História Lord make me a rainbow - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens August Wayne Booth (Pinóquio), Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Lacey (Belle), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Emmaswan, Henry Mills, Regina Mills, Reginamills
Exibições 212
Palavras 2.570
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Policial, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Galera como já disse, estou em semana de prova então tem sido muito dificil escrever ao logo da semana ou achar um horario que seja realmente bom para isso.
espero que gostem e tem continuação.
Minhas provas acabam sexta feira então é só espera mais um pouco.

Capítulo 24 - Cora Mills


Regina colocou Henry para dormir e ficou o observando um pouco, ele estava calmo, Regina nunca tinha visto o menino tão calmo na vida.

 Emma se aproximou da porta do quarto do Henry e ficou ali observando os dois ali, assistindo aquela cena e aquela sintonia que Henry e Regina parecia ter.

- O que veio fazer aqui? - Emma perguntou para Regina de forma curiosa assim que saíram do quarto do Henry e andavam pelo corredor para chegar à sala.

- Vim conversa com você - Regina olhava para o chão de forma envergonhada- Acho que para pedir desculpas na verdade.

- Tudo bem, todos temos nossos dias ruins às vezes - Emma falou se sentando perto da bancada da cozinha com duas xícaras para as duas - Fiz café para você.

- Não precisava se preocupar com isso - Regina falou se sentando ao lado de Emma.

- E você iria tomar chocolate quente com canela? - Emma perguntou fazendo Regina negar com a cabeça e abrir um sorriso.

- Emma - Regina falou passando o dedo em volta da xícara de café- Eu sinto muito.

- Não precisa falar nada- Emma encostou sua cabeça no ombro da Regina e ficou ali quieta um pouco sentindo uma o cheiro da outra.

Regina deu um leve suspiro enquanto sentia o cheiro dos cabelos dourados da Emma ao seu lado e na forma que se sentia ao estar com ela.

- Eu preciso falar – Regina mordeu os lábios de forma nervosa- Eu pensei no que falar o caminho todo, você não faz ideia, mas parece que quando cheguei aqui essa coragem sumiu.

- Eu te entendo, se não quiser falar nada tudo bem.

- Eu preciso falar – Regina falou fazendo Emma retirar a cabeça do seu ombro e se ajeitando na cadeira- Eu gosto de você como nunca gostei de ninguém da minha vida, e eu não sei como funciona essas coisas.

- Você nunca namorou? – Emma perguntou virando o rosto para encarar Regina meio abismada.

- Emma eu não sou fácil de lidar- Regina falou a fazendo rir- uma vez levei uma menina para jantar e me deram o troco errado e digamos que na época eu realmente não conseguia falar com as pessoas, eu praticamente fiz uma aula de matemática básica em 30 minutos – Regina falou fazendo Emma ficar incrédula.

- Não teve segundo encontro? – Emma perguntou fazendo Regina rir.

- Ela nem me deixou acompanha-la até a casa dela – Regina falou fazendo Emma sorrir- acho que ela mudou de numero de telefone depois.

- Nossa você é bem complicada – Emma falou rindo- acho que estou com medo.

- Emma você não esta me levando a serio, eu estou tentando conversar com você e explicar meus sentimentos verdadeiros- Regina falou fazendo Emma gargalhar e chegou até engasgar- eu realmente gostava daquela garota, mas aquela garçonete queria faturar 20 centavos meu.

- Por 20 centavos? – Emma balançou a cabeça incrédula.

- Emma prioridades são prioridades né – Regina falou bebendo um pouco de café.

- Eu estou apaixonada por você Regina – Emma falou colocando a xicara no balcão e virando a cadeira para ficar na frente da Regina- Você é a pessoa mais incrível que eu conheci você é extraordinária sabe hoje a hora que o elevador abriu e vi aquela cena de vocês três sentados e Mary reclamando de estar ali fora, eu só conseguia ver o quão parecido vocês são e como eu adoraria tê-la em casa todos os dias ou ver você e o Henry assistindo filmes como Star Wars ou Donnie Darko e falando sobre teorias loucas enquanto eu estou feliz por esta ao lado de vocês dois.

- Donnie Darko? Estou abismada – Regina falou fazendo Emma revirar os olhos.

- Regina você não esta me levando a serio – Emma falou de forma divertida.

- Eu estou apaixonada por você Emma – Regina fala de forma doce olhando dentro dos olhos da Emma e depois olhando para sua xicara – Eu só tenho medo, eu já tentei antes e não deu certo porque eu era extremamente complicada.

- Você já tentou antes? Eu era casada Regina, já namorei muitos caras também – Emma falou revirando os olhos de forma nervosa- Não deu certo? Você precisa tentar de novo e não estou falando comigo, mas você precisa estar sempre tentando, se não der certo entre a gente eu vou ficar triste e você também e depois você ira tentar, porque é isso que fazemos Regina tentamos e não ficamos paradas e falando o quão azaradas somos ou como eu irrito as pessoas.

- Emma – Regina suspirou- eu tenho que te contar uma coisa.

- Conte – Emma colocou a mão sobre a perna da Regina, como um simples apoio carinhoso.

- Sr.Gold tinha uma pasta com um historio sobre a sua vida – Regina falou bebendo um pouco do café enquanto Emma estava com a boca um pouco aberta e retirou a mão da coxa dela.

- E você leu – Emma falou como se tivesse irritada.

- Sim – Regina suspirou.

- Eu nem sei o que falar – Emma colocou a mão no rosto como quem quisesse tampar o rosto corado à cara de choro.

- Emma esta tudo bem – Regina puxou Emma para seu abraço passando o braço em torno da Emma dando apoio para ela encostar a cabeça e relaxar.

- Eu nem sei o que falar sobre isso – Emma falou soltando o que estava preso em sua garganta há tempos.

- Não fale – Regina beijou os cabelos dourados da Emma.

Ficaram em silencio alguns minutos até que o celular da Regina começou tocar, a loira suspirou e desencostou a cabeça do corpo da Regina para que ela pode-se alcançar o celular.

Assim que Regina conseguiu-o pegar o celular ela constatou que a ligação era do Graham e atendou ali mesmo ao lado da Emma, não tinha nada para esconder. Emma ficou ao lado quieta tomando um pouco de chocolate quente com canela.

 - Emma – Regina falou assim que deligou o telefone enquanto a loira tomava o chocolate quente.

- Oi? – Emma falou assim que tirou os olhos da xicara e encontrou com os olhos marrons escuro da Regina que a deixava tão segura, institivamente abri um sorriso e Regina fez o mesmo.

- Eu tenho que me encontrar com o Graham, ele tem algo importante para conversar comigo e acho que nunca na minha vida ele falou que precisava falar algo importante então estou assustada – Regina falou fazendo Emma sorrir.

- Tudo bem – Emma beijou o rosto da Regina de forma meiga- Você vai voltar?

- ficara bem tarde – Regina falou após olhar seu relógio e constata a hora.

- Não se você vier para dormir – Emma falou fazendo uma cara de pidona.

- céus – Regina falou capturando os lábios rosas da Emma e a beijou de forma lenta e calma- Você me faz perde a cabeça – Regina falou com sua testa colada a testa da Emma- então provavelmente não irei dormir se vier aqui – Regina se levantando e arrumando seu terno feminino.

- Vá logo – Emma falou se levantando e caminhando atrás da Regina.

Regina capturou os lábios da Emma de modo faminto enquanto estava tentando abrir a porta para poder sair.

- Te vejo amanha – Regina falou assim que soltou do beijo da Emma e deu um leve selinho na mesma.

- Te vejo amanha – Emma falou assim que Regina finalmente saiu da casa e ela pode fechar a porta do apartamento.

Emma se encostou sobre a porta e suspirou, ficou ali um pouco encostada na porta pensando em Regina e nas coisas que poderia ter em sua pasta secreta que Gold fez, Mary apareceu sorrindo ao ver a cena da Emma ali tão perdida pensando em Regina.

- Pelo jeito as coisas deram certo, ela veio em paz? – Mary perguntou indo em direção à cozinha e colocando o chocolate quente para esquentar.

 - Veio – Emma falou um pouco manhosa.

- Anda Emma fala logo – Mary falou colocando o cotovelo sobre a bancada e encostou o queixo em suas mãos como uma forma de apoio.

- Eu gosto tanto dela – Emma desencostou da porta e foi em direção da onde estava sentada há poucos minutos atrás.

- E o que tem de errado nisso? Eu a adoro, Henry adora ela, todo mundo adora ela – Mary falou suspirando e olhando o chocolate no fogão.

- Mary tudo esta errado – Emma falou suspirando de forma manhosa novamente.

Algo em Mary fazia Emma se sentir amada de forma maternal, algo que ela não teve muito em sua vida.

- O que esta errado? - Mary falou desligando o fogo e colocando o chocolate em sua xicara e depois colocando um pouco de canela.

- Mary eu não sei – Emma suspirou- Eu só não quero me machucar e ao mesmo tempo tenho que ser forte por ela, porque tudo é novo para ela.

- Emma você tem que esta sempre se arriscando e sempre tentando – Mary falou tomando um gole do chocolate quente.

- Você ouviu nossa conversa né? – Emma falou fazendo Mary gargalhar.

- Desculpa, mas as paredes do apartamento são realmente finas – Mary falou se sentando em frente à Emma.

- O que acha de vermos um pouco de Suits? – Emma falou fazendo Mary fazer que sim com a cabeça.

 

 

 

 

 

 

Ruby estava em frente à casa da Zelena, estava estacionando o carro enquanto Zelena parecia um pouco inquieta.

- Esta tudo bem? – Ruby falou sorrindo enquanto terminava de estacionar o carro.

- Esta – Zelena falou com a voz um pouco diferente do que o normal.

- Você não esta bem – Ruby falou assim que terminou de parar o carro- Olha tudo bem – Ruby falou suspirando- Eu posso esperar nada que uma revista de mulher pelada ou se você preferir mandar nudes e eu resolvo rápido isso.

Zelena abriu um sorriso e puxou Ruby para um beijo calmo.

- Eu só não sei como fazer – Zelena fala um pouco corada.

- Eu sei disso e eu devo esperar seu tempo – Ruby falou fazendo carinho no rosto da Zelena- Mas eu falei serio sobre os nudes.

- Muito engraçadinha – Zelena falou fazendo Ruby sorrir- Durma comigo hoje.

Ruby abriu um sorriso meio malicioso.

- Dormir – Ruby falou arqueando as sobrancelhas.

- Ruby dormir significa dormi, tipo de conchinha – Zelena falou dando um selinho em Ruby e depois limpando o batom que ficou em sua boca.

- Eu não sou tão forte assim Zelena – Ruby falou um pouco corada.

- vai ter que ser – Zelena falou abrindo a porta do carro- agora anda, vou adorar ter você na minha cama.

- Falando assim não ajuda muito – Ruby falou um pouco alto e encostando a cabeça no banco- por favor, Zel.

- Por favor – Zelena fez carinha de dó – durma comigo hoje.

- Tudo bem – Ruby falou tirando a chave do carro e saindo.

Ruby acompanhou Zelena para dentro da mansão dos Mills, ela sabia que Zelena morava com a mãe, Ruby nunca tinha conversado com Cora, sempre que Cora chegava a alguma festa de associados Regina saia e Ruby era quem ia atrás.

Assim que entraram na mansão Zelena apagou a luz de fora e logo Cora apareceu ficando de olho nas duas, o coração da Ruby parecia que iria sair pela boca.

- Olá – Cora falou assim que desceu as escadas indo em direção da sua amada filha e da Ruby.

- Oi mamãe – Zelena falou meio corada e ao mesmo tempo surpresa- essa é a Ruby.

- Prazer – Ruby falou com a voz pouco auditiva.

- Prazer é todo meu – Cora falou apertando a mão da Ruby- Voltou tarde – Cora se dirigiu a Zelena.

- Sim, voltei – Zelena se dirigiu a cozinha sendo seguida pela mãe e logo fez gesto para Ruby ir atrás e no mesmo instante ela fez o que a ruiva mandou.

As pernas da Ruby parecia não obedecer ela, sua vontade era sair correndo dali e ir para casa.

- Você quer uma cerveja, vinho ou agua – Zelena perguntou abrindo a geladeira.

- Eu estou bem – Ruby falou meio corada sentindo o olhar da Cora sobre ela.

- Você quer cerveja então – Zelena entregou a cerveja para Ruby que sorriu um pouco corada- E você mamãe vai querer o que?

- Vinho – Cora falou se se sentando próxima a mesa- Ruby ira dormir aqui?

- Sim – Zelena falou entregando a taça de vinho para Cora e logo passou o braço em volta da cintura da Ruby que estava praticamente vermelha e tremendo.

- Vocês estão namorando? – Cora perguntou levando a taça até a boca e bebericando um pouco do vinho.

Ruby quase voltou à cerveja que tinha acabado de colocar na boca.

- Não – Zelena falou sorrindo- estamos vendo onde as coisas vão parar.

- Só experimentando o sexo – Cora falou sorrindo e Zelena gargalhou enquanto Ruby quase morreu.

- Não mamãe – Zelena falou tentando deixar a Ruby um pouco mais a vontade- Combinamos de fazer sexo outro dia, vamos só dormir juntas hoje – Zelena falou beijando a bochecha da Ruby.

- Ah você esta com medo – Cora falou bebendo um pouco do vinho- tadinha de você Ruby, eu não aguentaria.

- O que você sabe sobre isso mamãe, você disse que papai foi seu primeiro – Zelena comentou fazendo Cora revirar os olhos.

- Meu primeiro Homem – Cora falou fazendo Ruby sorrir um pouco mais aliviada- Zelena enquanto você esta indo eu estou voltando.

- Meu deus – Zelena falou Corada.

- A adorei – Ruby falou bebendo um pouco da cerveja.

- Serio Ruby – Zelena falou dando um tapa em seu ombro- vem lobinha vamos dormir.

- Nada de gemidos altos – Cora falou fazendo Ruby tossir.

- Mamãe – Zelena falou assim que continuou caminhando para fora da cozinha.

- O que foi? Apenas um oral não mata Zelena – Cora gritou rindo.

- Céus – Zelena falou corada enquanto Ruby a acompanhava.

- Sua mãe é demais – Ruby falou acompanhando Zelena pelas escadas.

- Ela é – Zelena falou chegando ao topo da escada.

- Regina não gosta muito dela e agora eu não entendo o porquê – Ruby falou aproximando a mão da mão da Zelena.

- Ela teve depressão pós-parto – Zelena falou assim que entraram em seu quarto- e com o tempo Regina começou mostrar um pouco do seu diagnostico e isso não ajudou muito na relação das duas.

-Eu sinto muito – Ruby falou bebendo um pouco da cerveja.

- Ah tudo bem desde que Regina e ela não fiquem sozinhas ou juntas por mais de 40 minutos – Zelena falou de forma divertida- Vou tomar um banho e ai podemos dormir agarradinhas.

- Ah céus – Ruby falou se sentando na cama de casal da Zelena.

- Sem pensamentos pervertidos mocinha – Zelena falou assim que retirou o vestido ficando de langerie na frente da Ruby.

- Claro ficar semi nua em minha frente ira ajudar muito – Ruby falou olhando de cima a em baixo e mordendo os lábios assim que chegou na parte da calcinha.

A calcinha que Zelena estava usando era vermelha e isso era minúscula, a boca da Ruby encheu de agua assim que seu olhar chegou ali.

- Não morda a boca – Zelena falou repreendendo o olhar safado da morena.

- Eu falei que não iria dar certo – Ruby reclamou se jogando na cama e deixando a cerveja ali no chão.

- Vou tomar banho mocinha – Zelena falou indo em direção ao banheiro e deixando a porta aberta...


Notas Finais


espero que gostem e comente por favor


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...