História Love and Sex - ( Camren ) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren
Exibições 435
Palavras 1.593
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Crossover, Drabble, Famí­lia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - 13


Ela me olhou entendendo que havia sido a primeira... Em tudo... O sorriso de seus lábios morreu e um silêncio profundo invadiu o quarto por alguns instantes.

Vi seu rosto se aproximar do meu e fechei meus olhos para beijá-la. Foi um beijo calmo e agradável, mas eu sentia a necessidade de retribuir o prazer que ela me deu e por isso interrompi o beijo, falando:

-Lauren... Tira isso... -Falei me referindo a cueca com o pinto de borracha que Lauren ainda vestia.

-Tá... -Falou erguendo o corpo e puxando a cueca com minha ajuda, depois a atirou pelo quarto, voltando a me beijar como antes.

Durante o beijo abri minhas pernas para que ela entendesse o que eu queria e também para unir minha buceta na dela. Quando percebeu meu gesto, me olhou e sorriu, sacana:

-Vc é demais garota... -Falou enquanto começava a se mexer sobre mim, e eu a acompanhava.

-Uiii... Gemi sentindo seu grelo passar por toda a extensão de minha buceta, me deixando maluca.

-Hummm... Lauren... Isso... Vai... Não pára...

Meus gemidos eram cada vez mais altos. Apertava Lauren contra meu corpo, como que querendo fundí-la a mim, e ela sussurrava sacagens em meu ouvido e se esfregava cada vez mais em mim. Eu estava nas nuvens.

-Isso... Geme pra mim garota... Assim... Mexe... Eu to quase lá...-Dizia, tentando chegar ao clínax.

Logo, nossos corpos extremesseram e senti que íamos gozar... Apertei Lauren mais ainda e mexi mais embaixo dela...

-Ahhh

-Ohhh... -Gememos alto quando o orgasmo finalmente nos tomou.

Ficamos algum tempo assim e quando dei por mim, Lauren havia adormecido sobre mim. Respirei fundo, buscando ar, fechei os olhos e logo caí no sono também.

Acordei no outro dia e Lauren já não estava na cama.

Ouvi o barulho do chuveiro e deduzi que Lauren tomava banho. Peguei minha bolsa e consultei meu celular, eram 8:30.

queria ir embora, sumir dalí... Mas ainda precisava de um banho... Passei uma mensagem pra Dinah avisando que ia passar lá pra me trocar.

Juntei minha langerie e o vestido que Lauren me deu e esperei ela finalmente aparecer e sem nada dizermos, fui ao banheiro e tomei um banho rápido. Saí já vestida, calcei os saltos e peguei a bolsa.

Ainda sem dizer nada, eu larguei o lenço de Lauren e uma nota de cinquenta reais sobre o criado mudo onde estava minha bolsa, com o intuito de ajudar com a despeza do motel e ía saindo quando lauren me segura pelo braço, falando:

-Ei, pra onde vc vai? E por que deixou esse dinheiro aqui?

-Vou pra casa e o dinheiro é pra ajudar a pagar... As despezas. -Falei sem a encarar. Eu queria chorar, como pude ser tão idiota...

-Eu te levo pra casa, e vc não tem que pagar nada.

-Olha, eu posso pegar um táxi, um ônibus, ou mesmo ir a pé. -Falei baixinho, engolindo as lágrimas. -E o dinheiro é só uma ajuda. -Falei tentando me soltar de sua mão.

-Camila , eu te trouxe aqui. Nada mais justo do que eu te levar de volta e pagar o motel.

-Mas... -Tentei retrucar, sendo cortada por ela.

-Mas nada. Eu te levo e toma seu dinheiro. -Falou me entregando a nota.

-Tudo bem... -Falei me sentindo contrariada. -Vc pode me deixar na casa da Dinah então...

-Posso. Mas vc não vai pra sua casa?

-Vou, mas tenho que trocar de roupa primeiro... -Falei, minha mãe não poderia me ver assim.

-Bom, eu posso te levar na sua amiga, te esperar e depois te levar em casa.

-Não é preciso. -Respondi prontamente, sendo novamente contrariada por Lauren.

-É sim Camila. Agora vamos. -Falou me puxando pela mão, abrindo a porta e a fechando novamente. Passamos pela recepção, pelo rapaz da noite anterior e Lauren apenas devolveu a chave, já que havia pagado adiantado.

Saímos de lá e entramos no carro dela. O caminho todo até a casa de Dinah foi um silêncio total. Quando ela parou, apenas disse:

-Não demore, vou te esperar aqui.

Eu sai rapidamente e Dinah me esperava no portão. Entramos e me troquei, vesti a roupa que tinha ido até a casa de Dinah, devolvendo todos os acessórios dela, só ficando com o vestido e a langerie, que agora estavam em uma sacola de papel.

Saí rapidamente prometendo a Dinah contar-lhe como foi minha noite com Lauren.

Quando cheguei no carro, Lauren abriu a porta e eu entrei. No caminho, ela quebrou o silêncio:

-Ela sabe? -Não entendi.

-Quem sabe o que? -perguntei.

-Sua amiga sabe sobre... Nós? -perguntou, parecia irritada.

-Não... -Menti.

-Ótimo... -Pareceu aliviada, mas não a questionei.

Depois, o silêncio novamente tomou conta do carro. Quando estávamos perto de minha casa, falei:

-Vc pode me deixar aqui. -Não queria interrogatórios de minha mãe sobre Lauren.

Ela parou o carro e antes que eu podesse sair, falou:

-Camila, antes de mais nada, eu quero que saiba que não vamos mais nos ver... Nunca mais. -Foi como se ela despedaçasse meu coração. Meus olhos se enxeram de lágrimas, no fundo eu já sabia disso... Mas respondi, firme:

-Tudo bem.

-Eu sei que pra vc eu posso parecer cruel, mas eu nunca tive a intenção de assumir um relacionamento e... -A interrompi.

-Eu sei... Vc nunca me prometeu nada. -Falei, baixando a cabeça. Aquilo tudo doía de mais.

-É. -Falou, dura. -Por favor, seja discreta.

-Não se preocupe, eu não irei procurá-la. -Falei abrindo a porta do carro, sem olhá-la. Ia saindo quando ela segurou meu braço. Eu a olhei nos olhos e uma lágrima teimosa desceu por meu rosto. Sem nada falar dei um jeito de me soltar e saí chorando, sem olhar pra trás. Ela fez a volta e foi embora.

Quando cheguei no portão de casa, tratei de enxugar as lágrimas para que minha mãe não as visse. Entrei em seguida e abri a porta com minha chave. Já dentro de casa, avistei minha mãe na cozinha. Fui até ela, a beijei no rosto, pedi benção, almocei rapidamente e subi pro meu quarto.

Quando fechei a porta, a única coisa que consegui fazer, foi me jogar na cama e chorar... Tudo aquilo era de mais pra mim, começando pelo fato de ter me apaixonado assim de um dia pro outro, por uma desconhecida, uma... Mulher...

E ela tinha razão, eu nem sabia se gostava de mulheres... E se fosse só uma experiência? Com certeza ela, eu fui só diversão...

Com meus pensamentos longes, eu acabei adormecendo banhada em lágrimas. Quando acordei já eram 15:00 da tarde. Me levantei, tomei um banho e vesti uma roupa confortável. Tentei ocupar minha cabeça preparando as aulas que teria que dar durante a semana e terminando alguns trabalhos da faculdade, mas era só parar um pouquinho que Lauren já invadia meus pensamentos.

Eu estava perdida lendo meus livros e escrevendo quando recebo uma ligação, olho a tela do celular e vejo que era Dinah Atendo:

-Alô... -Falei esperando que ela dissesse o que queria.

-E então mila... Me conta sobre ontem vai? Ela te pediu em namoro? -Perguntou curiosa, mas eu não podia e não queria falar sobre isso.

-Dinah, é melhor não. -Respondi, os olhos já marejando.

-Por que?

-Por que eu e a Lauren não temos nada e nunca vamos ter. -Falei, limpando as lágrimas que já rolavam.

-Como assim amiga? Vc ta chorando?

-Não Dinah, é só que ela disse que não quer mais me ver e eu não vou contra isso...

-Mas vc gosta dela e... -a interrompi.

-E nada ... Ela não gosta de mim e não vou insistir. Logo eu vou esquecer isso.

-Tudo bem amiga, torço por vc.

-Obrigada.

-Olha Mila... Final da semana que vem vai ter uma festa que um pessoal ta organizando, eu fui convidada e queria que vc fosse comigo...

-Poxa Dj, vc sabe que eu não sou de ir em festas, eu não tenho roupa e... -Ela me interrompeu.

-Ah Mila vc vai sim nem que eu tenha que te  arraste pelos cabelo ! Olha se a roupa for o caso eu te empresto uma, e tem também a que... Ela te deu... E vc pode se arrumar e dormir aqui... Se sua mãe encrencar eu mando meu pai falar com ela e... -E enquanto Dinah falava, eu pensava e pensava. Será que eu deveria ir? Eu tinha mesmo que viver... Devia esquecer a Lauren deixar pra lá, e decidi... Eu ia a essa festa!

-Mas onde vai ser essa festa? -Perguntei pra Dinah ao telefone.

-Vai ser em uma boate a "Charisma", aquela boate nova... O cara que tá organizando tem grana e alugou o espaço só pros convidados...

-Ahhh e como vc conseguiu um convite? -Perguntei, já desconfiando da resposta. Dinah não era nada santa...

-Bom, eu... Estou saindo com o irmão desse cara, o que tá organizando a festa... E ele disse que posso levar quem eu quizer e me deu algumas pulseira pra entrar lá... Mas eu ia levar só vc, é claro.

-Ah Dj... Será que eu devo ir? Não quero segurar vela... -Falei em uma dramaturgia cômica.

-Ah Mila que isso... Vai tá cheio de caras legais lá e... Ops... Haha. -Começou a rir sem parar e fiquei sem entender, mas nada falei. Quando se recuperou das risadas, continuou. -Olha Mila, vão ter mulheres também e vai que vc acha uma do seu gosto? -Falou Dinah, tentando me motivar. Pensei um pouco e:

-Tudo bem Dj. Está decidido. Eu vou!

Dinah comemorou feliz. Agora eu teria uma semana pra me preparar pra tal festa...


Notas Finais


To sentido cheiro de treta !!!

Então continuo ou não !?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...