História Living In The Hell Third Season - Capítulo 48


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Visualizações 31
Palavras 1.151
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 48 - Forty eigth


Autora Pov


   Existem cinco fases antes da morte. Primeira, a negação. Segunda, a raiva. Terceira, a barganha. Quarta, a depressão. Quinta, a aceitação.


   Lily durante toda a sua vida passou por quatro dessas cinco fases, passou pela primeira quando seu pai foi embora, pela segunda quando viu que ele nunca voltaria, pela terceira quando se viu sozinha com duas crianças, pela quarta quando precisou matar sua mãe e pela quinta quando sentiu o impacto que sua cabeça fez ao se chocar com o chão.


   Duas semanas tinham se passado e Lily continuava do mesmo jeito de quando chegou à comunidade, Hilltop e Reino se juntaram para ajudá-los, doaram coisas e os ajudavam com a segurança.


   Ryan, Cole e Carl se revezavam na segurança da enfermaria, Daryl saia para as rondas com o Cody, Rick, Glenn e Ezequiel tinham se reunido e estipulado rondas em busca de armas e suprimentos.


- Como ela está? - Samara perguntou.


- Está na mesma. - Ryan falou - Carl te contou?


- Contei. - ele respondeu - Cole, pode ir descansar.


- Ryan pode ir. - ele falou.


- Você está aqui desde ontem à noite. - Ryan falou.


- Vamos Cole, vou preparar algo pra você comer. - Samara falou olhando-o.


- Estou sem fome, obrigado. - falou e Carl o encarou.


- Cole, você precisa ir. - falou - Eu e o Ryan vamos ficar aqui.


- Não posso ir. - falou e Samara acenou indo embora.


- Você está assim desde que conversou com o seu pai. - Carl falou.


- Seu pai e o Daryl pararam de se falar. - Ryan falou.


- O que está acontecendo Cole? - perguntaram fazendo-o olhar para eles.


- Lily é minha irmã. - respondeu.


- Ela também é minha irmã. - Ryan falou.


- Sou o filho mais velho da Becky. - falou fazendo-os o olharem - Kenny me entregou pro Ashton e eles fizeram um acordo.


- Como descobriu? - Carl perguntou.


- Ashton me contou depois que eu arrumei o quarto. - respondeu - Sempre gostei da Lily, sempre senti a sensação de que precisava protegê-la e agora eu sei o motivo.


- Vocês são irmãos. - Ryan falou surpreso - Isso é inacreditável.


- Então é por isso que você não quer sair de perto dela. - Carl falou e ele concordou - Mais o Ashton é o seu pai?


- Não, o meu pai foi um namorado dela. - falou se sentando na escada da enfermaria - Ela tinha dezoito anos quando eu nasci.


- Você e a Lily tem quase a mesma idade. - Ryan falou - Como isso é possível?


- Eu vou fiz dezoito, ela fez dezessete. - respondeu - Sou um ano mais velho que ela.


- Isso é loucura. - Ryan falou.


Lily Dixon Pov


   Acordei em um quarto totalmente diferente do meu, eu não sentia mais dor ou qualquer outra coisa, olhei envolta tentando reconhecer o lugar e falhei na tentativa.


- Filha, coloque mais um pouco. - não reconhecia aquela voz.


- Já faz duas semanas. - ouvi a voz da Ella - Estamos precisando dela.


- Tudo ao seu tempo. - o homem falou de novo.


- Ella, Ella. - a chamei batendo na parede - Ella está me ouvindo?


   Ouvi passos e mais passos, de repente tudo começou a ficar distante e me encontrei no meu quarto, no meu primeiro quarto, minha cama ainda estava suspensa, tudo estava arrumado.


   Abri a porta olhando para o corredor e tudo estava em seu lugar, fui ao quarto da minha mãe e sua cama estava bagunçada como sempre, ouvi vozes e quando desci a encontrei conversando com meu tio Merle.


- O que... - fui interrompida.


- Becky. - meu tio falou fazendo-a se virar pra mim.


- Olá querida. - falou sorrindo.


- Vocês conseguem me ver? - perguntei - O que vocês fazem aqui?


- Querida. - ela se levantou.


- Vocês, e... - fui interrompida mais uma vez.


- Sente-se Lily. - ouvi a voz do Sander e me virei.


- Você! - apontei pra ele.


- Sou eu pequena. - falou e pulei em seu colo abraçando-o - Eu senti sua falta.


- Nós sentimos. - ouvi a voz do Jeff e me soltei de Sander abraçando-o - Finalmente o conheci.


- Vocês, o que e... - fui interrompida novamente.


- LILY, LILY! - senti meu rosto molhar ao ouvir aquela voz - VOCÊ ESTÁ AQUI!


   Soltei Jeff sentindo-a abraçar minhas pernas e coloquei minhas mãos em seus ombros, me ajoelhei abraçando-a e chorei mais ainda, depois de tanto tempo.


- Também quero um abraço. - ouvi a voz do Heitor e ri.


- O que está acontecendo? - perguntou abraçando-o.


- Querida. - ouvi a voz da minha mãe e a olhei - Você está enorme.


- Por que fez aquilo? - perguntei - Por que me obrigou a matá-la, mesmo sabendo que somos a cura?


- Ninguém poderia saber. - falou e me abraçou - Precisava que você ficasse segura.


- Eu precisava de você. - falei apertando-a - Eu encontrei o meu pai.


- Eu sei querida, ele está tão preocupado com você. - falou e me soltei olhando-a.


- O que está acontecendo? - perguntei.


- Querida, você não pode desistir. - falou segurando meu rosto - Você precisa ser forte.


- Desistir do que mãe? - perguntei.


- De você, da sua vida! - falou.


- Lily, você passou por muita coisa pra desistir agora. - ouvi a voz do Sander - Se eu tivesse te ouvido, talvez eu ainda estivesse lá com vocês.


- Eu estou morrendo? - perguntei.


- Emily, presta atenção na sua mãe. - tio Merle pediu e a olhei.


- Sim querida, você está morrendo, mas não vai certo?! - me olhou com esperança - Seus pais precisam de você, não tem problema nenhum você chamar Maggie de mãe, ou o Glenn de pai, pois eles também são seus pais.


- Lou precisa de você. - Liza falou.


- O Carl também precisa. - Jeff falou - O meu filho vai precisar de você.


- Sem falar no Bay e no Cole. - Heitor sorriu.


- Daryl principalmente. - tio Merle falou me fazendo sorrir.


- Não está na sua hora querida, você ainda tem muita coisa pra fazer, lembra-se de quando seu pai nos deixou? - perguntou e concordei - Prometemos nunca abandonarmos ninguém e que lutaríamos até o fim por algo.


- Não posso abandoná-los agora. - falei olhando-a - Ainda estamos em uma guerra com o Negan.


- Você vai voltar e acabar com ele. - ela falou sorrindo - Você ajudará o grupo a se erguer e quando tudo acabar, você será sua própria líder.


- Pessoas vão te seguir pequena. - Sander falou.


- Pessoas que tem o mesmo pensamento que você. - Jeff falou.


- Você só vai voltar se quiser. - minha mãe falou - A escolha é sua querida.


- Eu quero vocês. - falei olhando para todos - Mais eles também precisam de mim.


- Estaremos aqui te esperando. - Jeff falou.


- Cuide da nossa pequena. - Sander pediu.


- Do seu pai. - tio Merle falou.


- De todos. - Heitor pediu.


- Eu vou. - falei - Eu vou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...