História Look at me - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Barbara Palvin, Justin Bieber
Exibições 60
Palavras 1.783
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem ❤

Capítulo 15 - Nunca afaste sua boca da minha


Fanfic / Fanfiction Look at me - Capítulo 15 - Nunca afaste sua boca da minha

Estava no escritório da casa de Jess, seu pai e seu irmão, me encaravam, eu realmente estava com medo.

- você não deveria estar em casa Justin? – senhor Liam quebrou o silencio, o encerro engolindo a seco.

- sim, mas eu queria deixar Jess em casa – ele assentiu, caminhando até sua mesa de bebidas.

-sabe da ultima vez que esteve aqui, uma hora depois minha filha chegou em casa chorando e toda molhada – mesmo ele estando de costas para mim, eu podia sentir o tom serio que sua voz ficou.– quer me dizer algo sobre isso rapaz?

- eu sinto muito pelo que aconteceu, com a Jess na festa, mas eu não vi o momento em que as coisas saíram do meu controle, eu juro que não queria que aquilo tivesse acontecido – ele me olhou por cima dos ombros – Marcelli não aceita que eu não quero mais nada com ela.

- Marcelli? Sua ex? – neguei – foda fixa – arregalei meus olhos e ele riu – já tive sua idade garoto – assenti.

- sim, mas era só diversão – dei de ombros.

- então você não gosta de relacionamentos? – neguei – o que esta fazendo com a Jessy então? – cruzo os braços me olhando, Encolhi meus ombros.

- com ela é diferente senhor, eu não quero só simplesmente comer ela e depois acabou – ele ficou mas serio ainda e vi Chris ficar vermelho de tanto que segurava o riso.

- wow então você já esta pretendendo transar com a minha filha? – neguei – não acha que Jess é para você ? – bufei de tanto que minhas mãos tremiam.

- senhor, o que quero dizer é que eu não quero a Jess por uma uma noite, uma semana, eu quero ela ate que ela me queira, e se ela achar que eu sou o cara certo – dei de ombros – eu irei fazer valer a pena, mas se um dia ela chegar para mim e dizer que não quer me ver mais, eu não vou insistir – menti, claro que eu iria insistir .

- o que você e minha filha estão tendo exatamente? – essa nem eu sabia.

- agente ta se conhecendo, curtindo – ele assentiu, Suspirei aliviado.

- o que pretende com ela?

-um namoro, eu realmente quero namorar a sua filha, mas acho que esta cedo nos conhecemos  a pouco tempo, não quero ir rápido demais, quero fazer diferente – ele assentiu novamente.

- quero que saiba que assim que a pedir, vai ter que vir aqui falar comigo e pedir formalmente – assenti, relaxando um pouco – e se eu ver Jess chorar por causa de você, eu mesmo te mato.

- eu te ajudo, senhor – ele soltou uma leve risada.

- sem o senhor, garoto, somente Liam já esta bom – sorri.

- posso ir agora, esta tarde e amanhã temos aula?- ele assentiu, senti minhas mãos parando de tremer, ele me  acompanhou ate a porta.

- espero te ver em logo, e que você não demore tanto para pedir Jess em namoro – sorri, ao ouvir aquilo.

- não vou demorar sen...liam – apertei sua Mão e entrei no meu carro podendo realmente respirar,
- é Bieber você ta fodido – sorri.
[...]
Estava escorado no meu carro, esperando Jess a uns cinco minutos já, me endireitei quando vi ela saindo de casa, uma calça jeans azul clara apertada, uma regata branca e uma jaqueta de coro preta, seus cabelos estavam presos como sempre. Ela se aproximou sorrindo, não esperei ela falar e a puxei colando nossos lábios, eu precisava disso todos os dias, uma das minhas mãos foi para seus cabelos, os soltando, ela separo nosso, resmungando.

- já disse que ficam melhores soltos – disse contra sua boca – nunca mais afaste sua boca da minha Sra.Narumy – colei nossos lábios novamente em um selinho que eu iria se transforma em um beijo, mas o som da buzina não deixou.

- vocês vão se atrasar – o carro parou ao nosso lado, com seu pai nos encarando– bom dia rapaz.

- bom dia Liam – ele sorriu- nada de agarrar minha filha, na minha frente Bieber – ele disse serio – só para não correr o risco de você ficar sem Mão, sem língua e sabe muito bem o que posso tirar de você, não é? – assenti engolindo em seco.

- pai! Você não esta atrasado? – ele assentiu.

- boa aula crianças – ele ergueu o vidro e saiu com o carro, senti braços em volta do meu pescoço.

- você já pode me beijar agora – ela disse rindo, e ficando na ponta dos pés, para tentar alcançar minha boca.

- vamos sair daqui primeiro? – me afastei dela, ouvindo sua gargalhada, ela passou na minha frente, rebolando aquela bunda, filha da mãe. Corri a abraçando por trás.

- isso não quer dizer que eu não va te beijar, baby, então não me provoca – sussurrei em seu ouvido, vendo ela se arrepiar, soltei uma gargalhada, passando por ela, e abrindo a porta do carro para ela.

- idiota – ela sussurrou quando passou por mim  entrando no carro, me curvei, roubando um selinho dela, que me afasto emburrada, sorri olhando para ela tão linda.

(...)

      Hoje fazia um mês que eu e Jess estávamos saindo, e sim eu estava preparando o pedido de namoro para ela,eu sei que ela é toda boba com esses negócios de data e coisas românticas, acho isso um saco.

- esta quieta, no que pensa - ela me encarou por alguns minutos e voltou a olhar para o caminho.

- em nada só estou com sono- Assenti – vai fazer algo hoje a tarde - a verdade, é que eu estava meio distante, esses últimos dias preparando o pedido de namoro.

- não baby, hoje sou todo seu –sorri a olhando por breve minutos, antes de voltar minha atenção para o caminho.

- o que você estava fazendo ontem? – pergunto

- estava no treino – dei de ombros, estava mentindo, estava arrumando as últimas coisas, para sair perfeito.

- Andrew não foi avisado?

- foi, por que?- estacionei o carro , a olhando

-ele estava com Sara ontem –  sorri.

- foi por isso que ele faltou então, deixa o treinador saber – ela bufou– hey marrentinha o que foi? – me curvei no banco, para Me aproximar dela,ela abriu a porta do carro.

- você esta mentindo para mim – disse a saiu do carro.

- ei, Jessy, por que quer tanto saber onde eu estava? – me ignorou e continuou andando.

- por nada capitão – a puxei pelo braço, envolvendo sua cintura e colando nossos corpos.

- não me chame assim – rosnei, eu odeio quando ela me chama assim , ela fica irônica quando sai de sua boca.

- eu chamo como eu quiser-se  soltou de mim.

- qual é Jess? – resmunguei– porque você esta tão chata hoje? – abriu a boca para me responder.

- não é por nada capitão – deiu as costas para mim.

- merda,  Jessy, nós não temos nada serio, então eu não te devo satisfações – ela negou, quando tentei me aproximar  – não, olha, jess não foi isso que eu…

- eu entendi o que você quis dizer – a encarei confuso – e você esta totalmente certo Justin – abriu seu armário pegando suas coisas.

- onde você vai? – parei a encarando, quando notei que ela estava indo para o terraço.

- não te devo satisfações – chutei a lata de lixo, para não mandar ela se foder.

- não jogue a merda das minhas palavras contra mim Jessy – disse irritado .

- acho melhor você ir para a sala – neguei a seguindo ate o terraço.

- eu não vou sair daqui, ate a gente se acerta – deiu de ombros, se sentando.- pare de ser infantil Jessy – bufei.

- eu não quero mais Justin – a encarei incredulo.

- porra garota – gritei, a puxando contra meu corpo e cobrindo seus lábios com os meus, ela tentou se soltar mas não deixei, logo ela cedeu e me deu passagem, nossos línguas travavam uma batalha, suas mãos puxaram meu cabelo me afastando- me desculpe, eu me descontrolei, não devia ter gritado com você – ela assentiu

- pode me soltar agora – assenti, mas não a soltei totalmente.

– você não sabe o quanto doeu, ouvir você falar que não queria mais – sussurrei contra seus lábios – não diga mais isso, Jess, por favor – assentiu.

- não minta mais para mim jay –  assenti. Nós não entramos para nenhuma das aulas e ficamos ali aproveitando a presença um do outro. Quando bateu o sinal para o fim das aulas, nós fomos a encontro dos outros.

- a seus safados, gaziando aula, para ficar se pegando – Chaz grito, nem deixando agente chega na rodinha direito.

- a cala a boca velho - mandei, assim que vi ela corando.

-dude, e aquela parada ainda ta de p- arregalei meus olhos o interrompendo.

- Ryan, depois – ele assentiu

-que parada? – ela me olhou.

- a dele me ajudar a cuidar da minha prima – ri junto com Chaz e Andrew.

- velho vão matar a menina – Andrew gargalho.

- vamos – assenti, tínhamos combinado que iríamos passar o resto da tarde assistindo filme e comendo besteiras.
          [<...]


Estávamos jogados no chão da minha sala assistindo um filme de terror que eu nem sei o nome, quando meu celular começou a tocar, ela levantou indo pegar mais pipoca e eu atendi.

Ligação on

-foi mal dude - era ryan

- sim, ela nem desconfiou – sorri

-amanhã passa aqui antes de ir lá ver as paradas e termina o resto.

– sim , amanha eu passo ai, para a gente termina o que começamos, e então começar a fazer o outro –coçei a nuca sorrindo de novo

-se voce viesse hoje, seria mas rapido

– não, posso ir agora, é to com ela, ela ta meio desconfiada, não quero que ela – vi ela voltando– a ta mãe eu já vou .

-ja entendi, falo

Ligação off

Me aproximei dela para beija-la mas ela se afastou.

- Voce pode ir, para sei La onde você tinha que ir justin – a olhei confuso, merda, ela tinha escutado

- do que você esta falando? – ela riu sem humor

- eu sei que não temos nada serio, mas eu queria pelo seu respeito –a encarei, ela acha que estou com outra?

- Jessy, eu te respeito – negou.

- ‘’amanha eu passo ai para a gente terminar o que começamos ‘’ – repetio o que eu falei no telefone.

- não, Jess, olha eu não posso te falar – me levantei nervoso, não esta a pronto ainda eu não podia levar ela la.

- tudo bem, olha eu não quero, que você deixe de fazer coisas para ficar comigo – ela se aproximou, segurei seu rosto entre minhas mãos.

- não merda, por favor, jess, eu não posso falar baby – assentiu.

- eu te entendo, só acho melhor você ir embora – neguei.

- não faz isso, por favor, eu vou te fala, mas preciso que você espere – encostei nossas testas.

- se eu vou saber depois, o que te impede de  me dizer agora? –  neguei – você pode ir – a encarei encarou.

- me desculpe, baby – a encarei, antes de sair, merda, não era para ter sido assim, peguei meu celular discando o número de ryan.


Ligação on

-te encontro lá em meia hora.


-beleza dude.

Ligação off

 Espero terminar isso o mais rápido possível, odeio brigar com ela.


Notas Finais


Obrigada pelos comentários ❤ pelos favoritos ❤ isso é muito importante, espero que estejam gostando até o proximo, bj baby's❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...