História Livro Místico - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lendas Urbanas
Visualizações 3
Palavras 272
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lírica, Mistério, Misticismo, Poesias, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Drogas, Estupro, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir culturas, crenças, tradições ou costumes.

Capítulo 1 - 01-01


  Não olhe em volta. Não pare de ler isso, não desvie o olhar. Sabe meu bem, eu estou te observando todas as noites, você não conseguiria me ver, então não olhe em volta. Não pare de ler isso.

  Eu conheço você já faz um tempo minha criança. Ah! Como era bonito, você deitado enquanto dormia. Eu te observava todas as noites. E você sentia medo, aquele arrepio que vem da sua espinha e gela todo o seu corpo.

  Lembra quando você rastejava para a cama de seus pais à noite, chamando sua mãe, porque não estava dando conta de dormir sozinho? Não era sua mãe que você abraçava durante a noite meu amor... Era eu. E quando você ficou velho demais para dormir comigo, eu ia para a sua cama.

  Ainda me deito com você de vez em quando durante a noite. Eu faço com que você não se lembre desses pesadelos. Lembra quando você sentiu meu abraço gélido e pálido durante a noite?

  Aquele zoom que você abre seus olhos e vê o que sobrou de mim olhando de volta diretamente para seus olhos com meus olhos mortos e frios, vem diminuindo pouco a pouco esses dias, porque você esta crescendo minha criança.

  Mas eu ainda consigo ver um lindo pavor em seu rosto. Eu ainda consigo sentir o meu cheiro podre cobrindo você, minha carne formigando contra a sua, enquanto a outra toca suas belas bochechas rosadas.

  Ah! Como eu amo te observar à noite criança. Não se preocupe, não vou te deixar. Em fato, estou te observando neste exato momento. Não olhe além.

  Eu amo olhar os seus olhos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...