História Love... - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supergirl
Personagens Alex Danvers, Cat Grant, Eliza Danvers, James "Jimmy" Olsen, Jeremiah Danvers, J'onn J'onzz "John Jones" (Caçador de Marte), Kara Zor-El (Supergirl), Personagens Originais, Winslow "Winn" Schott Jr.
Tags Romance, Sanvers, Supercorp, Supergirl
Visualizações 312
Palavras 2.450
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Bom dia meus amores!! Tudo bem com vocês?? Dormiram bem?? Querem me matar por demorar tanto?? Desculpem a demora, bloqueio criativo é uma merda. Mas semana passada, eu pensei assim, poxa, ia ser tão legal eu postar um capítulo ainda nesse fim de semana!! Pois é, eu ia postar três da manhã, mas sabe quando você acaba dormindo até? Então kk sexta eu meio que comecei oficialmente uma nova fase da minha vida, fiz finalmente quatorze anos e resolvi tentar mudar algumas coisas. Por exemplo, tudo que me faz mal eu resolvi expulsar da minha vida, tudo que me faz feliz eu estou deixando ficar próximo de mim. E eu estou agora honrando meu signo e sendo mais vaidosa comigo sabe, mas enfim, chega de enrolação, esse capítulo é também uma porta para a nova fase da fanfic, ela vai, digamos, ser mais séria por assim dizer, mas não vai perder o toque de romance e comédia, podem deixar. Só digo uma coisa, essa nova fase promete hein, tenho vários tiros preparados....

Capítulo 10 - Pai!


Fanfic / Fanfiction Love... - Capítulo 10 - Pai!

POV Autora

De certa forma, nossos queridos protagonistas tiveram esperanças de que Jeremiah fosse realmente "devolvido". Tanto que, estavam reunidos no apartamento de Alex; Maggie, Kara, Lena, Eliza, J'onn e é claro, Alex. Eliza havia chegado esta manhã, já que J'onn havia ligado para ela e contado. E, claro que as irmãs Danvers haviam aproveitado para 'apresentar' suas namoradas para ela, que teve a melhor reação possível. Sim, ela já sabia que as filhas estavam namorando mulheres, mas ela não havia realmente conhecido elas ainda.

Tanto que Eliza abraçou Maggie e Lena várias vezes, e quis começar a contar histórias da infância de Alex e Kara, que a impediram a tempo.

— Hey, eu queria ouvir o que sua mãe tinha a contar... — Maggie diz se sentando no lado de Alex.

— Certeza? Provavelmente ela só vai contar as histórias constrangedoras. — Ela responde fazendo bico, o que faz a detetive rir.

— Não importa, eu quero conhecer todos os seus lados e toda sua história.

— E vai, mas hoje acho melhor não.

— Tem razão, outro dia então eu pergunto para a Eliza. — Alex assente, sorri e lhe dá um selinho.

Do outro lado da sala Eliza e J'onn conversam trivialidades, tentando diminuir a ansiedade um do outro e de si próprios.

— Eu realmente gostei dessas meninas, J'onn, eu tenho que confessar que de qualquer forma eu já sabia que minhas filhas eram do lado colorido da força. — A loira fala para o marciano, que sorri e responde.

— Olha Eliza, eu gosto bastante da Lena e da Maggie, elas são pessoas muito boas e eu vi uma mudança na Kara e na Alex, elas estão mais felizes, estão com aquele olhar de quem está amando.

— Eu fico tão feliz com isso... Queria tanto que Jeremiah pudesse ver as mulheres incríveis que nossas filhas se tornaram e como souberam escolher suas companheiras bem.

— Você acha que irá durar a vida toda?

— Não faço ideia, mas o que eu quero de verdade é que elas estejam felizes com quem escolherem J'onn, só isso já é o bastante.

— Concordo, e confesso que meio que adotei Alex e Kara, sabe Eliza, elas são como filhas para mim.

— E você é como um pai para nós, J'onn. — Kara grita de onde estava com Lena.

— É feio ficar ouvindo a conversa dos outros, sabia?

— No meu caso é meio impossível não ouvir, eu ouço até o que não quero. — Se lembra do dia em que Mon-El e a secretária de James... Melhor nem lembrar né, vamos voltar ao assunto principal.

Kara olha Lena que estava em roupas casuais, algo que já era normal para Kara, mas para os outros nem tanto, eles estavam acostumados com aquela Lena imponente sempre em trajes sociais (Na opinião de Kara e da autora também, trajes sociais são muito sexys, ainda mais em Lena [N/A: Não contém pra Kara se não ela me mata daí o capítulo que já demora, desculpem por isso, não vem nunca]). Mas Lena afinal tem um ar imponente, até mesmo quando está extremamente fofa com pijama de unicórnio ela é imponente, é algo próprio dela.

Lena abraça Kara e diz.

— Mas é só você se concentrar em uma única coisa que você não ouve o resto. — Sugere.

— Essa é uma boa ideia, mas vamos voltar a falar sobre seu ex-namorado. Ele realmente te convidou para jantar?

— Sim, e óbvio que eu não aceitei.

— Por quê?

— Porque eu tenho uma namorada maravilhosa que merece a minha total atenção.

— É? — Kara pergunta abraçando a cintura de Lena.

— Aham.. — Lena se aproxima da loira e lhe dá um selinho suave.

A cena estava sendo observada por Eliza que estava feliz de uma forma que mal podia se conter. Ela olha para Alex e Maggie, as duas conversando sorrindo, felizes, Lena e Kara com olhares tão apaixonados que era impossível não perceber. Seu coração se aquece por ver as filhas felizes daquela forma, com pessoas incríveis, que não haviam dúvidas que as amavam. Porém, a atenção de todos é tomada quando se ouve um barulho brusco na porta, como se alguém tivesse sido arremessado contra a mesma. J'onn olha Kara rapidamente que com sua visão de raio X pode reconhecer a figura, que apesar de um tanto diferente era a mesma pessoa que lhe acolheu quando pequena. A mulher corre para a porta e a abre sem nem pensar em nada, dando de cara com Jeremiah jogado no chão, extremamente mal tratado, com a barba enorme e cabelos que lhe cobriam o rosto. Que apesar de estar coberto pelo cabelo e barba, estava visivelmente sujo, suas roupas estavam amassadas e era perceptível que o homem não tomava banho a um bom tempo. Uma fina linha de sangue escorria por seu rosto, devido ter sido jogado.

Kara carrega Jeremiah para dentro do apartamento, logo atraindo a atenção de todos, ela já tinha lágrimas nos olhos, assim como os demais.

— Coloque-o no sofá, Kara. — Eliza diz, já não contendo as lágrimas. A Danvers mais nova coloca o homem no sofá e o ajeita de forma confortável. — Meu Deus... — Eliza se aproxima, soluçando, e Kara a abraça, também chorando, Alex se aproxima delas, sem segurar as lágrimas. As três abraçadas choraram.

A Luthor e a Sawyer se aproximaram de J'onn, que segurava com fervor suas lágrimas. O marciano e Jeremiah tinham uma amizade muito forte antes que ele fosse sequestrado.

— Tudo bem chorar, J'onn, ninguém vai te julgar por isso. — Lena diz para ele, que não se conte e soluça alto.

— Venham aqui. — Eliza chama os três para o abraço, todos se apoiando em um momento difícil como aquele.

Menos de cinco minutos depois, separam o abraço e olham para o homem ainda desacordado no sofá.

— Okay, o papai precisa de um banho, roupas novas, aparar a barba e o cabelo, e também preciso ver esse corte. — Alex diz.

— Eu e Lena vamos comprar uma máquina de aparar, e as roupas. — Kara diz.

— Eu pego o kit de emergências. — Maggie diz.

— Eu dou banho nele. — J'onn fala.

— Eu vou fazer uma comida bem deliciosa, porque certamente Jeremiah vai acordar com fome.

E cada um foi fazer o que lhe foi dito para fazer. Eliza preparou um almoço que até o andar abaixo conseguia sentir o cheiro. Maggie teve de ir até a farmácia próxima dali para comprar algumas coisas que faltavam no kit. J'onn deu um banho demorado em Jeremiah, para tirar toda a sujeira, que estava em todo lugar. Lena e Kara compraram algumas roupas para o homem e o aparador. Voltaram logo para o apartamento. J'onn secou e vestiu Jeremiah. Maggie aparou a barba do homem e cortou seu cabelo primeiramente com uma tesoura para tirar o volume, e logo para ajeitar com o aparelho. Kara ajudou Eliza a terminar o almoço, enquanto Lena ajudava Alex a preparar o que precisaria para estancar o ferimento que era maior do que aparentava, e também precisaria passar algo nas mãos do homem, que estavam bem machucadas. J'onn chamou Alex para ir ver os ferimentos, os quais ele e Lena a ajudaram a desinfetar e tampar. Enquanto Maggie e Kara punham a mesa para ajudar Eliza.

Não demorou muito tempo e Jeremiah finalmente acordou. Tudo que ele viu foram Hank, uma moça loira, Eliza, e três moças morenas. Não entendia o sentido daquilo, não sabiam quem eram aquelas mulheres, queria saber porque Hank estava ali e queria saber onde estavam suas filhas. Parecia rude em sua cabeça, mas Eliza parecia um tanto mais velha, assim como o Henshaw.

— Pai? — Alex disse, não que Jeremiah soubesse que era Alex.

— O que...? Ond... Onde eu estou? Quem são vocês quatro? Eliza, amor, quem são essas meninas e o que Henshaw está fazendo aqui? Eu desmaiei ou algo do tipo?

E então se deram conta de que Jeremiah não se lembrava de absolutamente nada.

— Querido... — Eliza senta-se ao seu lado e começa. Então ele coloca a mão na cabeça, por conta de uma latejada forte que havia sentido, logo percebe estar com a testa coberta por uma gaze. E suas mãos por esparadrapos. As mãos latejavam, assim como a testa, a visão do homem fica um tanto embaçada e ele precisa se apoiar na cama em que estava.

— Que dor de cabeça... Onde estão Alex e Kara? Que horas são? Elas já chegaram da escola?

— Não meu bem, na verdade Alex e Kara já se formaram até na faculdade, nossas filhas estão aqui, querido. — Ela aponta as duas. — E este não é o Hank Henshaw, é o J'onn, ele agora é diretor do DOE, Alex trabalha como agente no DOE e Kara como jornalista na CatCo Worldwide, e também como Supergirl em toda National City.

— Espera... É muita coisa pra processar... — A cabeça do homem lateja mais forte. — E-eu preciso de um remédio para dor, minha cabeça não está me ajudando a pensar de tanto que dói.

— Eu pego para o senhor. — Maggie diz, saindo do quarto e indo pegar um comprimido de Tylenol e um copo de água, volta e entrega a Jeremiah.

— Obrigado. — Ele põe o comprimido na boca e bebe toda a água. — Eliza, é algum tipo de brincadeira? Kara só tem doze anos e Alex quinze. É impossível que estejam formadas!

— Jeremiah, amor, me deixe te explicar como é possível, fique com a mente aberta, okay? — o homem assente. — As lembranças que você tem, são coisas que acontecem à mais de dez anos. Você foi sequestrado por uma corporação chamada Cadmus — Nesse momento Lena abaixa o olhar, constrangida por saber o tanto que sua mãe e seu irmão haviam feito a família de sua namorada sofrer, Kara segura a mão de Lena e encosta a cabeça em seu ombro. — você ficou por muito tempo em cativeiro, nós procuramos por você loucamente. O DOE procurou, nós, a polícia, tentamos de tudo para te encontrar. Por anos. Até que, diminuímos o ritmo, e seguimos com as nossas vidas da melhor forma que foi possível. Alex terminou o colegial e foi para a faculdade, alguns anos depois Kara também foi para a faculdade. Eu continuei com algumas pesquisas. Até que um dia, Alex iria viajar, porém o avião dela estava caindo por algum motivo, e Kara vendo a situação, teve que revelar seus poderes para o mundo, se tornando a Supergirl. Muitas coisas aconteceram. Até que acabamos recebendo pistas de onde você estava. Não conseguimos realmente encontrar você, mas então Lex resolveu que iria nos ajudar, apesar de você estar mais machucado do que era esperado. Lex cumpriu com o que disse. Só não esperávamos que você tivesse sua memória apagada.

— Espere, você diz Lex Luthor?

— Sim.

— Ele se converteu para nosso lado ou algo assim?

— Meu irmão está tentando se tornar uma pessoa melhor, Dr. Danvers. — Lena se pronuncia.

— Você é Lena Luthor? Irmã do Lex e filha de Lionel e Lillian?

— Sim.

— Oh... — Ele pensava o que diabos ela fazia ali, não tendo ideia de que lado estava, mas pensando que talvez ela fosse como todos os outros Luthor's.

— Relaxe Jeremiah, Lena é diferente dos outros.

— É verdade pai, Lena é uma pessoa muito boa. — Kara diz, ainda estava com a cabeça apoiada no ombro da namorada.

— Uma pessoa boa de verdade pai, ela já até salvou a vida de Kara. — Alex diz.

— Eu vou conhecer, e reconhecer vocês novamente para depois formar alguma opinião, isto está sendo louco demais para que eu forme opinião agora.

— Faz bem, querido.

— Bem, já sei que você é a minha pequena Kara. — Jeremiah diz para a mulher, que vai até o pai e o abraça. — Sei que você é minha genial Alex. — Ela também vai abraçar o pai. — Vocês cresceram tanto. E eu não pude acompanhar isso, não pude ver suas vitórias nem suas derrotas. Não pude ver vocês se apaixonarem, não vi vocês se formarem. — O homem já tinha os olhos marejados, assim como as filhas e Eliza, a qual ele olha. — Eu não pude te ajudar a criar nossas filhas, Eliza.

— Isso não é, não foi e nunca será culpa sua J, não é culpa de ninguém. Não dava para saber que isso ia acontecer. — A mulher vai até os três e os abraça. — Vamos almoçar. Ainda temos muito o que conversar e você deve estar com fome.

— Ah, com certeza estou ainda mais sentindo o cheiro maravilhoso da sua comida! — Todos riem concordando com ele. Levantam-se e Jeremiah resolve perguntar. — Eu já sei que essa moça é Lena Luthor, mas quem é essa outra moça e o que as duas fazem aqui? Desculpem se estou sendo rude perguntando dessa forma.

— Tudo bem, senhor. — Maggie diz. — Eu sou Maggie Sawyer.

— Maggie é minha namorada, pai. — Alex comenta, esperando a reação do homem.

— E Lena é a minha. — Kara diz, indo para o lado da mulher de olhos verdes.

Jeremiah pisca algumas vezes, pensando um pouco. O que já estava fazendo todos, exceto J'onn, ficarem nervosos. J'onn só sorria ouvindo os pensamentos do homem que o olhou e disse.

— Pare de ler meus pensamentos J'onn, esse é um ato rude! — Fala brincando, o marciano se limita a somente rir. — E, moças, bem vindas à família Danvers! — Ele sorri, abraçando Eliza que também sorria. — Filhas, fico feliz que tenham me contado logo de cara, mesmo que tenham tido receio. Só quero que saibam que eu amo vocês independente de quem vocês escolherem para passar a vida ao lado. Vocês sempre seram minhas filhas e eu sempre vou amar vocês. — Kara e Alex se olham, olham suas namoradas e voltam a olhar o pai, sorrindo. — Eu tenho que confessar que eu já tinha certas suspeitas sobre isso, desde que vocês eram pequenas eu já sabia.

— Você também? E porque nunca conversou sobre isso comigo? — Eliza pergunta.

— Eu queria ter falado com elas primeiro.

— Espera, como assim? — Kara pergunta franzindo franzindo a testa.

— Vocês já sabiam? Mas como? — Alex pergunta.

— Pais sempre sabem coisas assim. — Eliza e Jeremiah dizem juntos.

— Ah, claro. — Kara fala, segurando a mão de Lena. — Agora, podemos comer por favor?


Notas Finais


Inicialmente a ideia era um draminha básico, tipo, o Jeremiah pirar e tals, mas daí pensei, mas é melhor deixar o capítulo leve pq eu não quero que pessoas fiquem mal, quero que os leitores sejam felizes, claro que infelizmente vai ter momentos que irão sofrer um pouco né, mas isso pode ser mais pra frente... Então foi isso, prometo tentar fazer um capítulo melhor e maior na próxima vez...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...