História LOL - Labyrinth of Love - Capítulo 51


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags 2pm, 4minute, Bap, Bts, Drama, Exo, Got7, Hentai, Hyuna, Jay Park, Mblaq, Mistério, Policial, Romance, Snsd, Yaoi
Exibições 25
Palavras 2.638
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Orange, Policial, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


No capítulo anterior: Alice havia batido no Luhan e Lay, porém por beber demais, acabou não se lembrando das coisas que fez. Depois de Biah e Bang a lembraram, ela foi na casa de Shin se desculpar. Shin sabia que Alice escondia vários segredos, então ela revelou que sempre esteve por trás dos planos da Jessica.

Capítulo 51 - 49 Cap - Um Novo Dia


Ainda não estava acreditando que Alice estava por trás de tudo que aconteceu comigo e com a Biah. Por mais que no dia eu estivesse completamente seco, eu estava bem chocado. Minha melhor amiga de infância agir contra mim ? Por inveja ? Ter inveja de mim e a mesma coisa que pular na piscina sem saber nadar.

No dia seguinte, eu tentei ir na casa do Luhan, mas ele ainda não tinha sido liberado do hospital. Passei o Domingo inteiro conversando com o G.O e com a Biah e com o Bang. Nossa relação parecia estar boa, mas não sabia se isso era apenas por internet ou se era sério. Na Segunda eu estava pronto para que as pessoas viessem me atacar, porque eu não ia contar nada a ninguém. Eu tinha uma mania péssima de colocar meu celular no vibrador e nesse dia, ele não parava de vibrar, parecia que estava sendo estuprado, mas eu me recusei a olhar.

Quando estava me aproximando do portão da escola, pedi para Bi Rain me deixar a dois quarteirões e continuei andando. Tudo parecia normal, não tinha nada de diferente. Caminhei até o portão, cumprimentei o porteiro e quando entrei no pátio todos começaram a me encarar, estava começando a ficar acostumado com isso. Depois que os detectores de metais foram colocados, as pessoas só entravam no corredor uns 10 minutos antes, então ficava todo mundo ali no pátio conversando a beça. 

- Seu idiota! - de repente, eu ouvi uma menina gritar, mas não fiz esforço para olhar - Eu estou falando com você - percebi que era para mim, então me virei e olhei para o meu lado. Era Alice vindo em minha direção, ela estava chorando e vermelha, aquilo não me comoveu nem um pouco - Você falou que não ia contar para mim, agora toda a escola está sabendo - gritou ela bem alto e todos começaram a nos olhar 

- Do que você está falando ? Contar o que ? Não contei nada pra ninguém - tentei me explicar, mas lembrei que tinha contado para o G.O

- Agora não adianta todo mundo já sabe o que eu fiz... - ela continuou chorando

- Eu não tenho nada haver com isso. Você está pagando pelos seus atos, agora tem que aguentar com isso. Supere isso! - estalei meus dedos e quando me virei para frente, todos que estavam em volta começaram a gritar e aplaudir para mim. Não entendi nada, mas aquilo me deixou bem feliz. Alice saiu revoltada.

Eu aguentei isso durante o começo do ano todo, então porque ela não podia dividir comigo um pouco desse ódio ? Passei pelo detector de metais e quando me entro no corredor, vejo mais alunos pendurados olhando para todos os murais e armários. Nele estavam colados papeis em branco com a foto da Alice e umas frases grandes em vermelho. As pessoas estavam revoltadas e xingando muito. Isso aqui estava uma zona.

- Shin ? - me virei e vi Jay Park caminhando em minha direção. Eu estava com medo, então fiquei ali congelado - Eu queria me desculpar pelas coisas que eu fiz contra você - disse ele todo envergonhado e isso me deixou de boca aberta

- Eeeer.. - estava tentando achar palavras, mas não consegui

- Eu falei com o Heechul e peguei seu armário de volta - ele me entregou um papel com a nova combinação da senha - Espero que esteja tudo bem entre nós - ele deu um sorriso ainda sem graça e se virou partindo

Estava surpreso com que o tinha acabado de acontecer, parecia que eu tinha acabado de acordar de um pesadelo. As pessoas estavam sorrindo para mim e me cumprimentando, algo que não acontecia nem sei quanto tempo. Estava mais feliz por recuperar meu armário antigo, do que as pessoas falando comigo. Segui para o meu armário e usei a nova combinação e fui colocando as coisas ali. De repente o sinal tocou e todo mundo começou a correr que nem um louco para suas salas. Demorei um pouco para aguardar os livros, porque eu levava muita coisa. Quando eu terminei levei um susto com a presença do Ren.

- Precisamos conversar! - falou ele me encarando

Encarei o mesmo estranho, o que ele queria falar comigo ?: - Não dá! Tenho que ir para aula - peguei minha mochila e me virei e ele se colocou em minha frente.

- Mas é importante! Eu preciso conversar com você - ele estava tranquilo, mas parecia estar triste

- Nós já conversamos tudo que tínhamos para conversar, então... não tenho nada para te dizer - tentei andar, mas ele continuou na minha frente. Já estava começando a perder a paciência

- Pelo menos me escuta, nem que seja pela última vez! - implorou o garoto

- Algum problema ai ? - apareceu Jay Park do nada. Ren mesmo sendo popular, ainda tinha um pouco de medo de estar perto do mesmo, as lembranças dos maus tratos vinham como um tiro em sua mente

- Não, não tem problema nenhum! - Ren se retirou covardemente

Olhei para Jay Park que ficou me encarando calado: - O... brigado !? - não sabia se era bem isso, mas agradeci

- De nada... - retribuiu ele e eu passei por ele, mas depois eu voltei, pois queria tirar uma dúvida - Pode falar... - assim que virei, antes de fazer qualquer pergunta, ele já meio me abordando

- Porque você está sendo legal comigo ? Tipo... assim do nada ? - estava realmente curioso

- G.O falou comigo sobre tudo que aconteceu e pediu para que eu espalhasse tudo que você tinha contado pra ele. Ameaçamos o Rap Monster e ele contribuiu com o resto. Foi moleza! - se gabou com aquele sorriso de espertalhão. Não fiquei surpreso, que G.O tinha algo haver com isso - Mas fique tranquilo, ninguém mais vai mexer com você, meu grupo não vai deixar

- Agora vocês são tipo meus seguranças ? - revirei os olhos, não precisava disso - Eu agradeço pela gentileza, mas não precisa ficar me protegendo

- Você pode não saber, mas eu terminei com o Heechul, então... se eu fosse você tomava cuidado! - ele deu um sorriso no canto da boca e se virou caminhando para o final do corretor.

O que eu tenho haver com o fim do namoro do Jay Park com o Heechul ? Na verdade, eu nem sabia que eles namoravam, ele dizia que não ficava com homens. Só sei que estava atrasado para a aula de linguas e ia levar falta e não podia. Enquanto eu ia para a sala, eu vi um garoto completamente desajeitado e desarrumado vindo em minha direção.

- Oi oi oi, me ajuda!!! - gritou ele para mim e eu parei o encarando. O olhei de cima a baixo e ele estava horrível, com o cabelo bagunçado, blusa semi aberta, parecia que tinha saído de uma briga - Você sabe onde fica a sala 101B ? 

- Sim, eu estou indo para lá! - disse ainda o analisando

- Prazer me chamo Shin Dong Woo, mas me chame de CNU - ele tentou ser gentil e estender suas mãos, mas acabou deixando os livros caírem. Aquilo foi engraçado e eu resolvi ajuda-lo, já estava atrasado mesmo.

Tentei puxar conversa com o garoto, mas ele falava muito rápido e aquilo estava confundindo minha mente. Depois de ajudar o pobre coitado chamado de CNU, caminhei com ele até a sala, uma pena que levamos bronca na frente de todos. Por causa da palhaçada da Alice, Jessica e Rap Monster, além dos detectores de metais, agora as aulas eram dividas em A e B, antigamente já era assim, por ser muita gente, mas agora as meninas ficam na sala A e os meninos ficam na sala B. Se eu odiei ? Claro! Ren não era mais meu amigo, Bang tinha matado aula, G.O estava fora do país, então CNU era minha única companhia. Imagina ter que ficar o tempo todo com uma pessoa perdida e descobrir que ele era novo !? E até que ele é bonito, tinha cabelos castanhos e longo até o ombro, era alto, magro e tinha cara de ser bem romântico. Passei quatro tempos com esse menino, até que finalmente ele se desgrudou de mim.

Na hora do primeiro intervalo, ele foi para biblioteca e eu fui para o refeitório. Na caminhada até lá, mais uma pessoa apareceu como um fantasma... dessa vez era Suho. Ele estava sentado com os meninos debaixo da escada e foi em minha direção me abortando.

- Shin ? Oi... - me virei e o encarei - Eu queria te pedir desculpas pela maneira que eu e o Sehun estamos te tratando

- Porque o Sehun não vem e se desculpa ele mesmo ? - já estava cansado de alguém pedir desculpas, passei o dia inteiro recebendo mensagens com essa palavra

- Ele disse que não consegue de encarar de vergonha e pediu para te entregar isso! - ele me entregou um envelope branco e eu peguei. Suho estava vermelho e se virou sem dizer mais nada.

Pensei em abrir o envelope, mas vou abrir quando chegar em casa. Finalmente cheguei no refeitório, mas não estava com fome, pois passei a aula de inglês comendo biscoito escondido. Fui direto na Biah, Zelo e Bang, mas quando percebi que Ren e Kris estavam ali, dei meia volta e que acabei esbarrando no Lay.

- Meu deus, desculpa não te vi ! - disse todo sem graça, quando o garoto pegava sua bandeja no chão

- Não tem problema não - ele se levantou e me encarando sorrindo - Estou feliz em te ver novamente e seu sorriso é muito bonito, aquele rosto triste não combina contigo - fiquei sem graça

- Seu namorado novo ? - perguntou Heechul se aproximando do nada. Lay sorriu para o mesmo, que o olhou de cima abaixo e depois se retirou

- Olha só, eu não estou afim de confusões... - estava morrendo de medo dele falar algo pra me humilhar, então tentei deixar o meu recado

- Cala a boca e deixa eu falar... Atenção aqui pessoal! - gritou ele tentando chamar a atenção de todo mundo - Eu rainha fabulosa maravilhosa e única, quero pedir desculpas publicamente para esse menino que sofreu nas mãos ásperas da Alice e da Jessica - ninguém estava entendendo nada e nem eu. Heechul se virou para mim ainda gritando e pegou minhas mãos - Eu rainha e você na... - ele tentou achar uma palavra para não me humilhar, mas não deu certo - Eu rainha fabulosa, quero te pedir desculpas por tooooodo mal que eu te fiz. Você é uma bicha l.. uma bicha ma... eeer... - ele estava tentando me elogiar, mas as palavras não estavam saindo, pareciam estar engasgadas

- Bicha soberana! - gritou Jimin bem alto fazendo todos rirem 

- Isso, isso mesmo! - fingiu Heechul - Para unir nossas alianças, eu vou dar um abraço de bicha rainha e bicha... a bicha que o Jimin falou - o mesmo me puxou e eu fiquei sem reação, mas para não deixa-lo sem graça, retribui - Eu vou acabar com sua raça sua imunda! - falou ele baixinho ao pé do meu ouvido e depois me soltou. Fiquei completamente sem reação. 

O sinal voltou a tocar e todos começaram a se aprontar para voltar as suas salas. Reparei que Kris estava me encarando, mas olhei bem rapidamente. Todos tinham se desculpado, ele foi um dos poucos que não falou nada, e eu quis deixar para lá. De repente o meu celular tocou e eu fui atender, era minha mãe, mas não pude falar por muito tempo, pois ainda ainda tinha aula de artes e literatura. Foram longas aulas, já não estava aguentando mais, sem contar que esse uniforme branco era horrível, qualquer coisa manchava. 

Depois daquele chatice de aula, finalmente estava pronto para ir embora. E estava orando para o dia seguinte ser completamente normal. Sai junto com CNU, que logo se virou e desapareceu do nada. Estava caminhando para o local afastado aonde Bi Rain sempre me deixava, até que recebi uma ligação e quando fui atender, a pessoa desligou. Fiquei revoltado e quando olhei para trás Kris estava vindo em minha direção, ele estava sozinho e eu estava nervoso. Por minha sorte ele passou por mim direto e por um momento foi um alivio, mas do nada ele parou e voltou e eu fiquei sem entender.

- Posso falar com você ? - se aproximou ele me perguntando, olhei para os lados e fiquei calado. Ele não parecia estar nervoso, estava frio e eu odiava isso nele - Tem que ser a sós, não quero que ninguém nos veja! 

- Também não quero ser visto com você, então tudo bem! - caminhei e o mesmo me acompanhou. Fui grosseiro, a escola tinha acabado de me aceitar de volta e o Ren ainda era o queridinho ainda, se eu fosse visto com ele... poderia ser odiado de novo. Caminhamos até um parquinho e tinha um homem vendendo sorvete de casquinha. Continuei andando me aproximei de um banco verde e me sentei. Quando percebi, Kris estava comprando sorvete, só que ele não estava comprando apenas um, e sim dois. Ele caminhou até minha direção e se sentou do meu lado - Pode falar! - queria acabar logo com aquilo, não estava me sentindo confortável. O mesmo estendeu seu braço e me ofereceu uma das casquinhas - E pra eu segurar ? - estava confuso

- Eu comprei pra você... Você ainda gosta de soverte de creme né !? - falou ele se ajeitando e provando o doce

Fiquei espantado, porém, ao mesmo tempo feliz por ele lembrar de algo que não tem muita importância: - Obrigado! - fiquei sem graça e comecei a chupar o sorvete, enquanto ele não parava de me encarar - Agora diz o que você quer...

- An ? Ah, sim! - parecia que estava hipnotizado na minha boca - O Ren anda um pouco chateado com a relação de vocês dois e isso acaba me deixando triste, porque somos um casal! Então... Tudo que o incomoda, também me incomoda! - fiquei ouvindo o mesmo, ele parecia gostar mesmo do Ren - Eu queria te pedir para você dar uma oportunidade ao Ren - ele me encarou sério e eu quase me engasguei

- Você está falando sério ? - o encarei

- Sim. Eu não quero que a minha relação com a ele, estrague a amizade de vocês dois. Ter amigos fieis hoje em dia é muito dificil e você sabe o que é isso! - aquelas palavras tinham me machucado um pouco, ainda mais em saber, que ele o Ren estavam mesmo se amando

- Eu vou pensar no caso de vocês dois, mas eu preciso ir embora! - me levantei agitado e ele segurou em minha mão e eu parei. Na mesma hora meu coração acelerou

Me virei para Kris e nossos olhares se encontraram como da primeira vez que nós conhecemos: - Faça isso, você é uma pessoa muito boa e eu confio em você - ele se calou e eu olhei para baixo - Falando nisso... - o encarei novamente e meu coração começou a acelerar, mas de repente meu celular começou a tocar e eu soltei a mão do mesmo

- Eu tenho que ir! - sai correndo. Fiquei curioso sobre o que Kris ia me dizer, mas ao mesmo tempo não estava afim de saber. Só de estar com ele, tocar nele e olhar para ele, meus sentimentos voltam a tona. Agora ele está namorando e meu coração tinha que entender e superar isso!

CONTINUA...
 


Notas Finais


Gostou ? Então comente!

Twitter: @shinashley_


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...