História Lost - Capítulo 2


Escrita por: ~

Visualizações 265
Palavras 716
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Shadows


Fanfic / Fanfiction Lost - Capítulo 2 - Shadows

Dead

Capitulo 2

- Você tá tão linda- sabrina falou para sua mãe

- Obrigada- falou alisando seu vestido vermelho

- faz tempo que não te vejo sair assim- falou sorrindo

- É só um passeio com as amigas- disse simples

- Nem eu saio com minhas amigas mãe- disse rindo

-ai para de chilique- falou rindo

Um silêncio paira sobre elas deixando um clima suave no ambiente

-Mãe?

-hum?

-Cadê meu pai?

Sua mãe congela, nunca tinha dito nada para ela sobre ele
E isso deixava ela ainda mais curiosa para saber quem era o ser que é seu pai

-Mãe?- a chamou novamente pedindo uma resposta

-Ele não é ninguém

-Como não é ninguém! Ele é meu pai, eu preciso saber!

-Não precisa! Agora por favor eu preciso ir as meninas estão me esperando

Falou e pegou sua bolsa e caminhou para fora do quarto sendo seguida pela filha

-vai sobreviver sozinha?- perguntou enquanto alisava o cabelo

-eu dou um jeito- sorriu fraco

- Filha...eu sei que você tem o direito de saber quem é seu pai, só não é o momento

- Tá mãe, eu entendo...eu acho, agora vai se divertir

- Obrigada filhote! Se cuida- beijou sua testa

-Você também- camihou junto a ela até a porta e se despediram

Subio para seu quarto e se jogou na cama olhou para janela e viu as pequenas frestas luz passando pela cortina
Era uma noite de clima quente mas suave,nada exagerado deixando tudo ainda melhor

Olhou para o criado mudo ao lado de sua cama e sorriu ao ver a foto encima dele

Se esticou um pouco e a pegou, na foto tinha ela e sua mãe, estavam na sua festa de aniversário de 6 anos

Amava sua mãe tanto

Colocou a foto no lugar e se ajeitou na cama e fechou os olhos procurando a paz e adormeceu...

********* ******

Acordou com o barulho do telefone tocando no andar de baixo chingou mentalmente o ser que estava ligando para ela a essa hora

Levantou na cama e foi se arrastando pela escada

-Alô- falou sonolenta

- sabrina! Graças a deus você atendeu

- Ah oi tia judy, aconteceu alguma coisa?

- Na verdade sim....

- o que?

- A sua mãe sofreu um acidente

Tudo em sua volta parou, seus olhos ganharam volume sua respiração parou e seu coração falhou uma batida
Quando conseguiu controlar a situação perguntou para sua tia com a voz fraca

- onde ela tá?

- No hospital (inventem um nome) vou te buscar

A ligação encerrou deixando o lugar silencioso apenas os soluços que saiam de sua boca eram ouvintes
Sentou no chão e agarrou sua pernas se permitindo chorar ainda mais

Depois de alguns minutos ouviu uma buzina preenchendoseus ouvido se levantou num pulo e foi ate a porta e a abriu com dificuldade

Viu o carro de sua tia parado em frente a casa e foi até o mesmo entrou

- sabrina....- sua tia começou mas foi interrompida

- só me leva para o hospital, por favor

A tia não disse nada apenas deu partida no carro e seguiu em direção ao hospital sem trocar nenhuma palavra

Chegaram no hospital e sabrina saiu do carro as pressas e adentrou o lugar rapidamente indo para sala de espera

- Licença- chamou atenção da moça do balcão

-sim- falou olhando para mesma

- pode me dizer onde se encontra a paciente Emma carpenter?

- humm deixe-me ver- falou olhando em seu computador- Essa paciente no momento está passando por uma cirurgia

O coração dela parou, ficou estática, não sabia o que fazer

- É ariscada?- perguntou com receio da resposta

- Não sei, ainda no tenho informações sobre o paradeiro da paciente- respondeu educada

-obrigada- falou e acenou para moça que retribuiu

Sentou ao lado da sua tia e se permitiu chorar

**** **** ****

Quatro horas se passaram, a essa altura sabrina se encontrava em um estado deplorável

Sua tia contou o que houve com sua mãe

Ela e suas amigas estavam voltando para casa e no caminho um maluco com um camihou se chocou com o carro delas resultando em um grande capotamento

Um medico se aproximou e sabrina se levantou na hora

- vocês são familiares de Emma carpenter?- perguntou as duas que acenderam- Eu sinto muito

Foram as únicas palavras que ele disse mas que resumiu tudo

Emma carpenter morreu

Sabrina olhava pro medico na esperança de ele dizer que estava brincando, mas não

As lasgrimas rolavam pelo seu rosto e suas pernas fralhejaram e desabou ali mesmo










Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...