História Lost Memories - BTS - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Memórias, Taehyung
Exibições 55
Palavras 1.062
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ooie
Mais um cap.
Boa Leitura <3

Capítulo 15 - Sofrimento


Fanfic / Fanfiction Lost Memories - BTS - Capítulo 15 - Sofrimento

 

Acordo com um feixe de luz, que invadindo o quarto pela janela, caiu sobre meu rosto. Um rosto acabado, pertencente a uma pessoa que em quatro dias se dispôs apenas a ficar na cama.

Sim, já faz quatro dias desde aquele encontro com meu suposto pai. Eu pensei que poderia lidar com tudo isso, mas pelo jeito estava enganada. A falta de preparo psicológico para quando tudo isso acontecesse está surtindo efeito. Durante esse tempo ousei me levantar apenas para concluir algumas das minhas necessidades – usar o banheiro.

Tirando estes momentos o resto passei totalmente estendida na cama. Não fui ao trabalho e minha alimentação se resume em pequenas beliscadas nas comidas que os garotos trazem para mim. Eles estão preocupados, principalmente o Tae e, isso faz com que me sinta pior.

Depois de conferir se estava sozinha no quarto levo uma de minhas mãos abaixo do travesseiro, retirando de lá a foto que me foi entregue há dias atrás. Logo que meu olhar se pôs pelo pequeno pedaço de papel senti as lágrimas escorrerem por meu rosto.

Era a minha família e eu tinha total certeza disso. Os quatro sentados sobre um pano xadrez e uma cesta ao centro. A grama verde e o céu azul de fundo. Minha mãe encontrava-se deitada sobre o colo do meu pai enquanto eu recebia um abraço apertado do meu irmão. Ambos com sorrisos radiantes estampados no rosto.

- Já chega! – Digo para mim mesma em tom baixo.

Tiro as cobertas de cima do meu corpo e faço força para me sentar na cama. Senti uma pequena tontura, então permaneci assim por algum tempo. Após abrir novamente os olhos me levanto – péssima ideia. Depois de cinco passos minha força desaparece por completo me levando de encontro ao chão.

Não houve desmaio, mas permaneci ali apenas com a companhia das minhas lágrimas, bom, não por muito tempo, já que minutos depois a porta foi aberta rapidamente.

- Yang! – Reconheceria essa voz em qualquer lugar, também não esperava que fosse outra pessoa a vir me socorrer.

Em questão de instantes Taehyung estava sentado no chão também às lágrimas e comigo em seu colo. Então me dei conta do meu atual estado físico. Não faço minhas higienes há quatro dias, além de estar com um odor insuportável minha aparência deve estar horrível. Tento me afastar dele, mas o mesmo me aperta ainda mais em seus braços.

- Tae, eu estou um lixo. – Digo chorosa.

- Por favor, coloca uma coisa na sua cabeça. Independente de como esteja, seja até mesmo com outra pessoa, eu nunca vou sair do seu lado. Eu vou estar sempre aqui pra cuidar de você. Porque pela milésima vez... Eu te amo! – Disse me deixando estática.

- Já entendi. – Digo o deixando confuso. – Você quer me ver chorar ainda mais. – Digo séria.

- Mas, eu... – Antes que pudesse terminar avancei em seus lábios. Não deixei que passasse de um selinho, exatamente o oposto do que Tae queria. Afinal, depois de quatro dias em estado vegetativo possivelmente haja um bicho morto na minha boca.

- Eu também te amo Tae. Obrigada por tudo. – Digo o abraçando e só aí percebo que estávamos sendo observados todo esse tempo.

- Ooooowwwnnnttt – Dizem os outros seis enquanto se aproximam.

- Idiotas. – Disse rindo.

- Que você ama por sinal! – Disse Hope com ar vitorioso.

- Está melhor? – Perguntou Namjoon.

- Só um pouco fraca. – Disse.

- Isso que dá ficar sem comer. – Disse Jin me repreendendo.

- Desculpa omma! Eu aprendi a lição. – Disse levantando os braços em sinal de rendimento.

- Vamos pra lá pessoal, acho que eles querem ficar sozinhos. – Disse Kook com um sorrisinho de lado.

- Certo. Tae, daqui a pouco vá lá à cozinha pegar um lanche pra Yang. – Disse Jin enquanto saíam.

- Eu preciso de um banho. – Disse.

- Certo. Você consegue ficar em pé? – Perguntou.

- Acho que sim só, me ajuda a levantar, por favor. – Pedi e assim ele fez.

- Por precaução não tranque a porta. – Disse enquanto me ajudava a caminhar até o banheiro.

- Certo. Tae... Mais uma vez, obrigada. – Disse e ele me puxou para um rápido selar. Em seguida fechou a porta me deixando sozinha naquele pequeno cômodo.

Com cuidado e bem lentamente fui me despindo. A água quente caindo sobre meu corpo fez com que relaxasse completamente, o que prolongou bastante o banho. Estava perdida em meus pensamentos quando ouvi algumas batidas na porta.

- Está tudo bem Yang? – Perguntou Tae. Ri sozinha de sua preocupação.

- Sim, já estou terminando. – Respondi.

Depois de me enxugar, coloquei um vestidinho fresco e penteei meu cabelo. Escovei os dentes e finalmente voltei para o quarto. Acabei me deparando com Taehyung dormindo sentado na minha cama e uma bandeja com comidas e uma rosa ao seu lado. Peguei a mesma e deixei sobre a cômoda.

- Há quanto tempo você não dorme TaeTae? – Perguntei baixo sem nenhuma intenção de que ele me respondesse.

O deitei cuidadosamente e me pus a acariciar seu rosto.

- O que seria de mim sem você Kim Taehyung? – Depositei um selar em seus lábios e me levantei.

Com a bandeja fui em direção à sala, não queria correr o risco de acordá-lo.

- Onde está o Tae? – Perguntou Yoongi assim que sentei ao seu lado.

- Dormindo. – Respirei fundo. – Por favor, não me diz que esse tempo todo ele... – Fui interrompida.

- É... Ele não dormiu. – Disse Jimin se juntando a nós.

- Nem um pouquinho?! – Perguntei preocupada.

- Quem em sã consciência conseguiria ficar quatro dias sem dormir? Ele tirou alguns cochilos, mas não o suficiente para estar completamente descansado. – Disse Yoongi.

- Mas e quanto aos ensaios? – Perguntei.

- Sobre isso... Ele se recusou a ir para a empresa esses quatro dias. – Disse Jimin.

- Não se culpe por isso. – Disse Yoongi me abraçando de lado.

A nossa conversa foi interrompida por uma ligação no meu celular.

 

Ligação On:

- Alô?

- Olá filinha.

- O-oi pai.

- Como vai?

- Bem e o senhor?

- Sem formalidades, por favor.

- Ah, me desculpe.

- Então, o seu irmão chegou na cidade e gostaria de vê-la. Está livre essa tarde?

- Ah, sim.

- Ótimo. Ele estará naquela mesma cafeteria às duas. Não se atrase!

- Certo. Tchau.

- Tchau querida!

Ligação Off

 

E agora, o que eu faço?


Notas Finais


Espero que tenham gostada!
Até o próximo cap.<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...