História Love And Hate ( VHOPE ) - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Vhope
Visualizações 51
Palavras 2.559
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiê fofuxos..
Demorei?
Nem respondam, sei que sim... Kkkkk
Desculpa mesmo. Estava lotada de trabalhos e provas além de alguns probleminhas pessoais.. em função disso pensei várias vezes se continuava ou não, não posso negar que pensei em excluir de uma vez porém voltei atrás.
Escrever realmente me deixa melhor, saber que tem pessoas lendo é melhor ainda.
Bom acho que não vieram aqui pra ler desabafos chatos né kkkkk bora logo pra história ...
Espero que estejam gostando de ler assim como eu estou gostando de escrever ...
Peço desculpas antecipadamente já que o capítulo não irá sair um dos melhores, ainda estou com alguns probleminhas... Beijocas meus pequenos anjos

Capítulo 8 - Medo


Acordei com uma tremenda dor de cabeça então acabei ficando de olhos fechados mesmo na esperança que essa dor passe logo. Me mexi um pouco na cama e senti braços em minha cintura, sorri abertamente por saber que lia estava ali, estava com saudades de dormir assim com minha pequena.

Ainda de olhos fechados resolvi fazer como fazemos todas as vezes que dormimos juntos e um acorda primeiro, me virei ainda de olhos fechados e selei os lábios da menor em um selinho rápido porém ao invés de uma seção de beliscos e cócegas como toda manhã,recebi um gemido rouco da pessoa ali presente.

- sabe, amo acordar assim. É tão bom.~ uma voz rouca e bem mais grossa que a voz de minha pequena ecoou pelo quarto. Arregalei os olhos e em um movimento desesperado para sair do lado daquele que me encarava risonho acabei caindo da cama. Pensei estar sonhando, no entanto o garoto que ainda permanecia sentado na cama sorriu e me olhou dos pés a cabeça, corei violentamente ao ver que assim como ele eu mantinha apenas uma cueca em meu corpo.

- o que aconteceu? Por que estamos.... Espera o que fizemos? Por que estamos dessa maneira? Cadê aquela vagabunda da lia? ~ disparei as perguntas e hoseok sorriu ladino.

- não se lembra de nada? O que me disse, nada mesmo?~ ele perguntou desviando brevemente o olhar.

- não. Apenas me lembro de beber um pouco, o que eu disse? ~perguntei confuso. Realmente existia uma pequena lacuna em minha mente depois que bebi aquela garrafa, o que me lembro vem apenas como alguns pequenos flashbacks. 

- um pouco taehyung? Se aquilo foi apenas um pouco imagina o muito. Você bebeu bem mais que o necessário, acabei te trazendo pro quarto e como parecia desconfortável tirei sua roupa. Não se preocupe, não fiz nada com você. Agora só me responde uma coisa?. Você não lembra de nada que falou pra mim ou o que eu disse pra você?~ seu olhar era preocupado. Céus o que eu disse?

-ja disse que não me lembro, e aproposito cadê a lia em?~ perguntei olhando ao redor procurando minhas roupas com o olhar as achando dobradas sobre a cômoda.

- fomos no seu quarto  ontem e meio que a encontramos em um momento bem íntimo com outra garota.~ ele disse e no mesmo instante a imagem de ontem no meu quarto me veio a mente, acabei sorrindo brevemente e ele me olhou ainda mais confuso.

- aquela vaca. Espero que ela tenha trocado os lençóis .~ acabei rindo e hoseok sorriu também, e Caralho que sorriso lindo esse garoto tem.

- pelo que vejo vocês não tem um relacionamento como pensei que tivessem.~ ele desviou o olhar e pareceu pensar um pouco.

- não compreendo o porquê anda tentando deduzir coisas sobre mim.~ falei firme e ele abaixou brevemente a cabeça.

- olha sei que desde quando cheguei aqui venho te tratando mau. Sei que também te julguei mal. Desculpa. ~ ele falou ainda de cabeça baixa sem me encarar diretamente.

- ok não precisa fingir que se sente mau pelo que fez comigo. Não sei o que te disse ontem porém peço que não tente ser alguém que não é. Ficou bem claro desde quando chegou nessa casa que não gosta de mim. ~ falei me vestindo e novamente o vi abaixar o olhar brevemente.

- se não se lembra o que me disse provavelmente não se lembrará do que eu lhe disse. ~ o garoto disse em um sussurro no entanto o ouvi.

- o que me disse?~ perguntei o encarando e ele permaneceu de cabeça baixa.

- olha taehyung, quando se lembrar o que me disse, te direi o que eu te disse. Por agora só quero te pedir desculpas pelo modo que te tratei, afinal iremos passar uns dias só nos dois nessa casa e não quero brigar com você. ~ o garoto me encarou, parecia realmente sincero no que dizia.

- Realmente, não podemos passar todos esses dias como cão e gato. "Ainda mais com você".~ a última parte eu disse em um sussurro, queria ter coragem de dizer a ele o que realmente sinto, porém sei que não será possível dizer tal coisa já que obviamente levarei um belo de um fora e não estou afim de sofrer novamente.

- o que disse? ~ hoseok me encarava com o cenho franzido e cá entre nós, até sério esse garoto consegue ser uma perdição de pessoa.

- nada, eu disse que vou no meu quarto ver se lia foi em bora. ~ eu disse forçando um sorriso e ele permaneceu quieto por alguns segundos.

- olha quando lembrar o que me disse não se esqueça, quero lhe dizer o que te disse, no entanto preciso que saiba o porquê eu disse ok. ~ ele disse assim que toquei a maçaneta da porta para abri-la  e apenas a afirmei com a cabeça antes de deixar seu quarto.

Fui ao meu quarto totalmente aerio, as palavras de hoseok rodavam em minha mente. Espero não ter pisado na bola com ele, não costumo beber tanto, muito menos acho certo beber de tal maneira para fugir dos problemas até porque não adianta e seus problemas sempre voltam no dia seguinte.

 Ao adentrar meu quarto vi Lia deitada/esparramada na cama de bruços ainda sem roupa com um fino lençol cobrindo apenas da cintura pra baixo, sorri brevemente com a cena e me aproximei, me sentei ao seu lado e a mesma não moveu um músculo se quer então resolvi acorda-la como sempre fizemos porém dessa vez tenho certeza que é a pessoa certa. 

Dei um breve selar em seus lábios e a vi sorrir ainda de olhos fechados e em um movimento rápido minha menina estava por cima de mim com uma perna de cada lado de meu corpo, a vi sorrir largamente antes de iniciar uma cessão de cócegas. A garota sabia exatamente onde tocar para me desestabilizar, meus pontos fracos, quase sem forças após rir bastante usei o pouco de força que me restava e a joguei pro lado, assim como ela eu sei exatamente os pontos fracos de minha pequena e a ataquei com suas próprias armas, ou seja, fazendo cócegas. Minha pequena se contorcia enquanto ria escandalosamente por baixo de mim.

- P.para p-p-por favor tae. E-eu faço o que quiser , PARAA. ~ minha pequena gritava e esperneava então parei e me deitei ao lado dela

- sabe estava com tanta saudades desse sorriso minha pequena.~ eu disse a encarando enquanto a mesma se deitada de lado me fitando.

- e eu estava com saudades de acordar assim com você amor. ~ ela disse dando um sorriso lindo 

- por falar em acordar, como foi a noite com aquela gatinha em sua safada?~ perguntei a vendo sorrir sapeca com minhas palavras.

- foi ótima taetae, ela tem mãos maravilhosas. E o que dizer daquela boquinha em? Hmm Te leva ao céu em segundos. E a sua em? Com o senhor bonitão.~ ela sorria a cada palavra

- não me lembro de nada Lis. Acordei hoje de manhã e a única coisa que consegui lembrar foi de ter te visto na minha cama com sua garota e só consegui lembrar após hoseok ter me dito. Sabe pelo que ele me disse eu falei algo pra ele, não sei o que e nem consigo lembrar só sei que foi algo que o fez mudar um pouco seu comportamento eu acho afinal ele pediu desculpas. ~ disse me deitando novamente de barriga pra cima

- ele te pediu desculpas? Olha quando você entrou no quarto com ele tu estava falando tudo o que "pensava" bom ou quase, até por que acho que nem estava pensando direito. Ele te deu alguma pista para que se lembre o que tu disse?~  lia disse ainda me encarando fixamente.

- ele perguntou se eu lembrava do que eu disse e o que ele disse. Falei a ele que não me lembrava e queria saber o que ele me disse ontem porém só o que ele fez foi dizer que quando eu me lembrasse o que eu havia dito ele iria me dizer o que me disse, até por que, como ele disse só iria fazer sentido o que ele disse quando me lembrasse o que eu havia dito primeiro. ~ a encarei novamente e seu semblante era de completa dúvida.

- olha amor. Pensa um pouco, você conseguiu se lembrar do momento constrangedor aqui em meu quarto certo? Então tente pensar em quando saiu daqui. Saiu praticamente arrastado por hoseok que não queria mais deixar você beber. Pensa na parte em que entraram no quarto dele, apenas tente . 

Após lia dizer tais palavras me permiti fechar os olhos e pensar, tentei realmente voltar aquele momento em meu quarto, me lembro de ter entrado, visto, falado com lia e logo após sair carregado por hoseok. Aos poucos pequenos flashes rodaram em minha mente, lembrei de cada palavra que havia dito a hoseok porém não consegui lembrar o que ele havia me dito pois dormi antes.

- lia eu me lembrei. ~ falei em um fio de voz para a menor que me olhou sorrindo.

- hmm pelo tom de voz tu fez besteira né? ~ a garota só sabia rir da minha cara.

- lia eu disse que gosto dele. Ainda praticamente o chamei de cego por não ver que gosto dele. Aish fiz uma grande merda. ~ falei colocando as mãos sobre o rosto sentindo minhas bochechas esquentarem em um misto de raiva e vergonha.

- olha tae, calma tá bom? Tenha calma. Ele disse que havia te dito algo certo? Quem sabe não tenha sido algo bom? Você é lindo e perfeito, um ótimo irmão e definitivamente uma pessoa incrível. Talvez ele tenha dito que te ama ~ a garota sugeriu sorridente e a encarei novamente.

- você está completamente louca pequena. Ele nunca olharia pra mim, como yoongi mesmo disse ontem, sou um simples empregado e ele meu chefe. Por mais que eu sinta algo por ele isso nunca daria certo. ~ falei um pouco triste.

- não tire conclusões precipitadas taehyung. Yoongi foi um tolo por não ter lhe dado valor, nem todos são como ele. Você não sabe a resposta de hoseok então não sabe o que ele tem a dizer sobre isso. ~ ela disse brava 

- eu sei Lis, eu sei. Ele disse que quando eu me lembrasse do que eu havia dito era para ir até ele que ele iria me dizer o que ele havia dito. ~ falei a vendo fazer um pequeno bico nos lábios.

- tá. Agora pode me dizer o que está esperando? Vá até ele taehyung, agarra o bofe pela nuca e lasque aquele beijo gostoso meu príncipe. ~ a menor disse sorrindo enquanto me empurrava pra fora da cama.

- não Lis. Não vou levar um fora, prefiro não saber. ~ falei cruzando os braços já de pé ao lado da cama.

- pensa bem tae. O não você já tem, não custa nada ir a procura do sim né? Aliás nem sabemos mesmo se já tem o não. Talvez já tenha até mesmo o sim e nem sequer sabe disso.~ falou brava enquanto também se levantava da cama e recolhia suas roupas jogadas ao chão e vestia peça por peça.

- não Lis. Prefiro o benefício da dúvida.~ sorri forçado recebendo um olhar reprovador da menor a minha frente.

- olha taehyung você vai sim falar com ele. É melhor chorar por um não do que sofrer pro resto da vida com uma dúvida amarga nesse seu coraçãozinho mole. ~ a minha pequena disse cruzando os braços, sua carinha emburrada e bochechas infladas davam a ela um ar de criança mimada, aquelas que ficam uma gracinha com a cara emburrada e da vontade de esmagar.

- aish. Tá bom Lis, sei que se não aceitar irá me encher o saco ou até mesmo me prender em um quarto qualquer com o mesmo para conversarmos. ~ falei um pouco bravo também. Porém sei que ela realmente faria isso é somente nos deixaria sair do quarto após lavarmos toda roupa suja.

- huumm bom menino. Olha amor tenho que ir, omma está em casa praticamente sozinha e sabe tanto quanto eu que ela não pode ficar sozinha. ~ assenti cabisbaixo, não queria que ela fosse porém sei que mamãe não pode ficar muito tempo sozinha.

- ok amor. Te levo até a porta. ~ sorri para a mesma que retribuiu lindamente.

Descemos as escadas e nos deparamos com uma casa completamente desarrumada, céus aquele lugar estava um completo caus. Haviam copos e garrafas vazias por toda casa. Fomos até a porta e ao abri-la dei graças a Deus por estar imundo somente dentro de casa.

- olha tae. Eu vou mas espero você em breve lá em casa ok. ~ minha pequena disse sorrindo e me permiti sorrir também.

- ok minha linda. Irei o quanto antes tá bom ? ~ falei é a mesma assentiu.

- a não se esqueça. Assim que eu sair quero que vá direto ao hoseok e diga que se lembrou de tudo, diga a ele que lembra de cada palavra que disse a ele e confirme ser verdade ok, até por que você e eu sabemos que é realmente verdade tudo o que disse. Você precisa de uma resposta Amor, se ele falou que te disse algo pergunte a ele o que foi. Não vai amarelar em. ~ minha pequena ficou na ponta dos pés selando rapidamente nossos lábios.

Sei que lia está certa, sei também que não posso fugir do garoto pois seremos apenas eu e ele nessa casa até seus pais voltarem. Se estou curioso para saber o que ele me disse? Sim, é claro que sim. No entanto tenho medo, muito medo da resposta que posso receber. Fiquei na porta até ver o carro de lia partindo, sorri abertamente para a menina que fazia um coração com os dedos em minha direção e correspondi seu ato. Iria fechar a porta, porém uma voz grossa me fez paralisar antes mesmo de fecha-la e olhar para trás.

- então quer dizer que se lembrou de tudo taetae? ~ me virei lentamente encarando o mais velho ali presente. Este que tinha um belo sorriso em seus lábios.

- s-sim. E-eu iria falar com você. ~ sério agora estou achando realmente que o mundo está contra mim, sempre gaguejo nas piores horas.

- que bom. Venha, vamos conversar em meu quarto. ~ o garoto sorria lindamente. Céus por que tem que ser tão lindo? 

Seguimos em silêncio até seu quarto, hoseok fechou a porta assim que passamos e nos sentamos um de frente para o outro em sua cama. Meu coração batia tão rápido que por alguns instantes pensei que fosse atravessar meu peito, os sons de cada batida do mesmo estavam altos o bastante para o maior ali presente ouvir. Hoseok mais uma vez sorriu lindamente e me encarou, porém seus olhos estavam diferentes, nunca havia visto seus olhos daquela maneira, sempre os via um pouco vazios ou até mesmo com um certo ar de arrogância, no entanto dessa vez havia algo a mais.

- agora pode me dizer o que havia me dito hoseok? ~ estava gritando por dentro pela primeira vez ter conseguido falar algo de primeira sem gaguejar. 

Não posso negar, qualquer um que olhasse diretamente em meus olhos agora veria o medo que estou sentindo das palavras que podem vir de hoseok


- sim tae. Vou lhe dizer . 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...