História Loba - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Bankotsu, Kagura, Kikyou, Naraku, Rin, Sara Asano, Sesshoumaru
Tags Felizaniversariosiljin, Karinasesshy, Rin, Sesshoumaru
Visualizações 338
Palavras 1.895
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Canibalismo, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa noite!! Para metade do Brasil acaba de passar da 1h da manhã, mas para a outra metade acabou de passar da 00h; o que significa que estamos oficialmente no dia 11/11. Sabem que dia é hoje? Aniversário da Siljin 😍
Feliz aniversário, meu amor 💙❤

Escrevi essa fic pra ela e estou bem nervosa pra saber o que a mesma achou.
Sil, se tu não gostar, pode me ligar ou mandar mensagem de voz pelo whatsapp pra ficar reclamando no meu ouvido. Aceitarei de bom grado!

Minhas fontes de inspiração foram as músicas "She Wolf" e "Loba" da cantora Shakira. ~Por isso a fic leva esse nome😅~ então deixarei os links nas notas finais.

Boa leitura ^^

Capítulo 1 - A caçada


Fanfic / Fanfiction Loba - Capítulo 1 - A caçada

Capítulo Um

 

A caçada

 

Para os lobisomens o primeiro cio é algo importante, principalmente se for uma fêmea, pois é sua passagem do estágio criança para o adulto.

Eles ficam presos em suas casas, sem ter contato com ninguém além de sua família, e somente na noite do décimo oitavo aniversário que as portas são abertas e eles são liberados no mundo.

Todos devem saudar a lua antes de sair para sua primeira "caçada" e, ao fazerem a saudação, a gravidez não acontecerá. Não, não é sempre que se pode fazer isso; apenas na primeira vez que esse método funciona.

Não é necessário relacionar-se com outro lobisomem. Sua presa pode ser quem você quiser, da raça que quiser, a única regra é que para procriação o seu parceiro seja um lobisomem; assim as suas crias serão de puro sangue.

Depois do primeiro cio você tem opções. Pode ficar na casa da família, pode sair e viajar pelo mundo, pode ir morar sozinho... Você é dono de si mesmo e ninguém manda em você, a menos que aja casamento. Nesse caso o homem torna-se o chefe e a palavra dele é lei. Se você já for de maior e escolher ficar na casa da família, deve obedecer ao chefe da casa.

Essa é a vida e as regras dos licantropos.

 

Terminei de ler aquele livro pela milionésima vez em toda a minha vida. Suspirei e abri um enorme sorriso.

É hoje! Finalmente vou conhecer o mundo. Finalmente vou saber o que é prazer.

Remexo-me inquieta na cama, sentindo minha intimidade ficar molhada, só em imaginar um homem me tocando e me beijando.

Minha mãe fez toda a minha depilação, dizendo que é desse jeito que os homens gostam. Não questionei, pois quero e estarei perfeita. Minha família diz que sou a mais bela de todas as minhas irmãs, mas não acredito nisso.

Kikyou, a mais velha, é muito bonita e tem se dado muito bem no mundo humano. Yura, a segunda mais velha, também está se dando muito bem e ganhando muito dinheiro. Ai temos eu; a Midoriko, de 15 anos; e a Kagura, que só tem 11 anos.

Sim, minha mãe só teve meninas. Meu pai queria tanto um macho, mas não deu essa sorte. Tentaram até quando podiam, mas depois da quinta filha resolveram desistir.

Até minhas irmãs mais novas são muito bonitas, mas isso faz parte de ser um lobisomem. Você precisa ser irresistível, pra ter a chance de atrair e no final devorar suas presas.

Ouço batidas na porta e permito que a pessoa entre. Já sabia que era o meu pai, pois o reconheci pelo cheiro. Alto, moreno, longos cabelos negros que estão sempre presos em uma trança, mas que já começam a aparecer alguns fios brancos; e olhos lilás, que ficam vermelhos quando está em sua verdadeira forma.

Não, nós não nos transformamos em lobos. Só ganhamos presas, garras e os olhos ficam vermelhos, além de termos sempre os sentidos aguçados e a vontade de comer carne humana.

Bankotsu: Rin, a hora já está se aproximando e pelo visto está bem ansiosa.

Não, não deveríamos ter vergonha de falar sobre essas coisas, mas creio que corei porque ainda sou virgem.

Talvez, falar sobre excitação e sexo seja algo natural e eu não fique mais envergonhada, depois de perder a virgindade esta noite.

- Um pouco, papai.

Bankotsu: Hum. Já sabe o que deve fazer.

- Sim senhor. Preciso saldar a nossa deusa lua, e agradecê-la pela vida que tenho.

Bankotsu: Isso mesmo. Boa garota. – Sorriu

- Argh! – Revirei os olhos – O senhor sabe que me sinto uma cadela, quando falam comigo desse jeito.

Bankotsu: Eu sei. – Abriu um sorriso maior ainda – Disse só pra te provocar. – Saiu do meu quarto e rosnei

Bom... Fui me arrumar.

Tomei um longo banho morno, perfumando e massageando minha pele; lavei os cabelos, também os deixando cheirosos e sedosos. Coloquei um vestido justo, da cor azul; salto preto; escovei e pranchei o cabelo; e fiz uma maquiagem leve nos olhos, mas coloquei um batom vermelho sangue. Minhas unhas estão pintadas da mesma cor e sorri.

Estou pronta para a minha noite inesquecível.

Sai do meu quarto quando já passava das 20h da noite. Meus pais e minhas irmãs me esperavam na sala e, pela cara que fizeram, aprovaram meu visual.

Sara: Preparada, querida? – Minha mãe pergunta e concordo com a cabeça – Então está na hora de sair.

Fomos até a porta da frente e meu pai, como o líder da família, abriu a passagem pra mim. Fui a primeira a sair e era a primeira vez que eu pisava fora de casa. Respirei fundo, buscando um pouco mais daquele novo ar.

Bankotsu: Não se esqueça do que deve fazer. – Olhei por cima do ombro, vendo meus pais logo atrás de mim e minhas irmãs na porta, na parte de dentro da casa

- Não irei. – Sorri e logo direcionei meu olhar para a bela lua cheia – Agradeço-lhe, oh grande deusa! Minha vida foi dada por ti e agora peço a sua graça para a minha liberdade. Peço proteção nessa noite e que meu cio seja bem sucedido.

Logo sinto um calor emanar por meu corpo e percebo que a luz prateada estava em volta de mim. Sorri e olhei pros meus pais, que sorriram também e fizeram sinal, indicando que estava na hora de ir

Sem olhar pra trás, comecei a caminhar pelas ruas. Eu estava, oficialmente, na minha primeira "caçada". Não, eu não vou devorar ninguém, essa é apenas uma forma de dizer que vou saciar meus desejos carnais. O meu desejo por carne humana eu resolvo depois.

O bairro onde moro, que eu saiba, é apenas de lobisomens e a minha preferência era que fosse um deles. Seria alguém que já passou pelo mesmo que eu, e com certeza entenderia minhas necessidades. Mas infelizmente eu não me sentia atraída por nenhum dos belos lobisomens que eu via pela rua. Eles sorriam, assobiavam, me elogiavam... Mas eu só continuei andando.

Andei por horas, acho, pois acabei perdendo a noção de tempo; meus pés já doíam, estava cansada de tantas cantadas que recebi, até que decidi parar em um bar. Estou sem um tostão no bolso, mas já assisti filmes o suficiente pra saber que sempre tem um cara que paga uma bebida pra moça bonita.

Entrei no estabelecimento e todos os olhares se voltaram pra mim, claro! Até as mulheres me olhavam, podia ouvi-las sussurrando sobre mim. Não dei importância, apenas andei até uma mesa afastada e sentei para relaxar os pés.

Poxa! Será que meu primeiro cio não será bem sucedido? Mas a lua aprovou, então eu vou encontrar a pessoa perfeita, mas quem? – Pensei enquanto massageava meus calcanhares

- Com licença. – Uma mulher de meia idade se aproximou – O cavalheiro que está jogando sinuca mandou lhe trazer essa bebida. – Colocou um copo na minha frente e logo saiu de cara emburrada

Olhei em direção a mesa de jogo e vi vários homens, todos me olhavam, então como saber quem mandou? Bom... Não foi difícil descobrir, pois assim que meus olhos chocolates encontraram com aquele dourado, eu sabia.

Ele sorriu de lado, enquanto tomava um gole de sua bebida e me fitava sem parar.

- É sua vez de jogar, Sesshoumaru. – Um dos homens fala e o platinado que me encarava se prepara para fazer sua tacada

Ele consegue encaçapar as bolas perfeitamente e suspiro. Acabo tomando aquela bebida com gosto estranho, e acho que é cerveja, enquanto observava o tal de Sesshoumaru ganhar o jogo, ao mesmo tempo em que sempre olhava pra mim antes de fazer uma tacada.

- Não vai ficar pra próxima rodada? – Outro homem pergunta

Sesshoumaru: Hoje não. Esta noite tenho outros planos. – Sorri de lado e olha pra mim, automaticamente sinto minha intimidade pulsar de desejo

Aquele homão da porra se aproxima de mim, exibindo seu corpo sarado e musculoso, com aqueles lindos ombros largos e os cabelos longos, lisos e platinados caindo ao redor.

Eu morri e fui parar em uma espécie de paraíso? Esse homem não existe. Pelo cheiro eu sei que é humano, mas o Sesshoumaru tem a aparência de um ser sobrenatural. Melhor, de um ser angelical.

Sesshoumaru: Boa noite, senhorita. – Diz todo galante, sentando ao meu lado

- Boa noite. – Digo manhosa, sentindo sua mão esquerda acariciar minha coxa

Sesshoumaru: Eu sou o Sesshoumaru, será que a senhorita me daria o prazer de saber seu nome?

Ah querido! Eu quero te dar prazer sim, assim como quero que você me dê prazer. Muito, muito, muito prazer.

- O meu nome é Rin.

Sesshoumaru: Rin. – Ele testa a palavra em seus lábios e me arrepio toda – O que acha de sairmos logo daqui, Rin? – Aproxima nossos rostos e esfrega o nariz na minha bochecha, me fazendo ficar agoniada de desejo

Poxa! Eu estou no cio. Me torturar desse jeito é maldade.

- Acho uma excelente ideia.

Sinto sua mão subir pelo corpo, acariciando minha pele até chegar ao tecido da minha calcinha. Ele acaricia meu clitóris e suspiro. Nossos rostos continuam próximos e estou derretida em seus braços.

Não quero nem saber se alguém estiver olhando, eu só quero esse homem.

Um pouco ansioso e com seus lábios a milímetros de distância dos meus, seus dedos invadem o tecido e logo sinto o contato pele com pele. Nós dois gememos e acabei revirando os olhos, enquanto ele me explorava.

Sesshoumaru aproxima sua cadeira da minha e passa o outro braço em volta do meu corpo, enquanto sua cabeça fica na curva do meu pescoço. Acredito que quem visse de longe apenas imaginaria que estamos nos beijando, mas não. Ele está fazendo algo que com certeza é melhor do que beijar.

Como se você já tivesse beijado alguém. – Meu subconsciente diz de forma sarcástica e mentalmente o mando calar a boca

Sesshoumaru: Está gostando dessa forma, Rin? – Sussurra rouco e solto um baixo gemido em concordância. Não vejo, mas sei que ele sorriu – Será ainda mais gostoso quando eu estiver dentro de você. – Morde minha orelha e reviro os olhos, contraindo e gozando logo em seguida

Foi o primeiro orgasmo da minha vida e me senti tão livre! Ok... Eu estava tão ansiosa que acabei gozando rápido. Preciso me controlar mais, sendo que com esse homem, foi impossível me segurar. Estou necessitada! Quero que ele me sacie a noite toda.

Sem pudor algum, vejo o Sesshoumaru afastar seu rosto do meu pescoço e passar a me encarar, enquanto levava os dedos melados pelo meu gozo até a boca; chupando-os sensualmente e me fazendo desejá-lo ainda mais.

Eu te quero agora! Necessito de você. – Penso, agoniada

Sesshoumaru: Tão doce e gostosa. – Sorri sacana – Nossa noite será bem divertida. Vem comigo! – Levanta e estica a mão pra mim

Ainda trêmula e com as pernas bambas por causa do momento que tivemos, seguro sua mão e levanto. O vejo pagando as bebidas e logo saímos do bar, indo em direção ao estacionamento. Ele faz sinal pra uma moto e subo nela, logo segurando fortemente no platinado.

Sesshoumaru: Segure-se firme, pois gosto de ir bem rápido. – E logo já estávamos correndo pelas ruas

Olhei para o céu, vendo a lua cheia nos "seguir" pelo caminho. Sorri e agradeci mentalmente por ela ter atendido meu pedido de anos e colocado um homem gostoso e experiente no meu caminho.


Notas Finais


She wolf: https://www.youtube.com/watch?v=booKP974B0k

Loba: https://www.youtube.com/watch?v=C7ssrLSheg4

Por enquanto é só isso. To indo dormir agora, pois to caindo de sono e só fiquei acordada por causa do meu amor 💙 @Siljin espero que tenha gostado ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...