História LIYEB2 - Charlie - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Tags Carl Grimes, Romance, Survival
Exibições 28
Palavras 1.812
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - Ela.. morreu?


Narradora P.O.V

Ela estava lá..

- Fique aí quietinha.- Caia sobre sua testa o suor e as lágrimas nos seus olhos, os mesmos estavam vermelhos de tanto chorar, o homem se separou dela por uns minutos, ela aproveitou a deixa e saiu dali correndo, correndo e olhando pra trás. - Droga! Ela fugiu!

- Ah..Deixa ela pra lá, vamos voltar para a base.- Ele e outro homem seguem trilha, ela estava correndo ainda, não sabia à qual direção ia, apenas corria.

-…..- Até que ela se encostou numa árvore pra tomar fôlego, colocou a mão na barriga.

….…………….…………………………………………………………

Maggie: Nada..- Diz Maggie desanimada.

Gleen: Sentimos muito..

Michonne: Só achamos isso.- Ela estende o chaveiro com o nome da Charlie e entrega à Carl, que logo guardou.

Carl:…Eu vou sair..- Diz se levantando.

Rick: Carl! Espera! Não podemos ir assim!

Carl: Ela ta perdida.. preciso acha-la..

Michonne: Você não sabe por quem ela foi pega, e..Aonde ela estiver, ela sabe cuidar de si, não morrerá fácil, vamos continuar a procura-la, mas pra isso..precisa ficar calmo..- Ele olha pra ela, sério.

Carl:…Esta bem..

Maggie: Vamos voltar pra Alexandria?

Rick:..Vamos..

Todos pegaram a van e o carro, voltando quietos pelos acontecimentos ocorridos horas atrás.

Emilly P.O.V

Seguia a trilha, não chorava mais, estava com a cara seria e dando passos firmes, não sabia nem onde estava, só sei..que me perdi de todos, alguém me tirou de lá, alguém..me pegou pelo braço e me apagou.

Emilly: "Vai ficar tudo bem Charlie.." - Coloco a mão na mesma, ate que a visto uma casa, pior que não estava nem com meu facão pra me defender contra os zumbis, entrei na mesma, estava empoeirada, ótimo, pelo menos não tinha ninguém la.. excerto por uns dois zumbis, mas resolvi o problema pegando um facão que estava na cozinha.

Olhei aquela casa de um andar, tinha uma cama, um sofá, uma estante, bom lugar pra passar a noite, não podia sair, senão podia dar de cara com os homens, ou pior, uma horda, tranco a porta e as janelas como posso, reforçando o máximo.

Narradora P.O.V

Todos voltaram à comunidade, todos com as cabeças baixas, alguns da comunidade estranharam.

Sabryna: Daryl..? - Via que o mesmo andava rápido, Sabryna parou em sua frente.

Daryl:…

Sabryna: Parece..que tem menos pessoas que voltaram com vocês..o que houve?

Daryl: Sam e Jessie morreram, e.. Emilly sumiu..- Voltou a andar, Sabryna abriu a boca e permaneceu imóvel.

Daryl entrou na casa e avistou Beth lavando os pratos, quando o viu, correu pra abraça-lo, mas viu que ele estava sério, mais do que o normal.

Beth: Daryl..?

Daryl: Beth..- O mesmo não se aguenta e começa a chorar, Beth o abraça forte.- eles morreram..Jessie e Sam..morreram.

Beth: O que?!

Daryl: Aconteceu..algo estranho naquele lugar, uma horda do nada nos cercou, e uma fumaça apareceu pra nós cegar, não.. víamos nada, até que..um deles atacou o Sam, Jessie foi atrás mas acabou morrendo também..E Emilly desapareceu..- Ela arregala os olhos e coloca as maos na boca.

Beth: Como..Como isso aconteceu?! Como ela sumiu?!

Daryl: Não sei.. só olhamos o Carl desmaiar e depois disso não vimos mais a Emilly.

Beth: Emilly...Espero que não tenha acontecido nada com ela e nem com a Charlie..Nao me perdoaria.

Daryl: Estamos fazendo o possível.

Beth: Como o Carl está?

Daryl: Ele quase saiu sozinho pra ir atrás dela, está completamente abalado.

Depois daquilo, passou-se vários dias, e nesses dias, todos saiam para procura-la.

Carl P.O.V

Tinha anoitecido, mas nem pensava em dormir, estava encostado na janela e olhando pra cama onde nos..dormíamos, parecia um idiota por estar chorando.

Rick: Carl..? - Ele entra no quarto, olho pra ele com os olhos inchados. - Ah.. vá descansar..

Carl: Não posso..não consigo..

Rick: Mas precisa descansar..Está a dias sem dormir.- Me levanto.

Carl: Como?!! Me diz!!…Ela está lá fora pai!! Ela corre perigo, ela e minha filha!!

Rick:…- Me sento na cama colocando as mãos na cabeça, dando um leve suspiro, começando a chorar novamente. - Essa.. é a primeira vez que te vejo assim.

Carl: Agora sei o quanto uma família vale…Pai, por mais que me peça para descansar, eu não vou conseguir sabendo que elas duas estão lá fora..

Rick: Eu entendo..eles..O pessoal saiu pra procura-la, agora..eu vou dar mamadeira pra Agnes. - Desta vez, meu pai que começou a chorar, lembrando- se de Jessie e Sam. - Ainda..não da pra acreditar..

Carl: Eu sei..Parece que à qualquer momento eles vão entrar por essa porta, eu..nunca chamei a Jessie de mãe..mas considerava uma.- Ele olhou pra mim sorrindo.

Rick: Eu achei que não a aceitaria como ao menos sua amiga..nunca imaginaria como mãe.

Carl: É..por mais que nunca disse isso a ela..Ela sabia disso.- Não disse mais nada então o abracei, nos estávamos enfrentando situações desagradáveis.

Narradora P.O.V

O dia seguinte já veio, assim que Carl viu os outros abrirem o portão, correu pra lá na esperança de terem encontrado ela.

Carl: Então..?

Michonne: Nada ainda..

Rosita: Estranho, ela não pode ter ido longe. - Ele suspira desanimado.

Daryl: Ela sumiu com a fumaça, deve ter se escondido.

Carl:..Ela morreu…

Rosita: Não!

Carl: Como não?!..Já fazem dias que estão la fora, mas ela não apareceu..

Maggie: Ei, Carl, não diga isso!

Carl: Se ela tivesse se escondido ela teria voltado assim que a fumaça se abaixou, e ela não iria pra tão longe assim.. - Todos eles se olharam. - Não..precisam mais procurar..

Gleen: Não podemos desistir assim!

Carl: Temos que aceitar!…Ja era.. - Ele se virou e foi andando com a cara fechada, todos olhavam pra ele preocupados.

Daryl: Droga, que situação..- Ele senta no chão.

Maggie: Quem sera que provocou tudo aquilo? Afinal, aquela fumaça não iria aparecer a toa.

Carl P.O.V

Eu ja estava cansado de esperar, pensei que dizendo isso a eles, eles iriam parar de procura-la…pra que eu pudesse agir desta vez. Interrompido de meus pensamentos, vejo um certo alguem, que parecia quieto demais..

Nathan:..Que é?..Perdeu alguma coisa? Bastardo..- Vou ate ele e seguro a gola de sua camisa.

Carl: Você tem alguma coisa haver com o desaparecimento da Emilly..Não tem? - Ele apenas sorriu.

Nathan: Está tão desesperado assim a ponto de acusar alguém? Cuidado, pode transformar seus amigos..em inimigos.- Dei-lhe um soco.

Carl: Eu não perguntei isso pra receber uma resposta dessa..! Onde..A Emilly está..

Nathan: Eu não sei ta legal?!

Carl: Olha..por favor.. Facilite as coisas, eu estou a flor da pele, pense pelo menos nela..Na Charlie! Ela esta grávida, eu preciso cuidar dela...

Nathan:…Nao me interessa..E já disse, não tenho nada haver com isso, eu me escondi na hora da fumaça. - Resolvo não falar mais nada pra não gerar uma confusão ainda maior, resolvo sair dali.

Eu nunca senti uma aperto no peito quanto nesses dias, meu mundo tinha desmoronado, novamente estava de noite, sai da casa e fui até o muro, e pulo o mesmo. Indo mais a frente, encontro o carro, que funcionava ainda, e estava em bom estado.

Narradora P.O.V

Ela tinha pegado um cacho de uvas que estavam em bom estado, como estava de noite não arriscou sair pra não ser surpreendida.

Emilly: Não posso ficar aqui a vida toda.. preciso voltar pra casa..- Ia dar um passo pra sair, mas olhou para Charlie e decidiu voltar pra trás, e se acontecesse alguma coisa com elas? Pensará ela, ainda estava de noite, ela permaneceu deitada no sofá velho, mas não dormia, não podia, tinha que ficar de vigia só por si própria.

Rick P.O.V

Acordei mas não o vi, em lugar nenhum, pela casa e nem pela comunidade, o pessoal viu meus movimentos e estranhou..

Michonne: O bicho mordeu seu traseiro? Desse jeito não sei quantos kg vai perder só de andar tanto.

Rick: Carl sumiu..- Ela parou de falar e me olhou com os olhos arregalados.

Michonne: Ele..Ah, esse moleque! Já olhou em todos os cantos? Deve estar em algum lugar.- Falava enquanto andávamos.

Rick: Não, ele não é de sumir assim, com certeza foi atrás da Emilly.

Michonne: Mas ele mesmo disse que ela havia morrido, e que não precisaríamos mais procurar.

Rick: É claro que ele fez isso pra ter uma deixa.

Convocamos o pessoal e todos nós reunimos no casarão.

Rosita: Esse garoto..

Daryl: Aí, acho que ele pegou o carro, não está mais onde deixei.

Rick: Além de sumir..pegou o carro também. - Coloco as mãos no rosto.

Michonne: Calma..O Carl sabe se cuidar, aprendeu isso do próprio pai, ele deve voltar.

Maggie: O que vamos fazer agora Rick?

Rick: Vamos..esperar ele voltar, se ele demorar, alguns terão que sair pra procura-lo, incluindo eu, assim quem sabe achamos a Emy.

Gleen: Está bem, esperar..

Narradora P.O.V

Carl estava naquele carro com a expressão de seriedade no olhar, não se importava se dirigia de vagar e os zumbis grudavam no vidro do carro, só pensava que Nathan possivelmente tinha algo haver com essa história toda. Passou a madrugada até amanhã procurando-a, mas infelizmente não a achou, nem rastro.

Carl: E se..Ela morreu de verdade?..E se ela virou um deles..? - Várias imagens começaram a passar pela sua cabeça, nisso começou a ficar nervoso e afoito, que quase bateu numa árvore. - Dirijo pior que a minha mãe..

E lá ficou, com o carro parado e pensando, não saia e não fazia nada.

Jesus P.O. V

Fiquei um mês fora pra achar vestígios ou sobreviventes, mas só voltei com vestígios mesmo, vi uma casa e resolvo me repousar nela antes de voltar pra comunidade, estava com um cavalo, que foi deixado do lado de fora, notei que a casa estava presa.

Jesus: "Será que..tem alguém aqui..?" - Olho pela janela que estava meia aberta, e vejo uma garota ruiva no chão, cara abatida e pele pálida, mais que o normal.- Emilly?!

Ela olhou pra cima e me viu, teve dificuldade pra sorrir por conta da fraqueza.

Jesus: O que está fazendo aí..Vem logo pra cá..- Vendo que ela nao mostrava reação, decido arrombar aquilo mesmo. Ao entrar, vejo realmente seu estado, a coloco no sofá deitada. - Emilly..

Emilly:.. Jesus?

Jesus: O que faz aqui? Você..esta péssima.

Emilly: Eu..Quase fui pega por uns…homens..Mas eu..Fugi e..Vim parar aqui..- Diz com dificuldade.

Jesus: Pelo visto você está dias sem comer.- Coloco a mao na testa dela.- Oh céus, esta ardendo em febre!

Emilly: Eu não.. pude sair pra achar comida.. não tinha faca e nem arma pra me proteger.

Jesus: Esta desidratada, ainda mais grávida? Quer perder o bebê é?…A quanto tempo está aqui.

Emilly: Acho que…três semanas..- Arregalo meus olhos.

Jesus: Todos devem estar morrendo de preocupação por sua causa…Aqui, beba.- Estendo uma garrafa de água, ela bebeu aquilo como se fosse sua primeira vez bebendo uma água na vida, como se nunca tivesse visto aquilo. - Está anoitecendo, vamos ficar aqui e amanhã voltaremos. - Ela acenou a cabeça com um sim.

Emilly: Jesus…Obrigada..

Narradora P.O.V

Carl retornou a base no final da tarde, passou por todos sem dar satisfação, Rick viu sua audácia naquele momento e foi atrás dele.

Rick: Como assim você sai de uma hora pra outra?!

Carl:..Não se preocupe…Nao irei mais..

Rick:..Não acha que elas morreram..acha? - Ele olha para o pai quase chorando.

Carl: Encare os fatos!..Se ela estivesse viva teria voltado, e se tivesse se escondido, no momento em que aquela fumaça estranha sumiu ela teria nos visto, e outra…Já fazem três semanas que ela sumiu, eu…perdi minha esposa…Perdi a Emilly, e perdi a Charlie..acabou.- Ele entra no banheiro para tomar um banho e esfriar a cabeça.

Rick: "Ele.. desistiu..?"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...