História Loucuras científicas - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Orphan Black
Personagens Cosima Niehaus, Dra. Delphine Cormier
Tags Ação, Drama, Homossexualidade, Romance
Visualizações 21
Palavras 1.217
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela, Suspense, Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oieee! Espero que estejam gostando! Qualquer coisa so comentar ok!

Capítulo 10 - Loucuras? Científicas


Fanfic / Fanfiction Loucuras científicas - Capítulo 10 - Loucuras? Científicas

Depois de alguns minutos deitadas e em silêncio, so nossas mãos entrelaçadas,  delphine levanta-se veste suas roupas e diz que precisa ir. 

 - O que? Não gostou? Você falou que estava tudo bem delphine! 

 - E está cosima! Foi incrível, tenho que ir. 

 Antes que eu falasse mais alguma coisa ela saiu. Parecia triste e nervosa. 


 * DELPHINE

 Eu estava completamente perdida! Meu celular toca mas nem me dou ao trabalho de olhar quem podia ser. Eu só estava ali pra realizar um trabalho, e que droga estava acontecendo? Tinha que ir onde fosse preciso,  precisava!

 Mas cosima era diferente do que eu esperava, era tão linda doce, um pouco envergonhada e sem vergonha! E já senti que ia ser assim no momento que entrei naquele laboratório e a vi rindo dançando, sem falar em sua inteligência apesar de Aldous so esta fazendo ela andar em círculos. Eu que nunca tinha me envolvido com mulher alguma, agora depois desses intensos minutos de contato e necessidade física, estava apaixonada por uma.

 - Merde! Alô. Sim Aldous estou indo!

 Aldous pediu que eu voltasse até o laboratório do Instituto. Dirigia devagar do contrário poderia provocar um acidente. Cosima não saía dos meus pensamentos e eu me questionava cada vez mais sobre minha missão sobre o propósito de todos por trás daquilo.

 - Estou aqui Aldous!- 

Falei na entrada notando que com ele havia uma mulher, cabelo curto ruivo, não vi sua estatura pois estava sentada. Mas quando me aproximei da cadeira do Leekie me segurei na mesma para não cair.

 - Delphine esta é katja obinger, ela nos cedeu as amostras do seu sangue e veio buscar resultados. 

 - Bom deduzimos que não é nenhuma doença respiratória, e ainda não achamos nada é como se seus órgãos fossem parando de funcionar, eles vão ficando debilitados e pela perca de sangue parece ser mais complicado. Parece algum problema com sua genética, seu genoma,  mas nele não encontramos respostas. - 

Eu falava estática parada próximo a Aldous. A mulher era a cara de cosima, mas com sotaque alemão e usava um casaco muito fino. Enquanto desviei o olhar até aquele homem que não parecia tão espantando quanto eu, katja começará a tossir muito colocando um lenço na boca e pedindo desculpa, nos mostra o lenço que está cheio de sangue.  Fiquei tão perturbada com tudo aquilo. 

 - Bom senhora obinger, continuaremos tentando e quando conseguirmos algo entro em contato. 

 - Obrigado senhor Leekie.

 A mulher agradeceu e foi embora com nítida perturbação e medo no olhar.

 - O que acontecerá com ela Aldous?

  - Se não encontrarmos a original e a cura Dr cormier, o mesmo que irá acontecer com nossa brilhante Dr niehaus.

 - Preciso ir aldous au revoir. 

- au revoir delphine!

 - Alô Rachel! Tudo certo?! Não nenhuma novidade. Umhum entendo. 

 - Lembre-se Dr cormier elas são importantes, e devem permanecer alheias. Se for mesmo verdade que existe uma que fugiu dos nossos olhos e que pode gerar filhos, isso é bem mais que um avanço ok. Ah e tem a cosima que também passou muito tempo longe dos nossos olhos. 

 - Bom sei de tudo isso Rachel não se preocupe estou fazendo tudo certo! 

 Desliguei o telefone e Disco outro número! 

 -Alô. Henrik! Nada até agora só cosima e katja. Você só quer mesmo ajudar não é?

 - Claro filha! Você não vê? Isso é um milagre um grande avanço. Só precisamos descobrir o que ele fez, como fez, você não vai chegar onde queremos perto dessa moça inocente estamos ficando sem tempo delphine. Sabe onde a alemã está? 

 - Sim! 

 - Me mande o endereço. 

 Eu estou tão farta tão exausta. Que tarde longa,  e já é noite. Tenho que dormir!


 * COSIMA 

 - Sei la felix ela simplesmente foi embora... 

 - Você em niehaus ta com fogo na roupa! Criei um monstro. 

 Félix começa a gargalhar!

 - Valeu fee! Vou dormir ok.

 - Vai la sapinha. Ei convidei o  Scott pra sair amanhã e ele topou! Não quer ir também talvez ele fique mais a vontade.

 - Pode ser sim. Preciso dançar beber e esquecer. MERDA!

 - Aí mulher o que foi? 

 - Tenho que falar com a shay! 


 É sexta finalmente! 

 - Bom dia Scott! Vai mesmo sair com a gente mais tarde ne? 

- Bom dia cos! Vou sim.

 - Bonjour! 

 - Bom dia delphine! 

Só Scott respondeu.

 - Scott será que podia sair um pouco pra eu falar com a srt niehaus.

 - Claro preciso mesmo falar com o Dr Leekie. 

 - Cosima?

 - Oi delphine.

 Não a encaro.

 - Tudo bem?

 - Sim claro! E você? 

 - Eu estou entediada! Vem aqui nessa sala comigo? 

 - Pra? 

 - Vem por favor! 

 A sigo até um pequeno escritório separado do laboratório, entro e ela logo atrás a ousso trancar a porta. Antes que pudesse me mover ela já me agarra por trás, me virá empurra até a parede e me beija.

 Um beijo urgente carregado de ávido desejo, sua língua explorando minha boca me leva a uma latente excitação, sem nem perceber de uma forma involuntária solto um gemido. 

 - O que está fazendo delphine?

 - Quieta niehaus! Eu preciso... Eu só quero fazer Loucuras científicas com você!

 Ela tira meu jaleco segura meus seios massageando é tão gostoso que não posso empedi-la. Tira minha blusa observa meu sutiã de renda Preta e morde o lábio inferior. Fico parada observando ela tirar sua roupa com rapidez e certeza, tudo que eu faço é ficar hipnotizada olhando aquele corpo lindo e perfeito, ela desabotoa minha calça abaixa beija meu sexo coberto pela calcinha sobe e me beija enquanto enfia a mão na mesma e com firmeza,  aperta todo meu sexo enlouquecido que cabe perfeito em sua mão.

 - Ahh.. Delphine. Sussurro.

 - Eu preciso cosima... Preciso de você...  

Nunca imaginei que ela agiria assim. Beija meus lábios novamente e começa a agir mais lentamente desce pelo meu queixo até o pescoço, descendo até meus seios deixando leves mordidas lambidas e chupadas. Eu estava enlouquecendo prestes a explodir de tanto desejo e excitação. Afastando objetos da mesa ao lado delphine me senta tira minha calcinha dobra um pouco minhas pernas e leva sua boca até minha intimidade, passando a língua de forma gostosa e torturante.

 - Espera delphine! Juntas sempre ta bom!

 Desço da mesa a deixando confusa! Giro ficando por trás dela, abraço agarrando seus seios descendo uma das mãos até seu sexo totalmente encharcado e inchado, de novo giro seu corpo a deito na mesa, subindo ficando sentada com nossos sexos se tocando, começo com movimentos leves e depois intensifico. Ouvi-la gemer é como ir ao céu, então no mesmo ritmo, na mesma intensidade chegamos a um avassalador orgasmo. Deito meu corpo sobre o dela ouvindo seu coração descompassado. 

 - Tudo bem Del? -

 Quando olho seu rosto vejo que lágrimas escorrem daqueles olhos lindos.

 - O que foi? 

 - Nada! Só me emocionei. Talvez não entenda agora cosima mas eu estou do seu lado ok! Não fazia parte dos meus planos me apaixonar por você, mas foi impossível.

 - Você está apaixonada por mim? - 

Pergunto com certa confusão. 

 - Não devia Cos... mas sim e agora tudo que me importa é você. 

 - Também estou apaixonada por você Dr cormier. 


Notas Finais


O que será que deu na delphine em pessoal!!! Espero q gostem e comentem por favor! 😈😈😈


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...