História Louca por você; Versão SasuSaku ❤ - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Romance, Sasusaku, Sedução
Exibições 230
Palavras 1.972
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente! Desculpe pela ausência esses dias, estava muito ocupada. Mas aqui está mais um capítulo pra vocês meus amores.
Boa leitura!

Capítulo 8 - É Tenten, não vamos nos dar nada bem.


Sasuke pov's

Sorrio ao ouvir a porta bater atrás de  Sakura Ela foi embora.
Embora ter sido obrigado a interromper a intrevista, mas já posso ver que essa garota vai me levar a fazer coisas insanas e estúpidas. De certa forma, gosto disso. Gosto dela.
Ela é tão contraditória. Percebo que se sente atraída por mim, mas faz tudo pra evitar.
Ela é um pouco tímida, mas tenta não deixar transparecer isso também. E observá-la fazendo de tudo pra esconder o que está sentindo, observá-la aceitar o desafio, é tão sensual! Isso me faz querer instigá-la para ver até onde ela vai.
Sei que parece perverso, mas é verdade. Fico excitado com a reação dela ao meu sacarsmo e às minha provocações. Tê-la por perto vai deixar alguns fins de semanas muito interessantes!
Sento para escrever um e-mail para Marie, a dona da loja que me oferece todos os uniformes. Não consigo deixar de pensar em como Sakura vai ficar de calça preta de cintura baixa e e regata preta justa. Não quero que minhas bartenders pareçam prostitutas, mas não me incomodo que mostrem um pouco de pele e exibam um belo decote. Isso vende mais bebidas. E, no caso da Sakura, isso proporcionará a mim um imenso prazer. Estou muito ansioso por amanhã à noite. Ela já está se julgando sexy e atraente. Colocá-la em uma situação na qual poderei fazer com que ela ganhe um pouco de confiança será a melhor diversão que eu já tive em muito tempo. Já estou pensando no que posso pedir que ela faça no tal "teste".

Sakura pov's

O toque do meu celular me faz acordar. Abro um olho embaçado e dou uma conferida no relógio, ao lado da cama. São sei horas e quatro minutos. Da manhã. Quem estaria me ligando num horário tão inconveniente?
Olho a tela acesa do telefone. Não reconheço o número e penso em não atender, mas exatamente pelo fato de estar tão cedo é que estendo o braço e pego o aparelho. Sempre sinto certa apreensão quando o meu telefone toca muito cedo ou muito tarde.
_ Alô? _ digo, com a voz rouca até para os meus próprios ouvidos.
_ Sakura?
  Um temor percorre a minha coluna. É Sasuke. Sua voz invoca a imagem do seu rosto lindo, o sorriso convencido e seu peito sexy. Imediatamente, fico toda derretida.
_ Sakura? _ diz ele novamente.
Não, não pode ser o Sasuke. Deve ser o Tasuke. É cedo demais para um dono de uma boate estar acordado. Mas fico empolgada do mesmo jeito pela imagem mental, além da possibilidade de Tasuke ligar pra mim.
Nunca imaginei que ficaria assim, tão pervertida!
  _ Sim!
Uma risada alta.
Sexy pra caramba!
_ É o Tasuke. Desculpe ligar tão cedo, mas vou ficar fora a maior parte do dia e queria saber como foram as coisas na boate. Afinal, conseguiu o emprego?
_ Não tem problema nenhum ter ligado a essa hora. Sério. Obrigada por se preocupar. É... na realidade vou, vou fazer um "teste" hoje à noite. Não sei bem o que é.
_ Ahhh _ diz ele, como se soubesse do que se tratava. _ Sasuke gosta que seus funcionários saibam entreter os clientes.
Pela primeira vez, eu me lembro que foi Sasuke quem providenciou o stripper, e o pavor se instala.
Jesus amado, eu não vou ficar pelada!
Na mesma hora, eu me aprumo na cama.
_ Cacete! Ele não espera que eu faça um streptease não é?
Outra risada.
_ Não. A menos que você queira.
_ Deus me livre!
_ Eu já achava isso, especialmente depois da sua primeira experiência na Dual.
Noto um sorriso em sua voz.
  Sasuke contou a ele! Droga!
Acho que está na hora de mudar de assunto.
_ Afinal, o que ele espera exatamente quando diz " entreter os clientes"? _ pergunto.
_ Vamos apenas dizer que você não pode ser tímida diante de uma multidão. Você tem algum problema com isso?
  Sim, normalmente sou um pouco tímida, mas nada que me impeça a minha capacidade de agir. E francamente, fico até meio chateada por ele dar a entender que eu possa ser assim.
_ Pode acreditar Tasuke, sou capaz de fazer o que qualquer outra garota consegue fazer tranquilamente.
Bem, isso pode não ser totalmente verdade. Mas não vou admitir isso, de jeito nenhum!
_ Então não terá nenhum problema. Com a sua aparência e personalidade, você irá arrasar.
O comentário dele me agrada, embora Tasuke não devesse notar minha aparência. Mas fico feliz que tenha percebido. Significa que ele não é diferente a mim, o que na verdade é ruim, mas me faz sentir que não estou sozinha nessa. Entretanto, não pode rolar nada. Ele é comprometido.
Droga!
Ouço um bip abafado, como se Tasuke estivesse recebendo outra chamada.
_ Falando no diabo, é o Sasuke ligando agora. _ avisa Tasuke. Então murmura quase distraidamente: _ O que será que ele está fazendo acordado uma hora dessa? _ acho engraçado eu ter pensado a mesma coisa. Após alguns segundos, ele pigarreia e volta a falar comigo: _ Bem, enfim, boa sorte hoje a noite. Isso é tudo que eu realmente queria dizer. Volte pra cama. Vá dormir o seu sono de beleza. Não que você precise.
Eu me pego sorrindo como uma idiota. Tenho vontade de dá uma risadinha, mas me contenho.
_ Obrigada, vou fazer isso.
_ Durma bem, Sakura.
Mesmo depois que ele desliga, a pele dos meus bracos e peito está arrepiada. Adoro o modo como Tasuke fala meu nome.
Como ele descobriu meu telefone?, penso aleatoriamente.
Permaneço na cama por um longo tempo, fitando o teto e pensando nele. Imagino como seria estar fitando o teto em vez disso, onde quer que ele estivesse, na cama ao seu lado. Meus olhos vão se fechando lentamente, enquanto penso nele virando-se pra cobrir o meu corpo com o seu, sentindo seu quadril se encaixar entre minhas coxas.
E, com esses pensamentos, volto a dormir.
     
                       ***********

A Dual está praticamente igual a ontem, a diferença é que está noite há mais algumas luzes acesas e o barulho de vozes de duas pessoas. Uma delas está alterada, numa demonstração inconfundível de raiva.
_ Quer dizer que vou ser obrigada a ficar treinando uma novata. Isso é uma absurdo! Eu sou a funcionária com mais tempo de casa. Ele deveria, no mínimo, ter me pedido. Posso ver que a voz pertence a uma garota alta de cabelos feito dois coques de lado com uma curta franja. Ela está furiosa, gesticulando e gritando com um cara moreno que parece completamente atordoado.
_ Trata de baixar a bola, sua doida! _ diz ele de forma amistosa. Só dá pra vê-lo de costas, mas sei que está sorrindo. Percebo isso pela sua voz. Aliás, dá impressão de que ele está se segurando pra não cair na gargalhada. _ Ele falou que a garota tem experiência. Provavelmente não vá precisar de muito treinamento.
_ Se ela for trabalhar comigo, vai ter que ser "a melhor" ou não trabalho com ela.
_ Você é um docinho de coco. A adorável garçonete piriguete, sabia disso Tenten?
A garota, Tenten que tinha dado as costas pra encher algo atrás do balcão, se vira pra ele tão rápido que deu pra ouvir seus brincos baterem no seu rosto.
_ Do que você me chamou?
O caro inclina a cabeça pra trás e ri. Muito. Nessa hora, espero ver a garota pular pra cima dele, mas em vez disso ela surpreende e abre um sorriso. E simples assim, a raiva passa.
_ Você vai fazer uma forcinha pra ir no show comigo? _ pergunta ela em tom de voz amigável.
Suas vozes adquirem um tom mais calmo, que não me permitem ouvir tão claramente e me fazem sentir culpada por ficar prestando atenção. É hora de me mandar ou deixar que me vejam de uma vez. E acredite, não é uma decisão fácil. Só de imaginar trabalhar com alguem como a Tenten, me dá azia.
Antes que eu pudesse analisar a opção de ir embora, me armo no último resquício de autoconfiança de que desponho, dou um pigarro e começo a caminhar em direção ao bar.
Ambos se viram para me olhar, enquanto me aproximo. Quando chego bem perto, posso ver que, embora claramente dona de um temperamento difícil, a garota é bonita, com seus grandes olhos amendoados e lábios finos, vermelhos. E o cara é ... nossa, ele é bonito também.
Tem uma aparência exótica. Sua pele é bronzeada, seu cabelo é bem preto e os olhos são da mesma cor. E o sorriso que ele abre pra mim?Cacete!
Que lugar é esse? A terra dos modelos perdidos?
Tento não ficar inibida no meu uniforme. Não é muito revelador, pelo menos não de forma constrangedora, mas ainda sim, me sinto... nervosa. A calça é de cintura baixa, exibindo um pedacinho decente da barriga; e camiseta é, provavelmente, um tamanho menor do que normalmente uso, com um belo decote. De modo geral, não é nada vulgar, mas vou atrair muita atenção, tenho certeza. Isto é o que me deixa nervosa.
Abro um enorme sorriso e estendo a mão.
_ Oi. Meu nome é Sakura. Você deve ser a Tenten. _ digo, dirigindo-me primeiramente à garota. Sem dúvida, se tem alguém com quem provavelmente vou ter problemas, esse alguém é ela.
_ Eu diria que estava à sua espera, mas acabei de descobrir que vou treiná-la, então...
Ela é implicante, tudo bem, mas não abertamente hostil. Eu considero isso  um bom sinal e parto para o contra-ataque.
_ Vou fazer de tudo para aprender bem rápido. Por sorte, tenho bastante experiência em preparar e servir drinks, então... _ Respondo, deixando o fim da frase no ar, exatamente como ela fez.
Ela assente com um gesto de cabeça, mas seu sorriso é claramente duvidoso.
_ Bem, vamos ver.
_ Ótimo, estou ansiosa pra ver. _ digo  animada. Rapidamente me viro ao rapaz e estendo a mão em sua direção. Ele ainda está sorrindo. _ Sakura.
_ Justin. _ replica suavemente, com um brilho malicioso no olhar.
De vez em quando você conhece um cara e simplesmente percebe que ele se sente imediatamente atraído por você. Eu não tenho a menor dúvida de que Justin está se sentindo assim por mim. Ele não estar sequer tentando esconder isso. E por que estaria? Não há uma mulher no mundo capaz de resistir aos encantos de alguém como ele: moreno, sexy, simpático, dono de um sorriso maravilhoso.
_ Minha noite acaba de ficar bem melhor. _ completa.
Nossa, ele é bem saidinho!
_ Acho que a minha também. _ respondo com um sorriso descontraído. Minha capacidade de flertar com ele é a indicação mais óbvia de que nada vai rolar entre nós. São os caras que me deixam ansiosa e confusa, como Tasuke e Sasuke, que me dão motivo pra ficar preocupada.
_ Use este seu sorriso afetado com alguns clientes e talvez você se dê bem. Mesmo assim é melhor saber preparar uns drinques. _ diz Tenten de maneira brusca, enquanto se afasta.
Felipe faz um movimento com a mão indicando "saia logo daqui", na direção da Tenten, e revira os olhos, impaciente.
_ Tente ignorá-la _ sugere ele. _ Ela está em um estado constante de TPM aguda. Melhora um pouco quando a boate começa a ficar cheia.
Sorrio e aceno com a cabeça, mas estou pensando: Graças a Deus!
_ Talvez ela seja esquentada. _ digo, Justin ri.
_ Caramba! Mal posso esperar para ver o que esconde atrás desse sorriso sexy.
_ Nada tão sedutor quanto o que você tem atrás do seu, com certeza.
Justin faz um gesto de cabeça, seu sorriso sempre constante.
_ Ah, sim! Nós vamos nos dar muito bem.


Notas Finais


Beijos gente, até amanhã ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...