História Love and Hate - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7, HyunA
Personagens BamBam, HyunA, Jackson, JB, JR, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Tags Amor, Bambam, Got7, Hyuna, Jackson, Jinyoung, Ódio, Romance
Exibições 36
Palavras 861
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oii Amoresss
Tá aí mais um capítulo para vocês.
Espero que goxtem!
Boa leitura!



~Anne

Capítulo 3 - Provocações


Fanfic / Fanfiction Love and Hate - Capítulo 3 - Provocações

 Eu estava em cima de Bambam, não conseguia expressar reação alguma, a não ser de como me encontrava espantada.  Aquilo foi tão rápido que quando vi, eu estava sobre o seu corpo. Eu estava tão próxima a ele, que podia sentir sua respiração quente contra o meu rosto. Me perco em seu olhar penetrante, aqueles olhos negros me encantavam de uma forma tentadora. Eis que um ser abre a porta do quarto, assustada outra vez dou pulo e mais que depressa saio de cima de Bambam.

 -O que está acontecendo aqui? - era Hyuna e os meninos - Ouvimos alguns gritos, mas parece que você não está correndo perigo. - diz ela sorrindo.

-Não está acontecendo nada - digo ajeitando minha roupa.

-Não é o que parece - disse Jackson e todos riem, menos eu que não estava achando graça em nada.

-Muito engraçado senhor Jackson, mas acontece que... - alguém me interrompe quando vou contar toda a verdade.

-Acontece que eu sou irresistível e ela não aguentou ver uma delicinha de pessoa em sua cama. - Bambam não perdia a oportunidade de ficar calado.

-O que? Mas foi... Foi vc... - eu estava com tanta raiva que não consegui completar uma frase sequer.

Saio daquele quarto pisando duro, como ele tinha a audácia de mentir pra todos com a maior cara de pau? E por incrível que pareça todos pareciam acreditar naquela historinha de quinta. Fui para o jardim e me deito sobre a grama, precisava tomar um ar.

Depois de algum tempo sozinha, alguém deita ao meu lado, era Hyuna.

- Ainda está nervosa? - ela pergunta relutando para não rir.

- Aquele garoto me tira do sério! E aquilo que ele disse lá no quarto é tudo mentira! - me viro para conversar com ela.

- É, ele desmentiu tudo.

- Que bom, porque do jeito que ele falou parecia que eu sou uma tarada! - digo isso e provoco risos em Hyuna.

- Mas uma coisa você vai ter concordar, ele é um gatinho.

- Não vou mentir, ele é. - nos entreolhamos com um sorrisinho malicioso.

- Ele mexe contigo, né?

-Não, na verdade eu odeio aquele garoto irritante! Ele é tão... Tão.. - não conseguia achar nenhum adjetivo para ele. Só conseguia pensar nos nossos corpos colados, em seu olhar perspicaz, em seu rosto angelical e a vontade de beija-lo.

-Você tá gostando dele! - ela se levanta e começa a gritar.

- Cala a boca Hyuna! - também me levanto e tapei sua boca com minha mão. - Como posso gostar de alguém que odeio?

-Não falam que o amor e ódio andam juntos querida! - diz ela retirando minha mão do seu rosto. - E eles só vão embora amanhã de manhã, então você tem pouco tempo com o seu Bambam. Então aproveita linda.

Mostro língua pra ela e fomos pra dentro. Estava na hora do jantar e vinha um cheiro delicioso da cozinha. Jinyoung estava cozinhando.

- Olha Hyuna como ele é um homem pra casar. Sabe até cozinhar! - digo isso e ele fica sem graça. Como ficava fofo daquele jeito.

Sentamos todos na sala, pois era tanta gente naquela casa que não cabia na mesa de jantar. Eu estava ao lado de JinYoung e às vezes via Bambam me olhar, parecia estar com ciúmes.  Então decidi jogar o joguinho dele, se ele queria me provocar com aquele episódio de mais cedo, ele conseguiu. Mas eu também sei provocar.

- Jinyoung estava tudo maravilhoso! - digo olhando pra ele.

- A-ah o-obrigado. - ele estava realmente vermelho.

- Além de um excelente cozinheiro também é muito fofo - aperto suas bochechas e vejo Bambam dar olhar fatal para mim.

Depois de muito conversarmos e muita provocação minha para Bambam. JB propôs de assistirmos um filme. Todos adoraram a ideia e fomos ajeitar tudo.

- Acho que não tem pipoca. - diz Hyuna, eu sabia que tinha pipoca no armário da cozinha, mas fiquei quieta - Duda vai lá comprar.

- Eu? Mas tem... - só me faltava essa, eu teria que sair à noite para comprar miseras pipocas.

-Você sim e por favor Bambam, será que você poderia ir junto com ela? - Eu queria matar ela, por que tinha que ser o Bambam para me acompanhar?

- Você tá ferrada! - digo enquanto eu e Bambam estávamos saindo.

Estava um silêncio total pelo caminho, não havia ninguém na rua. Não trocávamos uma palavra sequer, só se ouvia o som de nossos passos. Mas tudo se torna frenético quando Bambam me prensa na parede.

-O que pensa que está fazendo? - o nervosismo toma conta, ele estava tão perto de mim novamente. Aquilo fazia meu coração disparar, comecei a sentir um frio na barriga.

- Olha aqui Eduarda, eu não sei o que você fez comigo. Mas desde a primeira vez que eu te vi, me encantei por você. Tentei não gostar de você, mas parece impossível. Toda vez que te olho tenho vontade de te agarrar, de te beijar - dizendo isto ele se aproxima do meu rosto, pensei que ele fosse me beijar, mas ele só estava me provocando.

 

 


Notas Finais


Bambam beija logo essa menina, plmds!
Até o próximo capítulo!
Bye bye
Bjão



~Anne


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...