História Loneliness - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~Lilocah2

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lilocah2, Melzinha_baby, Originais
Visualizações 12
Palavras 1.157
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Cap.1 – Idiotas.


Fanfic / Fanfiction Loneliness - Capítulo 2 - Cap.1 – Idiotas.

Já havíamos chegado na Califórnia, a cidade era bem bonita, mais não estou aqui para turismo.

   – Sharon, vamos deixar você na sua escola. – falou minha tia, entusiasmada.

  “ – Mãe! – peguei em sua mão, a puxando – Olha! – apontei para a vitrine de bonecos –  Eu quero um urso!

    – Peça ao seu pai. – falou doce – Vai lá.

    – Pai! – o chamei, que logo me olhou – Compra um urso para mim?

    – Claro.– me pegou pela mão – O que não faço por você, sua ruivinha.

   – Obrigada, papai. – rimos”

 – Sharon, está me ouvindo ? – perguntou Suzy.

 – Estou. – apoiei a Cabeça no vidro da porta do carro.

 – Então, o que eu falei? – meu tio me olhou pelo retrovisor – Sharon? O que eu falei? – não respondi – Viu, fica no mundo da lua, preste atenção na próxima vez garota.

 –Desculpe.

 – Tá, tá. – apontou para fora do carro – Está vendo aquilo? – olhei – É a sua escola.

  – O seu dedo? – falei confusa, a morena logo me olhou irritada.

    – Não é o meu dedo! – quase gritou – Atrás dessas árvores, na montanha. – respirou fundo, ajeitando seu cabelo moreno – Ela se chama Elite Billard. Espero que se comporte no primeiro dia, afinal, você é uma garota de classe.

    – Suzy, desculpe, mas, – Fechei os olhos – o meu comportamento ou algo relacionado a isso, não lhe diz respeito. – A morena se virou, me olhando irritada, digamos que, ganhei a briga.

   – Sharon, chega. – falou meu tio, parando o carro – Chegamos.

 Olhei, uma casa (foto do capitulo), então é aqui que vamos morar? Deve ter sido ela que escolheu, afinal, quer esbanjar dinheiro pra todo lado.

 Se meu tio não tomar cuidado, ela vai comer seu dinheiro em prato de ouro.

 – Miguel, eu levarei ela a escola. – entrou no outro lado do carro – Sabe, vou adorar ficar com ela.

  – Tio, não deixa ela me levar! – abri a minha porta – Você sabe melhor do que ninguém, que nós não nos damos bem! – “talvez ela queira me matar!”

   – Não tenho escolha, tenho que ajeitar minhas malas. – apontou para o carro – E ela tem tempo livre, eu não.

   – Que você bata o dedo, quando abrir a porta. – entrei novamente no carro.

   – Sharon. – me repreendeu.

   – Bom, já vamos indo. – ligou o carro, sorriu e deu um tchau para o meu tio.

 Andávamos em um completo silêncio, o que me agradava.

  – Estamos chegando. – subiu uma ladeira.

  “ Nunca gostei do seu rosto...”

   – Sharon! – gritou, me fazendo a olhar assustada – Chegamos, essa é sua escola, não é bonita?!

   – É, igual você. – abri a porta – Abre logo isso, sabe, tenho malas. – gesticulei com as mãos.

   – Como você é irritante. – pegou a chave e saiu do carro, deu uma volta e abriu o porta-malas – Pegue. – jogou a mochila, a qual eu peguei.

    – Tem mais. – a impurrei, peguei a mala vermelha de rodinhas e a mochila, esta que se encontra no chão.

     – Olha, essa escola, é bem próxima da nossa casa. Então se tiver problemas, mande ligar lá para casa. – “Fique tranquila, pra você eu não ligo mesmo.”

    – Como vamos entrar nessa muralha? – me referi ao muro, que cercava a escola, e também o portão enorme de ferro, que tinha um símbolo que não me interessa, era um E.B.

    – Não vamos esperar muito. – sorriu, ouvi um click e a porta de ferro se abriu.

 De lá saiu uma mulher de terno preto, e salto preto. Pele branca, olhos azuis, cabelo preto, que estava amarrado, batom vermelho e um brinco preto, com uma pedra vermelha.

    – Olá. – falou gentil – Me chamo Anna Rodrigues. Sou a coordenadora da Billard. – me olhou, e olhou para Suzy – Bem-Vinda a nossa escola, garanto que não irá se arrepender de estudar aqui.

  – Eu sou a tia dela. – “Mentirosa, nem casada com meu tio você é ainda.” – Eu gostaria de falar com a Diretora Paola, sobre a matrícula.

   – Ah, claro. – deu espaço para passarmos – Venham, vou lhes mostrar o caminho.

 – Vamos, Sharon. – acompanhou Anna, e eu? Fui atrás.

– Claro. – “Tia-Não-Casada” completei mentalmente.

[***]

    Me arrependo, todos, todos! Estão me olhando. Caralho, daqui a pouco vou vender poster para esse povo.

    Por onde passo, ouço:

    “Aluna nova?”

    “ Ruiva?”

   “Ela ta de roupa Preta”

   “ Bonita até.”

    Idiotas.

   – Sharon, suba essa escada e procure uma porta com o número 18. – assenti. Olhei para Suzy, que sorria, mais tenho certeza que está comemorando, pois vou ficar nessa escola por 365 dias. Falsa.

  Sorri forçado e subi as escadas. Olhei as portas, uma por uma, e encontrei o número 18, grande coisa. Fui abrir, mais adivinha, essa merda não abriu.

    – Ah, com licença. – o olhei rapidamente, um garoto? Cabelo castanho escuro e olhos âmbar, bonito? Talvez.

      – Sim. – falei,botando a mochila no chão.

      – Anna me pediu para te entregar isso. – olhei para sua mão, um cartão?

    – Para o que serve? – o peguei.

    – Abrir a porta dos quartos, sabe, nossa diretora trocou as chaves por cartões.

   – Uh...– olhei a fechadura, e passei o cartão no espaço que tinha ali – Obrigado, er...?

      – Jonas Silver. – sorriu e se virou, saindo dali.

   Abri a porta e bom, o quarto tinha três camas, uma escada no canto,um espelho em baixo da mesma, vai entender. Subi as escadas, com as malas, óbvio. Tinha três guardas-roupas, um puff rosa, verde e azul, que estavam ali, como tava com disposição, resolvi desfazer as malas, antes que minha preguiça chege.

   Abri o guarda-roupa do meio, que estava vazio, e comecei a arrumar minhas roupas nele.

[***]

      – Oi?! – ouvi vozes no quarto – O Edward? Sério, ta namorando aquela garota? – respondia a outra – É o fim do mundo.

      –Para de falar besteira. – falou a outra voz – Não sei se é verdade ou não, então é melhor você ficar na sua, Roberta.

     – Que isso, Hina, – riu – desde quando eu arranjo confusão?

     – Desde sempre.

   Conversavam entre si, que nem me perceberam descendo a escada e sentando na cama. Até a garota de cabelo preto e olhos azuis, como Anna, perceber minha presença, falar:

  – Como entrou aqui?! – se levantou, junto a outra, confusa.

   – Entrei? Pela porta. – falei pegando um livro da minha cômoda, é fiz tudo, ajeitei até a cama, que é do meio – Sou desse quarto agora. – As olhei, vestiam um uniforme branco (foto do capítulo) se não me engano, Jonas vestia um preto.

    – Espera! – falou a outra garota de cabelo vermelho scarlet e olhos verdes – Você é a aluna nova, ruiva de olho verde? – não fiz nada, pois estava lendo.

    – Roberta! – a outra a beliscou – Sou Hinata Duarte, e essa, – apontou para a de cabelo vermelho – é a Roberta Gomes. – sorriram, assenti – E você?

  –Sharon, Sharon Cardoso. – passei uma página do meu livro.

     –Então... – falou Roberta.

  –Podem conversar, finjam que não estou aqui. – voltei a ler.

    – Ok...


     Prévia do próximo capítulo


  – Voce é ruiva ? – perguntou, me analisando – Parece falso...

  – Já eu não posso dizer se o seu é ou não um loiro original, talvez seja falso também. – falei, pouco me importando com seu olhar raivoso.

  – Sua...! – pegou a garrafa da garota ao seu lado e a abriu, jogando água em mim, me encharcando.

    – É só isso o que você tem?


Notas Finais


Daqui para frente, vamos explicar o porque da implicância da Sharon com Suzy.

Até o próximo capítulo 😋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...