História Love and Lies - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~jeon_bibs

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Suga, Taegi, Taehyung, Vsuga, Yaoi, Yoongi
Visualizações 72
Palavras 982
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi amores ❤
O capítulo está um mais sério hoje, quase nenhum humor, só no finalzinho rsrsrs.
A maior parte do mesmo está em modo flashback. Tudo que estiver em itálico é o flashback, ok?
Eu espero que vocês gostem!
Boa leitura 💞
~Bela 🐣

Capítulo 2 - II


  Era o último ano da minha faculdade, eu iria me formar em administração, eu namorava Park Jimin, um estudante de psiquiatria, éramos apaixonados um pelo outro vivíamos grudados, até que minha faculdade chegara ao fim e eu não quis continuar morando na casa de meus pais. Então fui morar com meu amigo Taehyung também estudante de administração, esse já possuía casa e trabalho, me ofereceu moradia e aceitei. Tive que me distanciar de Jimin pois a casa era do outro lado da cidade e ele ainda fazia faculdade, doeu muito por muito tempo. Taehyung era maravilhoso e fez com que minha dor se curasse rapidamente assim como fez apaixonar pela sua presença no mesmo período de tempo. Eu virei dependente de seu amor. 

Passaram-se dois anos, Taehyung e eu estávamos mais próximos do que nunca. Meu namorado estava em Daegu para ver seus pais, seus planos eram ficar duas semanas, mas sua mãe ficou doente então não tinha previsão de quanto tempo ficaria cuidando de minha sogrinha. 

 Até que ele apareceu. 

“Ji-jimin?” 

“Hyung?” — estávamos estáticos, tanto tempo sem se ver, e agora, tão de repente ele estava na minha porta com uma mochila e aquelas roupas descoladas que eu tanto gostava, um rosto assustado porém feliz. Não sei bem qual era minha expressão, mas provavelmente seria de espanto. “oque está fazendo aqui…?” — indagou com um sorriso sútil em seu lindo rosto.

“Eu moro, a-aqui...”

“Na casa do Kim?” — indagou confuso. 

“Entra, Jimin.” — Me afastei dando espaço para que ele passasse, e assim fez. Nesse curto tempo que ele passara eu pude sentir seu perfume, o mesmo que eu usava na época de faculdade. “Você está usando aquele perfume... ” — soltei sem querer. O perfume que eu me referia era o meu favorito na faculdade. “Ãhnn...” 

Ele sorriu, um daqueles sorrisos que eu tanto amava. “Invictus. Ainda usa? Eu adoro esse perfume porquê você o usava, quando eu acordava seu perfume estava lá, mesmo que sua presença não.” — Jogou sua mochila em qualquer lugar da sala e sentou-se no sofá, deu leves batidinhas no assento ao seu lado para que eu me sentasse também. “Vem, vamos conversar. Eu estava com tanta saudades, queria vê-lo novamente, te tocar, te beijar... ” — Ele me deu um selinho. 

“Ji-jimin... Eu tenho namorado...” — Me afastei. Seu sorriso morreu junto com minha voz assim que seus olhos marejaram. 

“C-como assim...? Q-quem...?” — Seus olhos pequenos estavam prontos para ceder e chorar ali mesmo. 

“Kim Taehyung.” — Acho que fui frio demais, seus olhos vazaram, meu coração se cortou. Eu o abracei, só percebi o ato quando minha camiseta estava molhando-se com as lágrimas incessantes de Jimin. 

“H-hyung... Você prometeu... Q-que íamos ficar j-juntos, hyung, v-você prometeu.” — falava ainda embargado com o choro.

“Eu seu Jimin... Eu prometi, e fui idiota por não cumprir, mas... As pessoas têm sentimentos com outras pessoas.” — Fiz um sereno cafuné em seus cabelos pretos enquanto sentia o cheirinho de café que se desprendia do mesmo. 

“Vo-você ama ele?” — Perguntou temeroso. 

“Amo, Jimin, amo muito.” — Não medi minhas palavras, me arrependi ao sentir Jimin afundar no meu pescoço e voltar a chorar, lágrimas e mais lágrimas, soluços altos ecoavam pela sala. 

“Ama mais do que me amou?” — perguntou afobado.

“Ah Jimin... Não é bem assim...” 

“Então é como, hyung? Você vai embora, faz a promessa que voltaria e ficaríamos juntos... Então, você arranja outro! O meu primo ainda?!” — Estava quase gritando, eu vi ódio em seus olhos quando me encarara.

“Me desculpa Ji—” 

“NÃO HYUNG! NÃO TE DESCULPO! VOCÊ DEVERIA TER PREVISTO, EU... Eu fiz tantos planos... Para nós dois, sabe.” — Eu o abracei novamente, só que dessa vez eu chorava.

“Eu ainda te amo, Jimin.” 

“Mas você está com o Kim” — falou baixinho escondendo seu rosto na curvatura do meu pescoço.

“Eu também o amo.”

“Mas eu quero ser único...” 

“O quê você quer que eu faça?” — indaguei suave.

“Termina com ele hyung! Vamos voltar, va-vamos... Vamos tentar novamente. Vamos ser felizes hyung!” — Disse afobado e sentia um leve tom de esperança em sua voz ainda embargada pelo choro.

“Jimin...” — Passei meus dedos pelos seus cabelos escuros logo pousando minhas mãos em seus ombros e o afastando de meu corpo do seu. “Eu estou com Taehyung. Eu ainda te amo, mas eu estou com o Tae. E-eu não vou deixá-lo.”

“Hyung, você disse que me amava...”

“EU TE AMO, PORRA!” — Disse já nervoso.

“SE VOCÊ ME AMASSE NÃO ESTARIA COM ELE!” — Devolveu no mesmo tom. Não perdi tempo, o beijei. Não foi aquele beijo que costumávamos ceder a pessoa amada, nós estávamos compartilhando nossas dores, estávamos colocando as cartas na mesa; nós ainda nos amávamos. 

“Vai ficar tudo bem, Jimin... Vai ficar tudo bem, nós podemos recomeçar...” — Ele sorriu. 

 ❤♥❤♥❤

Taehyung me avisara que retornaria para casa no dia seguinte, eu e Jimin estávamos muito próximos, perigosamente próximos. Cedia minha cama para o corpo fofinho sempre que pedia, dormíamos abraçados. Não pense que eu não me sentia mal traindo Taehyung com seu próprio primo, eu formulava possíveis diálogos, reações e até lágrimas de ambas as partes. Tudo na minha cabeça, claro.

“Amor”

“Hm?” — respondi.

“No quê está pensando?”

“Como o Taehyung vai reagir assim que eu contar sobre nós para ele amanhã” — suspirei pesado.

“Vai ficar tudo bem, não é?” — somente assenti. 

 ❤♥❤♥❤

 É, man. A treta é louca né? Mas deixa eu continuar contando, agora o finalzinho resumido: Taehyung voltou de viajem, Jimin foi embora de novo, e meu coração ficou divido. Eu e Jimin decidimos não contar à Taehyung oque aconteceu, deixamos isso em off. Agora ele voltaria, e como eu ‘tô? Arra-za-do. O QUE EU FAÇO??? G-DEUS ME AJUDA. EM NOME DE XIUMIN, SIWON E G-DRAGON ALGUÉM ME HELPA?! Ok, se acalma Yoongi, dorme. Dormir é bom, dormir resolve todos os problemas. É, vou fazer isso, dormir. Dormir, amanhã vai ser muito corrido. 

 CONTINUA... 


Notas Finais


Gostaram? Opiniões? Reviews? Ameaças de morte? Deixe nos comentários!

Obrigado por ler.
Para dúvidas, e esclarecimentos
Meu twitter: @GrandeeSol
Twitter da Cici: @MommyTaehyung
Flws 💑


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...