História Love and Teen Sex (Amor e Sexo Adolescente) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Adolescência, Depressão, Estrupo, Romance, Sexo
Visualizações 928
Palavras 1.120
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse capítulo está um tanto misterioso
Boa leitura
E tenho certeza que no final desse capítulo todos vão ficar bem curiosos

Capítulo 16 - Capítulo 13: Sadomasoquismo


Fanfic / Fanfiction Love and Teen Sex (Amor e Sexo Adolescente) - Capítulo 16 - Capítulo 13: Sadomasoquismo

Finalmente segunda, os dias estavam demorando tanto para passar que pareciam anos, eu gosto de ficar na casa do meu pai mas não me aguento de tanta curiosidade para saber que "presente" é esse que Peter falou que vai me dar.

-Sofia, já está pronta para ir para escola -meu celular vibra com a chegada de uma mensagem de Peter 

-Já, por que?

-Eu vou buscar você, me espera na frente da sua casa.

Vou para fora de casa esperar Peter, ele não demora muito e quando ele chega minha ansiedade e curiosidade aumentam 

-Nós não vamos à escola hoje 

-Como assim?

-Talvez meus pais já tenham ido trabalhar, vamos para minha casa.

-Não! Por que? Temos que ir para escola 

-Não seja tão certinha! Lembra do presente que eu falei? Ele está lá em casa esperando por você 

-É um animal?

-Não Sofia, não é um animal -Peter diz rindo, todo esse mistério está deixando meu coração a mil 

Assim que chegamos a sua casa Peter não diz nada, apenas sobe para seu quarto e eu o acompanho, ele entra no closet e sai com uma pequena mala nas mãos.

-O que é isso?

-Seus presentes -Peter diz tirando alguns acessórios da bolsa, alguns deles são, algemas, coleiras, vibradores, mordaças, vendas, separador de pés,cordas e chicote 

-Peter, eu acho que isso é meio óbvio, mas eu não vou usar isso!

-Por que? Faz parte da brincadeira 

-Sem sadomasoquismo por favor! 

-Isso não é sadomasoquismo! É nossa brincadeira.

-Você promete que você não vai me machucar?

-Eu nunca machucaria você! -Peter diz me puxando para perto dele.

-Ok, sem cordas ou chicotes ou separador de pés ou coleira!

-Sem cordas ou separador de pés, mas com todo o resto 

-Peter… 

-Isso é só parte da brincadeira, espera um pouco.

Olho fixamente o que Peter está fazendo e se não me engano, ele está pegando… maconha.

-Peter eu não vou fumar! E nem você vai!

Peter não me escuta e ascende e começa a fumar.

-Você nunca fumou certo -nego com um gesto de cabeça -Não é tão ruim, prove. -Peter me entrega um papel onde contém um pouco de maconha dentro e o ascende.

-Peter eu não vou fumar!

Peter se aproxima até ficar com seu rosto bem próximo ao meu e assopra fumaça em meu rosto 

-Experimente

Eu o obedeço, mas assim não consigo fumar muito por causa da tosse 

-Esta bem, chega, vamos ao que interessa -Peter apaga seu baseado e o meu. -Não precisa ficar assustada, eu não vou machucar você -Peter diz me abraçando por trás ao perceber que estou encarando todos aqueles acessórios em cima de sua cama 

-Eu não quero usar isso! - Eu digo me virando para ficar cara a cara com Peter

-Confie em mim.

Peter tira toda minha roupa, e pega a algema e  coloca em meus pulsos prendendo-os atras de minhas costas.

-Peter sem mordaça! -Digo quando Peter vem em minha direção com a mordaça.

-Está bem, sem mordaça.

-Obrigada!

Peter pega a venda e tampa meus olhos, depois começa a estimular meu clitores, minha intimidade está molhada, estou assustada mas estou gostando de todo o controle dele exercido sobre mim.

-Tão linda e tão minha -Peter diz passando sua mão por todo meu corpo, parando uma mão em minha intimidade e a outro sobre meu seio apertando o mesmo.

Peter empurra o vibrador dentro de mim sem nenhum aviso, sinto o vibrador vibrando dentro de mim enquanto Peter empurra e puxa o mesmo deixando minha respiração cada vez mais ofegante. 

Peter para de usar o vibrador e tira minha venda.

-Peter eu falei chicote não! -digo tentando me soltar das algemas, uma tentativa estupida eu sei.

-Não tente se soltar, eu não vou machucar você. 

-Solta o chicote!

-Esta bem… Soltei -Peter deixa o chicote cair no chão o que me dá uma sensação de alívio.-Por que você está tão assustada? Eu não vou machucar você, se você quiser que eu solte você, eu vou soltar, é só  você pedir… Você quer que eu te solte?

-Não, mas sem chicote!

Peter da um tapa forte um minha bunda e tenho certeza que deixará marca, Peter levanta meu pescoço tendo mais liberdade para beijar e chupar o mesmo. Peter tira sua calça, depois sua cueca e sua blusa, olho fixamente para seu membro ereto e penso o que eu estou fazendo aqui.

Mordo meus lábios ao ver Peter se masturbando com a respiração ofegante.

-Você só vai ficar me provocando? Porque se for, você sabe que eu também posso fazer o mesmo com você.

-Calma, quietinha agora.

Peter continua se masturbando deixando minha intimidade encharcada. 

-Vou acabar com seu sofrimento - Peter tira todos aqueles ascessorios da cama jogando todos no chão, e logo em seguida me jogando sem nenhuma delicadeza na cama.

-As algemas estão me machucando, e você falou que não iria me machucar.

-Relaxa Sofia.

Peter chupa meu seio deixando minha respiração ofegante e me fazendo gemer baixo, ele desçe aos beijos até minha intimidade, massageando com seus dedos a mesma, logo depois e chupa e lambe minha intimidade molhada me fazendo suspirar e gemer, Peter empurra dois dedos profundamente dentro de mim, puxa e empurra várias e várias vezes depois volta a usar sua boca até eu gozar.

Peter tira minhas algemas e fica em pé na minha frente eu me ajoelho e coloco seu membro em minha boca, Peter puxa meus cabelos e preciona minha boca em seu membro fazendo eu engasgar um pouco com o mesmo mas eu continuo chupando escutando Peter gemer.

Peter deita na cama e eu sento em seu membro, começo a quicar e rebolar em seu membro, Peter começa a dar estocadas fortes me fazendo gemer de prazer, rebolo e quico rápido em seu membro fazendo com que nós dois soltemos gemidos hora baixos hora altos, algum tempo depois Peter goza dentro de mim e eu gozo em seu membro.

-Você não deixou eu usar quase nada. -Peter diz um pouco decepcionado e com a respiração ofegante 

-Não reclama! Eu sei que você gostou, eu vou tomar um banho e depois eu vejo o que vou fazer.

Assim que termino meu banho coloco minha roupa e enquanto Peter está tomando o banho dele, analiso cada acessório que Peter queria usar em mim.

-Se arrependeu de não ter deixado eu usar? -Peter me dá um susto enorme 

-Vai se foder Peter! Caramba! 

-Desculpa 

Observo Peter colocar sua roupa, e lembro de uma coisa que me deixa preocupado e assustada.

-Peter…

-O que?

-Minha menstruação está atrasada já faz um mês.

-Você só pode estar de brincadeira!

-Eu queria, mas eu estou falando sério.

-Vamos na farmácia comprar um teste de gravidez.

 


Notas Finais


Será que ela está grávida???
Hj não dá pra postar mais um capítulo e talvez amanhã também não vai dar então segunda vcs vão descobrir se ela está ou não, e lembram-se de que o filho pode não ser apenas de Peter


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...