História Lost Girl - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção, A Sereia, Jogos Vorazes (The Hunger Games), Supernatural, The Originals, The Vampire Diaries
Personagens Akinli, America Singer, Aspen Leger, Bobby Singer, Bonnie Bennett, Caroline Forbes, Carter Woodwork, Castiel, Celeste Newsome, Chuck Shurley, Crowley, Damon Salvatore, Davina Claire, Dean Winchester, Dr. Wesley "Wes" Maxfield, Eadlyn Schreave, Elena Gilbert, Elijah Mikaelson, Elizabeth "Liz" Forbes, Enzo, Freya Mikaelson, Garth Fitzgerald IV, Gavril Fadaye, Hayley Marshall, Hope Mikaelson, Jeremy Gilbert, John Winchester, Kahlen, Katherine Pierce, Kevin Tran, Kile Woodwork, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Kriss Ambers, Lexi Branson, Lucy, Marlee Tames, Mary, Matt Donovan, Maxon Calix Schreave, May Singer, Mikael Mikaelson, Personagens Originais, Princesa Daphne, Princesa Nicoletta, Rainha Amberly, Rebekah Mikaelson, Rei Clarkson, Sam Winchester, Stefan Salvatore, Tyler Lockwood
Tags A Coroa, A Elite, A Escolha, A Herdeira, A Seleção, Amor, Magia, Rebeldes, Sobrenatural
Exibições 11
Palavras 1.545
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Galerinha, se a história não estiver do gosto de vocês, falem e se estiver, elogiem.

Passando para relembrar o que eu falei no aviso, mandem as perguntas

Beijos!


" Say something funny 

  Say something sweet

  But don't say that you loved me

_ Katy Perry " 

Capítulo 5 - Recepção


P. O. V Alexis


O clima aqui pesou. É como se todo mundo estivesse sentado numa bomba prestes a explodir, na verdade, era meio que uma bomba mesmo. Estávamos todos armados até os dentes. 


Bombas, granadas, explosivos. Fomos treinados para fazer estrago. De certa eu sinto pena daquelas pessoas, elas talvez nem tenham a intenção de acabar conosco da mesma forma que estamos empenhados em acabar com as delas. 


- Vamos repassar o plano! - gritou Jeremy. Nós decidimos entre nós que ele seria o líder do nosso grupinho de 5. 


Por quê 5? Os rebeldes dividem pequenos grupos de ataques, cada um com cinco pessoas, tem cérebro que é o responsável pela parte tática, os vigias responsáveis pela segurança e os braços os que lutam. 


- Vamos lá. Eu e o Dean vamos escalar o lado leste do Palácio e ir colocando os explosivos nas estruturas e depois de finalizarmos a limpa explodimos e damos o fora. - falei 


- A limpa vai durar exatamente quantos minutos? - Jeremy perguntou. 


- 15 minutos. Entrar, não morrer, pegar e sair. - Dean falou pegando a munição


- Enquanto vocês fazem isso. Jo desce pelo subsolo, vai para a cozinha, pegue comida, pois vamos fugir pela mata precisaremos de comida. Enquanto estiver lá seja silenciosa e ativa todos os explosivos. - Jeremy olhou para a Jo. - Certo? Consegue fazer isso em quantos minutos? 


- 10 minutos. Eu entro, pego a comida e saio. Sem problemas. - assentiu. 


- Eu e Sam. Entraremos em grande estilo pela porta da frente. Iremos chamar a atenção para Jo ir pro subsolo e Dean e Alexis irem pro telhado. Granadas, gás lacrimogêneo, de efeito moral e de pimenta. 30 minutos depois que eu entrar com o Sam eu quero todo mundo na mata. 


- Tudo bom, mas e  as outra tropas? Não seriam três de cinco no Palácio? 


- Sim, uma entrará pelo lado Norte e outra pelo Sul. Seremos 15 no total e tudo isso em 30 minutos. Entendido? - todos dizemos que sim. 


Em seguida fomos todos para a Arena, a maioria dos rebeldes estava envolvida no ataque. Mas eram muitos. Eu não tinha percebido, mas eles não vão atacar só o Palácio, irão atacar a cidade inteira. O estrago irá ser tão feio. 


- Companheiros! Hoje iremos finalmente dar a nossa cartada mais poderosa, o nosso às! Quero pedir mais uma vez de todos voracidade e ferocidade. Todos os nossos sonhos dependem de vocês. 


- CALA A BOCA, SINCEWOOD! Chega de discurso motivacional. - comecei a rir e me apoiei no ombro do Dean. Ele era uma comédia ambulante. 


- Depois da palavra do nosso caro companheiro declaro que o jogo começou! Avante! - subimos nos carros e fomos em direção à mata. 


>>>>><<<<<


- Dean? - O chamei. 


- Fala. 


- Acha que vamos conseguir fazer tudo isso em 15 minutos? - questionei. 


- Na verdade estou trabalhando em finalizar o trabalho aos 14 minutos e 99 segundos. O que acha? - dei um soco na barriga dele, admito um pouco forte. 


- Acho magnífico! 


》》》》》《《《《《


P. O. V America 


- Nem acredito que eu estou pisando aqui de novo. - falei ao entrar no meu quarto, quero dizer o quarto que eu usava durante a Seleção. 


- Muitas coisas vão mudar por aqui a partir de agora. - disse Lucy se sentando na cama. Eu sabia que aquele quarto trazia memórias à ela também, assim como ela sabia que traziam para mim. 


- Eu não vou tomar nenhuma atitude até o casamento da Eadlyn. Depois que ela estiver feliz, durante a lua de mel dela. - me deitei na cama. 


- Vai aguentar o Maxon por mais um mês? - Marlee veio e começou a falar os meus cabelos. 


- Pela minha filha eu faço qualquer coisa. E também não quero causar um escândalo. Sei que de escândalo meu casamento já se esgotou. 


- América, não pense assim. Seu casamento teve momentos ótimos. Vocês foram felizes, também não estrague o que foi construído. Isso é desleal. - Marlee disse. 


- Tem razão, eu preciso falar com a Eadlyn e me arrumar, porque hoje a noite eu tenho uma recepção de noivado. - me animei. 


- Tem razão, falando nisso eu tenho que ver se a Josie terminou de desfazer a mala dela e se o Kile ainda vive. 

- Eu vou ficar um pouquinho a sós com o Aspen antes da recepção começar. - me deu um beijo na bochecha. - Fica bem. 


》》》》》《《《《《


P. O. V Eadlyn


Tudo está perfeito. Mantenha a calma. Nada de ruim irá acontecer hoje. Esse dia não vai mais importante apenas que o dia do seu casamento. 


Coloquei um vestido lilás bem clarinho, do jeito que eu gosto. Preparei uma maquiagem leve, não posso estar muito extravagante. É um jantar simples, com alguns representantes de países, Reis, rainhas e os agregados que sempre vem junto. 


Desci e fui recepcionar a todos. Meu pai ja estava conversando com um amigo dele, acho que era o marido da Nicoletta. Como ele consegue seguir a vida como se nada tivesse acontecido? Talvez ele seja um bom ator. Tão bom. 


* Após recepcionar os convidados, alertas muitas mãos, beijos na bochecha, tapinhas nas costas e abraços *


- Hoje eu queria fazer um brinde a mulher mais incrível, brilhante, linda e encantadora que eu conheço. Vamos brindar a minha querida sogra America. - Eikko disse e todos começaram a rir. - Não se sinta ofendida Eadlyn, mas alguém deveria elogiar a beleza de sua mãe hoje. - pude sentir a leve e sutil menção ao meu pai que não deu a mínima e nem chegou a olhar para a minha mãe desde que ela chegou. 


- Tudo bem! Minha mãe merece. - Depois que eu disse isso. O marido da Nicoletta levantou, eu sempre esqueço o nome dele, é um daqueles em italiano bem complicado,  e do nada um estrondo fez com que todos nós ficássemos estáticos. 


》》》》》《《《《《


Narrador 


Jeremy e Sam entraram com tudo pela porta da frente. Logo vários guardas correram, diminuindo assim o número daqueles que faziam a proteção do Palácio. Jo pulou uma janela e se esqueirando pelo Palácio logo achou a cozinha. Estavam todos tão ocupados que nem mesmo a viram entrar. 


Ela acionava os explosivos. Quando chegou ao último pensou. " Todas essas pessoas vão morrer! ". Um súbito desespero lhe veio a cabeça. Teria que tira-las dali. Pensou numa forma. O gás. Cortou todas as mangueiras dos fogões e pegou o máximo de comida que pode. Tinha que correr faltavam 3 minutos. 


Dean e Alexis escalavam a parede Leste e colocaram explosivos em todos os andares. De la de cima conseguiam ver todas a ação rolando lá em baixo. Alexis chegou ao telhado e começou a jogar gasolina, álcool e diesel. Terminou e desceu. Entrou no Palácio e saiu pegando as coisas mais valiosas que achou. 


Se encontrou com o Dean na descida. Faltava menos de 2 minutos e eles tinham que correr, para valer mesmo. 


A tropa que ia ao Norte largou granadas com temporarizador, por todas a estrutura interna do Palácio e a tropa Sul, fez juz ao nome e provavelmente deixará muitos guardas hospitalizados. 


Ao soar do alarme mostrando que 30 minutos haviam se passados, ouviu-se um grande estrondo por toda a cidade. Edifícios públicos foram destruídos, casas, prédios, praças, o Palácio. Tudo foi destruído. 


Angeles que antes costumava chamar atenção pelo seu brilho, agora não passava de cinzas e pó. A capital de Illéa nao passava de pedras e tijolos espatifados. 



》》》》》《《《《《


P. O. V Alexis


- E aí o que você conseguiu roubar? - Dean me perguntou se sentando ao meu lado. Depois do nosso ataque nos reunimos na mata e nesse momento estamos em volta de uma fogueira. 


Lottie estava conversando com o Scott e eu não conseguia evitar parar de fuzila-los com o meu olhar. 


- Não foi muito coisa. - coloque o a mão no bolso e peguei uma pulseira com pedras azuis era linda. - Foi uma pulseira. 


- Ah, deve valer alguma coisa. Pode penhorar. - me disse. Dean tinha conseguido pegar muitas coisa. Jarros, vasos, colares e anéis. Ele era bom nisso. 


- Eu não vou penhorar esse. - olhei fixamente para a pulseira. Parecia que havia uma história por trás dela. Não podia roubar essa história dessa pessoa. - Peguei outros anéis e uns colares. Vou penhorar o resto. 


- Nem, faça o que achar melhor. O butim é seu mesmo. - ele se levantou e foi até uma árvore para tirar um cochilo. Resolvi caminhar um pouco até que encontrei um rio. Deitei em seu leito e olhei as estrelas no céu.

Sempre me trouxe paz olhar para o céu. 


》》》》》《《《《《


Narrador


A noite caiu e Illéa caiu junto com ela. Antes a nação soberana e que impressionava a todos, hoje estava desfalecida em cinzas. 


Eadlyn logo que se levantou certificou-se de todos estavam em segurança. Olhou ao redor, não tinha sobrado nada. O Palácio tornou-se ruínas. 


O choro e o desespero eram livres. Os convidados não pensaram duas vezes antes de pegar o primeiro carro e ir para o aeroporto. 


Eadlyn sabia que no exato momento que todos se derem conta disso, o seu reinado havia acabado e se não, havia ganhado um empecilho. 


Notas Finais


Não se esqueçam das perguntas, espero os seus comentários ansiosamente.

Beijos, de novo, kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...