História Lobo Adolescente - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias João Guilherme Ávila, Larissa Manoela, Lucas Santos, Maisa Silva, Thomaz Costa
Personagens João Guilherme Ávila, Larissa Manoela, Lucas Santos, Maisa Silva, Thomaz Costa
Tags Esther Marcos, Fernanda Concon, Jgjg, João Guilherme, Jolari, Júlia Gomes, Larissa Manoela, Léo Belmonte, Léother, Lucas Santos, Lucca Pérez, Lufer, Luis Mariz, Mafe Nobrega, Mahlu, Maisa Silva, Tholari, Thomaz Costa
Visualizações 67
Palavras 1.954
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Anteriormente:

Maísa é a terceira vítima sequestrada na estrada dá reserva. João Gui confirma a presença dele e de Lucas na festa Welcome. O xerife interroga Júlia sobre a festa, na qual Maísa desapareceu.

Capítulo 2 - Ataque De Animal


Fanfic / Fanfiction Lobo Adolescente - Capítulo 2 - Ataque De Animal

FLORESTA - 21H DA NOITE

Fernanda, Larissa e Julia bebem um copo de bebida perto dá fogueira.

LARISSA: Cadê o seu vizinho gato, Fernanda?

FERNANDA: Deve estar chegando, Lari. - ela bebe mais um gole - e Você Ju, não quer que eu te apresente pro João Gui?

JÚLIA: ah... Não quero não.

LARISSA: isso tudo é medo? Pode beber a garrafa inteira que não cria coragem, rs.

JÚLIA: Vem cá, o que eu te fiz hein? Por que pega tanto no meu pé?

LARISSA: só que zoar você é divertido.

JULIA: Pra mim não é nada divertido. - ela pega a garrafa de bebida e caminha para dentro dá mata.

FERNANDA: Ju! Essa mata é perigosa de noite...

LARISSA: deixa ela... - bebe mais um gole - não faz falta nenhuma.

FERNANDA: a gente já perdeu a Maísa, não quero perder a Júlia também.

-

Um pouco distante delas, Lucas e joao Gui chegam a floresta. 

LUCAS: eu não queria vir nessa festa...

JOAO GUI: tá maluco? A Fernanda te convidou. 

LUCAS: o que não faz sentido nenhum. Somos vizinhos há anos, e quase não somos amigos...

Os dois caminham pela floresta, onde há uma fogueira, uma tenda com bebidas, várias pessoas e música alta tocando.

JOÃO GUI: além do mais, se você ocupar a Fernanda, a Lari e a Júlia ficam sozinhas (sorri).

LUCAS: acho que a Larissa não quer nada contigo.

JOAO GUI: ue, e por que não iria querer?

LUCAS: sei não... Os caras dá escola vivem dizendo que ela só sai com caras ricos...

JOAO GUI: eu sou rico em valores morais.

LUCAS: não é bem esse tipo de valor que ela gosta não...

Lucas e João Gui caminham até a mesa de bebidas. 

FERNANDA: (sorri) oi meninos.

LUCAS: (sorri) oi Fe.

JOAO GUI: e aí Fernanda, cadê suas amigas? - ele pergunta olhando em volta.

FERNANDA: Júlia deve estar em algum canto se isolando. - ela diz e ri.

JOAO GUI: normal, e a Larissa?

FERNANDA: essa aí só Deus sabe.

JOAO GUI: (olha em volta) acho que vou dar uma procurada então... 

João Gui sai de perto, deixando Lucas e Fernanda sozinhos.

LUCAS: então... - ele diz sem jeito.

FERNANDA: então...

Os dois ficam em silêncio, tentando arranjar um assunto.

FERNANDA: eu queria te apresentar pra uma amiga minha... Você pode vir?

LUCAS: amiga? (Chateado) ah... De boas.

FERNANDA: (sorri) legal, vem (puxa ele pelo braço).

Fernanda e Lucas caminham até perto dá fogueira, onde Larissa está de pé segurando um copo na mão.

FERNANDA: Lucas, você já deve conhecer a Larissa, né?

LUCAS: (desanimado) ah... Larissa... - ele força um sorriso.

LARISSA: e não é que você veio, gatinho? - ela sorri olhando ele de cima a baixo.

FERNANDA: Vou deixar vocês se conhecerem. - ela sorri e sai de perto.

LARISSA: você e a Fernanda são vizinhos né? - ela pergunta bebendo o conteúdo do copo.

LUCAS: há anos... - ele diz meio sem jeito.

LARISSA: estranho, sempre que eu fui dormir na casa dela, nunca reparei que ela tinha um vizinho tão gato. 

Lucas força um sorriso, ele estava completamente desajeitado em conversar com Larissa. Não apenas por não gostar dela, mas por saber que João Gui gosta dela, e por querer falar com Fernanda.

De longe, João avista os dois conversando, e fica irritado.

JOAO GUI: ei! Que talarismo é esse?! - ele pergunta a si mesmo.

FERNANDA: Larissa pediu pra eu apresentar o Lucas pra ela. - ela dá de ombros.

JOAO GUI: e ele tá falando com ela... - ele pega uma bebida - não acredito que levei essa traição.

FERNANDA: eles tão só conversando. - ela balança a cabeça negativamente - Larissa atira pra todo lado. 

JOAO GUI: a Larissa eu tô sabendo, mas o Lucas conversar com ela... Me sinto traído. - ele diz dramatizando.

FERNANDA: você não tava atrás dá Júlia? Por acaso viu ela? 

JOAO GUI: não vi não. 

FERNANDA: eu vou procurar ela. Tchau João. - ela diz saindo e adentrando a Mata.

JOAO GUI: Tem limite de bebida aqui? - ele pergunta para algumas pessoas que estavam escoradas na mesa de bebidas.

* * *

[ UM POUCO MAIS TARDE ]

LÉO: não acredito que você me convenceu a vir na festa. - ele diz reclamando enquanto caminha ao lado de Esther.

ESTHER: é a primeira festa do ano. - ela sorri - a Gente tinha que vir.

LÉO: não gosto de festas.

ESTHER: você não gosta de nada, Léo.

LÉO: gosto de dormir. - ele dá de ombros.

ESTHER: OK, procure por rostos conhecidos... - ela diz olhando em volta.

LÉO: não conheço ninguém.

ESTHER: nossa, como você é chato hein. - ela bufa e continua olhando em volta.

Léo caminha até uma das mesas, e pega um docinho. 

ESTHER: Para de comer e me ajuda a procurar alguém.

LÉO: você me convenceu a vir, não a ser social. - ele come outro doce.

ESTHER: aff... - ela revira os olhos - ei, aquele ali não é o João Guilherme? - ela pergunta tentando exergar.

LÉO: é... Ele mesmo. - ele afirma olhando JG de longe. - que milagre que ele não tá grudado no Lucas.

ESTHER: acho que já sei o porquê.. - ela diz ao ver Lucas e Larissa sentados em um tronco de árvore.

JOAO GUI: AAAH O MEU COELHO NAO ME AMAAA - ele canta, já alterado pela bebida.

LÉO: ele tá bêbado? 

ESTHER: ele é maluco até sóbrio. - dá de ombros - mas ele tá bêbado sim.

JOAO GUI: Ei o que ces tão olhando?! - ele pergunta para Esther e leo, logo se aproximando deles.

ESTHER: nossa... - ela reclama ao sentir o bafo de bebida. - quantos copos voce bebeu?

JOAO GUI: muitos. - ele diz com voz de bêbado - Cadê o meu ex melhor amigo? - ele pergunta olhando para os lados.

LÉO: ex? Brigaram foi? - ele pergunta ainda comendo docinhos.

JOAO GUI: ele - ele é talarico ele. - ele se apóia no ombro de esther - ele... BOOOW - ele mal termina a frase, e acaba vomitando no chão.

ESTHER: AAA que nojo! - ela empurra ele.

JOAO GUI: SEU GUARDA EU NAO SOU VAGABUNDOOOO - ele começa a cantar de novo. Esther o encara com cara de nojo.

ESTHER: discretamente... A gente dá no pé. - ela puxa Léo pela mão e os dois correm, deixando João sozinho.

JOAO GUI: Vocês são todos talaricos vocês! - ele diz bêbado - Eu vou embora.

João caminha meio zonzo, por conta da quantidade excessiva de álcool que ingeriu, e vai em direção a mata fechada. 

Ele caminha se apoiando nas árvores, enquanto conversa com as folhas. Fernanda, que estava na mata procurando por Júlia, encontra João Gui conversando com uma árvore.

JOAO GUI: e foi assim... Que eu virei um cisne - ele diz para a árvore.

FERNANDA: João? - ela pergunta assustada - o que você tá fazendo?

JOAO GUI: uou, olha ali Tio Donald - ele abraça a árvore - uma fuinha falante.

FERNANDA: Fuinha? Você tá bebado?

JOAO GUI: Jamaaais meu amor, eu não bebo. 

FERNANDA: Ah meu Deus, você encheu a cara por causa das Larissa e do Lucas né? - ela pergunta se dando conta.

JOAO GUI: Quem é esse? Não conheço gente talarica.

FERNANDA: Joao... Eu sei que você ficou chateado porque gosta dá Larissa, mas você sabe que não é recíproco, e sabe que o Lucas não tem nada a ver com isso.

JOAO GUI: A gente podia ficar também Rsrsrs. - ele começa a rir do nada.

FERNANDA: Como? - ela pergunta surpresa - você realmente bebeu demais.

JOAO GUI: É sério, aí a gente ficava kits. - ele dá um beijo na árvore - o lucas gosta de fuinhas, sabia tio Donald?

FERNANDA: Eu vou embora daqui. - ela revira os olhos e sai andando.

JOAO GUI: Eu vou fazer meu show agora, Xiu! - ele faz "Xiu" para as plantas - todo mundo quietinho.

JOAO GUI: A GALINHA PINTADINHAA D O GALO CARIJÓ... A GALINJA USA SAIA... - ele começa a cantar e sai andando mata adentro.

-

[...]

De volta a festa, muitas pessoas dançavam em volta dá fogueira. Lucas, com muito esforço, conseguiu despistar Larissa, para ir atrás de Fernanda e João Gui. 

Ele procurou por rostos familiares, até perceber Léo e Esther no bar.

Esther estava escorada no balcão, bebendo água, até que começou a ter um de seus "pressentimentos", como ela os chamava. Ela sentia sua cabeça girando, e seus olhos coçavam, de uma forma que ela precisava os fechar. Em sua sua cabeça, ela ouvia diversos uivos de lobo. Ela chacoalha a cabeça, tentando fazer o barulho parar, mas ele só vai ficando mais alto, a medida que alguém se aproxima dela.

LUCAS: Esther? 

LEO: Ela faz isso as vezes, é maluca. - ele dá de ombros - tem que gritar bem alto: ESTHEER!

ESTHER: O que houve? - os uivos somem.

LUCAS: Eu tô procurando o João, vocês viram ele?

LÉO: Dá última vez que eu vi, ele tava enchendo a cara e dizendo que você era talarico.

LUCAS: Ele deve ter entendido mal... Viram pra onde ele foi?

ESTHER: ele entrou mata a dentro.

LUCAS: João bêbado não dá certo... Eu vou atrás dele, obrigado.

ESTHER: Espera Luc... - ela encosta no braço dele e o uivo vem muito alto em sua cabeça. - AAAAAAAAAAAA.- Ela tapa os ouvidos.

LUCAS: Tudo bem? - ele pergunta preocupado.

LEO: Esther? - ele vai para perto dela - tá tudo bem?

ESTHER: Uivo. - ela diz tapando os ouvidos.

LUCAS: uivo?

ESTHER: Eu preciso sair daqui.

LÉO: Já tá na hora mesmo de ir embora, tchau Lucas.

LUCAS: tchau...

Léo acompanha Esther para fora dá festa. Lucas entra na mata, procurando por João Gui.

FERNANDA: Oi Lucas. - ela o vê no meio dá mata - Por que veio pra cá?

LUCAS: Tô procurando o João.

FERNANDA: ele tá bêbado, vi ele há um tempinho lá pro meio dá mata.

LUCAS: e você? Por que veio pra cá?

FERNANDA: tô procurando a Júlia, ela sumiu desde o início dá festa. 

LUCAS: Valeu por me apresentar pra Larissa, mas... - ele coça a cabeça sem jeito - não é pra mim não.

FERNANDA: Seu amigo gosta dela, eu sei. Eu só fiz isso porque ela insistiu muito, mas no fundo eu sabia que você não ia cair na lábia dela.

LUCAS: Melhor você voltar pra lá então, mata de noite é perigoso.

FERNANDA: eu sei, se você vê a Júlia, diz pra ela voltar pra festa por favor. Eu tô preocupada.

LUCAS: Tudo bem. - Fernanda abana um "tchau" para ele e volta para a festa.

Lucas começa a andar mais rápido, e escuta um uivo de longe.

LUCAS: bem que a Esther disse "uivo"... Ela tem um ouvido bom. - ele diz a si mesmo.

LUCAS: JOAO! JOAO GUILHERME! CADÊ VOCÊ?!

- CABE ATÉ O MEU AMOR ESSA É A ULTIMA ORAÇÃO... AAAAAAAA!

LUCAS: esse grito histérico... Só pode ser esse imbecil.

Lucas aperta o passo e corre na direção do grito. Logo, ele encontra João jogado no chão.

LUCAS: O que aconteceu com você cara? Ele o ajuda a se levantar.

JOAO GUI: Você, você é o Mickey. - Lucas fica sem entender.

LUCAS: você tá muito bebado, vem, a gente tem que sair daqui. Eu ouvi um uivo.

JOAO GUI: Não mamãe, eu quero brincar no parquinho. - ele abraça uma árvore.

LUCAS: João anda logo, eu to falando sério.

JOAO GUI: só mais 5 minutos mamãe.

LUCAS: Anda logo!

JOAO GUI: Solo quedate en silêncio... Cinco mi-nu-tos... 

LUCAS: a gente precisar ir e...

(Uivo)

LUCAS: Ouviu isso? - ele diz com medo.

JOAO GUI: yo soy rebeldeeee...

Antes que Lucas pudesse mover qualquer parte do corpo, algo pula em suas costas, fazendo-o cair no chão.

JOAO GUI: MAMÃE! - Ele pula em cima dá besta - Ninguém bate na minha mãe!

A besta joga João no chão, fazendo ele bater as costas, sentindo dor. A besta arrasta Lucas, que se segura firme no troco de uma árvore.

JOAO GUI: ESTUPRADOR! SOCORRO! TAO ESTUPRANDO MINHA MÃE! - Ele grita, e logo, várias luzes de lanternas começam a se aproximar, fazendo a besta fugir.

LUCAS: Vo-voce tá bem? - ele pergunta cansado.

JOAO GUI: Mamãezinha, o estuprador te machucou? - ele pergunta com voz de bebê.

Todos chegam ao local e veem Lucas e joao jogados no chão.

LUCAS: Será que alguém pode chamar uma ambulância? - ele pergunta cansado.


Notas Finais


Nom sei se já cheguei a dizer, mas Teen Wolf é minha série favorita


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...