História LOLITA(EXO) - Capítulo 48


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Conteúdo Sexual, Drama, Exo, Sádico
Visualizações 178
Palavras 461
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 48 - Capítulo 48


Min

Mesmo com toda essa tensão entre meu irmão e eu, sei que o mesmo não vai cancelar nossa viagem. Por isso resolvi arrumar logo minhas malas. Enquanto faço isso, posso escutar Oh Sehun tocando piano. Nossa casa é tão vaga e silenciosa, nossos empregados parecem fantasmas, afinal, podem realmente ser apenas minha imaginação. Ele toca a melodia de Asleep, The Smiths. É uma das minhas músicas preferidas, apesar de triste. Meu irmão toca tão bem que eu poderia pensar que é um anjo tocando um lindo piano de ouro nas nuvens, um lindo paraíso. Sempre pode se escutar por boa parte da casa, não por todos os lugares mas a grande maioria.

Relações entre pessoas são tão complicadas e... Desafiadoras. Quando me sinto frustrada tenho vontade de chorar, como se minha cabeça fosse explodir. Fracassar com as pessoas é tão normal e mesmo assim conseguimos fazer tudo parecer mil vezes pior. Temos o direito de escolha para quase tudo e um pouco mais, podemos decidir o que iremos fazer. Algumas pessoas costumam achar ridículo quem se inspira na vida por meio de livros e filmes, eu faço isso, porém não sou ridícula. Eu me sinto como os personagens que conheço e isso pode ser tão diferente. Adoro músicas instrumentais mesmo que muitos digam ser entediante. Quando as escuto fecho os olhos e imagino um mundo só meu, posso me imaginar em uma festa obscura tomando bebidas caras, com um vestido sexy de alças, trabalhado em pedras brilhantes costurado à mão. Eu poderia ser a garota mais bonita da festa, eu me apaixonaria ainda mais pelo Sehun. Meu Sehun... Enquanto todos os outros aproveitam a festa luxuosa, eu poderia subir para um quarto qualquer puxando Sehun comigo, ele iria adorar borrar meu batom, abaixaria minha parte de cima do vestido, simplesmente para abocanhar meus seios.


Oh Sehun para de tocar a melodia de antes e agora começa com uma muito melancólica. Sabe, essa combina muito bem para um momento deprimente de minha vida. Eu deitada em um gramado esverdeado com Chanyeol ao meu lado, lágrimas escorrendo pelo meu rosto. Posso fechar os olhos e imaginar a mão grande Chanyeol em meu rosto. O tio Yeol iria ficar comigo se o Sehun me abandonasse. O mesmo me acalmaria todos os dias, todas as noites eu choraria baixinho clamando pelo meu irmão. 

 Pego um casaco preto e coloco na mala. Olho para a janela do meu quarto e sorrio, sorrio para o que eu vejo, meu velho amigo está lá, ele sorri para mim. Sua pele está mais branca do que antes e os lábios muito vermelhos. Sei que quando ele ri é porque eu fiz algo que agradou o mesmo.

- Sotello, você já saiu da depressão? - Sotello faz que não - E esse brinco?


Notas Finais


Futuramente explico um pouco mais sobre o Sotello.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...