História Lost Fairy - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Fairyau, Flex Pq Sou Dessas, Taehyungfada, Taekook, Vkook, Vminbrotp
Exibições 74
Palavras 2.500
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Esse capitulo foi repostado pq eu reescrevi ele, espero que gostem do novo rumo de LF, eu estou amando essa mudança que fiz
por favor, leiam desde o inicio novamente, eu mudei várias coisas então é importante vcs saberem
prometo que não ocorrera mais alterações
perdoem os erros e boa leitura

Capítulo 5 - Let me have your pain in your place, please babe


Fanfic / Fanfiction Lost Fairy - Capítulo 5 - Let me have your pain in your place, please babe

Pela segunda vez na noite Jeongguk despertou, desta vez sem o corpo quente abaixo de si, este havia sido substituído por um travesseiro branco e seu corpo estava envolto em lençóis. Olhou ao redor confuso e viu que ambos os garotos ao seu lado estavam na mesma situação, menos um deles. Jeongguk procurou Taehyung pela sala, não achando rastros do garoto. Ainda sonolento, se pôs de pé, procurando pelo o ruivo, logo o  encontrando na varanda, este encarava a cidade de Seoul com uma xicara em mãos.

“Hyung? ” A voz do garoto fez o ruivo pular com sempre, Jeongguk sorriu ao ver como o garoto se assustava tão facilmente, o deixando mais adorável. Taehyung se virou, o encarando abertamente, seus distintos olhos cintilavam mais do que as luzes da enorme cidade atrás de si.

“Guk, está acordado. ” Sua voz soara cansada. Jeongguk se aproximou do mais velho, ficando ao seu lado.

“Você está bem? Parece triste. “  

Estou sim, apenas tive um pesadelo. ” Taehyung voltara a encarar os prédios, os lábios repuxados em uma careta.

Pesadelo? De que tipo? ”

Ultimamente, eles estão cada vez cada vez constantes. Eu acordo em uma floresta desconhecida e me sinto perdido, no começo aquele lugar era lindo Guk, cheio de flores e arvores mais lindas ainda. Mas depois de alguns sonhos, a floresta se tornou escura, cheia de neblinas. Foi então que eu comecei a escutar eles; os gritos dos meninos, principalmente de Yoongi. Eu os chamo, procuro por eles, mas nunca consigo achá-los. " Os olhos do mais velhos pareciam perturbados, deixando o moreno aflito. "No final, quando finalmente tenho êxito em sair daquela floresta, eu vejo sangue esparramado por todo o chão. Geralmente é aí que eu acordo. “ Jeongguk olhava curioso para o ruivo, mas ao ver seu rosto se contorceu em preocupação, queria confortá-lo de alguma forma.

"Aconteceu algo antes desses sonhos começarem, hyung? " Perguntou ao ruivo, vendo-o parar com a xícara a poucos centímetros da boca.

"Eu já havia tendo eles a algum tempo, mas depois daquela noite.." o ruivo não continuou a frase, fazendo o moreno o encarar preocupado.

"Que noite?"

"Esquece, Guk. É apenas loucura da minha cabeça" O mais novo ia retrucar e pedir para ele desembuchar, mas o olhar do outro o fez calar a boca. Taehyung parecia amedrontado e nervoso.

“Tudo bem, Tae." .

“Sinistro, não é? ” Perguntou, risonho.

“Já falou com outra pessoa sobre isso? ” Perguntou.

 “Não, você é o primeiro, esse será o nosso segredo. “ Jeongguk sentiu a necessidade de perguntar mais sobre o assunto, mas sabia que o outro não falaria mais do que isso. O ruivo se virou em sua direção, tirando alguns fios de cabelo do rosto de Jeongguk. O moreno passara o tempo inteiro em que estavam conversando o observando, seu rosto agora vermelho, devido a frente fria que o atingia. “Isso é estranho. “

“O que? “

“Eu te conheci a praticamente um dia, mas sinto que posso confiar em você.

“E você pode, Tae. ”

“Tae? Tão fofo. ”

“HYUNG. Isso é constrangedor, você é o fofo da relação”

“O que? Só você pode flertar aqui? ” O sorriso do ruivo consumia todo o seu rosto agora.

“Isso nem é flertar, você precisa de mais treinamento. “

“Retiro o que eu disse, você é um pirralho abusado. “ Jeongguk ameaçou bater em seu ombro, fazendo Taehyung desviar, rindo. Taehyung colocou sua xícara em uma mesa próxima e passou os braços sobre os ombros de Jeongguk, o abraçando.

“Cale a boca e assista a essa imensidão de luzes ao lado do seu hyung favorito. ”

"Esse lugar ainda é do Yoongi."

"Eu estava tentando ser romântico aqui e você estragu tudo."

“Isso nem é romântico. Não sei por que tentei usar meus flertes em você. “

“As luzes Guk, as luzes.”

                                                                

 

                                                

 

 

 

Yoongi e Jimin andavam pelas ruas de Hongdae, haviam saído a procura de alimentos para tomarem café com o resto dos garotos. Yoongi nunca foi uma pessoa de manhãs, então Jimin teve que carregá-lo praticamente a força já que nenhum deles queria acompanhá-lo, Taehyung estava muito entretido com Jeongguk para lhe dar atenção, Jimin não se importava com a atenção que o ruivo estava dando ao mais novo, a tempos não via o amigo sorrir tanto. Jimin sabia que tinha acontecido alguma coisa na noite que Taehyung saiu para ir a loja de conveniência, ele não era bobo e conhecia o outro melhor do que ninguém, mas sabia que tentar arrancar algo de Taehyung apenas pioraria a situação, deixaria o amigo vir falar consigo no seu tempo.

Yoongi reclamava pela décima vez em poucos minutos quando calou-se repentinamente. Jimin o olhou de lado e depois olhou na direção que o amigo encarava, entendendo a reação estranha do amigo ao ver duas pessoas vindo em sua direção.

“O que estão fazendo aqui? “ Foi a primeira coisa que Yoongi perguntara, o tom surpreso.

“Eu esperava uma recepção mais calorosa. “ O mais baixo dos dois brincou.

“Eu não o vejo desde pequeno, desculpe a expressão surpresa, hyung. “ O tom do loiro era sarcástico como sempre, mas Jimin sabia que havia ali uma relação de anos pelos calorosos olhares trocados. O mais alto o observava, fazendo-o arquear as sobrancelhas. Jimin sabia muito bem o que eles eram, aprendeu a identificá-los com facilidade depois de conviver tanto com Taehyung e Yoongi.

“Quem é o rapaz bonito, Yoongi? Seu parceiro? “

“Park Jimin. E não, não somos namorados. “ Apresentou-se, sem dar tempo para Yoongi responder.

“Oh, nome adorável, assim como o dono dele. “ Exclamou, o mais baixo. “ Eu sou Baekhyun e este ser amável ao meu lado é Chanyeol. “ Jimin apertou a mão de ambos, os cumprimentando. Yoongi continuava surpreso e curioso demais para se sentir ofendido com quão rápido Jimin negou o possível relacionamento deles dois.

Se me permite perguntar, o que estão fazendo aqui, hyungs? “

“Viemos para conversar com você, podemos ir a um café?  “ A voz de Baekhyun perdeu toda sua animação de antes, apresentava apenas seriedade e tristeza.

“O que aconteceu? “ Jimin interrompeu novamente, não se importava em ser educado ou causar boa impressão, não quando o assunto se tratava de seu melhor amigo e aquelas expressões dos dois só poderiam indicar que o assunto era sobre o ruivo.

“O Taehyung, ele não tem muito tempo. “

 

 

                                                  

 

 

Taehyung estava prestes a vencer Jeongguk novamente quando a porta do apartamento foi aberta, o ruivo olhou um Jimin pálido entrar, acompanhado de um Yoongi mais pálido ainda. Se levantou imediatamente, indo atrás dos dois na cozinha e deixando um Jeongguk confuso atrás de si.

“O que aconteceu? ” Jimin levantou o rosto, parando seus trêmulos movimentos nas sacolas de compras. Taehyung conhecia o amigo bem o bastante para saber que aquele sorriso era extremamente forçado.

 “Nada aconteceu, Taemothy. Não se preocupe. “ Jimin se aproximou do ruivo, acariciando seus fios avermelhados e suas bochechas. “Volte a jogar, iremos chamar quando o café da manhã estiver pronto. “ O moreno fez menção de se virar mas Taehyung pegou seu pulso, o impedindo de se afastar, a expressão machucada.

“Não minta, sabe que eu odeio mentiras. ”

 “Ele não está mentindo, Taehyung. “ Yoongi falou, mas Taehyung continuava encarando Jimin. “Volte para a sala, está nos atrapalhando. “ O ruivo estudou o rosto do amigo, mas logo o soltou depois de alguns segundos, saindo do cômodo sem mais uma palavra.

Yoongi se aproximou de Jimin, colocando a mão em seu ombro, vendo então o outro finalmente desabar, as lágrimas caindo sem fim. O puxou para um abraço, estava tentando se manter forte, embora estivesse sofrendo tanto quanto o mais novo. A conversa com Baekhyun se repetindo na sua cabeça.

 

 

 

"Conta logo, hyung. " Yoongi reclamou, nervoso. Jimin não parava de bater os dedos na mesa, a preocupação estampada no rosto, Yoongi o chamaria de irritante se não estivesse na mesma situação.

"Primeiro irei falar da situação do reino. " Baek começou, vendo os garotos assentirem. "A coisa está feia, o poder de Caroline está apenas aumentando e o rei e a rainha não irão conseguir aguentar por muito tempo. "

"Mas eu achei que o rei havia conseguido lidar com ela e a assustado por um tempo. " Yoongi lembrou, Baek assentindo enquanto continuava.

"Ele havia sim, mas parece que alguma coisa fez a mulher surtar do nada, ela continua dizendo que irá derrubá-los e tomar o trono junto com o amante dela. "

"Amante?" Jimin perguntou, curioso. Chanyeol soltou uma risada sem humor.

"Parece que alguém conseguiu a atenção dela e ela diz que essa pessoa se tornará o rei do reino dela. "

"Só faltava essa, quem é o pobre coitado? " Yoongi perguntou, não gostando do caminho daquela conversa. Baekhyun o olhou apreensivo.

"É exatamente esse o problema Yoongi, essa pessoa é o Taehyung. " Os dois garotos os olharam assustados.

"Não, essa louca não vai tocar no meu menino. " Jimin exclamou, a raiva fazendo o seu rosto ficar num tom forte de vermelho. " Yoongi, o que vamos fazer? " Perguntou para o garoto que ainda estava calado.

"Ela sabe onde ele está, não é?" O loiro questionou, mesmo já sabendo a resposta.

"Sim, mas este não é o único problema. " Chanyeol chamou a atenção dos demais na mesa. " A saúde do Taehyung está instável, Caroline está o envenenando e continuará o fazendo enquanto ele não ser entregue a ela."

"COMO ASSIM?" Yoongi bateu as mãos na mesa, chamando a atenção de outras pessoas do café. Baekhyun acenou para elas, dizendo que era apenas brincadeira entre eles, quando voltaram aos seus afazeres ele voltou seu olhar para Yoongi, o alertando. " Hyung, como ela está o envenenando?'" A voz de Jimin era praticamente um sussurro.

"Caroline está entrando na cabeça dele, mexendo com os seus pensamentos e mentalidade, praticamente brincando com ele. As suas feições de fada também estão retornando não por causa do feitiço estar enfraquecendo, mas por causa dela. Se não pararmos isso, Taehyung pode perder a memória e se tornar apenas um brinquedo sem vontades dela."

"Eu não deixarei ela tocar um dedo nele, eu matarei Caroline antes. " O loiro retrucou, a voz carregada de repulsa.

"Mais uma coisa. " Baekhyun disse, dessa vez sua voz se enrolando nas palavras devido ao nervosismo. " Quando dissemos que a saúde de Taehyung esta em risco, quisemos dizer que ele não tem muito tempo. Se não o curarmos dentro de um semestre, ele pode morrer. A morte ou Caroline."

 

 

 

“Hyung, o que eu vou fazer sem ele? ” Jimin soluçava, molhando a camisa branca do loiro. “ Por que ele? Por que isso tem que acontecer logo com ele? Não é justo. ” Yoongi estava prestes a dizê-lo que o entendia mais do que ninguém, quando três presenças na cozinha o fez levantar a cabeça.

Hoseok, Namjoon e Seokjin os observavam, não foi preciso palavras para que entendessem a gravidade da situação e que ela envolvia Taehyung. Seokjin correu para o lado de Jimin, tentando acalmá-lo. Namjoon mandou Hoseok ir para o lado de Taehyung e Jeongguk para os distrair, suas ações eram quase automáticas, sempre conviveram com o medo desse momento chegar. Sem Jimin em seus braços, Yoongi apoiou os braços na dispensa, deixando finalmente uma lágrima solitária despencar.

“Yoongi. “ A voz de Namjoon era inquisitiva.

“Eu encontrei Baekhyun hyung. ”

“O que ele estava fazendo aqui? “

“Ele veio nos avisar. "

"Sobre o que?" Seokjin o olhava agora, suas sobrancelhas arqueadas. 

"Caroline enlouqueceu e ficou mais forte. E ela quer Taehyung como seu rei quando tomar o reino"  repetir o acontecimento apenas fez com que Yoongi sentisse seu ódio pela mulher aumentar.

"Como assim ela quer Taehyung? Eu pensei que ele estivesse escondido aqui. " Namjoon questionou.

"Ela descobriu a localização dele. E essa não é a pior parte. "

"E qual é? "

"Ela está matando Taehyung aos poucos. Se não o entregarmos a ela, ela não o deixara viver mais. "

Assim que Yoongi terminou a frase, Jimin voltou a soluçar alto, Seokjin tentando o acalmar e se acalmar ao mesmo tempo. Namjoon abriu a boca para o questionar, mas Hoseok o impediu, chamando a atenção deles.

“O que faremos? ” Seokjin perguntou.

“Temos que achar algum jeito de salvá-lo. “

 

“Precisão voltar para a sala, ele irá começar a desconfiar. “ Hoseok chamou a atenção, os braços apoiados na porta. “Vocês voltem, Jimin e eu iremos terminar aqui. “ Seokjin os empurrou, mandando um sorriso de canto, este não alcançando seus olhos.
                    
                             

 

 

                     

 

 

Assim que chegaram a sala, se depararam com Taehyung rindo, enquanto Jeongguk fazia cócegas em si.

“Yoongi hyung, diga ao Guk que eu sou o hyung dele e que ele não pode fazer essas coisas comigo. “ O ruivo dizia entre risadas altas.

“Deveria parar de roubar então. “ O outro apenas aumentava as cócegas.

“Não é minha culpa se você é ruim. “

Os garotos estavam presos demais em seus mundos para perceberem os olhares tristes direcionadas para si. Após os dois se cansarem de brincar, Seokjin finalmente os chamou para comerem. Se o clima estava pesado, Taehyung não notou, estava com fome demais para se preocupar com o que acontecia ao seu redor. Pegou seu amado café, pronto para despejar mais em sua xícara, quando uma mão o impediu. Olhou para o lado, vendo Jimin o encarar preocupado, o deixando confuso.

“Deveria parar de beber tanto café, Taemonthy. “

“Você bebe mais café do que eu, Jimonthy. “ O tom do outro era ofendido, embora não estivesse zangado de verdade, o acontecimento de mais cedo já havia sido esquecido.

“Eu sei, mas você sempre foi fraco com esses tipos de coisas. “ O olhar de Taehyung se alternava entre o café e Jimin e ele suspirou, largando a garrafa. Deveria parar de ser fraco, a culpa era de Park Jimin e sua fofura.

“Okay, mas eu não vou parar com meu chá, nem tente. “ Apontou um dedo ameaçador em sua direção, fazendo o menor sorrir.

“Jamais. “ O ruivo estava pronto para retrucar quando sentiu uma tontura repentina, suas mãos indo em direção as suas têmporas, as massageando.

"Taehyung Taehyung Taehyung"  Uma voz sussurrava, enquanto a dor aumentava em sua cabeça.

A conversa da mesa havia parado e todos o encaravam em silêncio.    

“Hey Tae, você está bem? ” Jeongguk perguntou do outro lado da mesa.

“Apenas tontura, não se preocupem. Parem de me olhar dessa forma, eu apenas não estou dormindo muito bem ultimamente, eu...” A frase do ruivo foi interrompida pelo impacto de seu corpo caindo no chão, inconsciente. A última coisa ouvida por ele, sendo o grito desesperado de Jimin.  

 

                      

           

Taehyung acordou na floresta novamente, dessa vez havia uma mulher ao seu lado, acariciando o seu rosto, olhou curioso para a mesma, vendo o seu rosto bonito se abrir com um sorriso.

"Você voltou para mim, meu príncipe. "


Notas Finais


twitter ->>> jungtaenie
me chamem lá, irei adorar falar com vocês


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...