História Love and walkers. ( Imagine Jungkook) - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, Got7, Jay Park
Personagens BamBam, Jackson, Jay Park, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Lisa, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Yugyeom
Visualizações 11
Palavras 1.422
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey!
Desculpem a demora para postar.
Desculpem pelo capitulo também.
Não sei se ficou bom mas prometo que o próximo capitulo vai sair melhor.
Boa leitura!
💕💕💕

Capítulo 5 - K.T.S


Fanfic / Fanfiction Love and walkers. ( Imagine Jungkook) - Capítulo 5 - K.T.S


O homem falou com um olhar tanto quanto psicopata.

Jungkook aponta a arma para o homem mas em seguida leva um tiro na perna. Me desespero e me agacho em sua frente. Logo a escuridão toma conta dos meus olhos e eu apago.

S/n off

Jungkook On

Sinto uma dor insuportável ao levar o tiro. Caio no chão e s/n se agacha para me ajuda, o homem aproveita e acerta a cabeça da mesma com um pedaço de madeira. Olhei para Jinyoung e ele estava... caído? Não me lembro de ter ouvido tiro ou algo do tipo.

Apago.

Abro meus olhos com certa dificuldade e não reconheço o lugar onde me encontro. Olho em volta, com a vista ainda embaçada, e vejo s/n. Ela está serena, inconsciente, linda...

-Hey, s/n...- chamo- a em um sussurro.

Nada de ela acordar.

Merda.

Olho para o outro lado e vejo Jinyoung. Ele não esta muito diferente de s/n. Droga, estou sozinho nessa. Além de sozinho, estou amarrado e com dores no corpo. Há um curativo em minha perna onde fui atingido com o tiro.

Ouço um barulho na porta e logo um homem desconhecido entra.

-Parece que a princesinha já acordou!- ele ri.

-A-aonde eu estou.- ainda tenho um pouco de dificuldade para falar.

-Não interessa. Sehun quer te ver,agora.- o homem se aproxima retirando as minhas algemas que estão presas a mim e a cama.

Lanço um olhar mortal para o homem.

-Não. Vou- Não me mexo.

-Se não for por bem, vai por mal.- ele lança o mesmo olhar.

-Me obriga!

Recebo um soco na maçã do rosto fazendo abrir um corte e arder.

-Filho da puta.- resmungo e coloco a mão no lugar ferido.

O homem me puxa e eu vou.

Andamos por um corredor grande, há algumas portas e a iluminação do local é fraca.

-Aonde eu estou caralho?- digo irritado.

O homem me ignora e eu fico irritado mas me controlo.

Ele abre uma porta no final do corredor e me empurra para dentro da sala. Me deparo com Jay Park e Namjoon sentados em uma cadeira.

-Onde nós estamos.- digo antes de Jay falar algo.

-Não sabemos.- Jay parecia mal humorado.

-Um tal de Sehun quer falar com nós.- Namjoon me olha.

-Porque?- resmungo.

Antes de qualquer resposta, Hoseok aparece na porta xingando o homem ao seu lado.

-... vão se foder todos vocês!- ele fala alto.

Todos soltam uma pequena risada e Hoseok revira os olhos.

Logo o tal de Sehun entra na sala.

-Bom dia meus amigos.- Sehun sorri diabolicamente.

Jungkook Off

S/n On

Me encontro sentada na cama conversando com Jinyoung. Minha cabeça doí um pouco.

-Eu só queria saber onde estamos...- abaixo o olhar.

-Eu também, mas logo nós vamos...- Jinyoung é interrompido por... tiros!

Barulho de ecoavam pelo local. Eu e Jinyoung nos entreolhamos e corremos até a porta. Abro a porta e um homem que estava em nossa frente acaba levando um tiro na cabeça. O que está acontecendo? Tento encontrar o responsável por isso e vejo Jungkook.

-S/N!- ele grita e corre até mim.

Nos abraçamos e eu me impressiono com o ato.

-Nós temos que ir- ele puxa Jinyoung e eu.

-Mas o que está acontecendo?

-No caminho eu te falo.- ele corre.

Seguimos Jungkook e encontramos Jay Park, Jimin, Namjoon, Hoseok, Yugyeom e Jin.

-Nós temos que ir!- Jay grita com os olhos marejados.

Deixei para perguntar depois o motivo de seus olhos estarem a beira de lágrimas. Corremos para a saída do local e no caminho Namjoon me entrega um fuzil.

Atiro nos homens em minha frente e continuo correndo. Finalmente saímos do local e tentamos recuperar o ar.

-Pra que tudo isso?- digo indignada e sem fôlego.

-S/n, eles... mataram dois de nosso grupo...- Namjoon está triste.

-Não muitos, apenas... Lucy e... Dipper.- Jay chora.

Meu olhos enchem de lágrimas e logo começo a chorar. Jin me abraça e acaricia minha cabeça.

-ESPEREM!- Yugyeom grita.- ONDE ESTÁ VOVÔ?

Oh não, esqueceram do Tomas.

Yugyeom não espera respostas e corre para dentro do local, Jay vai atrás.

Já se passaram 5 minutos e nada deles ainda. Ouço barulhos de tiro e todos ficam preocupados.

Jay aparece na porta do grande edifício com Tomas. Ele não parecia muito bem, o braço de Tomas estava envolta do pescoço de Jay e o velho mancava.

-C-cadê Yugyeom?- me preocupo pois o mesmo não estava com eles.

-Sinto muito...- Jay Park me abraça e eu começo a chorar novamente.

Que dia...

2 semanas depois

Aquela fazenda não era a mesma desde que chegamos sem Lucy e Dipper, e para piorar, os outros também haviam morrido pois descobriam o nosso local enquanto estávamos “ocupados”. Me sinto triste e um tanto quanto culpada. Esse lugar não é o mesmo sem as crianças e sem Lucy. Restam apenas eu, Jinyoung, Jungkook, Jimin, Jin, Namjoon, Yoong, Tae, Hoseok, Tomas, Jay Park e Laurence. Não sei como essa desgraça teve sorte de sobreviver, mas é claro, quem não consegue sobreviver se escondendo no porão? Que inútil., pura sorte.

Não estou com nenhum pouco de coragem para levantar, como eu disse: esse lugar não é o mesmo sem algumas pessoas. Se nós tivéssemos ficado em casa talvez isso não tivesse acontecido.

Não quero mais viver nesse inferno... zumbis, doença, morte, nada mais tem valor, nenhum lugar é seguro o suficiente.

Yugyeom era um cara tão legal, eu gostava muito dele, eu não consigo aceitar que ele se foi. Jungkook... Não sei o que sinto por esse homem, não é amor... ou é? Não o odeio por simplesmente fazer bullying comigo no Colégio. Ele é tão... lindo.

Tae e eu perdemos um pouco o contato, isso é horrível.

Jinyoung todo dia vem dormir comigo para nós conversarmos a noite toda. Eu me esqueço de todos os problemas quando estou com Jinyoung. Hoseok é um cara muito legal também, ele consegue nos deixar alegres numa situação dessa.

Jimin está muito quieto ultimamente, está me preocupando.

Jay Park não é mais o mesmo. Ele está triste e sem planos para nada.

Tomas nem se fala, está de cama desde o dia do acontecimento. Tadinho dele, ele é um ótimo homem.

Toques na porta invadem os meus ouvidos.

-Oi...- Jin entra.

- Oi Jin...- Sorrio sem mostrar os dentes.

-Posso falar com você?

-Claro- dou espaço para o moreno sentar ao meu lado na cama.

-Eu sei que nós estamos num situação difícil mas... é que...- ele está nervoso.

-Calma Jin, pode falar. – pego sua mão.

-É que eu estou... apaixonado...- Ele cora.

-Wow, Jin que maravilha!- digo animada.

Essa é a primeira vez que eu vejo alguém apaixonado nesse “mundo”.

-E quem é o sortudo?- pergunto.

-É... o... Namjoon.- ele esconde o rosto com as mãos.

-AI MEU DEUS JIN!- grito com um tom de felicidade.

-Ei, ele não pode saber. Não sei se ele sente o mesmo por mim.- ele abaixa o olhar.

-Relaxa Jin, se ele não sente ele vai sentir. Confia em mim.- sorrio.

Eu e Jin ficamos conversando por um longo tempo até ouvir alguém batendo na porta desesperadamente.

-Entra.- grito.

-Nós temos que sair daqui. AGORA.- Yoong grita.

Resolvo não fazer perguntas e corro para pegar as minhas armas.

Nos direcionamos para a parte de fora da casa, todos estão lá.

-O que aconteceu?- pergunto assustada.

-Olhe...- Jimin aponta para a cerca da fazenda.

A fazenda estava quase cercada completamente por zumbis, há muitos por todos os lados. Como eles chegaram até aqui.

-Nós temos que sair antes que eles entrem.- Jay anuncia.

Nos preparamos e saímos pela parte da trás da fazenda, matando alguns zumbis que haviam pelo caminho. Não sei quantas vezes enfiei minha faca na cabeça desses andarilhos, foram muitas.

Estamos andando já fazem 2 horas. Como sempre, matando e andando...

-Eu não aguento mais.- Taehyung diz sem fôlego.

-Eu também...- Yoong se pronuncia.

-Vamos galera, animação.- Hoseok não se importa.

-Oppa me leva no colo.- Laurence diz manhosa.

Me seguro para não bater nessa menina e acabo fazendo uma cara de nojo, Taehyung percebe a minha expressão e ri.

-Se eu não aguento nem andar direto, vc acha que eu vou te carregar? Vai sonhando.- Jungkook diz emburrado.

Laurence resmunga algo e eu e Tae rimos.

Andamos, andamos e andamos.

Um andarilho aparece e Namjoon vai pra cima dele.

Nam para e o observa.

-Galera, olhem isso...- Namjoon segura o zumbi pelos barcos.

Na barriga do zumbi está escrito “K.T.S”. Não sabemos o que significa, mas coisa boa não parece ser.

Iremos descobrir.






Notas Finais


Gostaram?
Bjs e até o próximo capitulo!
❤💕❤💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...