História Lost - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Agent Carter, Agents of S.H.I.E.L.D., Capitão América, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Homem-Formiga, Luke Cage, Os Vingadores (The Avengers), Punho de Ferro (Iron Fist), Quarteto Fantástico, Sebastian Stan
Personagens Anthony "Tony" Stark, Ben Grimm (O Coisa), Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Grant Ward, James Buchanan "Bucky" Barnes, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Jemma Simmons, Johnny Storm (Tocha Humana), Leo Fitz, Melinda May, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pantera Negra (T'Challa), Peter Parker, Phillip Coulson, Reed Richards (Sr. Fantástico), Sam Wilson (Falcão), Scott Lang, Sharon Carter (Agente 13), Skye, Steve Rogers, Susan "Sue" Storm (Mulher Invisível), Visão
Tags Marvel, Sebastian Stan, Soldado Invernal
Visualizações 258
Palavras 2.070
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Magia, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oieee margaridas!!!!Por favor digam o que estão achando da Fic porque as vezes eu preciso de opiniões,pra saber se não estou fazendo nada de errado.Amo vocês!!!Xoxo Sloan.

Capítulo 6 - Capítulo 06


Fanfic / Fanfiction Lost - Capítulo 6 - Capítulo 06

...

-Oie - Digo indo abraçar cada um. - Porque estão aqui?

-Queria poder dizer que é saudade, mas... - Coulson diz e deixa a frase no ar.

-O que?O que foi? - Pergunto e capitão,Sam e Bucky se juntam a nós.

-É o Ward.

Flashback On

-Checando saídas, números de homens, quantidades de armas. Estou impressionado, como está sua pontaria? - Ward pergunta me conduzindo pelo braço, enquanto eu tentava pensar em um plano inteligente.

-Eu não sei me empresta sua arma pra gente ver - Respondo.

-Fria sobre pressão. A May anda te ensinando a ter controle. -Ward diz.

-É uma das nossas diferenças, na Shield eles te ensinam a se controlar já a Hydra quer controlar todos.

-Eu não sou leal a Hydra. Minhas ordens eram buscar a Raina, trazer você foi ideia minha.

-Acho que não se lembra, mas já jogamos esse jogo de vamos sequestrar a Evy e não acabou muito bem pra você. - Digo. Chegamos a uma porta e ficamos nos encarando.

-Não é com isso que eu estou preocupado. - Ele diz e solta às cordas da minha mão.

-Jura?É com o que então?-Pergunto

-Uma vez eu fiz uma promessa a você, e eu pretendo cumpri-la. - Ele diz passando a frente e abrindo a porta. Vejo então, meu pai, entro no quarto e fico sem expressão.

-Tenho certeza que vocês têm assunto para por em dia. - Ward diz e sai do quarto fechando a porta. Ficamos nos encarando por um tempo.

-... Olha só, o jeito que inclina a cabeça, é igualzinho a sua... Será que isso é genético?-ele começa a andar - Eu prometi a mim mesmo que eu não ficaria emocionado... É só que eu esperei tanto tempo por esse momento. Vamos tentar de novo. - Ele diz e se senta num sofá que estava no canto do cômodo. - Oi. Eu sou Cal. Eu sou seu pai. Você gostaria de se sentar? - Ele pergunta e eu nego com a cabeça de leve. - Certo nem eu. - ele se levanta. - Obrigado por vir.

-Obrigado por... Está falando serio?Fui sequestrada de um avião com uma arma na cabeça e é só isso que me diz?

-Tem razão. Desculpe-me. Não vamos perder a cabeça. Eu só estou um pouco nervoso. Não é problema eu admitir isso pra você. - Ele me olha - Esse é um grande momento. Pai, filha, reunião de família. Eu queria que fosse perfeito, sabe, eu tinha planos. Aqueles biscoitinhos de amêndoas sabe?Talvez flores, mas não assim. Não aqui. Minha flor você é linda... Não sei o que sabe sobre mim...

-Você é um monstro, um assassino deixa um rastro de morte por onde passa. - Digo com dificuldade.

-Isso tudo é verdade, mas você precisa entender a minha filhinha foi... Você foi tirada de mim e meu mundo desabou, foi o pior dia da minha vida,quando perdi você,mas eu não perdi, eu não fui descuidado, eu não esqueci. - Ele se aproxima. - Você foi roubada de mim. - Ele grita e eu me afasto. - Eu não fui sempre assim. Eu não fui sempre... Você nasceu na África, eu participei de um programa medico para ajudar as crianças carentes,sua mãe era uma enfermeira Americana,quando você nasceu nós ficamos tão felizes,eu trabalhava numa clinica,gostavam de mim, eu gostava de mim.

-Então o que aconteceu? - Pergunto.

-Essa é a coisa que eu quero lhe dizer. - Ele se levanta de novo. - Desculpa por não ter ficado ao seu lado, não ter protegido você, por não ter conseguido lhe ensinar sobre as estrelas, nem cantar pra dormir. - Meus olhos se enchem de lagrimas e eu respiro fundo. - Eu sei que eu sou uma decepção terrível, mas eu estou aqui agora, e tudo que está acontecendo tinha de acontecer, eu vou cuidar de você.

-Então me tira daqui. -Digo.

-O que?Oh, achei que não fui bem claro, você está onde deveria estar esse é o seu destino.

-Não pode dizer que está arrependido, ou que me perder arruinou sua vida, e depois me sequestrar e dizer que é o meu destino é ficar trancada com você e a equipe da hydra, é loucura e é assustador e eu quero sair daqui. - Eu vou até a porta e a abro e dou de cara com dois agentes da hydra, Cal se adianta e sussurra um “desculpe” e fecha a porta.

-Ele não tem importância depois de hoje. Nenhum deles tem importância.

-É claro que tem. Você trabalha pro Whitehall, e pra hydra, eles são os vilões, e isso faz de você um vilão também.

-Não faz não, eu não trabalho pro whitehall! Eu nunca poderia. Eu precisava dele para encontrar você, para juntar as peças, não é culpa sua. - Me sento no sofá e fico encarando o chão - Você perguntou o que aconteceu com a sua mãe. - ele se abaixa ficando no meu campo de visão. - Sua mãe era especial, eu sei que pessoas usam muito essa palavra pra descrever alguém que amam não foi isso que eu fiz, a sua mãe era especial porque tinha um dom. Ela vem de uma linhagem de pessoas que tem dons, você tem um dom, foi por isso que eu a trouxe aqui, para você poder recebê-lo, é seu direito de nascença, uma transformação, uma mudança que tem que acontecer.

-Me conta o que aconteceu coma minha mãe. -Peço.

-Ela foi... Não tem um jeito fácil de falar isso, ela trabalhava comigo na clinica, eu não me adaptei muito a língua dos pais então ela me ajudava traduzindo. Um dia um grupo de homens armados entrou lá, eles estavam procurando a sua mãe, nós tentamos lutar, eu tentei...

-Hydra? - Pergunto.

-Disseram ser a Shield. Levaram ela, e disseram que ela era perigosa,mas eu já sabia que  dom dela não era assim.Eu deixei você com pessoas de confiança e rastreei sua mãe até a Europa,mas quando  consegui encontrá-los  - Ele se senta ao meu lado. - Era tarde de mais. Whitehall já havia cortado ela em pedaços, tirou os órgãos dela,o sangue e quando terminou de estripá-la ele jogou o que tinha sobrado ma lixeira,com se ela fosse lixo.Eu sinto muito... – Ele termina de dizer e eu seco as lagrimas. Alguns segundos de silencio até que ele  começa a cantarolar uma melodia. Familiar.

-Eu conheci isso? - Pergunto

-Ela cantava isso quanto você era um bebe.  - Ele responde.

...

Tento achar Raina nos túneis, uma mão ocupada com a lanterna e a outra com uma arma. Ela pegou o Obelisco, qualquer um que encostar naquilo vira pedra,a não seu ela e algumas raras pessoas.

-Evy! - Ouço a voz de Coulson, mas eu não posso parar. Passo por grandes colunas e vejo Raina perto de uma espécie de altar, ela coloca o Obelisco no meio e me olha. Deixo a lanterna cair já que tem luz no altar, seguro a arma com as duas mãos.

-Sabia que viria.

-Alguém tem que parar você Raina. -Digo.

-A sua vida toda, nossas vidas todas, nos levou até esse momento.

-Desculpe, mas eu não compro essa conversa de esse é seu destino. Vamos pegar o Obelisco e ir embora, tem muitas vidas em jogo.

-Você entendeu tudo errado, whitehall, todos entenderam errado. Isso não destrói isso da vida. - Ela passa a mão em seu vestido florido. - Nova vida e finalmente nós vamos descobrir o que nós nos tornamos... - Um brilho estranho começa a envolver os desenhos do obelisco.

-Faz isso parar! - Digo.

-Não consigo. Nenhuma de nos consegue agora. - As colunas começam a se mexer. - Se você quiser ir embora agora é a sua chance. - Ela diz e eu fico parada, eu não posso ir embora, no fundo eu sei disso, preciso terminar essa historia. - Tenho de admitir eu estou um pouquinho nervosa. - Ela diz e sua voz começa a me irritar, os pilares estão formando um grande circulo em torno de nós.

-Não Trip! - Digo vendo meu parceiro entrando antes dos pilares se fecharem completamente.

-O que você faz aqui? - Perguntei.

-Vim buscar você. - Ele responde. - Os pilares param de mexer, o obelisco se abre e muitos cristais azuis e cinza são revelados.

-Como o paramos? - Trip pergunta.

-Acho que não dá. - Digo. Um brilho começa a envolver os metais.

-O que vai acontecer? - Trip pergunta.

-Uma coisa linda. - Raina responde e uma forte começa a sair do obelisco. Numa primeira impressão não aconteceu nada, mas depois minha pele começou a ser coberta por pedra e eu largo a minha arma.

-Essa não. - Digo. Olho Trip e Raina e o mesmo está acontecendo com eles. - Trip. -Tento alcançá-lo, mas começo a sentir meu rosto virando pedra e então meu corpo inteiro virou pedra... Por um tempo fiquei assustada até sentir as pedras começarem a cair e uma explosão de dentro de mim as tirar do meu corpo. Vejo Trip petrificado no chão e não vejo Raina. Me sinto diferente, alguma coisa mudou,eu sinto isso.O templo começa a desmoronar e eu vejo o corpo do Trip virar cinzas...

Flashback off

-O que tem o Ward? - Pergunto. Coulson pega seu tablet e imagens em hologramas perfeitos são transmitidos para gente.

-Ele foi visto quarta na França. Então mandei Bobby, Hunter e May atrás dele.

-Está era missão. - Digo.

-Na sexta ele foi visto na Itália, no sábado no Havaí e hoje em Seattle. – Lincoln termina de dizer.

-Isso é possível? - Pergunto.

-Desculpe quem é Ward? - Capitão pergunta.

-Ola capitão, já faz um tempo. - Coulson diz sorridente por encontrar seu herói de infância.

-Muito tempo... -Capitão responde olhando Coulson de um jeito surpreso e quase assustado.

-Então quem é Ward - Sam pergunta e todos olham pra mim como se esperassem que eu respondesse a pergunta.

-Ward é ex-agente da Shield, ele trabalhou na equipe, até a hydra cair e descobrimos que ele era um agente da Hydra. - Sky diz e eu agradeço.

-Acha que ele está tentando despistar? - Sam pergunta.

-Chequei com alguns agentes e só essa é verdadeira. – Sky mostra a foto de Ward em Seattle.

-Ele foi descuidado. - Simmons diz.

-Ward não é descuidado. - Eles olham pra mim. - Ele ajudou a Sky a programar o software de reconhecimento facial, ele conhece. É uma armadilha. - Digo.

-Ele pode ter errado. - Mack diz.

-Ward não erra. – Eu digo. – Mas você sabe disse Coulson.

-Sim,mas ele sequestrou Inumanos. - Coulson diz

-O que? – Pergunto surpresa.

-Não sabemos o que quer com eles, mas precisamos salva-los.Então mesmo que seja uma armadilha estamos indo – Coulson diz.

-Não podemos simplesmente entrar lá,se ele sequestrou inumanos quem garante que não os está controlando? – Mack pergunta

-Vocês querem a nossa ajuda. - Capitão diz.

-Sim.

-Só temos de ficar longe do Stark. -Capitão diz.

-Eu vou montar uma estratégia. – Coulson diz indo para o escritório.

-Estamos sem trajes. – Sam lembra a Capitão.

-Em relação a isso,aqui. – Simmons pega uma caixa e a abre. – Seus trajes. – Ela tira para fora a roupa do capitão e Sam.

-Simmons, minhas luvas, eles pegaram de mim. – Digo. – Estão ai?

-Não. Não conseguimos encontrar. – Ela diz vindo até mim. – Mas,o Fitz e eu vamos pensar em alguma coisa.Ok? – Ela pergunta colocando a mão em meu ombro.

-Ok. – Digo.Ela me deixa ali e vai para o laboratório.Vou até o escritório para falar com Coulson.

-Oi,posso? – Pergunto entrando.

-Sim,claro. – Coulson diz. – Tudo bem?

-Sim.Eu só queria falar uma coisa... – Digo

-Pode dizer.

-Eu quero que você saiba que,o que eu fiz não foi... – Ele me olha preocupado. – Ok.O soldado Invernal,o Bucky,estava na minha casa.Ele ficou escondido lá.Desde que me mandou procurar ele. – Digo e ele continua com a mesma cara de preocupado de antes.

-Porque?

-Eu tive medo,do que iriam fazer com ele. – Digo.

-Ok. – Ele balança a cabeça.

-Ok?

-Eu desconfiava. – Ele diz. – Evy,Ward treinou você,e eu treinei ele.Você é uma das melhores,eu sabia que você iria encontra-lo. – Coulson diz. –Eu só não sabia o que iria fazer a seguir.

-Eu me sinto muito melhor,contando isso pra você. – Digo.

-Vem aqui. – Ele diz abrindo os braços e me abraçando. – Tem certeza que quer ir nessa missão?

-Sim.Ward,o que ele fez,não posso deixar que faça com outras pessoas. –Digo.

-Então está feito.Partimos antes do amanhecer.


Notas Finais


Xoxo Evy:Amo vcs!O Bucky é meu!<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...