História Lolita - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Emma Watson, Justin Bieber, One Direction, Zayn Malik
Personagens Emma Watson, Harry Styles, Justin Bieber, Liam Payne, Personagens Originais, Zayn Malik
Exibições 56
Palavras 622
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Capítulo 11


π Eva Donovan π

Com o efeito da bebida passando, não sinto - me mais corajosa.
Já conseguir fisgar dois caras, porém na hora H eu dou uma desculpa e corro para o banheiro enquanto choro compulsivamente.

- Eva. - Ouço uma voz masculina e logo minhas entranhas se contraem.

Senhor Horan.

Saio do box e vejo a expressão raivosa que meu chefe carrega.

- O que você está fazendo aqui, já recebi duas reclamações de dois importantes clientes dizendo que a garota deles ia para o banheiro é não voltava mais. O que está acontecendo? - pergunta porém fico calada.

Só quando estou no chão e com o rosto ardendo e coberto de lágrimas, percebo que acabei de levar uma grande bofetada.

- Me responda quando eu fizer perguntas! - grita dando - me outro tapa.

- Por favor! - suplico.

- Por favor? Nada de por favor sua prostituta, eu perdi dois mil dólares está noite por sua causa. - grita dando - me um chute no estômago em seguida. .

Não consigo respirar, uma falta de ar repentina toma do meu ser.

- Tenha piedade. - sussurro.

- Piedade? Faça mil favor - diz e rir.

- Recomponha - se e volte para o clube, o próximo cara que vier da queixa sobre você, pode ter certeza que vai haver um funeral em seguida. - diz saindo do banheiro.

Depois do que parecem horas, levanto - me do chão e olho - me no espelho, tentando me recompor para voltar ao trabalho.

Tem dois pequenos cortes no meu lábio e o mesmo está um pouco inchado sem falar da dor que tomou conta do meu estômago.

Respirando fundo, saio do banheiro e vou em direção ao clube.

- Vá para a zona dos mascarados, tem duas mesas precisando de alguém. - diz um dos caras que trabalha no local.

Pego a máscara que estava em sua mão e coloco a mesma no rosto, seguida de um sorriso, vou em direção a área dos mascarados.

Analiso as duas mesas e em direção a uma que o homem está de costas.

Chego perto do mesmo e não sei o que fazer, então abaixo - me e sopro em seu ouvido, coloco minhas mãos em seus ombros e começo massagea - los.

Depois de alguns minutos, sua voz grossa  fala:

- Quem é a dona dessas belas mãos pequenas e macias?

O que eu acabei de ouvi é um sotaque canadense?

Revirando os olhos, dou a volta na mesa e sento em seu colo com um pouco de repulsa e nojo.

- Não importa meu nome, o que importa que vou lhe encher de prazer, neném. - digo e sinto - me enojada enquanto apalpo seus músculos.

Além da máscara que ele está usando, o lugar está muito escuro o que acaba dificultando o fato de eu querer vê o rosto do homem que estou prestes a fazer sexo.

Ele rir. Sua risada é morna, engraçada e contagiante.

- Vamos para o quarto? - pergunto e dou um beijo em sua bochecha.

Meu Deus, como sou inexperiente! Quem dá um beijo na bochecha para seduzir alguém?

- Vamos. - diz e se levanta, pegando em minha mão e me arrastando em direção aos quartos.

Ele pega uma das chaves com o cara da recepção dos quartos.

Ele abre a porta e entramos no mesmo.

Imediatamente, viro - me de costas e tiro a máscara.

- O que deseja, senhor? - pergunto insegura.

Estou com medo, muito medo.

- Apenas observa - lá. Aquela área não é para mulheres bonitas e angelicais como você, a propósito, meu nome é Justin, Justin Bieber. - diz e meu corpo gela.

- Senhor Bieber... - murmuro


Notas Finais


Espero que gostem;) desculpem esse ser pequeno, o próximo será maior.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...