História Love and Supernatural - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Chen, D.O, Jackson, JR, Kai, Lay, Sehun, Suho, Xiumin, Youngjae
Tags Drama, Romance, Violencia
Exibições 3
Palavras 4.678
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessoal, eu sei que eu demorei MUITO para postar mais um capitulo, me desculpem por demorar tanto. Bem espero que gostem, eu fiz o meu melhor.


Boa leitura

Capítulo 2 - Capitulo - 2


Fanfic / Fanfiction Love and Supernatural - Capítulo 2 - Capitulo - 2

Acordei com meu despertador tocando que nem louco, abri meus olhos com dificuldade, me levantei fiz minha higiene e tomei banho. Depois de por o uniforme, pentear o cabelo e passar maquiagem, desci até chegar na cozinha encontrando minha família tomando café. Cumprimentei-os e me sentei para comer.

Mãe – Dormiu bem?

Eu – Graças a Deus que sim./ juntei minhas mãos em sinal de “ obrigado Jesus”  e eles riram.

Suho – Ai ai só ela para nos fazer rir logo cedo./ ele bagunçou um pouco os meu cabelo.

Pai – E como foi o dia de vocês na escola ontem?/ colocou o jornal sobre a mesa e nos olhou curioso assim como nossa mãe.

Suho – Foi legal, chegaram alunos novos na sala da Carly./ após ele dizer isso minha mãe me olhou e sorriu maliciosa, o que ela ta pensando? Coisa boa não deve ser.

Eu – O que foi mãe? Porque ta me olhando assim?

Mãe – Você gostou de algum dos novatos?/ COREI! GELEI! Porque ela ta me perguntando isso?! Ai socorro...

Eu – Não! Pelo amor de Deus omma.

Mãe – Sei...e como eles são?

Eu – Bonitos, inteligentes e legais./ falei simples, mas do jeito que ela é, ela vai perguntar mais coisa.

Mãe – Não é isso que quero saber, eu quero detalhes deles, cabelo, olho e essas coisas./ QUE?! Para que isso? Que mulher complicada, vai entender.

Eu – Bem...Chen tem cabelo castanho claro e olhos castanho escuro , o Chanyeol tem cabelo preto e olhos castanho escuro, e o D.O tem cabelo castanho claro e olho preto, ah e todos são altos e magros./ ai...porque minha mãe faz isso comigo? Eu devo estar SUPER, IPER, MEGA vermelha.

Suho – Eles são irmãos, e estão morando com o Lay mas é temporário, eles só vão ficar até essa casa de frente para a nossa que está em construção ficar pronta, que no caso é deles./ falava enquanto lavava o copo que ele sujou.

Mãe – Entendi...

Terminamos o  café e eu ajudei minha mãe a lavar a louça, subi para meu quarto, escovei meu dente e fiquei jogando no celular até o Lay chegar.

Carly off

Chanyeol on

Estava tendo um sonho ótimo, mas logo senti alguém em cima de mim gritando, só pela a voz já sabia que era ninguém mais ninguém menos que o D.O.  

D.O – CHANYEOL!!! ACORDA SEU PREGUIÇOSO!!! CHANYEOL!!!/ deu um grito no meu ouvido que não sei como não fiquei surdo. O empurrei de leve mas eu piorei a situação, ele agora não só gritava ele agora pulava também./ - CHANYEOL!!!

Eu – Aish...ta ta já acordei./ me levantei sem coragem nenhuma./ - Agora dá licença que eu vou tomar banho./ ele saiu.

 Fui ao banheiro fiz minha higiene e tomei banho. Enquanto vestia meu uniforme fiquei pensando naquela garota Carly, ela é tão linda, com aqueles cabelos loiros mel...os olhos castanhos...e aquela boca grossinha...e o sorriso...simplesmente perfeita. Depois de me arrumar desci para tomar café. Ao chegar na cozinha cumprimentei os meninos e comecei a tomar meu café.

Lay – E então? Gostaram do primeiro dia de aula?/ perguntou e assentimos.

Chen – Gostei dos seus amigos Lay, eles são legais.

D.O – É verdade, o Sehun e o Kai também são legais. Gostei muito de tudo./ se pronunciou pela primeira vez.

Ontem fomos conhecer o Kai e o Sehun, o D.O conversou bastante com o Kai, o que me surpreendeu um pouco, pois ele não era de falar muito, agora ele está se soltando mais.

Lay – Que ótimo, fico feliz em saber disso.

Enquanto eles conversavam, fiquei quieto pensando se eu chamava a Carly para sair ou não, estou na duvida eu queria sair com ela  para nos conhecermos melhor, quero saber mais coisas sobre ela...mas eu não sei muita coisa. Estava tão distraído que não percebi quando os meninos estavam me chamando e estalando o dedo em minha frente.

Lay – Chanyeol ta tudo bem? Porque está tão calado?

Eu – Sabe a Carly?/ ele confirmou com a cabeça./ - Então, eu queria chamá-la para sair comigo, mas...eu não sei os lugares que ela mais gosta, eu quero levá-la a um lugar em que ela goste ou que se sinta confortável . Lay como você é amigo dela á mais tempo, me diz algum lugar em que eu possa levar ela./ ele ficou pensativo por alguns segundos.

Lay – Hum...ela gosta de parques, zoológico e praia.

Chen – No zoológico não...que tipo de cara leva uma garota para um encontro no zoológico?  Isso é ridículo.

Eu – Tem razão, acho que eu poderia levá-la  ao parque e a praia./ eles se entreolharam.

D.O – Como você planeja esse encontro nesses dois lugares?/ perguntou de braços cruzados.

Eu – Simples, a gente ia ao parque e depois quando estiver quase no pôr do sol iremos para a praia./ eles me aplaudiram.

Chen – Que romântico...

Lay – É, ela vai adorar tenho certeza.

D.O – Ta mas agora vamos terminar de comer para ir buscar o Suho e a Carly, para podermos ir para a escola./ assentimos e voltamos a comer.

Depois de tomar nossos cafés, escovamos nossos dentes, pegamos nossas mochilas e saímos de casa.

Chanyeol off

Carly on

Escutei a campainha tocar me levantei pegando meu material logo em seguida. Desci me encontrado com o Suho conversando com o Lay e os outros três meninos. Cumprimentei todos, nos despedimos de meus pais e fomos para a escola.

Durante o caminho como sempre Suho conversava sobre coisas masculinas, enquanto eu e Chanyeol falávamos sobre doramas e filmes. Chegamos na escola e eu fui procurar minha amigas, hoje elas estavam em um banco que tinha perto de onde era a árvore que costumávamos nos encontrar, segundo elas o diretor mandou tirar a árvore porque tinha um exame de abelhas muito perigosas nela, e a árvore tinha umas flores que acho que atraiam as abelhas e tiveram que tirar para não correr o risco de algum aluno ser picado. O sinal tocou de 7:40 em ponto e todos foram para suas salas. Quando cheguei na sala, me sentei no meu lugar de sempre e minhas amigas também. Não demorou para que a professora de química Srta Yoora chegasse e desse inicio a aula.

Srta Yoora – Bem gente hoje iremos fazer uma atividade em dupla,e não se atrevam a sair de seus lugares, eu que irei escolher as duplas hoje./ todos responderam um “ok” desanimados./ - Deixa eu ver...Carly e Chanyeol, Doori e D.O, Sunhee e Chen./ e foi formando as duplas, ela escreveu a atividade no quadro e começamos a fazer.

Eu – Ta difícil...

Chanyeol – porque ta reclamando? você nem respondeu ainda.

Eu – Só de olhar essas letras dá vontade de dormir./ abaixei a cabeça e fingi chorar, escutei Chanyeol rir e o olhei./ - Do que ta rindo?

Chanyeol – De você./ revirei os olhos e sorri.

Eu – Ta vamos fazer isso logo./ levantei a cabeça e começamos  a fazer a atividade. 2 minutos depois terminamos  e entregamos para a professora corrigir.

Carly off

Doori on

Assim que a professora disse o meu nome e o do D.O , eu fiquei muito nervosa e também estou surtando por dentro, também eu fiquei com o garoto mais fofo e lindo que eu já vi. Eu já disse que odeio química? Pois é, eu odeio mesmo sendo uma das mais inteligentes da classe, as perguntas são MUITO difíceis, a maioria quem respondeu foi o D.O e eu só respondi 2 questões desde que começamos a fazer o exercício. Quando eu fui pegar a caneta para responder mais uma questão acidentalmente peguei na mão do D.O retirei minha mão imediatamente envergonhada.

Eu – D-desculpa.

D.O – Tudo bem, não foi nada./ o olhei de canto com minha cabeça um pouco baixa. Ele sorriu para mim e eu retribui. Logo terminamos o exercício e entregamos para a professora.

Doori off

Sunhee on

AISH! Que matéria difícil! Não consegui responder nada até agora. Eu até pediria ajuda para o Chen mas eu tenho vergonha de falar com ele...acho que ele percebeu que eu estava com dificuldade, pois ele estava encarando o meu caderno a um tempo.

Chen – Quer ajuda?

Eu – S-sim.../ gaguejei.

Ele pegou o seu caderno e eu fui escrevendo as respostas,  ele está  tão perto...o olhei de canto e pude observar cada detalhe seu, os olhos brilhavam mais do que as estrelas, seu cabelo macio que nem algodão...uma criação dos deuses. AFFZ! PARA SUNHEE! FOCA NA ATIVIDADE! . Depois que terminamos esse inferno entregamos para corrigir e voltamos para os nossos lugares.

Sunhee off

Carly on

Depois que eu e Chany ( apelido que eu dei a ele) ,terminamos a atividade ficamos conversando até que escutamos o sinal tocar, me levantei mas Chany segurou meu braço, me impedindo de sair da sala.

Chanyeol – Eu...preciso falar com você, me encontra no telhado da escola./ me soltou e saiu.

Falei para minhas amigas que iria falar com o Chanyeol e fui em direção as escadas que levavam até o telhado. Chegando lá vi Chanyeol em pé olhando a bela vista que tinha ali, me aproximei e o cutuquei, ele se virou calmamente.

Eu – E então, o que quer falar?

Chanyeol – Eu...e-eu queria saber se você.../ fez uma pausa e eu fiz sinal para que ele continuasse, ele respirou fundo e continuou./ - Eu queria saber se você quer sair comigo./ ele corou um pouco, já eu estou fervendo de tão quente.

Eu – C-claro, para onde?

Chanyeol – É  surpresa./ ele sorriu fechado e voltou a olhar a paisagem, o acompanhei. Observávamos as árvores balançando frequentemente por conta do vento forte, as flores caiam e os pássaros cantavam lindamente, vimos os alunos conversarem, alguns corriam e outros escutavam musica. Escutamos o sinal tocar.

Chanyeol – Vamos para a sala.

Eu – Ei Chany, quando e que horas vamos sair?

Chanyeol – Assim, pode ser hoje as 13:00?/ assenti./ - Ok.

Voltamos para a sala, nos sentamos nos nossos lugares e minhas amigas arrastaram suas cadeiras, se sentaram e me olharam curiosas.

Sunhee – Conte tudo o que aconteceu, e não esconda nada./ nossa...ela mal se sentou e já chega assim? Ta né.

Eu – O Chanyeol me chamou para sair hoje as 13:00./ suas expressões agora era de surpresa.

Doori – Você vai ter um encontro com o Chanyeol?! Que sortuda!/ disse desesperada, eu e Sunhee rimos e escutamos a porta da sala se abrir, e logo vimos o professor de matemática entrar e dar inicio a sua aula.

(...)

Finalmente largamos daquele inferno que chamam de escola, após arrumar minha coisas saiu da sala acompanhada das minha amigas. Fomos até o portão da escola e vimos nossos amigos conversando tranquilamente, até o Kai e o Sehun estavam ali, até que enfim Sehun resolveu aparecer, Sehun é o que mais falta na escola, motivo? Preguiça, toda a vez que vem para a escola ele chega atrasado e quando não vem é porque ele perdeu a hora e ficou dormindo, eu ainda não sei como esse menino passa de ano. O kai já é outra coisa, ele sempre vem para a escola, ele só falta quando está doente. Nos aproximamos deles e eu fiquei entre o Kai e o Sehun abraçando a cintura deles.

Kai – Oi Carly, tudo bem?

Eu – Oi, sim estou bem mas e você? Está melhor da dor de cabeça?

Kai – A dor de cabeça passou, mas eu estou me sentindo um pouco quente./ dei um beijo em sua bochecha como se aquilo fosse melhorar a febre dele.

Eu – Para sarar é só dar um beijinho./ falei e ele riu./ - E o senhor Oh Sehun, porque faltou ontem? Por algum acaso você ficou dormindo de novo?/ perguntei dando um tapa em seu ombro./ - Hein?

Sehun – Ai! Ta ta foi eu dormi de novo, dormir é vida sabia?

Eu – Se dormir é vida então porque tem gente que morre dormindo?/ ri da cara de idiota que ele fez.

Sehun – Aish, você é muito estraga prazer.

Eu – Obrigada, mas eu já sabia dessa informação./ ele me fuzilou e todos riram.

D.O – Vamos gente? Ainda temos coisas para fazer em casa./ assentimos, me despedi de todos e fomos embora. Deixamos o Lay e os irmãos em casa e fomos para a nossa.

Assim que chegamos Suho abriu a porta e eu fui direto para o meu quarto. Cheguei lá, coloquei a bolsa em cima do puff e separei uma roupa confortável que era uma regata preta com um desenho do Mickey, um short moletom cinza com preto e uma sandália rosa. Tomei banho e vesti a roupa, desci e vi Suho terminando de esquentar o almoço, ele ainda usava o uniforme, então eu disse para ele tomar um banho enquanto eu arrumava a mesa e ficava de olho na comida que esquentava. Depois de alguns minutos ele apareceu vestindo uma bermuda moletom preta, uma camiseta branca e preta estampada com o número 91 na frente e uma sandália azul com preta. Nos sentamos e nos servimos, comemos em silêncio. Percebi que eu ainda não contei ao Suho que iria hoje, affz só eu para esquecer das coisas.

Eu – Suho./ chamei-o e ele respondeu um “ hum?”/ - Eu...vou sair com o Chanyeol  hoje de 13:00 tudo bem?

Suho – Para onde vocês vão?

Eu – Ele não me disse, ele disse que era surpresa.

Suho – Bem...ele não parece ser perigoso, pode ir mais não volte tarde ta?/ respondi um “ okay” e voltamos a comer em um longo silêncio.

Quando terminamos de almoçar, ajudei ele a lavar a louça e subi para meu quarto. Fui até o guarda-roupa procurar uma roupa para sair, assim que escolhi minha roupa, fiquei mexendo no notebook até dar a hora de me arrumar.

Carly off

Chanyeol on

Eu já estou enlouquecendo! Não consegui achar uma roupa legal para ir ao parque, já perdi a conta de quantas roupas já experimentei.

Eu – LAY?! CHEN?! D.O?!/ gritei do quarto e logo os três apareceram desesperados.

Chen – O que foi? Onde é o fogo?

Eu – O fogo ta aqui./ apontei para mim mesmo./ - Daqui a pouco eu vou explodir! Não com que roupa vou sair...alguém me ajuda.../ falei manhoso.

Lay foi até o meu guarda-roupa, e pegou uma bermuda jeans preta, uma camisa azul e um converse all star skid grip azul.

Lay – Problema resolvido./ jogou a roupa para mim.

Eu – Obrigado hyung./ eles saíram e eu fui tomar banho. Após o banho, vesti a roupa, ajeitei o cabelo e coloquei perfume. Desci e todos me olharam.

Chen – Cara você ta lindo.

Lay – Também, foi eu que escolhi./ falou convencido./-Se dependesse do Chanyeol ele iria vestido de freira./ todos riram menos eu.

Eu – Hahaha que engraçado./ peguei uma almofada e joguei nele.

Lay – Ta, agora vaza daqui, já são 12:58, ah e cuidado para não voltar tarde, você sabe que de 12:00PM nos transformamos em lobo./ respondi “ok” e sai.

Chanyeol off

Suho on

Depois que eu e a Carly terminamos de almoçar, fiquei no sofá assistindo um filme qualquer que passava na TV. Eu só deixei ela sair com o Chanyeol porque além de ser meu amigo, ele é super protetor com minha irmã, hoje eu pode perceber que ele não saia de perto dela em momento algum. Já era 13:00 quando ouço a campainha tocar, me levantei e abri a porta, era o Chanyeol.

Chanyeol – Olá Suho hyung./ se curvou./ - Vim buscar a Carly para o nosso passeio.

Eu – Assim claro, pode entrar, ela já vai descer./ dei espaço para ele entrar./ - Quer alguma coisa? Um suco...uma água...

Chanyeol – Aceito uma água./ assenti e fui até a cozinha, logo voltando com um copo de água e entregando para ele./ - Obrigado.

Eu – De na.../ me interrompi assim que vi minha irmã descendo as escadas. Ela usava uma jardineira jeans que estava com um botão atacado, uma blusa branca com estampa de coruja, um tênis branco e preto da adidas, uma bolsa de franjinha preta e ela fez um penteado no cabelo que era uma coroa de trança embutida e deixou o resto do cabelo solto. Ela se aproximou de mim e Chanyeol e nos olhou confusa.

Carly – O que foi gente?/ eu balancei a cabeça saindo do mundo da lua.

Eu – Nada...é que você está muito linda maninha.

Chanyeol – Verdade, ta maravilhosa.

Carly – Obrigada.../ Vi Chanyeol se levantar e deixar o copo em cima da pia.

Chanyeol – Mais uma vez obrigado pela água, vamos?

Carly – Uhum./ ela saiu na frente.

Eu – Chanyeol./ chamei e ele se virou./ - Para onde você vai com minha irmã?

Chanyeol – Vamos ao parque,depois iremos para a praia e depois trago ela para casa./ suspirei aliviado, pelo o menos são lugares que ela gosta e também ela estará com ele.

Eu – Ta certo, tome conta direitinho da minha irmãzinha ta?

Chanyeol – Pode deixar./ ele  saiu.

Acenei para eles e os observei  ir, até virarem a esquina e entrei em casa, voltando a assistir o filme.

Suho off

Carly on

Fomos o caminho inteiro em silêncio, de vez em quando falávamos coisas sobre nós mesmos. Notei que estávamos em um parque de diversões, SÉRIO QUE A SURPRESA ERA ESS?! EU AMO PARQUE!  Como ele sabe que eu adoro parques? Deve ter sido o Lay que contou, avistei um circo montado no meio do parque, eu e Chany pagamos os nossos ingressos e entramos no circo. Nos sentamos na terceira arquibancada e logo começou as apresentações, primeiro veio um mágico fazendo suas mágicas misteriosas, depois vieram cinco palhaços fazendo coisas “normais” para não dizer ao contrário, não agüentei e comecei a rir e Chanyeol também. Depois que o espetáculo acabou, fomos a uma barraquinha de jogos, nessa barraca o objetivo do jogo era acertar uma bola de beisebol em três garrafas, Chanyeol pagou ao dono da barraca e começou a jogar, na primeira tentativa ele não conseguiu, na segunda ele quase acertou, na terceira ele acertou uma garrafa e as outras desequilibraram e caíram. O dono mandou eu escolher um prêmio, escolhi uma girafa rosa, logo em seguida fomos para a roda gigante, eu nunca fui em uma porque eu tenho medo de altura.

Eu – Chany...

Chanyeol – O que foi Kaká?/ me chamou pelo apelido que ele me deu.

Eu – Eu estou com medo, medo da altura...eu nuca fui em uma roda gigante por isso./ abaixei a cabeça envergonhada.

Chanyeol  - Não precisa ter medo Kaká, eu estou aqui com você estou aqui para te segurar, mas se você preferir podemos ir para outro brinquedo.

Eu – Sabe...acho que as vezes precisamos enfrentar nossos medos, e como você disse “ estou aqui para te segurar “ ./ sorri e ele fez o mesmo.

Logo chegou a nossa vez de ir no brinquedo, quando o mesmo começou a subir me agarrei no braço do Chanyeol e fechei os olhos com força. “Não olhe para baixo, não olhe para baixo, não olhe para baixo” eu pensava nessa frase o tempo todo, mas eu acabei olhando para baixo, É ALTO DEMAIS! SOCORRO! ALGUÉM ME TIRA DAQUI!, agarrei mais forte o braço do Chany e fechei os olhos com mais força, senti sua mão livre levantar minha cabeça, na mesma hora em que olhei aqueles olhos castanhos me acalmei do medo.

Chanyeol – Não olhe para baixo, isso vai te deixar com mais medo, olhe a paisagem perceba que a altura é assustadora mas quando estamos no alto, podemos ver coisas que nunca veríamos quando estivéssemos no chão./ olhei para a frente, e ele tinha razão a vista da cidade era linda lá do alto. Assim que descemos do brinquedo, fomos até uma barraca de algodão doce, eu peguei um rosa e Chanyeol um azul.

Chanyeol – Vamos embora, quero te mostrar uma coisa./ assenti e saímos do parque.

Pegamos um táxi e Chany cochichou no ouvido do taxista onde iríamos, pelo o visto ainda tem mais surpresa vindo por ai. Chegamos no local e Chany pagou ao taxista, saímos do carro e caminhamos até uma praia, já era 16:03 e estava quase na hora do pôr do sol, a praia estava tão linda e o clima era tão agradável, nos entreolhamos e sorrimos um para o outro.

Chanyeol – E então? Gostou da segunda surpresa?

Eu – Adorei, é tão lindo e o clima está tão bom...

Chanyeol – É... mas o que é mais lindo do que essa praia é você e o melhor clima dessa praia é ter a sua companhia./ senti meu rosto quente, porque ele sempre faz isso? Parece que ele faz de propósito. Percebi que a distancia de nossos rostos estavam diminuindo cada vez mais, já estava dando para sentir sua respiração./ - Carly.../ assim que ele falou meu nome fechou os olhos com calma.

Eu – C-chanhyeol.../ logo senti seus lábios nos meus, não um beijo, foi só um selinho demorado ficamos nesse selinho por uns 2 minutos, nos separamos super envergonhados.

Chanyeol – Desculpa...

Eu – Ta tudo bem, para uma primeira vez até que não foi ruim./ abaixei minha cabeça envergonhada, eu acabei de tirar o meu BV com um dos garotos mais lindos da escola e também meu amigo.

Chanyeol – Você era BV? Wow./ estava meio preocupada será que ele se arrepende de ter me beijado? Ai o que eu fui fazer? ./ - O que foi?

Eu – Você se arrepende Chany?/ ele me olhou preocupado

Chanyeol –  De que? De ter te beijado? claro que não./ eu estava com vontade de chorar, já estava sentindo uma lagrima cair./ - Kaká...não se preocupe com isso, beijar você foi a melhor coisa que já me aconteceu.../ pegou em meu queixo e levantou minha cabeça./ - Não chore...eu não me arrependo, de verdade./ me abraçou e eu retribui./ - Não chore por favor...não gosto de ver você com essa carinha triste.

Eu – Mas Chan.../ fui interrompida pelo o seu dedo em minha boca.

Chanyeol – Shhh... não fale nada./ me deu outro selinho rápido,assim que nos separamos ele sorriu fechado e eu fiz o mesmo. Nos abraçamos e ficamos lá na praia por um tempo.

(...)

Já era 19:29 quando saímos da praia, nós saímos tarde porque EU não queria ir embora da praia nem se minha vida dependesse disso, não sei como Chanyeol  teve paciência com essas minhas birras. Pegamos um táxi mas dessa vez Chany disse o nosso destino. Chegamos em uma lanchonete que era meio perto de onde eu moro, nem é tão longe mas também não é tão perto. Assim que entramos, nos sentamos em uma mesa perto de uma janela e logo apareceu um garçom para nos atender.

Garçom – Boa noite, o que vão pedir?/ perguntou tirando um caderninho e uma caneta de um dos bolsos.

Chanyeol – Eu quero um hambúrguer e um refrigerante, por favor, e você Carly o que vai querer?/ eu estava em uma total duvida, o Chany já gastou muito hoje e eu não quero parecer uma aproveitadora.

Eu – Hã...um pastel de forno e um refrigerante./ foram os únicos que eram os mais baratos do cardápio.

Garçom – Okay, já trago o pedido./ se curvou e saiu.

Chanyeol – Ei, Carly aposto que consigo fazer você rir em 2 segundos./ revirei os olhos negando com a cabeça.

Eu – Até parece, eu que vou fazer você rir em 1 segundo./ ele fez uma careta, me segurei para não rir, mas não agüentei e ri.

Chanyeol – Ta vendo? Eu sou demais./ se exibiu.

Eu – Exibido./ fiz uma careta também mas ele ficou sério, então peguei três canudos que tinha na mesa e fiz uma barba e fiquei falando “ ho ho ho “ que nem o papai Noel, ele lutava para não rir, mordia o lábio, batia na mesa de leve, fazia de tudo vai ele acabou rindo./ - E o prêmio de mais engraçada vai para...Carly!/ ele me aplaudia.

Garçom – Aqui está o pedido de vocês./ assim que escutei a voz do garçom tirei os canudos do meu rosto e me ajeitei na cadeira, comemos em silêncio, de vez em quando fazíamos palhaçadas e contávamos piadas e assim permanecemos.

(...)

Saímos da lanchonete tarde porque a infeliz da fila no caixa tava ENORME, aquilo não era uma lanchonete, aquilo é um formigueiro não é possível. No meio do caminho avistei uma barraca de pipoca, o que eu posso fazer? Não tenho culpa se ainda estou com fome.

Eu – Chany...compra pipoca para mim?

Chanyeol – Compro sim sua comilona./ cruzei os braços.

Eu – Comilona nada! Eu estou em fase de crescimento, é normal comer tanto!

Chanyeol – Você não acha que já está muito grande não?

Eu – Não! Agora vamos, e pode deixar que você vai comprar com o meu dinheiro, já gastou demais comigo hoje./ o puxei pelo o braço. Depois que compramos a pipoca continuamos o nosso caminho.

Olhei o celular e marcava 10:40 quando estamos perto da nossa rua, nossa está ficando tarde, estávamos andando muito devagar, a noite estava tão linda que não queríamos parar de olhar, o céu estava cheio de estrelas e a lua estava cheia e brilhando que nem um diamante. De repente Chany começa a tremer e suar, o que está acontecendo com ele? .

Eu – Ta tudo bem Chanyeol?

Chanyeol – S-sim, vamos logo!/ pegou no meu pulso e começou a andar rápido, ou melhor começou a correr.

Eu – Calma Chanyeol, assim você vai quebrar meu pulso.../ ele não ligou, apertou mais o meu pulso e ”andou” mais rápido. Meu pulso já estava começando a doer, ele estava apertando muito forte./ - Chany, você está me machucando.../ ele não me respondeu de novo, eu já estava chorando de dor.

Chanyeol – Só anda./ falou sério, ele está muito estranho..., meu pulso agora além de está doendo está um pouco roxo, que ótimo como eu vou explicar isso para o Suho? Aish. Me soltei dele com raiva, ele me olhou confuso./ - O que foi agora?

Eu – O que foi? O QUE FOI?!  Você ainda pergunta? Olha para isso!/ mostrei o meu pulso roxo e ele olhou espantado./ - Sabe o que foi isso? Foi você, VOCÊ!, o que você tem hein? Porque está com tanta pressa?

Chanyeol – Não é nada, só vamos para casa./ tentou pegar meu braço mas eu recusei./ - Para de ser dramática.

Eu – Dramática? DRAMÁTICA?! Você me machucou e ainda me chama de dramática? Vai se ferrar Chanyeol,  você não é assim cadê aquele Chanyeol doce e gentil de minutos atrás?

Chanyeol – Está tarde, vamos embora logo!

Eu – Você está me ouvindo? Me responde!

Chanyeol – JÁ CHEGA CARLY! PARA DE FAZER ESSAS PERGUNTAS E VAMOS EMBORA DE UMA VEZ!/ pegou no meu braço com brutalidade e saiu me arrastando.

Eu - Não precisa me arrastar, eu sei andar sozinha./ me soltei e andei sem olhar para trás. Antes de eu entrar em casa, olhei para o lado e vi Chanyeol fechando a porta da casa dele. Enxuguei as lagrimas, coloquei minha mão dentro de um dos bolsos da jardineira jeans, respirei fundo e entrei em casa.

Percebi que Suho estava na cozinha fazendo um sanduíche para si, ao notar minha presença ele  veio até mim com uma cara nada boa, estou muito encrencada.

Suho – Onde você estava? Já viu que horas são? 11:27, eu disse para você não chegar tarde./ ele estava sério, muito sério.

Eu – Desculpa, quando eu e Chanyeol estávamos voltando do passeio paramos em uma lanchonete e a fila do caixa estava muito grande ai depois vimos uma barraca de pipoca no meio do caminho./ ele estava de braços cruzados e seu olhar era sério.

Suho – Ta, vou te perdoar, mas se fizer isso de novo eu te deixo de castigo.

Eu – Sim Suho./ subi para o meu quarto.

Quando entrei no mesmo, tranquei a porta, joguei a bolsa em qualquer lugar e fui até o banheiro, me apoiei na pia e olhei o meu reflexo no espelho, “ para de ser dramática”, “ JÁ CHEGA CARLY, PARA DE FAZER ESSAS PERGUNTAS E VAMOS EMBORA DE UMA VEZ!”, as palavras dele não saiam de minha cabeça porque ele estava tão grosso comigo? Porque estava tão bruto? Tantas perguntas mais nenhuma resposta, comecei a chorar de raiva. Resolvi tomar um banho quente para relaxar, depois que terminei o banho, coloquei meu pijama de ursinho e fiz um curativo no pulso. Depois deitei na cama e adormeci.

Continua...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Gostaram? espero que sim, desculpem qualquer erro e até o próximo capitulo.


Bye Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...