História Lost Love? - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha, Kagome Higurashi, Miroku, Personagens Originais, Rin, Sango, Sesshoumaru
Tags Drama, Inuyasha, Kagome, Romance
Exibições 102
Palavras 845
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Hentai, Policial, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ohayo , aqui vai um novo capítulo, espero que gostem.
Boa leitura.

Capítulo 17 - O sentimento continua o mesmo.


Depois do almoço nos reunimos na sala, Sango não insitiu mais no assunto anterior, depois de uns minutos fui arrumar Ichiro para ir ao parque com meus amigos.
-A senhora não vai? -perguntou entristecido.
-Dessa vez não...mas na próxima eu prometo que vou. -disse sorrindo e ele olhou para o chão. -Ei, não fica assim, vou mandar uma mensagem para seu pai ir pra lá também ok?
-Eu queria que vocês dois fossem! -disse cruzando os braços.
-Hoje eu não posso, preciso resolver umas coisas. -suspirei. -Vamos, a tia Sango tá esperando.
-Tá bom. -resmungou e saiu do quarto.
-Então, pronto para se divertir? -Sango perguntou a Ichiro que continuava emburrado.
-Sim. -disse fazendo um bico.
-Ei, oque você tem? -perguntou enquanto pegava ele no colo.
-É por que eu queria que a mamãe fosse, mas ela não gosta de sair comigo! -disse chateado.
-Não é nada disse meu amor, eu só não vou poder ir hoje. -disse acariciando seus cabelos.
-A senhora diz isso sempre! -disse abraçando o pescoço da Sango. -Vamos tia. -pediu olhando para o outro lado.
-Vamos. -disse me lançando um olhar reprovador, em seguida foi para o carro onde Miroku os esperava.
Suspirei, entrei em casa e peguei meu celular, mandei uma mensagem pro Inuyasha avisando que Ichiro não estava aqui e para ele encontrá-lo no parque se pudesse, em seguida fui para meu quarto e liguei meu computador, preciso resolver uns assuntos pendentes na empresa.
(...)
Passei um bom tempo no computador que minhas costas começaram a doer, levantei para ir até a cozinha mas ouvi a campainha e desviei o caminho.
-Quem será?! -abri a porta e fiquei surpresa quando vi Inuyasha. -Não recebeu minha mensagem?
-Sim. -disse adentrando a sala.
-E porque veio pra cá em vez de ir encontra Ichiro no parque? -perguntei após fechar a porta.
-Eu precisava falar com você. -disse de costas. -Precisava...vir aqui...para resolver isso de uma vez. -disse virando de frente para mim.
-Resolver...oque? -perguntei confusa.
-A nossa situação Kagome. -fiquei mais confusa ainda.
-Do que está falando Inuyasha? Vá direto ao ponto! -disse impaciente e me assustei quando ele se aproximou de mim rapidamente e segurou meus braços.
-Estou falando...do nosso divórcio, será se não percebe? Nosso filho está infeliz, eu estou infeliz...e sei que você também está! -disse olhando em meus olhos, me afastei dele e falei.
-Quem disse que estou infeliz? Você sabe muito bem porque nos divorciamos! -disse de costas para ele.
-Porque você ficou paranóia, porque começou a criar histórias na sua cabeça, porque é orgulhosa demais.. -o interrompi.
-Criar histórias? Como pode dizer isso se começou a chegar tarde da noite todos os dias? Contratou uma secretária vulgar que anda mostrando os peitos por aí ainda por cima ficava na maior intimidade com você! -disse irritada.
-Quantas vezes vou ter que repetir que nunca te traí Kagome? -perguntou um pouco irritado. -Oque eu tenho que fazer para você acreditar em mim?
-Falar é fácil! -disse de braços cruzados.
Inuyasha suspirou pesadamente como se tentasse se acalmar.
-Se disser que não sente mais nada por mim eu paro de insistir! -disse se aproximando. -Mas diga isso olhando nos meus olhos!
-Eu...eu..-não posso dizer isso, eu não consigo, será se Sango estava certa? Ainda o amo? -Eu..
-Estou esperando. -disse sem desviar o olhar, ele permanecia sério mas seus olhos suplicavam por uma resposta, entreabri os lábios mas nenhum som saiu por eles, desviei o olhar de seus olhos para seus lábios e só consegui pensar em uma coisa, coisa que não só pensei mas também fiz.
Me aproximei de seu rosto e o beijei, ele pareceu surpreso no início mas logo retribuiu, envolveu minha cintura com os braços e me puxou com força para mais perto colando nossos corpos, coloquei os braços em volta do seu pescoço e o beijo que de início era calma foi se tornando urgente, ele invadiu minha boca com sua língua e soltei um gemido baixo quando nossas línguas se tocaram, nós afastamos ofegantes e ele me olhava com um misto de desejo e dúvida.
-Essa é sua resposta? -perguntou me fitando, oque eu digo?
Se disser que sim já sei que nesse ritmo vamos acabar na minha cama...se disser que não, ele desistirá de mim para sempre.
Novamente entreabri os lábios para falar mas nada saiu, espero não me arrepender disso, apenas assenti e ele abriu um belo sorriso, envolveu minha cintura novamente e me puxou para outro beijo, dessa vez calmo, sem pressa, Inuyasha me levou até o sofá e me deitou com cuidado ficando por cima de mim, decidi não protestar, deixaria ele fazer oque quisesse.
Ele começou a depositar beijos em meus pescoço e fechei os olhos, como senti falta disso durante todos esses meses não consegui ficar com outra pessoa, ninguém é capaz de me fazer sentir como ele, derrepente ele parou oque fazia e abri os olhos, ele me encaroi e perguntou.
-Estamos sozinhos? -assenti e ele sorriu. -Bom saber, não aguentaria ter que esperar até chegar no seu quarto. -disse malicioso e corei.
...CONTINUA...

Notas Finais


Prometo que o próximo não demora.
Até o próximo, kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...