História Lost memories - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale
Personagens Alphys, Asgore Dreemurr, Asriel Dreemurr, Chara, Frisk, Papyrus, Personagens Originais, Sans
Tags 2_guerra_monstros_e_humanos, Chara Melhor Irma, E Uma Pa De Coisa, Frans, Sansxfrisk
Exibições 22
Palavras 1.311
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


talvez eu tenha me inspirado em uma das musicas dos vocaloides pra fazer esta merda, talvez, mas, fodaci, espero que gostem

Capítulo 1 - Capitulo 1


Já se passou uma bom tempo desde que eu cai no underground, a vida tem sido maravilhosa aqui em baixo, vários amigos queridos, mamãe e papai felizes mas... Parece de que algum modo algo me incomoda... Meu último save talvez ? O fato de não ter conseguido salvar Chara ou Asriel ainda deve me incomodar de alguma maneira? Eu realmente não faço ideia... Só quero que esse sentimento desapareça...

-Alô? Alphys?- atendi meu celular, aquele que Alphys me deu sabe ?

    -A-alô, O-oi Fri-Frisk!- ela respondeu um pouco nervosa

-Você parece um pouco mais nervosa que o normal, está tudo bem ?

-Si-Sim, vo-você po-pode vir a-aqui ago-agora.- ela dizia com uma certa urgência na voz

-mais é claro Alphys ! Estou indo imediatamente “praí”

-O-ok, e-estarei lhe e-esperando a-aqui, ve-venha rá-rápido.- desliguei o celular e o guardei em meu bolso.

-bom, e lá vamos nós!- eu bati as mãos em meu vestido e levantei-me do sofá.

( quebra de tempo )

Cheguei em Hotland e me coloquei enfrente da porta do laboratório , bati duas vezes na porta de metal. Depois de um tempo, a porta metálica abriu acendo um leve chiado.

- FRI-FRISK!! E-entre.- ela me deu espaço para entrar e eu logo passei por ela

- então, por que me chamou?

-e-eu te-tenho que lhe mo-mostrar algo.-ela me puxou para o true lab

-o-olhe isso!! –ela apontou para uma máquina.

- UAU, e o que é isso ?

-u-uma ma-maquina

- DE SORVETE?!?!?

- na-não, ma-mas garanto que-que é a-algo ta-tão bo-bom quanto

- hum.... E o que seria melhor que sorvete ?

- u-uma má-máquina do te-tempo.- eu abri minha boca em forma de surpresa

-SÉRIO?!?!? DEIXA EU USAR?!?!?!

-a-ainda e-está e-em fa-fase de te-teste, é pe-perigoso!!

- oh! Que pena ( você perdeu a etapa do encontro-q), mas, quando der, por favor me avise, quero ser a primeira a utilizá-la.- eu dei um sorriso animado

-o-ok Fri-Frisk! U-uou! Que-que rude d-da mi-minha pa-parte! Que-quer algo ?

- um copo de água por favor

-O-Ok! E-espere a-aqui, vo-volto j-ja já!.- ela saiu em passos apressados do laboratório

Bom... Desculpa Alphys, eu preciso tentar salvar Chara e Asriel! Eu entrei na máquina.

Qual botão... A, esse deve ser o de data, e esse o de ligar.

Ajustei o troço de tempo e apertei o botão de start

- Fri-Fri-Frisk! Não! .- tudo em volta da máquina sumiu em um tornado

- desculpa Alphys, mas eu preciso tentar salvá-los, nem que pra isso eu tenha que evitar a queda da Chara no underground!

Cheguei no topo do monte na data que mamãe havia dito que Chara tinha caído.

- finalmente vou poder saber o motivo da queda de Chara...

- Merda! Chuva! .- é ela!

Eu corri em direção a voz

- gyaaaaaa.- eu segurei ela antes que ela caísse

- te peguei!- ela olhou pra mim e se levantou

-quem é você ?

- er... Não é importante, mas... E cadê meu obrigada ?

-tá na na esquina, quer ir lá ? Aproveita e leva um raio na cabeça

-nossa, isso é jeito de falar com a sua salvadora de tombos? –eu dei um sorriso amigável.

- ah, foda-se mermão –ela se sentou em uma pedra

- Nosa jureg – eu senti uma pontada na minha cabeça, foi como se uma borracha tivesse apagado uma parte das minhas memórias

- tá bem ? – ela falou em um tom despreocupado

- to... Eu to bem...- disse me apoiando em uma pedra, e coloquei minha mão sobre minha testa, e por fim, dei um sorriso forçado

- bom, o que faz aqui ? É uma sem teto por acaso ?

- eu.... Eu estava fugindo da chuva como você, cheguei aqui a pouco

- Ok... Ok... Finjo que acredito.- eu dei um sorriso simpático

- bom, parece que a chuva vai demorar, que tal se a gente

- a gente uma merda, eu vou ficar aqui quieta enquanto vc fica aí na sua

- nosa quieura

- como sabe meu nome ? – ela olhou para mim com duvida

- vc não ia ficar quieta ?

- vai falar ou não ? – ela falou já com raiva

- intuição – eu dei um sorriso vitorioso

 

 

 

(quebra de tempo)

O sol ja havia voltado a reinar no brilhante ceu azul,um lindo arco-iris brilhava, a conversa estava e nao estava agradavel ao mesmo tempo,Chara nao era tao ruim assim...

-precisa mesmo ir?

-para de ser melodramatica,ja disse que sim.-ela disse se levantando da pedra.

-bom,te vejo de novo se o destido cooperar.- ela virou apenas o rosto em minha direcao e me lancou um sorriso de canto

-eu vou esperar ansiosa por esse dia.-eu retribui o sorriso.

Ela foi embora sem dizer mais nenhuma palavra,ja estava na hora de voltar para....

Eu me esforcei um pouco para lembrar o meu destino,por pouco havia esquecido que teria que voltar para minha epoca e, antes que minha memoria falhasse novamente, entrei dentro da maquina e selecionei o meu ano...

15 de Julho de 201X

Apertei start e esperei alguns segundos ate a maquina ligar, por alguns momentos pensei que a maquina havia pifado mas, minhas suspeitas foram furadas quando tudo voltou a ser apenas um furacao.

-agora, de volta para....eu nao....eu nao ....`gyaaaaaaaa.-fui arremessada pra fora da maquina, aterrissei em um chao de metal,com o impacto acabei desmaiando-

                                Povs narrador

Frisk acorda sobre uma maca com um fino colchao,observava tudo no local ja sentada,pequenas e simples janelas,cortinas de seda,um televisor,e alguns simples e simpaticos vasos de flores.

-onde...onde eu...-dizia a pequena morena colocando as curtas madeixas cor de chocolate atras das orelhas

-olha so.... A bela adormecida decidiu acordar.-olhou em direcao a porta,onde,estava localizada a dona da calma e sarcastica voz.E la estava ela,de bracos cruzados,e escorada na branca parede...

-Chara.-ela sorriu ao rever a imagem da irma mais velha

-vejo que minha hipotse da sua perca de memoria foi falha.- virou seu rosto em direcao a menor demonstrando o belo e provocativo(e as vezes assustador) sorriso de sempre.

-o chefe realmente nao gostou da sua escolha.-disse se aproximando calmamente da tao estimada irma

-escolha?-parecia nao entender nada do que saira dos labios da ruiva\morena

-parece que a queda realmente afetou essa sua cabecinha oca.-falou esfregando os curtos cabelos da irma

-nao faca isso! sabe que me irrita! .- Chara se segurou para nao rir,como sempre fazia

-por isso mesmo que eu continuo a o fazer.-nao conseguindo mais,soltou uma curta risada,fazendo Frisk bufar

-e sobre o chefe,vc esqueceu que estava acabando de sair da sala dele depois de recusar trabalhar no E.C.M.

-Ecm o que?-tentou repetir a sigla um tanto confusa

-exercito contra monstros oras! Ja se esqueceu que estamos em pe de guerra com aqueles... arg!-o sorriso de Chara havia sumido por um instante,logo apos voltar com toda intensidade

-nao a encha com assuntos de guerra Chara,pelo menos, nao ainda

-Cat,Cat.Catrin...pensei ja ter lhe dito para ficar fora dos assuntos da MINHA familia! -disse gritando de raiva para tao odiada parceira de trabalho

-he he he, eu nao tenho medo de pessoas fofas Chara.-era justamente isso que Chara odiava em Catrin, nunca poder botar medo na loira,era uma das poucas pessoas que conseguira irritar Chara sem falecer logo em seguida.

-eu NAO sou FOFA.-disse dando mais entonacao nas palavras,nao e fofa

-tem razao Charinha, voce e muito fofa. -disse dando um sorriso provocativo

-eu so nao te mato porque...-disse quase saindo do controle

-porque o MEU PAI e o coronel,ele e seu superior e fora isso, eu sei que no fundo voce me ama.-disse mostrando a lingua

-VAI VER SE EU TO LA NA ESQUINA SEU CAO DE RUA.-a loira saiu gargalhando da sala mostrando a todos o divertimento que sempre obtinha com a ruiva\morena

-eu gosto de...-parou ao ver o olhar assassino de sua irma

-voce o que...

-eu gosto de baguete

-acho bom mesmo!


Notas Finais


eu continuo?
(to nem ai se vcs quiserem que eu continuem ou nao, todos sabem que eu vou continuar de uma maneira ou outra :3
espero que tenham gostado)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...