História Love and Life [Junkook - BTS] - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 101
Palavras 2.152
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Policial, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ooii boa leitura. Aviso importante no final

Capítulo 30 - Acidente...


Fanfic / Fanfiction Love and Life [Junkook - BTS] - Capítulo 30 - Acidente...

Eu fui para o quarto ver se o Jungkook estava na janela da sua casa, mas nem sinal deveria vi. Liguei várias vezes e ele não a tendeu, mandei mensagens que ele também não respondeu. Fiquei muito preocupada então achei melhor ir na casa dele saber o que estava acontecendo.

Me arrumei, coloquei um short com um moletom vermelho, e deixei o cabelo solto mesmo. Quando cheguei em frente a sua casa apertão lá no botão pra falar com alguem da casa, daí uma mulher atendeu.

?? - Quem é?

-- Ah sou a (s/n), amiga do, ele Jungkook esta?

?? - Não ele saiu, acho que vai demorar pra chegar.

-- Você sabe pra onde ele foi? Estou ligando pra ele a horas e ele não atende.

?? - Não sei, ele saiu com seu pai.

-- Tudo bem, obrigada.

?? - Por nada.

Voltei pra casa e fiquei no quarto esperando ele ligar de volta pra mim e acabei dormindo mesmo. Quando acordei ouvi meu celular vibrar. - Ligação do Jungkook -

~ Chamada on ~

Jungkook - Oi, desculpa não atender, estava ocupado com meu pai.

-- Não tudo bem.

Jungkook - Acporta e depois saiu do quartoalguma coisa?

-- Eu queria conversar com você antes das 20:00 horas.

Jungkook - Por que antes das 20:00?

-- Quando você vier aqui te explico.

Jungkook - Ta bom, já já chego ai. Beijos, te amo.

-- Também.

* Jungkook on * 

Eu passei o dia todo ocupado resolvendo algumas coisas com meu pai e não percebi que meu celular havia descarregado. Quando voltei pra casa a minha empregada disse que a (s/n) tinha ido me procurar aqui em casa, então fui carregar o celular e ligar pra a mesma. 

A voz dela estava muito estranha, parecia que estava triste, ela disse que queria me ver antes das 20:00 horas e são 18:40. Vou tomar banho e vou na casa dela saber o que estava acontecendo.

* Jungkook off *

Quando o Jungkook chegou aqui em casa fui logo o abraçando, ele me perguntou o que era mas fiquei em silêncio e o levei até meu quarto e tranquei a porta.

Jungkook - Vai me dizer agora o que esta acontecendo?

-- Sim, mas eu preciso que você entenda e não fique com raiva.

Jungkook - Ta bom, sou todos os ouvidos.

-- Minha irmã disse que minha passagem de volta pra Coréia é hoje e eu não sabia como dizer isso pra você já que você vai ficar aqui e eu vou ter que ir embora.

Jungkook - Calma meu amor, eu não vou ficar com raiva até porque eu também te deixei sozinha por 1 ano e não te avisei antes. Então pode ficar tranquila, mas eu não quero ninguém chegando perto de você okay?

-- Tudo bem, você vai comigo pra o aeroporto?

Jungkook - Mais é claro que sim.

-- Ta bom, vou arrumar minhas malas e nós vamos.

Jungkook - Quer ajuda?

-- Sim.

Ficamos uns 40 minutos arrumando tudo e quando terminei ele levou as malas até seu carro e foi comigo pra o aeroporto. Minha irmã estava trabalhando com seu marido e não ia dar pra se despedir mais depois eu logo pra ela. 

Quando o chegou a hora do embarque o Jungkook me abraçou com tanta força que pensei que iria desmaiar em seus braços. Então ele me soltou e ficou me olhando fixamente.

-- O que foi?

Jungkook - Não consigo te deixar ir.

-- Mas eu acho que vou voltar quando acabar a faculdade.

Jungkook - Mas vai demorar.

-- Vai nada. Tenho que ir agora.

Jungkook - Tudo bem. Fique saudável. 

-- Você também. - Digo gritando pois estava indo para o avião.

Jungkook - Eu te amo... - Diz em voz alta.

-- Eu também te amo... - Falo no mesmo tom de voz que ele.

Quando entro no avião não consigo pensar em outra coisa a não ser nele. E como seria minha vida com esse namoro a distância? Será que vai dar certo? Pra algumas pessoas da certo.

~ Quebra de tempo ~

Cheguei em Seoul e fui direto pegar um táxi, quando estava voltando pra casa o carro do taxista para na estrada.

-- O que aconteceu?

Taxista - Eu não sei vou olhar, fique aqui.

-- Ai não.

Ele saiu do carro e foi olhar o que havia acontecido. Ele passou uns 5 minutos e não deu nenhuma notícia. Quando do nada escuto um barulho muito forte.

Taxista - Sai do carro rápido.

-- O que? - Eu ficava puxando pra tirar o sinto de segurança e nada acontecia.

-- Não quer sair. - Falo gritando.

Essa foi a única coisa que eu disse antes do caminhão bater no carro onde eu estava.

_______________________________________

* Jungkook on *

Eu estava em casa quase dormido quando senti uma coisa ruim em mim, como se tivesse acontecido alguma coisa. Meu coração começou a acelerar e minha barrigada parecia que tinha pessoas pisando nela. Mas pensei que era alguma coisa que havia comido e deixei pra lá. Quando olhei a hora eram 2:00 da madrugada, acho que a (s/n) já deveria ter chegado em Seoul, vou ligar pra saber.

Chamada - O número que você ligou esta programado pra não receber chamadas, por favor tente novamente mais tarde.

Ela deve ter descarregado o celular dela, vou tentar amanhã.

~ Duas semanas depois ~

Já faz duas semanas e a (s/n) não retorna minhas ligações, deveria ter acontecido alguma coisa, mas o que? 

Vou ligar pra a irmã dela já que ela conhecer meu pai, deve ter o número do marido dela no escritório do meu pai.

[...]

Jungkook - Pai?

-- Oi Jungkook.

Jungkook - Você tem o número da casa do seu amigo Dae?

-- Sim, mas porque?

Jungkook - É que eu queria conversar com a esposa dele sobre a (s/n).

-- Ah, sobre aquela garota linda que estava na festa?

Jungkook - Ela mesma.

-- Tem alí naquela gaveta o número da casa dele.

Jungkook - Obrigado.

Liguei pra casa da irmã dela e ninguém me atendeu, tentei várias vezes e ninguém me atendia. Fiquei muito preocupado então lembrei do Namjoon, ele e os meninos deveria saber alguma coisa sobre ela.

~ Chamada ~

Jungkook - Namjoon?

Namjoon - Dale Jungkook.

Jungkook - Iai, am... Você sabe se a (s/n) já chegou de viagem?

Namjoon - Não, mas se quiser eu vou lá na casa dela saber.

Jungkook - Tudo bem, quando chegar lá me liga.

Namjoon - Ta.

~ Horas depois ~

Chamada do Namjoon...

Namjoon - Jungkook ?

Jungkook - Diz.

Namjoon - Ela não chegou ainda não.O Jin disse que ela nem lá chegou. Aconteceu alguma coisa?

Jungkook - Não sei, já liguei pra ela e nada dela retornar minhas ligações.

Namjoon - Ela deve ta em um hotel sei lá.

Jungkook - Tudo bem, obrigado.

[...]

Mas duas semanas se passaram e eu não tinha notícias da (s/n). Meu pai estava na sala e ficava me olhando pra lá e pra cá com o celular na mão.

-- O que foi filho?

Jungkook - A (s/n) não me atende faz tempo.

-- Você já falou com a irmã dela?

Jungkook - Ainda não. Vou lá agora.

Quando cheguei na casa da irmã dela, fiquei chamando e ninguém ia me atender. Fiquei na praça que ficava na frente da nossa casa e ninguém aparecia. Fiquei por várias horas até alguem aparecer na frente da sua casa. Era a irmã dela.

Jungkook - Ah, oi tudo bom?

Bianca - Sim, você é o Jungkook amigo da (s/n)?

Jungkook - Namorado na verdade, mas eu queria saber se você tem notícias dela?

Bianca - Você não soube?

Jungkook - Não, do que vocês esta falando?

Bianca - A (s/n) sofreu um acidente de carro e esta em coma.

Meu mundo desabou naquela mesma hora.

Jungkook - E-ela esta o que? Não pode ser verdade. Você já foi lá ter certeza?

Bianca - Sim e esta do mesmo jeito.

Jungkook - Qual o hospital que ela esta? Vou pra lá agora.

Bianca - Ela esta no hospital ___. 

Jungkook - Tudo bem obrigado.

Saiu correndo antes que ela me responda alguma coisa e vou pegando minhas roupas e colocando na mala, quando desco as escadas meu pai esta na sala e pergunta por que a pressa.

Jungkook - Pai preciso usar seu computador.

-- Pra que?

Jungkook - Vou comprar uma passagem pra Coréia agora.

-- Mais pra que? Explica isso direito.

Jungkook - Quando eu conseguir ir pra lá ainda hoje eu explico.

-- É melhor você pegar um jatinho particular meu se você quiser.

Jungkook - Melhor ainda.

Quando meu pai me levou até o aeroporto onde estava seu jatinho fui explicando o que havia acontecido e ele me deu dinheiro pra se eu fosse precisar.

Jungkook - Obrigado pai.

-- Cuidado filho.

Jungkook - Tudo bem. Tchau.

Entro logo e enquanto estávamos indo pra Coréia eu não parava de pensar na (s/n) e como ela estava.

Quando chegamos fui direto pegar um táxi mas meu pai mandou um dos seguranças dele me esperar no aeroporto. Quando cheguei lá vi um homem alto de terno vindo em minha direção.

Segurança - Você é o Jungkook?

Jungkook - Sim.

Segurança - Eu sou o segurança do seu pai e ele me pediu pra leva-lo onde o senhor quiser.

Jungkook - Okay, você sabe onde fica esse hospital?

Segurança - Sim.

Jungkook - Vamos o mais rápido possível até ele.

Quando entrei no carro o segurança acelerou e em menos de 10 minutos chegamos no hospital. Saiu correndo e quando chego na recepção pergunto pela (s/n) e se posso ir em seu quarto, mas a recepcionista não me deixou entrar, então fiquei furioso e uma doutora apareceu do meu lado perguntando o que estava acontecendo. A expliquei o que estava acontecendo e ela me permitiu ver a (s/n). 

Enquanto estávamos indo até o quarto da (s/n) ela me disse que o estado dela era muito grave pois um caminhão havia batido na traseira do carro onde ela estava a atingindo com muita força.

Quando chego no quarto onde ela estava fico paralisado ai ver ela daquele jeito. A ddoutora disse que eu só poderia ter uns 15 minutos perto dela pois ela precisava descansar.

Quando cheguei perto dela comecei a chorar bastante e peguei em sua mão.

* (S/n) on *

Eu senti alguem pegando em minha mão então me levantei assustada e olhei para o lado e o Jungkook estava lá. Ele estava me olhando com uma cara triste.

-- Amor não precisa ficar assim eu estou aqui.

Mas ele não me respondia, quando olhei para o lado ei estava deitada na cama cheia de máquinas ai meu lado e com um tubo em minha boca. Me assustei e as máquinas começavam a apitar.

Uma menina entrou imediatamente e afastou o Jungkook do meu corpo e meu coração parou de bater.

Dr. - Parada cardíaca, rápido.

Jungkook - Não por favor, volta (s/n).- Diz chorando da porta.

A Dr. faz todo o possível pra meu coração voltar a bater e nada. Ela esperando uns 10 segundos e meu coração começa a bater.

Dr. - Graças a Deus.

Jungkook - E agora doutora? O que vai acontecer agora?

Dr. - Vamos esperar agora, não a nada que a gente possa fazer, agora é esperar ela reagir e dar sinal de melhora.

Jungkook - Quanto tempo ela vai ficar assim?

Dr. - Não sei, só com o tempo. É melhor deixa-la descansar.

Daí o jungkook sai do meu quarto e vai pra o lado de fora do hospital e fica olhando de o quarto onde eu estava e depois se ajoelhou e continuou a chorar. Fiquei ai seu lado e voltei para o quarto e fiquei me observando naquela cama e pensando o que eu poderia fazer pra sair daquela situação. Então a doutora chegou e me levou para fazer uns exames.

Dr. - Ela vai precisar fazer uma cirurgia de emergência agora. Reservem uma sala pra mim, e avisem ao garoto que acho que é o seu namorada sobre a cirurgia.

Então uma enfermeira estava me preparando para a cirurgia e quando estavam me levando fui para a recepção ver o Jungkook e ele não parava de chorar, daí fui para a sala de cirurgia ver como seria isso.

Depois de 6 horas na sala de cirurgia, finalmente eles me levam de volta para o quarto e eu vou atrás do Jungkook. Ele estava dormindo na cadeira. E quando a enfermeira foi avisar sobre a cirurgia ele deu um pulo da cadeira e pediu pra ela explicar logo.

Enfermeira - A cirurgia foi um sucesso, agora vamos esperar pra ver qual vai ser a reação dela com o passar dos dias.

Jungkook - Ela vai ficar com alguma sequela?

Enfermeira - Ainda não sabemos.

Jungkook - Tudo bem, posso ver ela?

Enfermeira - Claro que sim.

Quando o Jungkook entrou no quarto e me viu daquele jeito chegou perto de mim e pegou na minha mão e começou a conversar comigo.

Jungkook - Amor? Será que você esta me ouvindo? Queria tanto que você pelo menos pode-se abrir os olhos. 

Ele deu um beijo na minha testa que uma lágrima sua caiu sobre meu rosto.

Uma lágrima que havia um pedido.

~ Meses depois ~ 

A (s/n) já estava respirando sem os aparelhos, mas não sou ainda de seu sonho profundo. Eu peço todos os dias pra ela acordar mas nada acontece.

Eu fui para a cantina pegar um café e depois voltar pra o quarto da (s/n). Quando volto e me sento na poltrona fico conversando com ela até que seus olhos abrem...

Jungkook -  (S/n) ?

Continua...


Notas Finais


Bem... Amanhã é meu aniversário, então eu estava pensando em fazer um acordo com vocês, se vocês querem que eu poste amanhã um novo capítulo ou três capítulos na terça pra recompensar? Responder no comentário. Bjuus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...