História Living in the midst of extraordinary - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Grimm, Supernatural
Personagens Castiel, Crowley, Dean Winchester, Nick Burkhardt, Sam Winchester
Tags Amor, Família, Mistério, Romance, Terror
Exibições 4
Palavras 1.634
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello ! gente desculpa eu não ter comprido o que eu prometi é que estou em um período de provas, ai fica complicado mais ai esta outro capitulo e também percebi que tem poucas pessoas lendo, e as que está lendo não comenta, fico um pouco triste com isso, também percebi que esqueci de por no ultimo capitulo oq seria nesse capitulo bem, não vou falar agora mais no final eu promento que vai ter. aproveitem a historia

Capítulo 4 - The Conversation


Fanfic / Fanfiction Living in the midst of extraordinary - Capítulo 4 - The Conversation

POV. MIA

Após a ligação saímos da casa olhando para todos os lados ainda procurando o tal barulho, mas nada estava a olho nu definitivamente não dava para ver nada pois já estava escurecendo. Enquanto entravamos no carro pensava em amanhã na voltar ao local, no caminho por um tempo permanecemos calados até que Lily quebrou o silencio:

— Que tenso há vamos lá, vamos conversar — disse se inclinando para frente, ela e John estavam no banco de trás e eu e Daniel na frente.

— Como você tá? — perguntei me referindo ao Daniel, o olhei e o mesmo retribuiu mas depois se virou para a estrada.

— Estou bem, eu acho — disse triste, abaixei a cabeça.

— Que tal a gente falar sobre como foi lá?! — John sugeriu e começou a falar cada detalhe.

No começo eu e Daniel ficamos calados mais depois continuamos a conversar. Conversamos e rimos da maluquice de John e colocamos músicas para esquecermos os momentos de medo que aconteceu, depois notei que teria que pesquisar mais para poder eu escrever o texto, então perguntei se eles queriam ficar lá em casa para pesquisarmos mais, eles por educação aceitaram, quando chegamos na frente da minha casa lembrei que meus tios e meu primo chegarão hoje para nos visitar, corei e agora todos nos estamos sujos, suados e peguentos como iriamos entrar sem que ninguém nos visse? Então me lembrei de que tinha uma ou duas roupas de John na minha casa quando ele foi dormir lá no meu aniversário e nos outros dias, Daniel podia vestir enquanto Lily vestia a minha já que ela tinha o meu tamanho.

 

            Abri a porta devagar e passei na frente para ver se alguém estava na sala, verifiquei o perímetro fiz sinal para que eles entrassem e fossem direto para o meu quarto, mas assim que Lily entrou e fechou a porta minha mãe gritou da cozinha me chamando:

— MIAAAAAAAAAAAAAAA!

— Droga — disse baixinho — O QUE FOI? — minha mãe se aproximou e disse

— Vá para o banheiro agora tomar banho para quando seus tios voltarem com a pizza iremos jantar alias todos vocês — disse apontando o dedo para todos nós subirmos — Quem é esse seu novo amigo?

— É o Daniel, um aluno novo que está no nosso trabalho de redação tia — disse Lily subindo os primeiros degraus.

— há e o que ele vai vestir?

— Eu deixei algumas roupas minhas aqui, vou emprestá-las para ele — disse John me salvando como sempre.

— Okay, então vão logo e não demorem.

— Okay mom, good bye — me virei para subir as escadas e enquanto subíamos Daniel perguntou.

— Porque ela não reclamou? Pensei que...

— É que a minha mãe já ta acostumada com gente vindo dormir aqui como John e Lily vivem fazendo— interrompi.

            Chegando no meu quarto, bagunçado como sempre, Daniel e John sentaram na minha cama enquanto eu e Lily abríamos as portas do guarda-roupa e procurar o que vestir.

— Você não me disse que seu primo estava aqui, o amigo dele veio também? Eu acho o amigo dele um gato — disse Lily pegando umas e outras roupas para ver se ficava bom.

— Por que você se importa tanto com ele, ele é todo metido e se acha o rei do pedaço — disse John com um tom de ciúme na voz.

— Ele não é metido, ele é fofo você é que é metido e arrogante. — disse ela replicando.

— Toda essa briga vai acabar em namoro! — exclamou Daniel rindo

— O mesmo para vocês — disse John e Lily em coro se referindo há eu e Daniel.

— Como assim? — perguntei tomando um susto

— As brigas de vocês na frente da casa para decidir quem ia entrar primeiro, vocês acham que isso não vai virar namo...

— Que mentira Lily nada a ver... — disse eu e Daniel ao mesmo tempo.

— Que mentira nada, Lily tá certa vocês quase iam se beijando — concordou John.

— Eu só estava o provocando. — disse virando a cara a procura de uma roupa.

— Sei — disse Lily

— E eu estava escarando ela.

— Ah ta me engana que eu gosto — disse John

            Começamos a brigar um com o outro por mais ou menos 15min, mas depois deu tudo certo nos entendemos, Daniel foi tomar banho no quarto dos hospedes e Lily no quarto de mamãe e John estava tomando banho no meu quarto enquanto eu escolhia alguma roupa para vestir já que Lily pegou as melhores.

— Você falou serio quando disse que estava me provocando na frente daquela casa? — perguntou Daniel na porta do meu quarto com a calça jeans e uma camisa branca desbotoada mostrado seu tanquinho (se exibindo) e me dando um susto.

— Sim, eu te achei muito metido lá na quadra de basquete então queria provocar você! — disse sem reviravoltas — porque?

— Por nada — disse se sentando na cadeira perto do laptop e eu pegando a roupa que tinha escolhido e me sentando na cama. Então ele abriu o meu computador e se deparou com a minha foto de biquíni com Lily e John.

— O que você está fazendo? Fecha isso! — exclamei mais parecia que estava falando com o vento — ei deixa o meu computador — falei me levantando e me dirigindo até lá

— Calma só vou ver uma coisa — ele abriu a pasta de fotos tentei o impede mais ele foi rápido demais e puxou o laptop fazendo eu levemente encostar em seu corpo, nesse exato momento John abriu a porta do banheiro e se deparou com a cena, fazendo ambos nos tomarmos um susto.

— Idiota me devolve — aproveitei o momento e tirei o laptop de sua mão e o coloquei de volta mais desta vez desliguei e fui em direção ao banheiro, ele apenas me observava e John com um sorriso malicioso na cara. Revirei os olhos e entrei no banheiro com a minha roupa.

 

Depois de todos nós estávamos protos descemos as escada e formos em direção ao jantar, onde três maravilhosas pizzas estavam a nossa espera, sentei ao lado de Lily e de minha tia Michelly e na minha frente estava meu primo, tio Christopher e o Bob, o amigo dele do colégio. Eu não estava muito feliz pensava na casa, como foi o filme que assistimos ontem a noite, tudo e no canto do olho percebe alguém me olhando e era o Daniel, fingi não ter visto e continuei comendo Quando todos nós acabamos formos assistir um filme todos juntos, minha mãe, tia Michelly e tio Christopher se sentaram no sofá, Lily e Bob no outro sofá menor e eu, meu primo, John e Daniel estávamos no chão, o filme era de velosos e furiosos 3, um de meus filmes mais favoritos, John deitou a cabeça na almoçada que estava encostada na minha coxa, então comecei a acariciar seu cabelo arrepiado, assim que o filme acabou, que era mais ou menos umas 22:33, Daniel se levantou e caminhando em direção a porte disse:

— Bem tá tarde então eu já vou

— Xauuu! — falei sem sequer me levantar

— Haaa não, você meu bem, vai dormir aqui, está muito tarde para você e pra casa a essa hora. — disse minha mãe

— Mãe se ele quer ir ele vai

— Olha os bons modos, Mia, e outra ele é o primeiro garoto que você traz para cá sem ser o John.

— Obrigado senhora Clarck, aceitarei por gentileza

— Humnn que droga — falei bufando e levantando e subindo para o meu quarto, já não bastava Lily me aperreando para deitar perto do Bob, agora ele aff.

 

            Eu estava sentada no sofá perto da janela, observando a rua e pensando na vida quando             alguém entra no meu quarto e senta perto onde eu estava sentada.

— Eu só queria saber o porquê que você não se dar comigo!? — disse Daniel

— Tenho os meus motivos

— Me explique o que eu fiz para você me tratar tão mal!

— Não é você, é homens em geral. — disse me explicado — meu pai se divorcio da minha mãe porque uma garota estava dando em cima dele quando eu tinha 8 anos. E meio que não confio mas em garotos.

— Mas nem todos os “homens” são assim.

— Você parece, gosto de pensar que meninos igual a você são igual a peixe.

— Peixe?

— Bonito por fora, e feio por dentro.

— Então me acha bonito?!

— Não seja ridículo.

— Mas se você não se dá muito bem com meninos então por que se dar com John?

— Porque ele está comigo desde que tínhamos 7 anos, na verdade Lily e ele, são os únicos que ficaram ao meu lada desde que todos souberam sobre meu pai e a piranha que ele pegava. — enquanto falava lagrima se escorriam dos meus olhos e ele se aproximava de cabeça baixa tentando entender tudo.

— Mas não fica assim, eu prometo que vou tentar ser um bom amigo e não contara a ninguém. — disse ele finalizando toda a conversa e passando a mão pela minha bochecha limpando as minha lagrimas.

Naquele momento percebi que ele não era que eu pensava que era ele era legal, o ao contrário do que eu pensava dele, então o abracei forte, tentando depositar toda a minha tristeza para fora, eu ainda estava muito abalada com tudo que aconteceu entre minha mãe e meu pai, ele apenas alisando as minhas costas fazendo eu dali em diante confiar nele, mesmo ele sendo ou não igual ao papai. 


Notas Finais


iai oq acham? bem não sei se ficou pouco ou muito mais ai está. e como eu prometi isso lá em cima. o próximo capitulo, que esta em andamento, vai ser a continuação desse capitulo, nele falara o que ouve depois dessa historia e um sonho que ela teve, o mesmo do 2 cap., só que mais detalhadamente, espero que gostem. Estou escrevendo uma outra historia que é bem diferente dessa e tem series( como por exemplo Teen Wolf, Supernatural, Izombie) e filmes (como anjos da noite, etc) se estiverem interessado clica no meu nome e vá ate historia e estará lá as historias que eu escrevo. ainda não tem nem um capitulo mais ele estar por vim e vira em grande estilo, estou apenas deixando a imaginação fluir, já tem 4 favoritações eu espero que gostem. BJS DE AMORA xauuu.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...