História Losing Your Memory - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Justin Bieber
Personagens Ariana Grande, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Ariana Grande, Jariana, Justin Bieber
Visualizações 196
Palavras 1.572
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi oi oi
Tudo bom?

Demorei um pouquinho né? rsrsrs
Essa semana foi de prova aí foi difícil de fazer cap
Mas aqui estamos

Cap na madrugada sim
To caindo de sono mas tá aqui
S2

Leiam ai S2

Capítulo 5 - PILLOWTALK


Fanfic / Fanfiction Losing Your Memory - Capítulo 5 - PILLOWTALK

Conversa de travesseiro

Meu inimigo, meu aliado

Prisioneiros

Então estamos livres, é excitante

Estou vendo a dor, estou vendo o prazer

Ninguém além de você, além de mim, além de nós

Corpos juntos

Adoraria te abraçar perto de mim, esta noite e sempre

Adoraria acordar ao seu lado

PILLOWTALK - Zayn



Alyssa on.

- Não acredito que ela fez isso com seu pai - Lexie falou enquanto olhava pro copo com água na mesa

- Eu também não acredito, e tipo, ela tá grávida sabe? É muita loucura - Olho pra ela 

- Ela parecia tão apaixonada por seu pai.

- Parecia - suspirei - Bom, fazer o que né? Agora é apenas eu e meu pai - sorri forçada

- Ah, seu pai é legal - acariciou meu braço

- Eu sei, é que vai ser estranho. 

- Vai ser o contrário dá minha família.

- A diferença é que eu não tenho um gêmeo muito gato - arqueei a sombrancelha fazendo-a gargalhar 

- Para de dar em cima do meu irmão - Gargalhamos e ela revirou os olhos

- Mas ele é gato ué - Me deu um tapa leve no braço - Ai ai - Rimos

Meu celular vibrou notificando mensagens novas. Peguei o celular pra ver as mensagens e Justin entrou na cozinha pra beber água. Ele sempre está bebendo água. Pessoa hidratada.

- Mensagem de quem? - Lexie perguntou olhando para o meu celular

- Cameron - Ela bufou

- Não acredito que ainda está com esse garoto, Alyssa!

- Não namoramos, a gente só fica.

- Qual a diferença? - Revirou os olhos

- Aí eu sei lá - Respondi a mensagem e olhei pra ela

- O que ele disse?

- Pra eu ir na casa dele - mordi o lábio preocupada e olhei pra ela 

- Alyssa, já disse pra ficar longe dele, sabe que é um embuste e não vale nada!

- Aí Lexie - Revirei os olhos - Não cuida dá minha vida amorosa não, por favor.

- Só tô te avisando, cuidado com ele, um galinha daqueles - Encarou-me

Desviei o olhar, não sabia o que dizer pra ela, percebi Justin me encarando, devia estar me julgando bastante por estar com Cameron.

Na realidade, eu gosto do Cameron, acredito que ele também goste de mim, eu faço bem a ele. Ajudo ele em tantas coisas, principalmente nos problemas familiares dele. Seus pais se separaram quando ele era uma criança, o pai dele só paga a pensão porque é obrigado, mas eles não se vêem. A mãe dele não para de trabalhar nem quando está em casa, quando para um pouco ela fica com o namorado dela, que odeia Cameron. Os dois brigam demais e sua mãe nunca sabe o que fazer. Ela fica dividida entre os dois, Cameron sempre recebe menos atenção, por isso pede pra que eu fique perto dele. Ele precisa de atenção.

- Vou na casa dele - Levantei dá cadeira e arrumei minha roupa - Obrigada pela conversa Lexie - A mesma me abraçou, Justin e eu nos olhamos e eu logo sai da cozinha sem falar com ele.


[...]


Bati na porta do apartamento dele e fiquei esperando. O porteiro avisou que eu ia subir mas ainda sim tive que bater na porta.

- Oi, entra - Falou tão seco que me assustei, entrei sem falar nada

Sentei no sofá e olhei pra ele - O que foi?

- Por que defendeu aquele nerd na aula hoje?

Ri surpresa na hora - O que?

- Não estou brincando Alyssa, por que fez isso?

- O garoto é novo, só quis ser gentil - Olhei pra ele, parecia preocupado, mais triste do que nervoso

- Não precisa ser gentil com ele - Sentou ao meu lado e me olhou

- Poxa eu só...

- Não precisa falar com ele, com ninguém, já tem eu, sabe que é minha, não precisa de ninguém mais, ninguém!

- Ele é irmão da Lexie.

- Foda-se, não fique com ele, fique comigo! CO-MIGO!

- Ta Cameron, CON-TIGO.

A mãe dele entrou no apartamento com o celular no ouvido - Não não, já conversamos e decidimos que ele não irá - fechou a porta e jogou a bolsa na mesa - Preciso desligar agora, depois eu ligo - desligou o celular, digitou algo, bloqueou o celular e nos olhou - Oi Cameron, oi Alyssa - sorriu

- Oi - Sorri de volta 

- Oi mãe - Falou seco e não esboçou nenhuma reação

- Estão bem? - Assentimos levemente - O que acha de jantarmos lasanha hoje, querido?

- Aquele velho nojento vai vir pra cá? - A mãe dele assentiu - Porra! - Cameron levantou irritado e bateu a porta

Sua mãe olhou pra baixo e foi pra cozinha, fui atrás dele. Bati na porta do quarto e ele não abriu, resolvi entrar de uma vez e que se foda. 

Cameron estava sem camisa, olhando pela janela, apenas com uma calça moletom cinza que ele já estava antes, com fones de ouvido, em outro mundinho.

Agarrei sua cintura pelas costas e distribui alguns beijos e mordidas pelas suas costas saradas. Ele continuou sem falar nada, apenas olhava por aquela janela. Deslizei meus dedos por seu peito enquanto ainda dava beijinhos e mordidinhas, ouvi ele arfar levemente. 

Se eu tivesse altura o suficiente eu estaria beijando seu pescoço, mas Cameron era bem alto. Tirou seus fones e virou pra mim, dando de cara comigo, começou a me beijar rapidamente, colocou as mãos por baixo da minha camiseta e soltou meu sutiã, tirou e começou a massagear meus seios por baixo da minha camiseta. 

Nos deitamos na cama sem soltar os beijos, ficou por cima de mim e puxou minha calça, uma de suas mãos estava alisando minha coxa seguindo até minha intimidade que nesse momento já estava molhada.

Beijava e chupava meu pescoço enquanto estimulava minha intimidade, sua outra mão estava em minha boca para abafar meus gemidos. Puxou minha calcinha e foi descendo os beijos até minha intimidade, puxou minha calcinha e começou a me chupar e beijar toda. Empurrava sua cabeça para ir mais fundo enquanto gemia feito uma putinha. Me penetrou dois dedos, começou a bombar enquanto ainda me chupava. Gozei em seus dedos e ele lambeu os dois.

Voltou a me beijar e tirou sua calça deixando o volume bem a mostra na sua cueca box. Tirou a cueca e sentou na cama me olhando. Era minha vez. Comecei lambendo em volta e logo coloquei na boca, fazendo movimentos de vai e vem, masturbando o que não cabia. Gemia e empurrava minha cabeça no ritmo dele. Segurou minha cabeça e gozou na minha boca. 

Me puxou para seu colo e me sentou em cima do seu pau, comecei a rebolar e quicar, nossos gemidos invadiram o quarto, me deitou na cama e continuou me penetrando até nós dois chegarmos no nosso ápice.

Deitou do meu lado e me abraçou voltando a respirar normalmente. 

- Obrigado por me destrair em momentos como esse.

- Tudo bem - Olhei pra ele e sorri - Quando precisar de mim...

- Eu sempre preciso de você.


[...]


Justin on.


A professora estava sentada na sua mesa mexendo nos seus papéis.

Todos os alunos estavam conversando, bom, menos eu.

Eu ficava apenas encostado na parede observando tudo e todos. 

Alyssa estava com duas garotas e dois garotos, conversando, um deles vivia me encarando, estava com o braço no ombro dela, sempre que eu olhava ele percebia e me encarava e sempre puxava Alyssa pra mais perto dele, só via a hora que ela iria entrar nele.

A professora começou a chamar as pessoas pra ver as notas da prova. Eu estava bem tranquilo até porque era física e nessa matéria eu sou bom.

- Alyssa Carter - Professora

Fiquei​olhando, ela foi até a mesa dá professora, viu a nota, a professora falou algo com ela. Voltou pro seu lugar e falou com seus amigos.

- Quanto tirou?

- 5, por 1 ponto essa piranha não me dá uma nota azul, aff - Revirou os olhos e cruzou os braços

- Relaxa, você recupera. - Cameron agarrou ela novamente e me olhou novamente percebendo que eu tava olhando, sibilou a palavra "minha" e agarrou ela mais forte

A professora me chamou, levantei e fui até a mesa dela, senti milhões de olhares em mim, corei de vergonha.

- Parabéns, maior nota dá sala - Me mostrou um 9 e sorriu 

Saí de lá sem mostrar alguma reação, enquanto estava caminhando pro meu lugar senti algo segurando forte meu braço.

Olhei pra trás e Alyssa estava me segurando enquanto todos me olhavam.

- Oi? - perguntei assustado

- Quanto tirou? - Alyssa

- tirei nove, por que?

- Pra saber, bom, parabéns.

- Ãnh, obrigado. - me soltou e eu pude sentar no meu lugar novamente


[...]


- JUSTIN, JUSTIN, ESPERA! - ouvi voz de Alyssa gritando por mim enquanto caminhava pelo corredor

-  Oi? - Olhei pra ela

- Você é bom em física, tipo bem bom?

- É, acho que sim.

- Poderia me ajudar?

- Ajudar em que?

- Passar de ano - Ela sorriu sem graça - Nunca fui boa em física e nem tenho amigos bom nisso, só você.

- Somos amigos? - olhei confuso

- Eu acho que sim... Mas então, me ajuda por favorzinho. - Fez cara fofa

- Você é boa em educação física certo?

- É, sim - Me olhou confusa - Quer que eu te ajude em que de educação física? Como?

- Só me ajuda a fazer os trabalhos sabe?

- Aow, OK. - sorriu - Quando começamos?

- Sei lá, mais tarde, pode ser?

- Ta, depois dá escola entao.

- É, a gente se fala.

- Ta, obrigada - Sorriu e saiu indo ao encontro de Cameron

Não acredito que esse garoto tava espiando nossa conversa. Ele realmente acha que eu gosto de Alyssa? Seria loucura.



CONTINUA




Notas Finais


O que acharam?
Comentem, favoritem, divulguem, ou não
Sei lá
Obrigada por lerem
Beijo beijo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...