História Loser - Park Jimin ( Imagine ) - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Escolar, Hentai, Jimin, Likenn, Park Jimin, Revelaçoes, Romance
Visualizações 615
Palavras 1.829
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente <3
Eu queria agradecer pelos 200 favoritos <3 Vocês são demais >.<

Espero que gostem!

Capítulo 22 - Favorito


Fanfic / Fanfiction Loser - Park Jimin ( Imagine ) - Capítulo 22 - Favorito

Escrito por: Likenn

- Park Jimin -

- Por que fez isso?- S/N questionou enquanto via o grupo sair do refeitório a passos duros

- Ela estava me irritando...- Beijei o topo da cabeça da mais nova

- Você disse que era o meu namorado...- Falou baixo - Não precisava falar isso.

- Precisava sim...- Mordi o lábio inferior apreensivo - É a minha vez de te proteger.

Por que ainda não pedi a S/N em namoro?

Estamos tão próximos...

- Vem cá...- Segurei sua mão

Peguei meu bloco de notas e saímos do refeitório calmamente, enquanto todos estavam perplexos com oque acabara de ocorrer. S/N estava feliz, sorrindo para mim de uma forma diferente do que eu imaginei, e para a minha sorte, ela estava mudando.

S/N está mais carinhosa, mais gentil e sempre sorri quando pode, ela não é mais aquela garota que era séria e quase nunca sorria, eu estava feliz com isso.

- Tenho que me acostumar com esse seu novo jeito...- Ri fraco

- Só estou feliz!- Falou - Eu realmente não sei o porque disso.- Riu fraco

- Eu sei.- Falei sorrindo timidamente para a mesma

- Por que?- Questionou encarando-me curiosa

- Porque eu disse que eu era o seu namorado.- Falei e vi a mesma abaixar a cabeça rapidamente, extremamente envergonhada - Não se preocupe, eu também gostei de ter dito aquilo.

- Ah... c-claro.- Falou baixo

Subimos as escadas da escola rapidamente e logo fomo em direção ao térreo, nos sentando ali e nos abraçando logo em seguida.

O céu estava lindo, e com S/N ao meu lado era a melhor coisa que eu podia sentir. Seus braços estavam entrelaçados em minha cintura enquanto eu acariciava as costas da mesma delicadamente, vendo a mesma sorrir envergonhada.

- Eu devo desculpar-me com meu pai?- Questionei para a pequena

- Mas, por que vocês brigaram?- Questionou confusa

- Porque ele não queria que eu me aproximasse de você...- Falei baixo - Mas não se preocupe, ele vai me entender.

- Se desculpe...- Falou - Mesmo que você não seja o culpado, se desculpe para ele não se sentir mal.

- Você está certa...- Suspirei - Vou ir no hospital hoje...

- Quer que eu vá com você?- Questionou

- Não precisa.- Sorri

- Eu vou ir apenas para te fazer companhia.- Falou baixo

- Ok...- Ri fraco - É por isso que eu te amo...- Falei sem me preocupar com oque ela sentiria

- Eu também te amo...- Sorriu timidamente.

12:10

- Você vai ir agora?- S/N questionou

- Não, mas se quiser ir na minha casa eu deixo.- Sorri

- Ok!- Riu fraco

Fomos em direção a minha casa de mãos dadas, vendo alguns alunos nos olhar assustados.

Nunca vou entender essa escola.

Chegamos na minha casa em pouco tempo, logo indo em direção a porta principal

- Não acha que sua mãe vai se incomodar?- Questionou preocupada

- Não vai não.- Sorri para a mesma - Ela já te conhece e até que gostou de você.

- Bem melhor...- Riu

Abri a porta calmamente e adentrei com S/N na minha casa, vendo minha mãe arrumada para ir provavelmente ao hospital.

- Filho!- Me abraçou - Ela é sua amiga?- Questionou

- É a S/N.- Falei sorrindo

- Prazer, S/N!- Sorriu - Fiquem a vontade, a comida já está pronta.

- Vai ir ao hospital?- Questionei

- Sim.- Falou

- Nós vamos depois.- Falei

- Tudo bem.- Sorriu - Preciso ir.

- Tchau...- Falei baixo

- Tchau!- Sorriu dando as costas para nós dois

- Vem...- Falei levando a mais nova até a cozinha - Fique à vontade...- Falei ajeitando a mesma

- Deixa eu te ajudar...- Falou pegando os talheres e os pratos

Enquanto S/N arrumava a mesa, eu pegava as comidas que estavam encima do fogão e colocava na mesa.

Estávamos agindo como um casal.

- Quer que eu pegue o suco?- Questionou

- Não precisa.- Sorri para a mesma

Peguei o suco na geladeira e dois copos limpos que estavam encima da pia, logo os colocando na mesa. Nos servimos calmamente e começamos a comer, sem se preocupar com oque podia acontecer.

- Posso falar uma coisa...- Falou encarando-me com um grande sorriso no rosto

- Fala.- A encarei

- Parecemos um casal desse jeito.- Falou rindo

- Eu estou gostando.- Sorri

- Eu também.- Sorriu abertamente

Voltamos a comer enquanto conversávamos coisas aleatórias, rindo e sorrindo várias vezes.

- Quer que eu lave?- Questionou referindo se aos pertences que usamos

- Tudo bem, vou escovar os dentes.- Falei levantando-me da cadeira

- Ok.- Sorriu

Saí da cozinha calmamente e logo subi as escadas, adentrando ao meu quarto e indo em direção ao banheiro rapidamente. Escovei meus dentes calmamente, logo lavando minha boca e me encarando no espelho.

- No que está pensando?- Senti os braços de S/N abraçarem minha cintura

- Em você.- Falei calmo

- Mas eu estou aqui...- Sorriu encarando-me no espelho, assim como eu fazia com ela

- Exatamente...- Sorri - Não paro de pensar em você.- Dei um selinho demorado na mais nova

Saímos do banheiro e logo do quarto, descendo as escadas calmamente.

- Vamos?- Questionei

- Sim.- Sorriu

Saímos da minha casa rapidamente e logo fomos em direção ao hospital, chegando nele rapidamente, já que não era muito longe.

- Vou ficar aqui, fique à vontade para falar com ele.- Sorriu

- Obrigado, amor.- Dei um selinho rápido na mesma

Fui na recepção e perguntei o quarto do meu pai, sendo respondido rapidamente. Fui em direção ao quarto e adentrei no mesmo rapidamente, vendo meu pai deitado na maca do hospital e minha mãe sentada na poltrona ao seu lado.

- Ele está bem?- Questionei para a mesma

- Sim, só está cansado.- Falou baixo

Me aproximei do meu pai e segurei a mão do mais velho, vendo quanto hematomas tinham em seu braço.

- Pai...- O chamei calmamente

- O que faz aqui, Jimin?- Questionou em um tom baixo

- Eu queria te ver...- Falei preocupado - Mesmo que eu tenha sido idiota com você, eu precisava te ver...

- Tudo bem...- Suspirou com um pouco de dificuldade - Eu queria me desculpar por ter falado coisas horríveis para você e ainda te bater.

- E-eu vim para me desculpar, mas pelo jeito você fez isso primeiro...- Ri fraco - Eu te desculpo sim, pai...- Beijei o topo da cabeça do mais velho

- Ainda bem...- Sorriu - Não queria me preocupar com o seu ódio.

- Não vai precisar se preocupar...- Acariciei a mão do meu pai

- Jimin...- Ouço minha mãe e logo a encaro - Volte para casa e descanse, o dia foi longo para você.

- Ok.- Falei - Tchau pai.- Falei baixo

- Tchau, filho...

Saí do quarto calmamente, indo em direção a S/N rapidamente.

- Como foi?- Questionou

- Melhor do que eu imaginei...- Sorri

- Ainda bem.- Sorriu

Saímos do hospital e fomos em direção a minha casa novamente, adentrando na mesma logo em seguida. S/N mascava o seu chiclete de uva calmamente, sorrindo ao ver nossas mãos entrelaçadas.

- Estamos nos comportando como um casal apaixonado...- Riu fraco

- Eu sei.- Concordei sorrindo - Por incrível que pareça, não quero que esse momento acabe.- Falei encarando-a

- Nem eu...- Sorriu timidamente para mim

Me aproximei da menor calmamente, logo levantando seu rosto com minhas mãos e selando nossos lábios delicadamente.

Depois que fizemos amor no acampamento, eu só penso naquele dia, e como foi bom ficar com ela em meus braços e entregada a mim daquele jeito. Mesmo que tenha passado dias depois daquilo, eu sei que S/N ainda me deseja como eu a desejo.

 Separei nossos lábios e desabotoei cada botão da sua blusa escolar, logo deslizando a blusa pelos braços da jovem que sorria timidamente enquanto me encarava.

- Vamos subir?- Questionei

- Sim...- Falou baixo

Peguei a blusa que eu tinha tirado de S/N e subimos as escadas sem pressa alguma, logo adentrando ao meu quarto. Deixei a blusa da jovem encima do criado-mudo e fechei a porta rapidamente, logo trancando-a e indo em direção a S/N. Selei nossos lábios novamente e senti os dedos de S/N deslizarem por meu tórax, desabotoando cada botão da minha blusa rapidamente. Joguei minha blusa no chão e desabotoei a última blusa de S/N, logo jogando sua vestimenta no chão como a minha.

Eu estava com saudades de tocar nos seus seios, saudades de ouvi-la dizer que me ama enquanto fazíamos amor, saudades de tudo que vinha de S/N.

- Você quer fazer isso?- Questionei para a jovem

- Sim...- Falou desabotoando minha última blusa escolar - Eu estava certa, Jimin. Não seria a nossa última vez juntos...

Joguei minha blusa no chão como as outras e deitei S/N em minha cama delicadamente, logo subindo em cima da mesma e selando nossos lábios novamente. Desabotoei seu sutiã calmamente e logo deslizei-o pelos seus braços, tendo seus seios expostos a mim novamente. Seus pés acariciavam minhas coxas enquanto nos beijávamos, e eu acariciava seus mamilos, fazendo-a gemer entre o nosso beijo.

- Eu estava com saudades de te tocar...- Falei separando os nossos lábios

- Digo o mesmo...- Falou arfando

Tirei a saia escolar da pequena e a deixei apenas de calcinha, logo tirando aquela peça e deixando-a nua a minha frente. Tirei minha calça juntamente a minha cueca boxer e logo me levantei da cama, pegando um preservativo no criado-mudo e abrindo o pequeno saquinho em minhas mãos. Coloquei o preservativo em meu membro e me deitei em cima de S/N novamente, voltando a beija-la. Nossas línguas se acariciavam lentamente, deixando-nos excitados com aquele momento.

- Espera...- Falei separando os nossos lábios e ficando de frente a sua intimidade - Posso?- Questionei

- Uhum...- Falou tímida

Passei minha língua por toda a extensão de sua vagina, lambendo seus lábios vaginais delicadamente.

- J-Jimin...- Gemeu meu nome manhosamente, como eu sempre gostei

Chupei seu clitóris carinhosamente, vendo-a se contorcer na cama e pedir por mais. Voltei a ficar em cima dela e logo a encarei nos olhos, tendo seus olhos fixados aos meus.

- Posso?- Questionei

- Sim.- Falou ofegante

Segurei meu pênis firmemente e a penetrei lentamente, vendo-a arfar de prazer. Comecei a acelerar os movimentos e vê-la gemer meu nome continuamente, deixando-me mais empenhado a fazer aquilo.

- E-eu te amo, Jimin...- Gemeu enquanto eu a penetrava

Em longos minutos, já estávamos suados e satisfeito com oque acabamos de fazer, pois eu e ela havíamos chegado em nosso ápice juntamente.

- Vem cá...- A abracei carinhosamente - Sabia que eu te amo?- Questionei sorrindo timidamente

- Sabia sim...- Riu fraco - Eu também te amo, Jimin.

Apertei ainda mais o abraço e ela fez o mesmo, encaixando sua cabeça em meu pescoço e inalando meu cheiro.

- Posso te fazer uma pergunta?- Questionei decidido do que ia fazer

- Pode sim...- Sorriu

- Você aceita ser a minha namorada?

 

" Acorrentados "


Notas Finais


Até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...