa, está com fome? - perguntou e concordei.


- Quero qualquer coisa que não seja aquela sopa. - falei fazendo-o rir - Vou preparar um sanduíche.


- O que vai acontecer comigo quando eu voltar para a cela? - perguntei.


- Antes disso acontecer você pode aceitar se unir ao Negan. - falou se virando para mim.


- Não vou fazer parte disso! - falei séria.


- Mesmo esse quarto sendo meu, as paredes tem ouvidos. - falou pegando um caderno - Gosta de frango?


- Gosto. - falei vendo-o escrever algo.


   Pegou algumas coisas da geladeira, pegou um pote vermelho e de dentro do armário tirou uma frigideira, ligou o fogo e começou a preparar algo para comer, me entregou o caderno e antes de começar a ler o que estava ali o encarei rseria.


"Se aceitar ser uma deles, você estará fazendo um favor à sua comunidade e a mim já que não vou precisar ser seu guarda. Terá um quarto apenas seu e dependendo so seu cargo, poderá fazer o que quiser com o Dwight."


   O encarei ainda séria e ele parecia animado fazendo o sanduíche, quis levantar pra pegar a caneta e ele pareceu entender, já que me entregou a mesma, mesmo deitada, consegui escrever algo para ele que o fez rir.


"Eu prefiro morrer a aceitar, se continuar com esse ideia, dou um tiro no seu traseiro!"

Carl Grimes Pov

   Ajudei Lucy a organizar a cozinha enquanto Derek e Ryan arrumavam a sala, hoje eles iriam tirar todas as coisa do Heitor e do Kenny de lá e nos oferecemos para ajudar, quando terminamos, fomos primeiro para o escritório e jogamos tudo dentro de caixas.


- Vai jogar isso fora também? - Lucy perguntou com uma foto do Hetiotr com os pais.


- O que tiver o Heitor envolvido na caixa vermelha. - Ryan falou - Vou guardar pra Lily.


- Acham que ela está bem? - Derek perguntou e o olhei.


- Ela é forte. - Lucy me olhou sorrindo - Ela vai voltar.


   Terminamos o escritório e fomos para o quarto dele, Ryan jogou tudo dentro de duas caixas sem se importar com o que era, deixou apenas as roupas que estavam em bom estado para dividir entre a comunidade, eu, Lucy e Derek fomos pro quarto do Heitor e separamos algumas coisas.


- Carl. - ouvi Derek me chamar e o olhei - Antes dele ir, ele falou alguma coisa?


- Ele riu. - falei fazendo-o rir - Ele fez a única coisa que sabia fazer em momentos como esses, ele riu.


- Não seria o Heitor sem um riso. - Lucy falou.


- Já acabaram? - Ryan perguntou da porta.


- Quase. - Lucy falou e ouvi baterem na porta.


- Eu vou ver se encontro alguma coisa deles perdida pela casa. - Ryan falou saindo.


- Eu vou atender a porta, conseguem terminar sozinhos? - perguntei olhando para os dois.


- Pode ir. - falaram.


   Desci indo em direção a porta que não paravam de bater e quando a abri, vi a Carol e logo atrás dela Michonne e Daryl, dei um sorriso fraco, me afastei dando passagem para eles e fechei a porta guiando-os até a cozinha já que a Carol segurava uma travessa.


- Trouxe macarronada. - ela falou colocando a travessa na mesa - Cadê os outros?


- Estamos tirando as coisas deles. - falei e eles concordaram - Querem alguma coisa?


- Como você está? - Michonne perguntou.


- Estou bem. - falei - Preciso ficar.


- Rosita, Abraham e Sasha vão para Hilltop depois de amanhã. - Daryl falou - Eu vou com eles, se você quiser ir.


- Eu quero. - falei e olhei para Michonne.


- Eu me entendo com o seu pai. - falou.


- Vocês estão aqui! - Lucy falou animada - Estamos preparando um quarto pra ele, não se preocupem.


- Não foi por isso que vinhemos. - Carol falou - Trouxemos o almoço, devem estar com fome não?


- Um pouco. - falou e eu ri.


- Chame eles. - Carol falou - Irei colocar os pratos.


   Sai da cozinha deixando os três sozinho, me aproximei da janela puxando a cortina e vi meu pai conversando com Abraham e Cody, olhei para o lado vendo Daryl se aproximar e segurei a cortina olhando-o.


- Ele te entende. - falou - Não precisa culpá-lo toda vez que ficam juntos em um lugar.


- É a sua filha. - falei.


- Ela viveu sozinha por não sei quanto tempo! - falou me olhando - Ela aguentou sozinha, ela superou coisas que eu nem posso imaginar!


- Ele deixou que a levassem sem fazer nada! - falei - Ele simplesmente deixou que ele a levasse!


- Eu tentei, mas ele não aceitou a troca. - falou puxando a cortina olhando para o meu pai - Ele teria feito o mesmo por você.


- Ele pediu pra mim cuidar dela. - falei - "Cuide dela", essas foram suas últimas palavras, seu último pedido e eu não estou cuidando.


- Não o culpe, não se culpe por isso. - falou - Ela não ia gostar de ver você assim por causa dela.


Notas Finais


Finalizando o de ontem, pois eu dormi, essa semana eu estava acordando muito cedo e indo dormir tarde e peguei no sono ontem.

Hoje terá dois capítulos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...