História Look at the sky, honey - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Star Wars
Personagens Kylo Ren, Personagens Originais
Tags Kylo Rex X General Hux, Kylux
Exibições 36
Palavras 951
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OIII

Capítulo 1 - Milk or Meat


Fanfic / Fanfiction Look at the sky, honey - Capítulo 1 - Milk or Meat

Já era noitinha quando eu acordei. Sentia que algo estava errado, mas eu estava relaxado, apesar da sensação de preocupação. Eu não acordara em minha casa, mas me sentia seguro. Nunca havera visitado este lugar antes. Ou será que sim? Ouço passos vindo do corredor. Alguém abre a porta. Me encolho na cama e me jogo de baixo do cobertor.
- Está tudo bem. - A pessoa me diz. Sua voz era doce e gentil, mas ao mesmo tempo grave e perigosa. Saio de baixo do cobertor para analisar o ser. Ele era alto, moreno, tinha cabelos cacheados até o ombro, e vestia um tipo de túnica preta.
- Quem é você? Onde eu estou? - Pergunto. Eu estava realmente confuso.
- Ora ora, meu bem, não informarei minha identidade a você tão cedo, mas saiba que estás seguro comigo. - Aquilo me tranquilizou, mas eu estava com fome.
- Okay. Você, hmmm, tem comida? - Pergunto, na cara dura mesmo, nunca fui envergonhado.
- Claro que sim. Venha comigo para a cozinha. - Sigo ele até a cozinha, ele me senta na cadeira (exatamente) com força, me machucou um pouco, mas eu gostei. Ele me serve carne crua e leite.
- Carne e leite dá merda, não? - Pergunto.
- Claro, escolha apenas um. - Ele diz, cruzando os braços e me encarando. Escolho a carne crua, se estiver com vermes, eu morro, e isso não é algo que eu não queira.
- Boa escolha. Mas... isso é carne de humano, de primeira. - Ele sorri pra mim. Isso por acaso é jogos mortais? O leite era de texugo?
- Sem problemas. - Seguro a carne com as duas mãos e como. Estava uma delícia. Em poucos segundos, já não tinha mais carne ali.
- Well well. Gosto do que vejo. - Ele acaricia meus cabelos ruivos e chega mais perto, mais perto, cada vez mais perto, até que encosta seus lábios nos meus, e dali inicia-se um beijo. Era um beijo quente, como se ambos necessitassem um do outro, e eu me sentia seguro perto dele, (não) o conheço há poucos minutos, mas ele me faz bem, não sei por quê. Ele puxa meus cabelos (ruivos) pra trás e beija meu pescoço exposto. Solto um gemido abafado. Será que ele estava incomodado com o gosto de carne crua na minha boca? Acho que não.
- Ei... - Falo, ofegante. - Posso escovar os dentes?
- Acho que eu broxei.
- Ops, desculpa. - Rio. Passo a mão nas pernas dele, até chegar no local desejado. - Não, você não broxou.
- Cala a boca, porra. - Ele me beija de novo, dessa vez com mais força, nossa, ele sabe muito bem como se trata "um damo". Paro o beijo e levanto da cadeira, jogo ele na mesma, e sento em cima dele.
- Tomando o controle, hein? - Ele sorri, e põe as mãos na minha bunda, me fazendo rebolar. Eu o beijo. Essa era a situação mais fucking sem noção que eu me meti. Mas que era a mais excitante, era.
- A gente vai ficar só nisso? - Pergunto.
- O que, você quer mais? - Ele pergunta.
- Com certeza.
Ele me pega no colo pelas pernas, ainda me beijando, entra no quarto em que eu acordei e me joga na cama, já tirando sua túnica (nem sei o que é aquilo), eu faço o mesmo, tiro minha jaqueta, minha regata, calças, e ficamos apenas de cueca.
- Se sente confortável assim? - Ele me pergunta.
- Com certeza. - Ataco seus lábios com toda a rapidez e voracidade. Eu estava com fome, mas não de comida. Fome de sexo.
- Oh, baby, posso ler a sua mente, sabia? O bom disso tudo é que... - Ele chega bem pertinho do meu ouvido e sussurra. - Eu também estou com fome, babe. - Em um piscar de olhos estamos pelados e ele já está botando a camisinha. Babo ao ver aquela cena, mas eu havia algo a pedir.
- Ei! Espera! - Digo, colocando minha mão na mão dele, que estava segurando a ponta da camisinha.
- O que foi agora, senhor estraga prazeres?
- Deixa eu chupar você antes.
- Nossa. Isso foi bem.... Convidativo... Mas já que você pediu com jeitinho... Vai fundo. - Ele joga a camisinha no chão (espero que ele tenha outra) e fica de joelhos na cama, chacoalhado seu pauzão de 22 cm, agora duro como uma pedra (referências). Não consigo resistir e abocanho aquele pau com tudo. Sem lamber cabeça, sem cuspir... Apenas chupando mesmo. Era maravilhoso o gosto daquilo. Era tão... Saboroso. Eu sempre fui atraído por cheiros de pele humana, principalmente de joelhos. Oh, esse cheiro me dá espasmos... Continuo chupando com movimentos de vai e vem, e a parte que sobra eu masturbo. Ele gemia alto, sem se importar com nada, e eu sinto o gosto do pré-gozo.
- E-Eu vou gozar! - Ele avisa. Eu já sabia disso. Continuo chupando e enterro o pau dele na minha garganta, ele ejacula lá dentro. Quase me afoguei, mas tenho certeza de que foi bom pra ele.
- Nossa, você sabe mesmo como fazer um blow job! - Ele diz. - Você... Aprendeu como?
- Essa foi a minha primeira vez, na verdade. Minha experiência é com pornôs mesmo.
- Você é muito intrigante, sr. Hux.
- Eu que o diga, sr. Anonymous.
Ele sorri ao ouvir o novo apelido. Ele me puxa pra cima pelo queixo e me beija. Me beija ferozmente. Eu retribuo, então ele passa a mão na minha bunda, dá um tapa e depois a aperta com força. Solto um gemidinho. Opa, round 2.


Notas Finais


:3 esse é o universo Agatha
tudo ocorre muito rápido


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...