História Lótus - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Tags Chanyeol, Drama, Hanahaki, Romance
Visualizações 41
Palavras 565
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá, depois de muito tempo estou voltando para o SS.
Tive uma conta, mas exclui devido a problemas pessoais.
A estória é sobre Hanahaki Byou, me interessei sobre o tema desde que li sobre essa doença literária.
Li algumas fics interessantes sobre o mesma tema, onde a maioria dos personagens escolhem morrer silenciosamente e desaparecer, porém eu me sentia um pouco carente sobre como as pessoas ao redor dela se sente com relação a morte dela. Por isso, eu me foquei mais em como pessoas que não tem Hanahaki reagem a doença. Também tentei mostrar o quão cruel pode ser essa doença
Tentei abordar sobre as outras formas de amor, além do amor incondicional que leva a pessoa a morte.
Enfim, espero que gostem.
Se por acaso você é um leitor(a) que gosta de yaoi, me desculpe desapontar e escrever uma fic hétero, mas quando eu escrevo, a história vai tomando forma sozinha, e os personagens surgem sendo impossível eu alterar. Estou dizendo isso porque também gosto de yaoi e pretendo escrever fics com esse gênero, porém essa primeira será hétero. Um pequeno desabafo por eu ter passado por um problema desagradável em minha outra conta com uma fã do gênero Yaoi.
Aproveitem.

Capítulo 1 - Começo


Fanfic / Fanfiction Lótus - Capítulo 1 - Começo

COMEÇO.

 

 

Observa aquela pessoa de longe, como sempre fazia quando não estavam juntos. Essa pessoa que observa conversa com outra pessoa, igual sempre fazia quando não estavam juntos. Sabia que essa pessoa nunca iria lhe olhar como ela o olhava, já estava conformada, por essa razão não se assustou quando tossiu a primeira pétala branca com as pontas rosas que muito provavelmente seria de um lótus, a flor favorita de seu amado. Ter hanahaki não à deixava com medo, mas também não a deixava feliz, não sabia direito se queria morrer por amor, mas pelo rumo que tomava era isso que iria acontecer.

A pessoa observada se despede da garota que conversava e vai em sua direção completamente sorridente, como sempre. Isso a incomoda, mas não fala nada só para poder ver a expressão feliz do rapaz. Sua garganta arranha. Seu coração parece afundar por não ser o motivo de um sorriso tão lindo.

- Vamos Duri, está ficando tarde. – Ele a pega pela mão e a conduz com delicadeza. Foi esse tipo de coisa que a fez se apaixonar, e depois amar de uma forma absurda.

Sabia que não demoraria muito para começar a tossir flores inteiras, essa doença era realmente cruel. A conheceu há um tempo atrás, assistia um programa investigativo de televisão com sua mãe quando ouviu aquele nome pela primeira vez... Hanahaki Byou, uma doença rara que afeta algumas pessoas no mundo, as poucas pessoas capazes de amar tão verdadeiramente alguém que se sufocam no próprio amor. Nunca soube como deveria se sentir sabendo que é uma das “sortudas” pessoas a amar desse jeito.

Caminham tranquilamente pelas ruas, sempre andava um pouco atrás do rapaz alto, gostava de ver suas costas. As conversas amenas e sorrisos jogados são agradáveis, deixa-a mais tranquila sobre seus problemas, acha graça em como sendo dois anos mais velho, ainda assim parece ser mais novo que ela própria as vezes. Não se arrepende de ter deixado chegar até onde chegou, para ela, ama-lo lhe possibilitou muitas coisas, sentimentos antes nunca sentidos. Apenas de sentir sua pele tocar a dele já era suficiente para ficar feliz. Pensou várias vezes em se confessar e ver se conseguia pelo menos que ele aceitasse seus sentimentos, mas tinha medo que isso o afastasse, seu coração já era tomado por outra. Tinha que se conformar em apenas lhe observar, e imaginar como seria se ele lhe desse apenas um beijo. Talvez morresse feliz se isso acontecesse.

Uma tosse, seus pulmões ardem. Tenta se concentrar e controlar o incomodo que sente desde o peito até a garganta, quando uma pétala sai a única coisa que sente é dor. A dor de amar alguém.

- Você ficou calada do nada. – O rapaz se virá para vê-la. Seu corpo estremece.

Está agachada com as mãos no chão, tossindo, sem conseguir respirar, sai um pouco de sangue de sua boca. Mais tosse, mais dor, mais desespero. Ele corre até ela, tenta levanta-la, mas é inútil, seu corpo simplesmente não consegue se manter em pé. Uma tosse forte surge, ela cospe algo no chão. Uma pétala de flor, a cor não é tão visível por causa do sangue, mas pode ver um pouco do branco mesclado com rosa. A quinta pétala do Lótus.

Ela o olha, o carinho presente nos olhos dele a fez querer chorar. Tinha que dizer a verdade.

- Eu vou morrer Chanyeol. 

 


Notas Finais


Esse primeiro capítulo é tipo uma introdução falha? Postarei o próximo o mais rápido que puder.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...