História Lost - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Killing Stalking, Lost, Originais
Visualizações 5
Palavras 1.153
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Heeeeey Bom seguinte eu acabei excluindo a porra toda por falta de tempo e inspiração e aí depois de voltar a escrever decidi tentar de novo.. pse aqui estou kkk
Aí aí paciência comigo vai.. eu sou uma pessoa indecisa 😸

Capítulo 8 - Capítulo 8


Fanfic / Fanfiction Lost - Capítulo 8 - Capítulo 8

Depois de um bom tempo olhando aqueles cadáveres ouvi meu celular tocar então subi as escada indo em direção a uma mesa de canto que ficava próxima a porta que dava acesso ao porão. No ecrã um número não conhecido por mim, suspirei fundo logo atendendo.

Início da chamada 2.47 Am

-Alô?

-Hinatsu?

-Isso, quem deseja?

-Ah, Oi desculpe incomodar a essa hora, sei que já está tarde mas é a mãe da Melanie, queria saber se ela está com você...

-Não.. eu a levei para o apartamento dela a algumas horas atrás, aconteceu alguma coisa?

-Entendo ela deve ter deixado o celular descarregar de novo.. essa menina!

-hahaha é ela é meio esquecida mesmo, ela ficou de ligar?

-Sim, ela sempre liga na Sexta.. bom as amigas dela me disseram que você tinha a levado de carona então peguei seu número, espero que não se importe.

-Não não imagina! minha mãe também era super preocupada haha..

-as vezes até acho que sou paranóica, de qualquer forma me desculpe ligar tão tarde.

-tá tudo bem, se acontecer alguma coisa me avise, vou ficar em alerta por aqui também.

-Obrigada querido.. boa noite.

Fim da chamada 2.55 Am

joguei o celular na mesinha revirando os olhos voltando ao porão olhando o corpo de Dylan e indo até o mesmo me surpreendendo com a cena.

"Puta que pariu você quer mesmo viver não?" -perguntei em pensamento vendo o garoto inconsciente com febre alta e um belo corte no abdômen, aos poucos tirei a faca colocando pressão no local, ele demoraria um tempo para acordar então tratei de seu ferimento de forma básica, o suficiente para durar mais algum tempo sem os cuidados de um especialista.

Sem esforço algum misturei o máximo de evidências possíveis de Dylan no corpo já frio de Melanie, em poucas horas iria amanhecer então me esforcei em leva-lo para um córrego no lado oposto da cidade sem ser visto.

-se Deus estiver do teu lado, então lhe desejo boa sorte. -sussurro e dou de ombros entrando no carro rumo a minha casa. "Espero ainda ter ácido sulfúrico" penso dando batidas leves com a ponta dos dedos no volante enquanto deixava o rádio ocupar minha mente.

A estrada deserta da madrugada me permitiu chegar um tanto quanto rápido em casa, o silêncio e os grilos da noite me davam mais sono, mentalmente me repreendi por ter feito tanta bagunça.

"Fazer é legal foda é me livrar depois"

Enchi uma Banheira de metal com o ácido restante que estava guardado e coloquei o corpo de Melanie deixando-o submerso.

Algumas horas mais tarde a alguns quilômetros

-Nathan para de ser babaca -Gritei sem parar de andar

-Babaca? eu tô sendo realista. admite logo que sente falta da sua irmãzinha inútil. -Gritou de volta

-E se eu sentir? Quer saber.. Vai se fuder! -Me virei andando de costas mostrando o dedo do meio

-Você é uma puta infantil. Acabou.

-Acabou o que? não tem como acabar uma merda que nunca começou. -Me virei não ouvindo mais o que ele dizia, entrei no carro dando partida e seguindo sem um rumo específico.

Megan tá desaparecida a quase três semanas, no começo eu sentia raiva, queria que ela morresse ou qualquer coisa do tipo. Agora eu ao quero saber se ela tá viva.

"é tão clichê que chega a ser ridículo."

depois de um tempo na estrada vejo um aglomerado de carros bloqueando o caminho, o trânsito estava totalmente parado, mais a frente algo me intrigava. Abaixo o vidro gritando para um motoqueiro que passava ao meu lado;

-Hey.. o que aconteceu?

-Um cara foi encontrado no córrego, estão fazendo os primeiros socorros.

-um bêbado?

-provavelmente.

-sera que vai demorar muito?

-Vai saber. -Acelerou a moto é saiu na frente

"Eu devia ter comprado uma moto.." suspirei olhando pela janela novamente tentando enxergar alguma coisa, mas tudo que eu via era uma ambulância bloqueando o caminho, pelo visto o cara tava vivo, caso contrario não teria tanto "Furduncio" Aquilo estava demorando bastante então decidi sair do carro e ir ver o que estava acontecendo mais de perto.

Um Garoto desidratado e consciente gemia de dor enquanto os médicos tentavam mantê-lo são, pelo visto as coisas iam começar a acelerar visto que já estavam fechando a ambulância, ia me virar para voltar ao meu carro quando a voz abafada pela máscara chamou minha atenção ao chamar pelo nome de "Megan"

"pode ser qualquer Megan, afinal existem milhares espalhadas por aí mas e se?" me virei voltando até a ambulância pedindo a informação de que hospital aquele rapaz seria levado. Assim que recebi minha resposta voltei ao meu carro martelando a cena presenciada. Alguma coisa me dizia que eu deveria averiguar aquela situação.

Um tanto longe dali

-Oh querida não chore, essa dor que você está sentindo eu não faço a menor ideia do quão intensa ela é -riu passando a mão pelo meu rosto parando em meu queixo o segurando com firmeza me obrigando a manter contato visual. -Sabe de uma coisa? eu não me importo nem um pouco. -soltou meu queixo descendo suas mãos até minha cintura me deixando totalmente imóvel. O pano em minha boca me fazia engasgar a cada movimento e gritos agudos de dor ecoavam como murmúrios quase inaudíveis.

Acordei em um pulo, minha garganta ardia sinal claro do berro que eu havia dado; meu corpo todo estava pesado. Dolorido. Para minha surpresa o porão havia ficado para trás sendo agora substituído por um quarto de cores suaves, apesar de estar deitada em uma cama pude sentir a nova corrente que me prendia, a mesma tinha uma extensão maior.

decidi pensar nas correntes ou numa possível exploração quando meu corpo passasse a me obedecer. Meu coração estava saltitando como louco, minhas mãos tremiam por alguma razão não conseguia me concentrar nas coisas ao meu redor ou no sonho que me fizeram acordar com tanta adrenalina, na verdade eu sequer me lembrava que sonho havia tido.

Sentia a necessidade de ser abraçada, de conversar.

"Mas que merda eu tô fazendo aqui? eu.. eu só queria acabar com tudo, queria me encontrar com minha mãe." Como se tudo agisse por conta própria lágrimas incontroláveis passaram a descer por todo meu rosto, em minha mente milhares de coisas gritavam por serem atendidas.

A minha direita uma porta foi aberta; Hinatsu estava com os cabelos totalmente bagunçados e seus olhos estavam inchados, uma das mãos segurava a maçaneta da porta e a outra coçava seu olho direito o deixando levemente avermelhado, pelo visto eu o havia acordado.

-sabe tá cedo pra caralho pra você começar a gritar. -disse com uma voz rouca me olhando irritado logo soltando um suspiro e vindo até mim -Está com dor? -sua bipolaridade era algo assustador, de irritado, agora estava preocupado.

Apenas balancei a cabeça negativamente enxugando minhas lágrimas e sem aviso prévio ou qualquer outra coisa Hinatsu envolveu seus braços pelo meu corpo de forma protetora e por algum motivo me deixei levar retribuindo aquele abraço.

"Esse cheiro.. essa forma reconfortante... por quê me lembra algo? Porque me deixa tão confortável..confusa.?"


Notas Finais


Bom eu vou ficando por aqui, obrigada por lerem e desculpem os erros, o próximo capítulo vai demorar pra sair mas eu vou fazer meu melhor pra sair logo. ✌ Até


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...