História Louca - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Loucura, Manicómio
Exibições 1
Palavras 534
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ficção, Lírica, Policial, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capítulo único - Louca


Louca

 

     Eu o amo tanto. Ele me é estranhamente familiar, estranhamente confortável de se estar perto, estranhamente… amável.

     Conversamos por horas. Quer dizer, ele mais falava e eu observava seus traços, o modo como falava, as expressões corporais… Até que percebi que ele para de falar e o silêncio se instala.

     — Tu ouviste uma palavra do que eu disse ao menos?

     Parei por alguns segundos e neguei com a cabeça, após isso ele bufou e desviou o olhar.

     Segurei seu rosto delicadamente e virei-o para que ele pudesse me encarar.

      — Por que insiste em se esquivar? Toda vez tu somes da minha frente. Ninguém parece o ver. Por que eu sinto que te amo mais do que a mim mesma? Por que tu pareces não perceber meus atos? Por que tu pareces me compreender melhor do que qualquer um? Por que sinto que posso confiar em ti? Por que me sinto bonita a teus olhos? Por que isto estás a acontecer? Por que sinto que já o conheço? Por que? Por… Que… - Deixo as palavras morrerem e retiro minhas mãos de teu rosto.

     Após alguns segundos ele repete meu ato de segurar o rosto alheio. Ele me olha de um jeito amável e se aproxima um pouco. Meu olhar estava ansioso. Em um segundo teu olhar amável se transforma em sarcástico, ouso dizer cruel.

     — Porque tu és louca. - Sussurra.

     Como das outras vezes ele some. Parecia poeira diante de mim. Mas sei que ele volta. Ele sempre volta.

     Mas desta vez ele não voltaria.

 

~

 

    — Como ela está doutor?

    — No mesmo estado de cinco minutos atras senhora. Poderia repetir o que aconteceu?

     — Bom… Estávamos andando na rua e… De repente, sem motivo algum… Ela corre em direção ao outro lado da rua, parecia ter visto alguém importante… Mas ela… Não viu o carro… E… - Já se encontrava em lágrimas.

     — Tem alguma ideia de quem ou o que poderia ter feito ela realizar tal ato, senhora?

     — A alguns dias atrás ela mencionou um rapaz de sua faculdade… Ela dizia que ele a entendia melhor do que ninguém, era lindo ver seu olhar… - Seus olhos ganharam um ar nostálgico. - Mas… Ela tentou me mostrar ele na sua faculdade um dia mas… Não havia… Ninguém.

     O homem estranhando, tentou consolar a mulher em lágrimas.

     — O que as pessoas pensam quando estão em... Coma?

 

~

 

     Um ano se passou. E a jovem finalmente acordou.

     Acordou com estilo pode-se dizer. Gritando um nome desconhecido, não reconhecia ninguém.

     Os médicos e enfermeiros tentaram segura-la. Mas quem mais saíram machucados foram eles...

     Se recolheu no canto do quarto após o pequeno show, ficando cada vez mais confusa. Chamava-o pelo nome baixinho e repetidamente enquanto puxava os cabelos com força.

     Um dos médicos se aproximou dela e perguntou com cautela.

     — Tudo bem? Quem és este que tu chamas? - Ela negou veementemente com a cabeça. - Não quer vê-lo? - Outra negação. - Mas por que não?

     A garota parou de puxar os cabelos, porém manteve as mãos neles, levantou sua cabeça que estava um pouco baixa e encarou o homem à sua frente com um olhar beirando a loucura.

     — Porque eu sou louca. Não é mesmo?


Notas Finais


:&


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...