História Lost - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Bruxa, Lobos, Magia, Romance, Sobrenatural
Exibições 29
Palavras 1.173
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olá, bom essa fic aborda assuntos sobrenaturais, como: Magia, lobos etc.

O capítulo esta curtinho, mas no decorrer dos capítulos irão aumentar!

Tenham uma boa leitura e nos vemos nas notas finais *-*

Capítulo 1 - Capítulo O1


Fanfic / Fanfiction Lost - Capítulo 1 - Capítulo O1

 

Em meio a chuvas e trovoadas, amanhecia na cidade de Alin. O pequeno interior possuía poucos habitantes, muitos eram baseados em famílias conhecidas entre todos, poucos eram aqueles que se denominavam estrangeiros. Em uma das grandes famílias que residiam na cidade, era a família Lewis, donos de pequenas fazendas, onde criavam suas plantações e vendiam para o comércio.

Não eram ricos, mas tinham uma vida parcialmente boa em relação a recurso financeiro, possuíam uma casa pequena, porém bem decorada e agradável. Em como todas as pequenas cidades, os habitantes tinham seu dia de comemorações, dia que comemorava a boa produtividade feita durante o ano. E hoje seria o primeiro dia do festival da cidade.

 

*

Casa da Família Lewis; 9h30min.

 

Mia acordou com uma imensa felicidade, hoje além de ser o primeiro dia de festival, era seu aniversário de 15 anos, uma nova etapa da sua vida começaria, e ela estava muito animada. Tratou de se levantar, e fazer sua higiene matinal, tirou seu pijama e adentrou no pequeno cubículo, ligando o chuveiro logo em seguida. Depois de alguns minutos saiu enrolada na toalha, abriu seu guarda-roupa tirando um vestido branco de alças e rendada na saia debaixo. Vestiu e se aproximou do espelho. Mia nunca foi vaidosa, mas hoje era um dia especial que exigia um pouco mais vaidade. Pegou sua pequena caixinha onde continha poucos utensílios de maquiagem – como não sabia usá-las – optou por passar somente uma máscara de cílios e um batom nude na cor rosa claro. Olhou-se no espelho e sorriu satisfeita. Penteou seus cabelos longos que batiam no meio de suas costas, seu cabelo eram em um tom castanhos claros, beirando para um loiro dourado escuro. Assim que finalizou, fez uma trança embutida, feliz com o resultado, saiu de seu quarto indo em direção à cozinha.

Sua festa de aniversário seria somente um almoço em família com duas amigas suas. Ela sempre fora mais tímida e tinha mais dificuldade em fazer amigos, as suas únicas amigas eram Emily e Sophie, que só se tornaram amigas por iniciativa delas. Sempre foram leais umas as outras, Emi e Soph como Mia costumava chamá-las, fazia parte de sua família, pois apesar de sua Mãe – Lauren - ser uma ótima dona de casa, ela nunca foi muito presente em sua vida particular, sempre gostou de sair para ajudar os mais necessitados da cidade, não que Mia não gostasse de sua nobre atitude, mas ela gostaria que sua mãe se importasse mais com ela. O mesmo podia dizer de seu pai – Alexander – ele trabalhava muito na pequena fazenda que tinham, e mal se viam devido o trabalho duro que exercia durante a semana, e às vezes ele trabalhava no final de semana quando o período estava bastante fértil.

 

Entrou na cozinha, e percebeu que não tinha ninguém, mas o café da manhã já estava preparado e montado na mesa, porém era nítido que a última que faltava comer era ela. Sentou-se e tomou seu café bem quentinho com torradas e frutas. Logo, limpou e arrumou a mesa indo para fora de casa a procura de sua mãe. Pisou na calçada, e olhou para o céu, o dia havia amanhecido com muita tempestade, não poderia sair se não molharia todo o seu vestido que tinha escolhido para passar o seu aniversário, então se contentou em esperar por seus pais e suas amigas na varanda.

*

 

As horas se passaram lentamente, Mia já estava entediada – pois pela sua ansiedade havia se arrumado assim que acordou -, checou as horas e viu que era 11h00min. Sabia que em alguns minutos seus pais chegariam e suas amigas também. E depois desse pensamento, adentrou para retocar sua ligeira maquiagem. Assim que retornou a varanda, pode avistar suas amigas chegarem ao final da rua, com enormes sobrinhas para se proteger da chuva.  Sorriu ao vê-las quase correndo, e saiu disparada para abrir a porta. Em questão de segundos elas adentraram na casa, um pouco ensopadas, mas nada que não pudesse ser resolvido.

- Uau, finalmente. Pensei que quando viéssemos para sua casa, à chuva cessaria, mas ela ao deu nenhuma trégua. – Emi disse tentando se secar com a toalha que Mia havia dado a cada uma delas.

- Verdade. – Soph concordou e logo se virou para a amiga. – Feliz aniversário Mia! – desejou, entregando-lhe um pequeno embrulho.

- Obrigada Soph, mas não precisava se preocupar com presentes. – disse sorrindo.

- Imagina, sabes que você merece. – Emi disse a abraçando. – Parabéns pequena. – desejou entregando outro embrulho um pouco maior.

- Vocês são um anjo na minha vida. – Mia disse abraçando as duas ao mesmo tempo.

- Sabemos. – disseram em coro, em seguida dando pequenas risadas.

Assim que se desvencilharam, os pais de Mia chegaram à sua casa sorridente por poderem estar presentes no dia muito especial de sua filha adotiva, por mais que eles estivessem a adotada recém-nascida, eles criaram um laço muito grande, parecia que Mia era realmente a filha biológica deles.

- Filha, desculpe a demora, eu fui buscar o seu pai na fazenda, ele só veio para almoçar, e depois irá voltar ao trabalho. Você sabe que não temos muito dinheiro, mas compramos essa pequena lembrança, espero que goste e Feliz aniversário! – Lauren abraçou sua amada filha, deu um beijo no topo de sua cabeça e se desvencilhou do abraço entregando-lhe o presente.

- Obrigada mamãe. – agradeceu, e logo foi surpreendia pelo abraço de seu pai.

O abraço foi muito caloroso e muito apertado. Alexander ficou por mais alguns segundos grudado com a sua filha, pois por ter um trabalho desgastante não tinha muito tempo para conversar com sua pequena que a partir de hoje, se tornaria uma jovem moça.

- Feliz aniversário, saiba que eu te amo. – Alexander disse sorridente.

- Obrigada papai. Eu também. – agradeceu sentindo pequenas lágrimas descerem no seu delicado rosto.

- Agora vamos comer, deixamos para abrir os presentes depois. – a matriarca Lewis proferiu se dirigindo a cozinha, logo pegando a comida e colocando na mesa.

O almoço transcorreu tranquilo com conversas paralelas, e com pequenas histórias que Mia aprontava quando criança, o que deixara Mia levemente constrangida e corada perante suas amigas que somente riam da situação. Depois do almoço, sentaram-se no sofá da sala, e começaram a abrir os presentes, seus pais haviam comprado um lindo colar de prata com uma pequena pedrinha ônix, e suas amigas deram-na um anel delicado e uma bússola, Mia estranhou o último presente, mas mesmo assim adorou todos, e agradeceu por eles estarem presentes em sua vida.

*

A tarde havia chego, e logo suas amigas foram embora, e seus pais ficaram por um tempo com a Mia. Mas não se passou muito tempo e Mia começou a se sentir estranha, como se o seu corpo estivesse formigando, principalmente no local de seu pescoço, tocou no seu colar que seus pais havia lhe dado e sentiu uma pequena vibração vinda do pequeno objeto. Franziu o cenho, mas assim que a sensação estranha veio logo se dissipou por ora ela decidiu não se incomodar com isso. 


Notas Finais


Hey lindões, espero que tenham gostado, se sim, comentem pois quero saber do que acharam! Beijos e até o próximo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...