História Lolita. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jay Park
Personagens Jay Park, Personagens Originais
Tags Drama, Jay Park, Romance
Visualizações 79
Palavras 1.061
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


olá, olá.

Capítulo 7 - Lolita... Puritana?!


Fanfic / Fanfiction Lolita. - Capítulo 7 - Lolita... Puritana?!


- Lola! - Avisto um homem desconhecido chamando-a. 
- Josh! - Ela abraça-o. - Essa é Lolita! 
- Você é Lolita? - Ele pergunta apontando pra mim. 
- S-sim. - Respondo tímida. 
- Nossa! A Lola me falou tanto sobre você... É um prazer, Lolita. - Josh diz pegando minha mão direita e dando um leve selinho nela. 
- O prazer é meu, Josh.- Sorrio. 
         Josh era loiro, tinha um corpo definido, típico americano, belo, olhos azuis, lábios carnudos e um sorriso branco, alinhado e simpático. Ele era encantador. 
- Venham. - Ele diz pegando na mão de Lola. - Vamos nos sentar. 
- Lolita, não desgrude de mim, meu bem. - Lola me puxa pelo braço para ficar mais perto dela. 

                                  **
         Minutos se passará e eu, Lola e Josh estávamos sentados em uma enorme mesa com alguns outros empresários super ricos. Josh conversava e interagia com todos. Ele era um brincalhão. 
- Josh? - Lola chama-o no meio da conversa. - Cadê seu amigo Jay? - Ela diz perto de seu ouvido, mas não me impedindo de ouvir. 
- Ah, ele estava aqui antes de eu ir buscá-las. Daqui a pouco ele aparece, princesa. - Josh virá para o lado. - Ali, olha ele ali. - Ele aponta para um homem e meus olhos seguem seu dedo. - Ei, Jay? - Ele chama-o. O mesmo levanta a taça de champanhe que estava na mão e sorri para Josh, caminhando em nossa direção. 
        Quando eu o vi, era como se o mundo tivesse ficado em câmera lenta, e tudo e todos tivessem desaparecido, era somente eu e Jay Park naquele grande salão luxuoso. 
- Boa noite, Lola. - Ele cumprimenta com um leve beijo na mão. 
- Boa noite, Jay. 
         Ele tinha cabelos negros, que eram penteados para trás, lábios carnudos e vermelhos, pele branca, tatuagens nas mãos, - até onde eu pudera ver naquele momento. - e um corpo definido. Jay se vestia muito bem e era sério. Seu sorriso era perfeito e seu olhar profundo, de tirar o fôlego. 
- Jay, essa é minha amiga Lolita. - Lola diz me empurrando levemente para mais perto do belo homem. 
- Olá, Lolita, é um prazer conhecê-la. - Ele também dá um beijo em cima da minha mão. 
        Fico calada, sem perceber, eu estava em transe. Jay com certeza era o homem mais bonito que eu já tivera visto em toda a minha vida. 
- Lolita! - Lola bate em mim levemente com o braço. - Diga alguma coisa para Jay, mocinha.
- P-prazer, J-Jay. - Dou um grande sorriso. - Desculpe. - Falo sem graça e tão vermelha quanto um pimentão. 
Jay ri, exibindo dentes brancos como leite, o mesmo percebera que eu havia ficado encantada por ele. 
       Nos sentamos ao redor da mesa. Josh era super elétrico e conversava bastante com os ricos homens da mesa. Jay era mais calado, sorria as vezes, ficava apenas na sua. 
- Converse com ele, Lolita! - Lola sussurra em meu ouvido. 
- Eu tenho vergonha, Lola! 
- Aish! - Ela resmunga me olhando séria.

                              **
         Durante a festa, Jay me encarava, parecia me estudar. Seus lindos olhos não saiam da minha direção, fico até um pouco sem graça, eu não sabia como me portar naquela situação. 


- Lola, venha, vamos dar uma volta, preciso cumprimentar algumas pessoas. - Josh a chama. 
- Ah, claro. Jay, você fica aqui com Loli? 
- Sim, Lola.
- Ótimo, não saia de perto dela. 


        Os outros empresários que estavam na mesa logo saíram, deixando apenas eu e Jay nela. 


- Diga, Lolita, você tem quantos anos? - Ele pergunta olhando diretamente em meus olhos. Parecia um interrogatório. 
- E-eu tenho 17 anos... 
- Hum. - Ele se senta na cadeira onde Lola estava. Pertinho de mim. - Eu tenho 30, Lolita. - Fico arrepiada por sentir ele tão perto, seu perfume era maravilhoso. 
- Você é ainda mais bonita do que eu havia imaginado.
- Obrigada, senhor J-Jay. 
- Senhor? - Ele ri. - Não sou tão velho, Lolita. 
- D-desculpe-me. 
- Sabe... - Ele se aproxima do meu ouvido, colocando meu cabelo atrás da minha orelha e baixinho ele diz. - Quando eu voltar para Washington, vou te foder tão forte que você vai gemer no chão pedindo mais. - Dou um pequeno pulo na cadeira e arregalo os olhos. - Você quer ser fodida por mim, Loli? - Jay sussurra. 
Não respondo nada, não que eu não quisesse, a fala não saía. 
- Quer, Loli? - Ele pergunta novamente. 
- Q-quero, Jay. - O mesmo sorri convencido. 
                 

O QUE VOCÊ DISSE, LOLITA?! - Pensei.


         Eu nunca nem tinha falado sobre sexo com um garoto na minha vida, mas Jay Park era o homem mais excitante que eu já tivera  visto. Ele era perfumado, sua voz era grave e ele falava calmamente. Parecia que o mesmo havia jogado um feitiço em mim. 
 
- Você é linda e excitante, Lolita. - Ele se vira para as pessoas da festa, para se certificar que não havia ninguém olhando, e põe sua mão em minha perna, me fazendo arrepiar. 
        Nós estávamos em uma mesa mais afastada, Jay e eu nos encontrávamos sentados do lado da parede, ninguém veria qualquer ato naquele lugar. 


- Você é virgem, Loli? - Ele pergunta subindo mais a sua mão, encostando em minha calcinha. Abro um pouco as pernas para dar mais acesso à ele.
- S-sou. - Nós agíamos normalmente enquanto conversamos sem olhar um para o outro. - Sou sim, J-Jay. 
- Bom... - Ele fazia movimentos circulares em mim por cima da calcinha. - Então pegarei leve com você... - Ele se vira novamente para mim e se aproxima do meu ouvido. - Mas só na primeira vez. - Sussurra, finalmente colocando a mão por dentro da minha calcinha. 
- Nossa, já molhada? - Fico vermelha. - Hum... Meninas virgens se excitavam tão facilmente. - Ele ri.


        Jay então começa a massagear meu clitóris em movimentos circulares, bem lentamente, intensificando os movimentos pouco a pouco. 


- Macia. - Jay fala baixinho. - Quente. - Ele, bem devagar, introduz um pouco de seu dedo indicador em mim. 
- J-Jay! - Digo em tom de voz normal. 
- Desculpe. - Jay sorri. - Qualquer tipo de penetração só em Washington. Entendi. - Sorrio para ele mordendo o lábio inferior. 

Lolita, puritana?!
 


Notas Finais


Lolita nera santinha, nera?
GENTE
talvez eu exclua esse capítulo pra reescrever, sei lá, não gostei dele. NÃO SEI ESCREVER NADINHA DE HOT AAAAH (mesmo levinhos)
Se gostarem, comentem. <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...