História (Livreto de One-shots) Leitor x Sanses - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Doggo, Flowey, Frisk, Gerson, Greater Dog, Grillby, Mettaton, Muffet, Napstablook, Papyrus, Personagens Originais, Sans, Toriel, Undyne, Vulkin, W. D. Gaster
Tags Demência, Qual O Plural De Sans?, Sans X Leitor, Yuninha
Visualizações 208
Palavras 805
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Lemon, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sabe eu estou demorando sim então eu vou colocar um trecho do especial mas não esperem muito okay?

E quando eu fizer outra parte eu posto como outro cap... aí eu vou dividindo em partes!
No final eu explico o por que da demora.

Boa leitura

Capítulo 6 - Especial parte Um


Fanfic / Fanfiction (Livreto de One-shots) Leitor x Sanses - Capítulo 6 - Especial parte Um

Era um dia chuvoso, feio e com poucas esperanças para você, o dia já havia começado ruim com ameaças de vizinhos preconceituosos contra monstros gritando em seu ouvido. Você sinceramente nem ligava para eles, o que fizeram de mal? Os humanos apenas tinham medo do novo e do que eles não conhecem a culpa não era dos pobres monstros.

“-Droga.”

Você murmurou quando um carro passou em uma poça, jogando água em suas vestes já encharcadas, você andava pelas ruas ensopada querendo ficar longe de seu apartamento cheio de bobalhões. Quando você pensou que não podia piorar, um ser na velocidade do som esbarrou em você te derrubando no chão, o impacto contra o chão de concreto foi extremamente duro e difícil, logo tudo ao seu redor foi se apagando, ate ficar totalmente preto e apenas sons abafados você ouvir.

===

“-POR FAVOR, HUMANA! EU O MAGNIFICO BLUEBERRY ACABEI PASSANDO POR ELA E ... ELA CAIU E ... E ...”

“-Calma, ela só bateu a cabeça não seja exagerado, alem disso eu não sou medica seu idiota, leva-se ela ao hospital.”

Você gemeu com tantas vozes ao seu redor, sua cabeça martelava de dor, mas não tanto quando a hora do impacto, porem você não entendia o que as vozes estavam dizendo.

“-Hora... olhe, sua amiga acordou.”

Abrindo um pouco os olhos você se viu em uma sala de estar confortável e aconchegante, alem de uma ser humana e um esqueleto a sua frente. Você analisou onde estava percebendo que havia uma coberta te cobrindo e uma faixa em sua cabeça,você estava deitada em um sofá cama aveludado violeta, você realmente queria comprar um agora.

“-HUMANA! VOCÊ ESTA BEM?”

Seu ouvido zumbiu de dor quando o esqueleto de vestes azuis estranhas gritou você acenou concordando, o esqueleto a sua frente sorriu amplamente parecendo bem agitado.

“-Cara, fala mais baixo sabia que dói quando você ouve sons altos com dor de cabeça?”

Uma menina de cabelos pratas, pele branca e lisa com olhos azuis falou, a mesma parecia que havia sido acordada de uma noite de sono, mesmo que agora fosse um pouco mais tarde que a hora do almoço, você riu um pouco, a mesma ainda usava pijamas. Depois de um tempo de silencio você voltou a olhar para o esqueleto, o mesmo parecia meio triste e envergonhado.

“-desculpe...”

O pequeno esqueleto a sua frente murmurou depressivo, isso foi de partir o coração para você.Você levantou do sofá e deu um abraço apertado no mesmo, ele era fofo demais para resistir, a albina ao lado de vocês parecia já ter caído no sono na poltrona ao lado, essa situação toda foi engraçada para você, quando você separou o abraço notou um blush azul claro se espalhando nas bochechas do esqueleto, você riu de leve, ele era muito fofo.

“-Só não façam bagunça no sofá crianças.”

Um outro esqueleto só que de vestes vermelhas, dentes pontudos e afiados e apenas um de ouro debochou entrando por uma porta, suas bochechas aqueceram em um nível que daria para fritar um ovo na sua cara, e o esqueleto fofo apenas deu um olhar confuso. O de vestes rubras riu da sua reação e pegou a albina jogada no sofá estilo nupcial a levando para seu respectivo quarto. Então você e o esqueleto se encararam.

 -Uh... Meu nome é (S/N)! prazer em conhece-lo... huh...

Você, não sabia o nome dele.

-Sans! O magnífico Sans! Mas todos me chamam de Blueberry!

Blueberry falou sorrindo amplamente  para você, o animo e a confiança do esqueleto te enchia de alegria e admiração, um calor reconfortante palpitava em seu peito e tudo o que você sabia fazer no momento, era sorrir, sua barriga borbulhava como borboletas dançando alegremente em um espaço fechado. Você ainda não notou... mas era amor... a primeira vista.

[Alguns meses depois]

Já fazia alguns meses desde aquele dia estranho e engraçado, naquele dia após vocês conversarem por um bom tempo, Blue acabou acordando a meni-na de cabelos pratas que você ficou sabendo que se chamava Yuna (n/a: sim, calem a boca) e ela abriu um portal mágico e você voltou pra casa. Você admite que ficou bem confusa, mas em um sociedade monstros tudo pode acontecer, neh.......?

Bom, tirando os fatos estranhos seu dia foi divertido. E após aquele dia Blue tem visitado você todos os dias sem nunca falhar, e algumas vezes que ele está ocupado ele te liga ou te deixa uma carta avisando sua ausência, ele era surpreendentemente fofo.  Então nesses dias... Você percebeu que... Você se... Apaixonou.

“Uh... Hey (S/N)?”

A voz de Blueberry chamou sua atenção fazendo você notar que estava espaçando a um tempo já, você olhou para Blue sorrindo.

“-Sim querido?”

Você falou docemente, Blue sorriu com seu novo apelido corando de leve fazendo você se remoer querendo apertas aquelas bochechas ossudas.


Notas Finais


Sabe até dia 10 eu estava enrolando, mas quando eu acordei de manhã eu estava com uma tremenda dor no estômago, nem conseguia andar de tanta dor e assim eu me rastejei até o quarto da minha mãe, eu fiquei de cama até que minha mãe resolveu me levar no hospital, e então eu fiquei internada por um dia e voltei pra casa tomando uns 30 remédios por intoxicação alimentar. Pse eu sou uma pessoa bem frágil em questão de saúde. E quer saber mais? Eu fui em um lugar praticar esportes... aí eu cai e travei as costas yeyyy melhor férias alguém me mata.
Kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...